CIRCUITOS DE ILUMINAÇÂO E DE SINALIZAÇÂO - PowerPoint PPT Presentation

debra-mcintosh
circuitos de ilumina o e de sinaliza o n.
Skip this Video
Loading SlideShow in 5 Seconds..
CIRCUITOS DE ILUMINAÇÂO E DE SINALIZAÇÂO PowerPoint Presentation
Download Presentation
CIRCUITOS DE ILUMINAÇÂO E DE SINALIZAÇÂO

play fullscreen
1 / 15
Download Presentation
CIRCUITOS DE ILUMINAÇÂO E DE SINALIZAÇÂO
192 Views
Download Presentation

CIRCUITOS DE ILUMINAÇÂO E DE SINALIZAÇÂO

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript

  1. CIRCUITOS DE ILUMINAÇÂO E DE SINALIZAÇÂO

  2. Órbita electrónica Electrão livre Estrutura atómica da matéria A matéria quer se encontre no estado sólido, liquido ou gasoso é constituída por moléculas, as moléculas por átomos e os átomos por electrões, protões e neutrões. Os protões e os neutrões encontram-se no núcleo dos átomos. Os electrões têm carga eléctrica negativa e giram em órbitas electrónicas à volta do núcleo dos átomos. Os electrões das últimas órbitas electrónicas que conseguem sair ficam livres e designam-se por electrões livres.

  3. Intensidade da corrente eléctrica A intensidade dacorrente eléctrica (I) é o movimento orientado desses electrões livres ao longo dos condutores eléctricos. Electrões livres Condutor eléctrico Os condutores eléctricos (cobre, prata, alumínio) têm muitos electrões livres por isso são usados para conduzir a corrente eléctrica. Os isoladores eléctricos (plástico, borracha, baquelite) não têm electrões livres por isso não conduzem a corrente eléctrica.

  4. Tensão ou diferença de potencial Para que haja um movimento orientado dos electrões livres é necessário aplicar ao condutor eléctrico uma tensão (U) através da utilização de um gerador eléctrico (pilha, bateria, dínamo ou alternador). Na figura vemos o gerador (bateria) que é responsável por criar uma tensão (U) ou diferença de potencial que vai ser responsável pelo movimento orientado dos electrões livres que se encontram nos condutores eléctricos e que ao passarem no filamento da lâmpada (receptor) vão provocar a emissão de luz.

  5. Receptor Aparelho de comando Condutores Gerador Circuito eléctrico Qualquer circuito eléctrico é constituído por gerador, receptor, condutores eléctricos e geralmente por um aparelho de comando. Geradores de corrente contínua: Pilha, bateria de acumuladores ou dínamo. Gerador de corrente alternada: Alternador. Receptores: Lâmpada, campainha, motor, electrodomésticos. Aparelhos de comando: Interruptor, botão de pressão. Condutores eléctricos: Condutor de cobre com um isolamento exterior de plástico.

  6. _ + _ + M G _ G ~ Simbologia Um circuito eléctrico é representado por um esquema eléctrico através de símbolos.

  7. _ _ + + Esquemas eléctricos Um interruptor a comandar uma lâmpada. O circuito eléctrico está aberto porque o interruptor não permite a passagem da corrente eléctrica logo a lâmpada estará apagada. O circuito eléctrico está fechado porque o interruptor permite a passagem da corrente eléctrica logo a lâmpada estará acesa.

  8. 3 Volt 3 Volt 3 Volt _ + 9 Volt Receptores ligados em série Os receptores são ligados uns a seguir aos outros. • Inconvenientes da ligação em série de receptores: • Se um dos receptores avariar (por exemplo uma lâmpada fundir) a corrente eléctrica já não passa para os outros receptores ou seja, o circuito fica interrompido para os restantes receptores. • A tensão aplicada pelo gerador ao circuito divide-se pelo número de receptores.

  9. 9 Volt Nó ou derivação 9 Volt _ + 9 Volt 9 Volt Receptores ligados em paralelo Os receptores são ligados uns aos terminais dos outros. • Vantagens da ligação em paralelo dos receptores: • Se um dos receptores avariar (por exemplo uma das lâmpadas fundir) os outros continuam a funcionar porque a corrente continua a poder passar por eles. • A tensão aplicada pelo gerador ao circuito é a tensão que fica aplicada em cada receptor independentemente do seu número. • Por estes motivos é que todos os receptores das nossas casas estão ligados em paralelo.

  10. Caixa de derivação Terminal ou borne N 230 V ~ F Esquema multifilar Um interruptor a comandar uma lâmpada de incandescência, Tensão aplicada ao circuito: 230 Volt Tipo de corrente eléctrica: Corrente alternada O Neutro (N) vai ligar directamente ao receptor ou receptores. A Fase (F) vai ligar ao aparelho de comando, sai do aparelho de comando e vai ligar ao receptor ou receptores. O receptor só funciona quando lhe chega o Neutro (N) e a Fase (F).

  11. N 230 V ~ F Esquema multifilar Um interruptor a comandar duas lâmpadas de incandescência. Observar que os receptores estão ligados em paralelo.

  12. Esquema multifilar O interruptor 1 comanda a lâmpada 1 e o interruptor 2 comanda a lâmpada 2. 1 2 N 230 V ~ F 2 1

  13. 8 V ~ Transformador N 8 V ~ 230 V ~ F Esquema multifilar Botão de pressão a comandar uma campainha. A função do transformador é baixar a tensão de 230 Volt para 8 Volt, já que nos circuitos de sinalização os receptores funcionam com uma tensão reduzida.

  14. N 230 V ~ Terra F Esquema multifilar Ligação de tomadas monofásicas com terra. A cor azul do isolamento do condutor identifica o Neutro (N). A cor preta ou castanha do isolamento do condutor identifica a Fase (F). A cor verde/amarela do isolamento do condutor identifica o condutor de terra.

  15. Multímetro O multímetro é um aparelho de medida que permite medir a Intensidade da corrente eléctrica, a Tensão ou diferença de potencial, a Resistência eléctrica, verificar a continuidade eléctrica, etc. Lucínio Preza de Araújo