a doutrina do santu rio compat vel com a doutrina da trindade l.
Download
Skip this Video
Loading SlideShow in 5 Seconds..
A doutrina do Santuário é compatível com a doutrina da trindade? PowerPoint Presentation
Download Presentation
A doutrina do Santuário é compatível com a doutrina da trindade?

Loading in 2 Seconds...

play fullscreen
1 / 60

A doutrina do Santuário é compatível com a doutrina da trindade? - PowerPoint PPT Presentation


  • 165 Views
  • Uploaded on

A doutrina do Santuário é compatível com a doutrina da trindade?. A doutrina trindade no catolicismo ensina que a expiação de Cristo através de seu sacrifício é insuficiente, daí a necessidade da eucaristia a repetição de seu sacrifício continuamente. Mistério. Apocalipse17:5.

loader
I am the owner, or an agent authorized to act on behalf of the owner, of the copyrighted work described.
capcha
Download Presentation

A doutrina do Santuário é compatível com a doutrina da trindade?


An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript
slide2
A doutrina trindade no catolicismo ensina que a expiação de Cristo através de seu sacrifício é insuficiente, daí a necessidade da eucaristia a repetição de seu sacrifício continuamente.
slide3

Mistério

Apocalipse17:5

slide4

À bíblia é clara: Jesus não necessita como os sumos sacerdotes,, oferecer cada dia sacrifícios, primeiramente por seus próprios pecados e depois pelos do povo; porque isto o fez, uma vez por todas, quando se ofereceu a si mesmo. Hebreus 7:27.

slide5
mas este, havendo oferecido um único sacrifício pelos pecados, assentou-se para sempre à direita de Deus,Hebreus10:12
slide6

O seu sacrifício é perfeito é totalmente suficiente para nos remir de toda culpa e dor causada pelo pecado; seu sacrifício é suficiente, mas sua intercessão por nós não para, pois na terra fez a expiação pelo pecado, o preço foi pago, a divida cessou, mas a necessidade de obter a salvação continua, pois pecamos e sempre precisamos de perdão.

slide7

Deus

O SACRIFÍCIO NÃO SE REPETE, MAS A INTERCESSÃO CONTINUA, ORA, O ÚNICO QUE EFETIVAMENTE PODE SANCIONAR O PERDÃO É DEUS.

Cristo

Homem

slide9

Deus

Cristo

anjos

arrependimento

slide10

E acrescentou: Em verdade, em verdade vos digo que vereis o céu aberto, e os anjos de Deus subindo e descendo sobre o Filho do homem.João1:51

Então sonhou: estava posta sobre a terra uma escada, cujo topo chegava ao céu; e eis que os anjos de Deus subiam e desciam por ela;Gênesis28:12

slide11

. A escada representa Jesus, o meio designado para a comunicação. Não houvesse Ele com Seus próprios méritos estabelecido uma passagem através do abismo que o pecado efetuou, e os anjos ministradores não podiam ter comunhão com o homem decaído. Cristo liga o homem em sua fraqueza e desamparo, à fonte do poder infinito.PATRIARCA PG185.

slide13

. Pois Cristo não entrou num santuário feito por mãos, figura do verdadeiro, mas no próprio céu, para agora comparecer por nós perante a face de Deus; Hebreus 9:24. Se Cristo é membro de uma trindade, sendo o próprio Deus como ele vai interceder diante de Deus?

slide14

PAI O

ACEITE

slide15
Portanto, pode também salvar perfeitamente os que por ele se chegam a Deus, porquanto vive sempre para interceder por eles.Hebreus7:25
slide16
Jesus na terra perdoou pecados pela autoridade do Pai. Cristo nada faz por si mesmo, seu poder e autoridade provem de Deus o PAI.
slide17

Ora, para que saibais que o Filho do homem tem sobre a terra autoridade para perdoar pecados (disse então ao paralítico): Levanta-te, toma o teu leito, e vai para tua casa. Mateus 9:6.

slide18

E, aproximando-se Jesus, falou-lhes, dizendo: Foi-me dada toda a autoridade no céu e na terra. Mateus 28:18. Do mesmo modo O Pai lhe deu toda autoridade para julgar como para perdoar.

slide19

O Pai aceita o perdão que Cristo nos concede, pois deu a Ele e somente a Ele a autoridade para perdoar. Jesus é o nosso representante diante de Deus e o representante Máximo de Deus diante de todo o universo,

slide20

Disse-lhes, pois, Jesus: Em verdade, em verdade vos digo que o Filho de si mesmo nada pode fazer, senão o que vir o Pai fazer; porque tudo quanto ele faz, o Filho o faz igualmente. João 5:19

slide21

Deus deu autoridade a Cristo e Cristo por sua vez concedeu sua autoridade aos discípulosE, chamando a si os seus doze discípulos, deu-lhes autoridade sobre os espíritos imundos, para expulsarem, e para curarem toda sorte de doenças e enfermidades Mat.10: 1

slide22

Se Cristo é parte de uma trindade ele não pode ter morrido de verdade nem ter feito um sacrifício de verdade, Deus não morre e nem pode ser tentado. Ninguém, sendo tentado, diga: Sou tentado por Deus; porque Deus não pode ser tentado pelo mal e ele a ninguém tenta.Tiago 1:13

slide23
Nem Cristo, nem o Pai e muito menos o espírito Santo podem interceder diante da trindade sendo membros da mesma.
slide24

Os evangélicos trinitarianos não possuem um intercessor no céu. Eles crêem que Cristo só é nosso mediador na condição de homem e no céu está na condição de Deus.deixando a vaga de intercessor para o Espírito Santo que ficou na terra,logo após sua partida, e Cristo no céu esta assistindo tudo sem fazer nada.

slide26

A igreja católica para não cometer uma incoerência teológica arrumou outro intercessor ou melhor uma intercessora, Maria, que segundo a visão da igreja esta pleiteando por nós diante da trindade,

slide27

Cristo viveu como nosso exemplo, morreu como nosso sacrifício, ressuscitou para nossa justificação, ascendeu ao céu para ser nosso único Mediador no santuário celeste, onde, com seu próprio sangue faz expiação por nossos pecados; a qual expiação, longe de ter sido feita na cruz que foi apenas a oferta do sacrifício...” (Em Defesa da Doutrina, pág. 12 e Declaração de Princípios Fundamentais, Seção II - 1872. Revista Signs - 1874).

slide28

). “A obra de Cristo no santuário celestial, apresentando a cada momento Seu próprio sangue perante o propiciatório, ao interceder por nós, deve impressionar-nos o coração para que compreendamos o valor de cada momento” (Conselhos sobre a Escola Sabatina, pág. 111)

slide29

Não adianta Cristo pagar o preço sem o aval do Pai,daí o propósito do Santuário, Cristo nos comprou e agora no céu ele nos oferece a Deus. Através do seu sangue o Pai nos aceita. Por isso que para ser de Deus primeiro temos que ser de Cristo.

slide30

Uma das maiores verdades das escrituras é a doutrina do santuário onde Cristo tem a prerrogativa,exclusiva para interceder sendo único ser que pode ter acesso irrestrito a Deus o Pai.

slide31

. Meus filhinhos, estas coisas vos escrevo, para que não pequeis; mas, se alguém pecar, temos um Advogado para com o Pai, Jesus Cristo, o justo. I João 2:1 Essa passagem é a mais odiada pela Igreja Católica, e hoje também é uma das passagens que os pseudos protestantes não podem explicar.

slide33

segundo a palavra utilizada é (Parácleto) em grego Advogado a mesma palavra atribuída ao espírito santo em João 14:16 porque Parácleto em sua tradução fiel é advogado, se caso João14:16 fosse traduzido como advogado iria contradizer 1João 2:1 e ficaria claro que o outro Consolador, ou melhor, Advogado é o próprio Cristo despido de forma humana, e já não enganaria a ninguém.

slide34

Em terceiro lugar o conceito de um Advogado que intercede junto a Deus vem da escola dos rabinos bem antes de Cristo,nesse verso o apostolo confirma esse conceito como verdadeiro deixando claro que só Cristo pode nos auxiliar.sendo nosso único ADVOGADO.ou Parácleto.

slide35

A doutrina do Santuário na IASD não passa de simples retórica, sem qualquer aplicação pratica e direta em nossa salvação, pois não é compatível nem por hipótese com a doutrina de seu atual deus a trindade,sem que ao menos entre em serias contradições.

slide36

A obra de expiação de Cristo que se iniciou com seu sacrifício é continuada no céu, como nosso Sumo Sacerdote,e ali e tão ali somente nossos pecados serão perdoados ,

slide37

quando Cristo levar nosso caso ao Pai ou por ocasião da morte ou do fechamento da porta da graça,oferecendo o seu sangue no Santo dos Santos,eu imagino o Pai,Jeová dizendo: Pelo seu sangue meu amado Filho eu o aceito como meu..

slide38
O povo de Deus deve ter agora os olhos fixos no santuário celestial,onde...nosso grande Sumo Sacerdote esta...está intercedendo por seu povo.—Ev223
slide39

Entre os pontos principais do programa de Nicéia figurava a doutrina herética de Ário, ex-presbítero da Alexandria, com sua tese de que Cristo era um ser intermediário entre a divindade e a humanidade. Confirmou-se a destituição de Arrio e a doutrina ariana foi definitivamente condenada.Daniel ,7:24e25

slide40

Satanás está lutando continuamente para sugerir suposições fantasiosas no tocante ao santuário, aviltando as maravilhosas exposições de Deus e do ministério de Cristo para a nossa salvação, a qualquer coisa que se ajuste a mente carnal. Tira do coração dos crentes o poder que ali domina e substitui-o por teorias fantasiosas, inventadas para anular as verdades da expiação e para destruir-nos a confiança nas doutrinas

slide41

que consideramos sagradas desde que pela primeira vez foi dada a tríplice mensagem. Pretende, assim, despojar-nos da fé na própria mensagem que nos converteu num povo separado e que conferiu à nossa obra a sua dignidade e poder” ( Special Testemonies. Series B, n. 7, página 17. (1905).” - Evangelismo, pág. 225).

slide42

Essa com certeza é, sem medo de errar a maior verdade do Adventismo“A compreensão do ministério do santuário celestial constitui o alicerce de nossa fé” (Carta 208, 1906 Evangelismo, pág. 221)

slide43

“O sangue de Cristo, ao mesmo tempo em que livraria da condenação da lei o pecador arrependido, não cancelaria o pecado; este ficaria registrado no santuário até à expiação final; assim, no serviço típico, o sangue da oferta pelo pecado removia do penitente o pecado, mas este permanecia no santuário até o dia da expiação. (...)

slide44

(...) Assim como na expiação final os pecados dos verdadeiros arrependidos serão apagados dos registros do céu, para não mais serem lembrados nem virem à mente, assim no serviço típico eram levados ao deserto, para sempre separados da congregação” (Patriarcas e Profetas, págs. 370 e 371).

slide45

“O assunto do santuário e do juízo de investigação, deve ser claramente compreendido pelo povo de Deus. Todos necessitam para si mesmos de conhecimento sobre a posição e obra de seu grande Sumo Sacerdote. Aliás, ser-lhes-á impossível exercerem a fé que é essencial neste tempo, ou ocupar a posição que Deus lhes deseja confiar. Cada indivíduo tem uma alma a salvar ou perder.

slide46

Cada qual tem um caso pendente no tribunal de Deus. Cada um há de defrontar face a face o grande Juiz. Quão importante é, pois, que todos contemplem muitas vezes a cena solene em que o juízo se assentará e os livros se abrirão, e em que, juntamente com Daniel, cada pessoa deve estar na sua sorte, no fim dos dias!”. CSS pág 117

slide47

“De igual maneira vi que Jesus considerou com a mais profunda compaixão os desapontados que haviam aguardado a Sua vinda; e enviou Seus anjos para dirigir-lhes a mente, de maneira que pudessem segui-lo até onde eles estavam. Mostrou-lhes que a Terra não é o santuário, mas que ele devia entrar no lugar

slide48

santíssimo do santuário celestial, a fim de fazer expiação por Seu povo e receber o reino de Seu Pai, e então voltaria a Terra e os tomaria para ficarem com Ele para sempre” (Primeiros Escritos, pág. 244).

slide49

ASSIM FOI ATÉ 1956Por estas afirmações fica claro e bem definido o modo de pensar dos pioneiros adventistas, quanto à obra de expiação feita por Cristo. Eles entendiam que em 1844 deu-se inicio a expiação dos pecados do povo de Deus, e que a morte de Jesus foi apenas um sacrifício.

qual a diferen a dos que viveram antes do sacrif cio de cristo e os que viveram depois

A DIFERENÇA É QUE OS PATRIARCAS TINHAM QUE ESPERAR O SACRIFICIO DE CRISTO,(A OFERTA DE SACRIFÍCIO),ESTA É A ÚNICA DIFERENÇA ,ENTRETANTO COMO NÓS, DEPENDEM DO QUE CRISTO ESTA FAZENDO POR NÓS NO CEÚ

QUAL A DIFERENÇA DOS QUE VIVERAM ANTES DO SACRIFÍCIO DE CRISTO E OS QUE VIVERAM DEPOIS?

slide51

Nossos pecados só serão perdoados quando CRISTO apresentar nosso caso perante o Pai,até lá somos pecadores indignos, não diferentes de um bêbado ou de uma prostituta,hoje somos agraciados, com a promessa do perdão de DEUS. Se permanecermos em Cristo em seu amor,então o próprio Pai nós aceitará pelo sangue de Jesus como sua propriedade particular.

slide52

A Verdade vos libertará, págs. 16, 17 - Saulo Carpes - 1972). Carpes, depois de citar várias passagens dos livros de Ellen White sobre a obra expiatória de Cristo, faz o seguinte comentário:

slide53

“Poderíamos citar mais trechos do Espírito de Profecia, esclarecendo como criam os pioneiros com respeito a obra expiatória de Cristo no santuário celestial; mas cremos que estas passagens são o suficiente a todo crente sincero,

slide54

para crer que Jesus está fazendo expiação no santuário celestial. A doutrina que diz que Cristo fez uma expiação na cruz é falsa e não está em harmonia com o céu. E acrescenta: A classe numerosa de adventistas nominais diz que Jesus fez a expiação na cruz, uma falsa doutrina” (Idem, pag. 16).

slide55

A NOVA TEOLOGIA ASSIM DEFINE A DOUTRINA DA EXPIAÇÃO “Não negamos - e é ponto cardeal de nossa doutrina - que Cristo fez no Calvário uma expiação completa, recaindo sobre Ele nossos pecados. E, hoje, como ministro oficiante no santuário celestial, como nosso Sumo Sacerdote, Ele ministra, aplica, distribui os benefícios da expiação que fez” (Subtilezas do Erro, pag. 54).

slide56

“Cremos que o sacrifício expiatório foi feito na cruz e provido para todos os homens, mas que no sacerdócio e ministério celestial de Cristo nosso Senhor, esta expiação sacrifical é aplicada à alma anelante” (Questions on Doctrine, pág. 348).

slide57

“Quando, portanto, se houve algum adventista dizer, ou se lê em nossa literatura - mesmo nos escritos de Ellen G. White - que Cristo está fazendo expiação agora, deve-se compreender que isto significa simplesmente que Cristo está agora aplicando os benefícios da expiação sacrifical que ele efetuou na cruz...” (Idem, págs. 354 e 355).

slide58

A doutrina do santuário ensina acima de tudo que dependemos do que Cristo fez e está fazendo e fará em nosso favor até o dia em que estaremos com e Ele no céu juntamente com nosso grande Deus,Jeová.

respondeu lhe jesus eu sou o caminho e a verdade e a vida ningu m vem ao pai sen o por mim jo o14 6

Deus o Pai

Respondeu-lhe Jesus: Eu sou o caminho, e a verdade, e a vida; ninguém vem ao Pai, senão por mim.João14:6
slide60

Termino com a visão de João no livro da revelação. “ Nela não vi santuário, porque o seu santuário é o Senhor Deus Todo-Poderoso, e o Cordeiro. Apocalipse 21:22 Nesse dia não mais precisaremos de santuário, Amém.