estudo da qualidade de vida e marcha de idosos de sergipe n.
Download
Skip this Video
Loading SlideShow in 5 Seconds..
ESTUDO DA QUALIDADE DE VIDA E MARCHA DE IDOSOS DE SERGIPE PowerPoint Presentation
Download Presentation
ESTUDO DA QUALIDADE DE VIDA E MARCHA DE IDOSOS DE SERGIPE

Loading in 2 Seconds...

play fullscreen
1 / 1

ESTUDO DA QUALIDADE DE VIDA E MARCHA DE IDOSOS DE SERGIPE - PowerPoint PPT Presentation


  • 80 Views
  • Uploaded on

ESTUDO DA QUALIDADE DE VIDA E MARCHA DE IDOSOS DE SERGIPE. Teixeira, JP, Taguchi, CK, Alves, LV Universidade Federal de Sergipe Qualidade de Vida e Marcha de Idosos.

loader
I am the owner, or an agent authorized to act on behalf of the owner, of the copyrighted work described.
capcha
Download Presentation

ESTUDO DA QUALIDADE DE VIDA E MARCHA DE IDOSOS DE SERGIPE


An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript
estudo da qualidade de vida e marcha de idosos de sergipe
ESTUDO DA QUALIDADE DE VIDA E MARCHA DE IDOSOS DE SERGIPE

Teixeira, JP, Taguchi, CK, Alves, LV

Universidade Federal de Sergipe

Qualidade de Vida e Marcha de Idosos

  • Resultados: 19,6% da amostra apresentou DGI alterado, 7,6% se autoavaliou como possuidores de qualidade de vida ruim e 10,7% apresentaram-se insatisfeito ou muito insatisfeitos com a sua saúde. Ocorreu uma relação inversa entre idade com D1, questão 2, quedas; DGI e D3; quedas com quase todos os domínios.. Verificamos relação significante entre a variável queixa com as variáveis quedas, Q1, Q2 e significância com o DGI.
  • Conclusões: Uma parcela expressiva da nossa amostra se auto-avaliaram com qualidade de vida boa e/ou muita boa, e satisfeitos ou muito satisfeitos com a própria saúde e ainda, apresentaram tendência a quedas mostrando alteração de marcha e equilíbrio no DGI. As variáveis gênero e idade não interferiram na avaliação de qualidade de vida, sendo que a percepção de satisfação com a saúde foi vivenciada por grande parte da população, porém o gênero feminino apresentou pior desempenho da avaliação de equilíbrio e marcha. Ocorreu a interferência da idade sobre o DGI, sendo que os voluntários mais velhos pontuaram melhor, mostrando tendência significante da presença de quedas precoces nesta amostra, o que foi confirmado, ainda, na análise da variável eventos de quedas.

Qualidade de Vida e Marcha de Idosos