mata atl ntica n.
Download
Skip this Video
Loading SlideShow in 5 Seconds..
Mata Atlântica PowerPoint Presentation
Download Presentation
Mata Atlântica

Loading in 2 Seconds...

play fullscreen
1 / 9

Mata Atlântica - PowerPoint PPT Presentation


  • 101 Views
  • Uploaded on

Mata Atlântica. Aspectos gerais. Área total original: aproximadamente 1,3 milhão de km 2 . Área total atual: aproximadamente 52.000 Km Apenas 5% da área original Estendia-se do Rio Grande do Norte ao Rio Grande do Sul. Tratava-se da segunda maior floresta tropical úmida do Brasil

loader
I am the owner, or an agent authorized to act on behalf of the owner, of the copyrighted work described.
capcha
Download Presentation

PowerPoint Slideshow about 'Mata Atlântica' - damisi


An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript
aspectos gerais
Aspectos gerais
  • Área total original: aproximadamente 1,3 milhão de km2.
  • Área total atual: aproximadamente 52.000 Km
  • Apenas 5% da área original
  • Estendia-se do Rio Grande do Norte ao Rio Grande do Sul.
  • Tratava-se da segunda maior floresta tropical úmida do Brasil
  • Destaque da mata original era o pau-brasil
caracter sticas f sicas
Características Físicas
  • Clima:
  • Norte: equatorial
  • Centro: tropical litorâneo
  • Sul:subtropical
  • Observações gerais: alto nível de umidade, temperaturas relativamente elevadas
solo da mata atl ntica
Solo da mata atlântica
  • pobres em minerais
  • natureza é granítica ou gnáissica.
  • serrapilheira que origina abundante húmus, existem microorganimos de vários grupos os quais decompõem a matéria orgânica que se incorpora ao solo.
  • Os minerais uma vez liberados pela decomposição de folhas e outros detritos, são prontamente reabsorvidos pelo grande número de raízes existentes, retornando ao solo quando as plantas ou suas partes (ramos, folhas, flores, frutos e sementes) caem.
classifica o da mata atl ntica
Classificação da Mata Atlântica

* floresta latifoliada tropical úmida de encosta (segundo a classificação de Andrade-Lima):

- floresta sempre verde, cujos componentes em geral possuem folhas largas, que é vegetação de lugares onde há bastante umidade o ano todo

* mata pluvial tropical (segundo Romariz): floresta cujos os componentes tem folhas largas, é mata dos trópicos úmidos e vive em encostas

* mata atlântica (denominação mais geral): indica sua vizinhança com o Oceano Atlântico. E desta vizinhança decorre a umidade transportada pelos ventos que sopram do mar

vegeta o
Vegetação
  • Perenifólia
  • Latifoliada
  • Densa
  • Heterogênea
  • Exemplos de plantas: jabuticabas, cambuás, ingás, guabirobas,bacuparis,orquídeas, bromélias, samambaias, palmeiras, pau-brasil, jacarandá-da-bahia, cabreúva, ipês, palmito
fauna da mata atl ntica
Fauna da Mata Atlântica

Fauna - Exemplos de espécies animais da Mata Atlântica:

- Mico-leão-dourado(risco de extinção)- Tamanduá bandeira  (risco de extinção)- Tatu-canastra (risco de extinção)- Arara-azul-pequena (risco de extinção)- Muriqui- Anta- Onça Pintada (risco de extinção)- Jaguatirica - Capivara

amea as a mata atl ntica
Ameaças a Mata Atlântica
  • Desmatamento leva a um rápido empobrecimento dos solos, já que as águas da chuva levam os minerais e os carregam para o lençol subterrâneo
  • Lixiviação
  • Laterização
  • Exploração de carvão
  • Atividade canavieira
  • Especulação imobiliária
  • Expansão das cidades
  • Esses solos por esse motivo normalmente não se prestam à agricultura, a menos que sejam enriquecidos anteriormente.
  • Composição argilosa e após desmatamentos sofrem erosão rápida ou então endurecem, formando crostas espessas de difícil cultivo.
  • É por isso que a queimada de uma floresta tropical empobresse rapidamente o solo já que as águas da chuva carregam os sais minerais ao lençol subterrâneo.