slide1 l.
Download
Skip this Video
Loading SlideShow in 5 Seconds..
rase PowerPoint Presentation
Download Presentation
rase

Loading in 2 Seconds...

play fullscreen
1 / 11

rase - PowerPoint PPT Presentation


  • 228 Views
  • Uploaded on

rase. Profª.: Célia Trindade de Araújo e Silva. Crase. É a fusão (junção) da preposição a exigida pela regência do verbo ou do nome mais o artigo definido a , os pronomes demonstrativos aquele(s) , aquela(s) , aquilo e o pronome demonstrativo a .

loader
I am the owner, or an agent authorized to act on behalf of the owner, of the copyrighted work described.
capcha
Download Presentation

PowerPoint Slideshow about 'rase' - elina


An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript
slide1

rase

Profª.: Célia Trindade de Araújo e Silva

crase
Crase

É a fusão (junção) da preposição aexigida pela regência do

verboou do nomemais o artigo definido a, os pronomes demonstrativos

aquele(s), aquela(s), aquilo e o pronome demonstrativoa.

A crase é indicada pelo acento grave (`).

Condições para ocorrência de crase

1. O termo regente deve exigir a preposição a.

2. O termo regido tem que ser uma palavra feminina que admita artigo a(s).

Ex.: Ele foi aa fazenda ontem depois do almoço.

à

regra pr tica
Regra prática

Para você saber se há crase antes de uma palavra feminina,

troque essa palavra por uma masculina correspondente e observe:

1. Se antes da palavra masculina aparecer ao(s), use crase antes da feminina.

Ex.: Ela foi à feira ontem.

Ela foi ao mercado ontem.

2. Se antes da palavra masculina aparecer apenas a(s) ou o(s) não use crase.

Ex.: Os jogadores visitaram a cidade.

Os jogadores visitaram o museu.

casos em que ocorre crase
Casos em que ocorre crase

 Nas locuções adverbiais femininas.

Ex.: O rapaz saiu à tarde e chegou à noite. (locução adverbial de tempo)

Ex.:Ele foi à feira e depois à lavanderia. (locução adverbial de lugar)

Ex.: O governador viajou às pressas. (locução adverbial de modo)

Observação:

Com as locuções adverbiais femininas de instrumento a crase é facultativa.

Ex.: O pai saiu sem fechar a porta à chave.

O pai saiu sem fechar a porta a chave.

Ex.: O soldado foi ferido à baioneta.

O soldado foi ferido a baioneta.

slide5

 Nas locuções prepositivas (formadas por a + palavra feminina + de)

Ex.: Meu amigo conseguiu ser aprovado à custa de muito esforço.

Ele saiu à procura de ajuda.

 Nas locuções conjuntivas (formada por a + palavra feminina + que).

Ex.: A cidade se acalma, à medida que escurece.

À proporção que chovia, aumentavam os buracos na rua.

Observação:

Nas expressões à moda de, à maneira de, a palavra principal pode ficar oculta. Então o à poderá ficar diante de palavra masculina, como no exemplo:

Ex: Usava cabelos à Luís XV. (à moda de Luís XV)

casos em que a crase facultativa
Casos em que a crase é facultativa

 Antes de pronomes possessivos femininos (porque antes desse tipo de pronome o artigo é facultativo).

Ex.: Ele se refere à minha mãe.

Ele se refere a minha mãe.

 Antes de nomes de mulheres

Ex.: Eu me referi à Maria.

Eu me referi a Maria.

 Depois da palavra até.

Ex.: Todos os alunos foram até à escola.

Todos os alunos foram até a escola.

casos em que n o ocorre crase
Casos em que não ocorre crase

 Antes de nomes masculinos (porque essas palavras não admitem o artigoa.

Ex.: Ele adora andar a cavalo, ela prefere andar a pé.

 Antes de verbos (porque antes de verbos não aparece artigo)

Ex.: Assim que saíram, começaram acorrer.

 Antes de pronomes que não admitem artigo.

  • Pronomes pessoais (porque antes deles não se usa artigo)
  • Ex.: Todos se dirigiram aela.

b) Pronomes de tratamento (porque antes deles não se usa artigo)

Ex.: Dirigi-me aVossa Excelência para despedir-me.

Observação:

Os pronomes de tratamento dona, senhora e senhorita, pelo fato de admitirem o artigo, admitem também a crase.

Ex.: Nada disse à senhora.

slide8

c) Pronomes demonstrativos, indefinidos e relativos

Ex.: É hora de dar um basta aessa barbárie.

Não demonstrava sua tristeza aninguém.

Aquela é a senhora aquem dirigi meus votos de felicidade.

Observação:

Pode ocorrer a crase entre a preposição a e os pronomes relativos a qual e as quais.

Ex.: Estas são as finalidades àsquais se destina o projeto.

Seria aquela a jovem àqual você se referia?

 Quando o a(sem s) aparece antes de uma palavra no plural.

Ex.: Ele se dirigia apessoas estranhas.

slide9

 Em expressões com palavras repetidas

Ex.: O tanque se encheu gotaagota.

  • Antes de nomes de cidades (que não admitem o artigo feminino a), sem
  • especificativos

Ex.: Eles pretendem ir a Paris.

Observação:

Quando o nome da cidade apresenta um especificativo, ele passa a admitir artigo e, nesse caso, pode ocorrer a crase, desde que o termo regente exija a preposição a.

Ex.: Eles pretendem ir àfascinante Paris.

Antes da palavra casa, no sentido de lar, residência própria da pessoa, se não vier determinada. Se vier determinada aceita a crase.

Ex.: Voltei acasa cedo.

Voltei àcasade meus pais cedo.

slide10

 Antes da palavra terra, no sentido de chão firme, tomada em oposição a mar ou ar, se não vier determinada, não aceita o artigo e não ocorre a crase. Se vier determinada, aceita o artigo e ocorre a crase.

Ex.: Os marinheiros já voltaram a terra.

Os marinheiros voltaram àterrade seus sonhos.

Observação:

Quando a palavra terra for usada no sentido de terra natal ou planeta, a palavra terra admite artigo, por isso, ocorrerá crase, se o termo regente exigir preposição.

Ex.: A espaçonave voltara àTerra, no ano 3000.

slide11

“É muito melhor arriscar coisas grandiosas, alcançar triunfos e glórias, mesmo expondo-se à derrota, do que formar fila com os pobres de espírito que nem gozam muito nem sofrem muito, porque vivem nessa penumbra cinzenta que não conhece vitória nem derrota.”

(Theodore Roosevelt)