esportes adaptados para o deficiente visual n.
Download
Skip this Video
Loading SlideShow in 5 Seconds..
ESPORTES ADAPTADOS PARA O DEFICIENTE VISUAL PowerPoint Presentation
Download Presentation
ESPORTES ADAPTADOS PARA O DEFICIENTE VISUAL

Loading in 2 Seconds...

play fullscreen
1 / 26

ESPORTES ADAPTADOS PARA O DEFICIENTE VISUAL - PowerPoint PPT Presentation


  • 153 Views
  • Uploaded on

ESPORTES ADAPTADOS PARA O DEFICIENTE VISUAL. ODAIR SALES Professor de Educação Física Instituto Londrinense de Instrução e Trabalho para Cegos - ILITC. CLASSIFICAÇÃO OFTALMOLÓGICA. Federação Internacional de Esportes para Cegos – IBSA – define as classes visuais seguintes:.

loader
I am the owner, or an agent authorized to act on behalf of the owner, of the copyrighted work described.
capcha
Download Presentation

PowerPoint Slideshow about 'ESPORTES ADAPTADOS PARA O DEFICIENTE VISUAL' - darius-langley


An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript
esportes adaptados para o deficiente visual

ESPORTES ADAPTADOS PARA O DEFICIENTE VISUAL

ODAIR SALES

Professor de Educação Física

Instituto Londrinense de Instrução e Trabalho para Cegos - ILITC

classifica o oftalmol gica
CLASSIFICAÇÃO OFTALMOLÓGICA

Federação Internacional de Esportes para Cegos – IBSA – define as classes visuais seguintes:

  • B 1: De nenhuma percepção luminosa em ambos os olhos até a percepção de luz, mas com incapacidade de reconhecer o formato de uma mão a qualquer distância ou direção.
  • B 2: Da capacidade em reconhecer a forma de uma mão ou campo visual inferior a 5 graus.
  • B 3: Campo visual de mais de 5 graus e menos de 20 graus
slide3

FICHA PARA CLASSIFICAÇÃO OFTALMOLÓGICA

Nome: _________________________________________________________________________________

Data de nascimento: ______________Naturalidade: _________ Nacionalidade: __________________

Associação: _____________________________________________ Esporte: _______________________

(A ser preenchido pelo oftalmologista do atleta)

Histórico de baixa visão: __________________________________________________________________

Tratamentos a que se submeteu: __________________________________________________________

Medicamentos que se utiliza: _____________________________________________________________

Faz algum acompanhamento oftalmológico? ( ) Sim ( ) Não

Caso sim, aonde e com que freqüência: ____________________________________________________

Agudeza visual

Sem correção: OD: ______________________________________

OE: ______________________________________

Com correção: OD: _____________ esf.: ________ cil.: ________

OE: _____________ esf.: ________ cil.: ________

Biomicroscopia: OD: ______________________________________

OE: ______________________________________

Fundoscopia: OD: ______________________________________

OE: ______________________________________

Tonometria de Aplanação: OD: ______________________________________

OE: ______________________________________

Campo Visual: OD: ______________________________________

OE: ______________________________________

_____________ ___________________________________

Data Assinatura e carimbo do médico

futebol b1
FUTEBOL B1
  • Futebol de 5, como é conhecido o futebol para cegos. Entrou para os Jogos Paraolímpicos só em Atenas – 2004
  • Já era muito conhecido desde os tempos de colégio dos atletas (mudanças e fabricação)
como jogado
COMO É JOGADO
  • O goleiro enxerga, mas tem área limitada de 5 x 2 metros (pênalti).
  • O jogo tem 2 tempos de 25 min. Com intervalo de 10 min.
  • Chamador (posicionado atrás do gol)
  • As laterais da quadra são cercadas de bandas, proteções.
  • As medidas da quadra são as mesmas do futsal, de 38x18m até 42x22m.
  • As regras são as mesmas da FIFA (Associado) com adaptações da IBSA
no brasil
NO BRASIL
  • A modalidade começou a se desenvolver nos anos 60, em escolas e institutos de cegos.
  • A ABDC promove campeonatos de futebol de 5 desde sua fundação, em 1984, hoje temos 40 equipes
futsal b2 b3
FUTSAL B2/B3
  • Mesmas regras, somente uma preocupação com a luz, esta deve ser homogênea, sem variações para que não atrapalhe o desenvolvimento do jogo.
  • A bola deve ter uma cor chamativa, podendo ser verde, amarela ou branca para facilitar a localização
como jogado1
COMO É JOGADO
  • Nessa modalidade atletas classificados diferentemente jogam na mesma equipe.
  • Em quadra, cada time deve escalar pelo menos dois jogadores B2, que devem estar identificados por uma faixa, adesivo ou braçadeira, e no máximo dois B3.
no brasil1
NO BRASIL
  • O melhor resultado da seleção brasileira em um Mundial foi na Itália em 2004, 4º. lugar.
  • O principal torneio é a Copa Brasil.
atletismo
ATLETISMO
  • 70 países filiados à Federação Internacional de Desportos para Cegos.
  • Além dos Jogos Paraolímpicos, tem as maratonas, Jogos Mundiais e Campeonatos Mundiais para Jovens
como competido
COMO É COMPETIDO
  • O Atletismo é igual, com exceção das provas de salto com vara, lançamento do
  • martelo, corridas com barreira e obstáculos.
  • São divididas em (B1, B2 e B3) nos dois 1º. é permitido o uso de sinais sonoros e de um guia, que corre junto com o competidor para orientá-lo.
  • B3 seguem as mesmas regras do atletismo regular
no brasil2
NO BRASIL
  • A ABDC realiza competições desde 1984.
  • (Ascenção) Em Atenas 12 das 16 medalhas da modalidade. 2 de ouro, 6 de prata e 4 de bronze
goal ball
GOAL BALL
  • Modalidade especifica, em 1946 o austríaco Hanz Lorenzen e o alemão Sett Reindle, reabilitação de soldados veteranos DVs da Segunda Guerra Mundial.
  • Nos Jogos Paraolímpicos de Toronto, em 1976, exibição e a partir de 1980, na Holanda. (mulheres).
no brasil3
NO BRASIL
  • Chegou ao Brasil através do professor Steven Dubner no Clube de Apoio ao Deficiente Visual (CADEVI), de São Paulo, em 1985.
  • Foi implantado como modalidade oficial da ABDC pelo professor Mario Sergio Fontes, que levou o goalball inicialmente para a Associação dos Deficientes Visuais do Paraná (ADEVIPAR)
nata o
NATAÇÃO
  • As principais competições internacionais são os Jogos Paraolímpicos, Jogos Mundiais da IBSA e Mundial de Jovens
como disputada
COMO É DISPUTADA
  • Poucas regras se baseiam nas normas da FINA - Federação Internacional de Natação.
  • Tapper tocar nas costas.
  • Paraolimpíadas de Seul 1988, houve a introdução
no brasil4
NO BRASIL
  • Provas exclusiva para DVs são organizadas pela ABDC.
  • 1ª. Jogos Paraolímpicos foi em Atlanta, 1996
slide22
JUDÔ
  • Tornou-se paraolímpica em Seul, 1988.
  • Mulheres somente em 2004, nos Jogos de Atenas.
  • As competições são: as Paraolimpíadas, Jogos Mundiais da IBSA, Campeonato Mundial, Campeonatos Continentais e a Copa Mundial
como disputado
COMO É DISPUTADO
  • As regras são da Federação Internacional de Judô -I.J.F.
  • A luta é interrompida quando os competidores perdem contato;
  • Os judocas não são punidos quando saem da área de combate;
no brasil5
NO BRASIL
  • 1ª. 1987, no Torneio de Paris. Nos Jogos Paraolímpicos de Seul - 88, já conquistamos três medalhas de bronze.
  • Quinta potência mundial junto com o Japão.
  • Antônio Tenório é tri-campeão paraolímpico.
xadrez
XADREZ
  • Internacional Braille Chess Association - IBCA, entidade fundada em 1958, que segue as regras da Federação Internacional de Xadrez - FIDE.
no brasil6
NO BRASIL
  • A CBDC é responsável pela organização do calendário de competições da modalidade. Campeonatos como Jogos Brasileiros, Jogos Escolares e Copa Brasil