Download
escala de maturidade mental columbia cmms columbia mental maturity scale 1 parte n.
Skip this Video
Loading SlideShow in 5 Seconds..
Escala de Maturidade Mental Columbia – CMMS ( Columbia Mental Maturity Scale ) 1ª Parte PowerPoint Presentation
Download Presentation
Escala de Maturidade Mental Columbia – CMMS ( Columbia Mental Maturity Scale ) 1ª Parte

Escala de Maturidade Mental Columbia – CMMS ( Columbia Mental Maturity Scale ) 1ª Parte

1866 Views Download Presentation
Download Presentation

Escala de Maturidade Mental Columbia – CMMS ( Columbia Mental Maturity Scale ) 1ª Parte

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript

  1. Autores: Bessie B. Burgemeister, Lucille HollanderBlum e Irving Lorge. Revisão Técnica: IraíBoccato Alves e José Luciano Miranda TEAP I - Profª Dra. Rosalice Lopes Escala de Maturidade Mental Columbia – CMMS ( Columbia Mental MaturityScale)1ª Parte

  2. Natureza do CMMS • Teste individual de fácil aplicação; • Fornece estimativa da capacidade de raciocínio geral de crianças com idade de 3 anos e 11 meses a 9 anos e 11 meses; • Os 92 itens de classificação que compõem o teste são pictóricos e figurativos; • Os itens estão organizados em oito escalas ou níveis sobrepostos; • A criança realiza um segmento do teste correspondente ao nível mais adequado para a sua idade cronológica; • Em média são aplicados a cada criança entre 55 a 66 itens.

  3. Natureza do CMMS • Cada item contem uma série de três a cinco desenhos impressos em um cartão de 6 X 9 polegadas – 1 polegada =2,54 cm; • Alguns itens apresentam cores diferentes de modo a tronar as figuras mais atraentes; • Os objetos representados pertencem ao campo de experiência da maioria das crianças; • A criança deve olhar as figuras e selecionar a que é diferente ou que não se relaciona às demais; • Os itens se constituem num enigma para a criança e estão organizados em ordem de dificuldade crescente; • A aplicação dura de 15 a 20 minutos.

  4. Objetivo • Auxiliar na tomada de decisão de pessoas que atuam junto à crianças: professores, orientadores, etc., na busca de material adequado à aprendizagem para todos os tipos de crianças; • Tendo em vista que não requer resposta verbal e necessita de uma resposta motora mínima ele é especialmente adequado a crianças com paralisia ou outra lesão cerebral, retardo mental, deficiência visual, dificuldades de fala ou perda de audição; • Serve ainda para crianças que venham de lares onde se fala uma outra língua com ajuda de um interprete; • O examinador é responsável pela motivação da criança, embora o caráter lúdico do teste nem sempre exige este tipo de ação.

  5. Objetivo • O CMMS não mede a capacidade inata da criança. O desempenho da criança é o resultado da interação de muitos fatores complexos que afetam o0 desenvolvimento de sua capacidade de lidar com os materiais apresentados no teste; • O CMMS tem o objetivo de avaliar capacidades de raciocínio geral essencialmente importantes para o desempenho na escola; • O conceito de constância ou estabilidade do nível de capacidade não deve ser associado com os resultados do teste.

  6. Um pouco de história • Antes de 1947 o sucesso na criação de instrumentos para avaliar a capacidade mental d crianças foi apenas parcial; • Foi a partir do ano de 1947 que os autores iniciaram estudos que culminaram com a criação do CMMS; • A primeira edição foi publicada em 1954 e a segunda em 1959 e a terceira em 1968, a qual é usada até hoje.

  7. Instruções para aplicação • Primeiro quesito exigido é a familiaridade do aplicador ao teste, dessa forma é necessário um treino para que a aplicação possa ser bem sucedida; • Estabelecer bom rapport; • As instruções devem ser seguidas cuidadosamente.

  8. Instruções de aplicação • Sala bem iluminada, silenciosa e livre de distrações; • Mesa e cadeira de altura adequada para a criança e uma cadeira para o aplicador. A mesa deve ter tamanho grande para acomodar uma pilha de cartões na frente da criança e outra na frente do aplicador além da folha de respostas; • A criança deve se sentar na frente do aplicador do lado oposto da mesa; • O aplicador deve se certificar que a criança entendeu o que deve fazer. É permitido que faça pergunta nos exemplos, mas nunca depois que iniciar as séries de avaliação.

  9. Instruções de aplicação • Antes de iniciar a aplicação o examinador deve computar a idade cronológica da criança em anos, meses e dias em relação à data da aplicação do teste; • O nível apropriado deve ser consultado na Tabela. A interpretação adequada depende da exatidão da informação; • O examinador deve preencher o Quadro de Informações do Examinando na parte da frente da Folha de Respostas

  10. TABELA – Definição de Níveis CMMS

  11. Instruções de Aplicação • O examinador deve arrumar o conjunto de cartões em ordem numérica do maior para o menor na sequência apropriada quando colocados com a frente voltada para baixo; • Os cartões de exemplo, o primeiro e o último de cada série tem um lembrete impresso no verso de cada cartão; • Os cartões devem ter o lado da frente voltado para baixo. Se estiver organizado corretamente as palavras de instruções estarão voltadas ao examinador;

  12. Instruções de aplicação • Mostra-se um cartão de cada vez à criança, colocando-se sucessivamente um sobre o outro na frente da criança.Se corretamente posicionado o desenho ficará de frente para a criança e o número voltado para o examinador; • As alternativas devem ser consideradas da esquerda para a direita em relação ao examinador. Os números das alternativas não aparecem nos cartões, mas aparecem na Folha de Respostas; • O aplicador deve marcar as respostas com um traço diagonal na folha de respostas; • Ler as instruções verbais do Manual;