imprensa e censura no brasil de get lio 1930 1945 n.
Download
Skip this Video
Loading SlideShow in 5 Seconds..
Imprensa e Censura no Brasil de Getúlio 1930-1945 PowerPoint Presentation
Download Presentation
Imprensa e Censura no Brasil de Getúlio 1930-1945

Loading in 2 Seconds...

play fullscreen
1 / 19

Imprensa e Censura no Brasil de Getúlio 1930-1945 - PowerPoint PPT Presentation


  • 119 Views
  • Uploaded on

Imprensa e Censura no Brasil de Getúlio 1930-1945. Vinícius Liebel. Censura da Imprensa no Brasil. Estudos Históricos – Ditadura Militar Mentalidade Conservadora e Autoritária Pós-Primeira Guerra Mundial – Crises econômicas e políticas – crescimento das linhas extremistas

loader
I am the owner, or an agent authorized to act on behalf of the owner, of the copyrighted work described.
capcha
Download Presentation

PowerPoint Slideshow about 'Imprensa e Censura no Brasil de Getúlio 1930-1945' - cody


An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript
censura da imprensa no brasil
Censura da Imprensa no Brasil
  • Estudos Históricos – Ditadura Militar
  • Mentalidade Conservadora e Autoritária
  • Pós-Primeira Guerra Mundial – Crises econômicas e políticas – crescimento das linhas extremistas
  • Brasil: Comunismo (anos 20) e Integralismo (anos 30)
censura e imprensa no brasil
Censura e Imprensa no Brasil
  • Reação de Artur Bernardes: decreto número 4.743 de 1923
  • artigo 2º: “é permitida a discussão e crítica se tiver por fim esclarecer e preparar a opinião para as reformas e previdências convenientes ao interesse público contanto que se use de linguagem moderada, leal e respeitosa” (BRASIL, 1923)
  • Imprensa Oficiosa
censura e imprensa no brasil1
Censura e Imprensa no Brasil
  • Início da Contenda entre Liberais e Autoritários no plano institucional (Angela Castro Gomes)
  • Caminho até 1937 marcado por flutuações de ambos os lados: liberais e autoritários sofrem derrotas mas também conseguem vitórias
censura e imprensa no brasil2
Censura e Imprensa no Brasil
  • Unidade discursiva – aparência de unidade nacional
  • Aparência de estabilidade – sensação de segurança
  • o hábito da censura em tempos de agitação garante uma propensão de aceitação da censura, ou melhor, gera uma cultura política conservadora, de linhagem autoritária, que aceita a ideia de cerceamento de liberdades como uma alternativa legítima
censura e imprensa no brasil3
Censura e Imprensa no Brasil
  • Medo da ruptura social – censura surge como uma forma de garantir a unidade (E. Fromm)
  • SBH: Homem Cordial – transposição do público e aparência do domínio privado
  • Décadas de 20 – 40: Modernização e Urbanização
censura e imprensa no brasil4
Censura e Imprensa no Brasil
  • Imprensa:
  • Anos 20 e 30 – ainda românticos
  • Anos de empreendedorismo (Irineu Marinho e Assis Chateaubriand) - mito fundador da profissão de jornalista (Marialva Barbosa)
  • Auxílios governamentais na base do desenvolvimento técnico e comercial
  • Sodré: compra da opinião
censura e imprensa no brasil5
Censura e Imprensa no Brasil
  • Vargas e a Imprensa
  • 1930-34 – governo provisório
  • Departamento de Propaganda do Ministério da Educação e do Departamento de Propaganda e Difusão Cultural
  • 1934 – Constituição Liberal
  • 1935 – Intentona e estado de sítio, renovado por três vezes pelo Congresso
  • 1937 – Congresso não renova e.s. = Plano Cohen e fundação do Estado Novo
censura e imprensa no brasil6
Censura e Imprensa no Brasil
  • DIP (1939) – Lourival Fontes
  • Agrega a estrutura do Departamento de Propaganda e Difusão Cultural
  • Colaboração “mais ou menos voluntária” dos jornais – regalias
  • Exceção: O Estado de São Paulo
  • Maior estrutura de conteúdo: Agência Nacional
censura e imprensa no brasil7
Censura e Imprensa no Brasil
  • DIP : Modus operandi

1- censura prévia

2- pré-estabelecimentoda estrutura do jornal diário

3- desconstrução de regionalismos e construção de uma unidade nacional em torno do chefe

4 - modelo de propaganda nazi-fascista

5 - a partir de 42 – estrutura se volta para a construção do Trabalhismo

censura e imprensa no brasil8
Censura e Imprensa no Brasil
  • Atribuições do DIP: “divulgação, radiodifusão, teatro, cinema, turismo e imprensa. Cabia-lhe coordenar, orientar e centralizar a propaganda interna e externa, fazer censura ao teatro, cinema e funções esportivas e recreativas, organizar manifestações cívicas, festas patrióticas, exposições, concertos, conferências, e dirigir o programa de radiodifusão oficial do governo” (CPDOC-FGV)
censura e imprensa no brasil9
Censura e Imprensa no Brasil
  • Belmonte – Humor político cerceado pelo DIP
  • Constante oposição a Getúlio e aos governos autoritários ainda antes do Estado Novo
  • 1937 – fecha-se o cerco
  • 1938 – Política Internacional e maturidade estilística
belmonte
Belmonte

Corpos

Gestos

Expressões

belmonte1
Belmonte

Representações do

Feminino

Metáforas de

Conquista

Eva Tentadora

bibliografia
Bibliografia
  • AQUINO, Maria Aparecida de. Censura, Imprensa e Estado Autoritário (1968-1978). Bauru: Edusc, 1999.
  • BARBOSA, Marialva. História Cultural da Imprensa – Brasil – 1900-2000. Rio de Janeiro: Mauad X, 2007.
  • CAPELATO, Maria Helena; MOTA, Carlos Guilherme. História da Folha de São Paulo (1921-1981). São Paulo: Impres, 1981.
  • CAPELATO, Maria Helena. Os Arautos do Liberalismo. São Paulo: Brasiliense, 1988.
  • DIEHL, Paula (org.). KörperimNationalsozialismus – Bilder und Praxen. München: Fink, 2006.
  • EISNER, Will. Quadrinhos e arte seqüencial. São Paulo. Martins Fontes, 1995.
  • FROMM, Erich. Die Furchtvor der Freiheit. München: DTV, 1993.
  • GOMES, Angela de Castro. Estado Novo: ambiguidades e heranças do autoritarismo no Brasil. In: ROLLEMBERG, Denise; QUADRAT, Samantha Viz (org.). A Construção Social dos Regimes Autoritários – Brasil e América Latina. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2010. p. 35-70.
  • _____. A Invenção do Trabalhismo. Rio de Janeiro: FGV, 2005.
  • HOLANDA, Sérgio Buarque de. Raízes do Brasil. São Paulo: Cia das Letras, 2010.
  • LAKOFF, George; JOHNSON, Mark. Metaphors We Live By. Chicago: University of Chicago, 2003.
  • LAKOFF, George. The Political Mind. New York: Penguin, 2009.
  • LIMA, Herman. História da Caricatura no Brasil. Rio de Janeiro: José Olympio, 1963
  • MEIRELES, Juliana. Imprensa e Poder na Corte Joanina. Rio de Janeiro: Arquivo Nacional, 2008.
  • SILVEIRA, Joel. O Estado Novo e o Getulismo. Depoimento ao Repórter Gilberto Negreiros. In: Jornal Estado de São Paulo. São Paulo: 9 jan. 1979. <http://acervo.folha.com.br/resultados/?q=joel+silveira+getulismo&site=fsp&periodo=acervo&x=0&y=0> Acesso em 18 agosto de 2013.
  • TASCHNER, Gisela. Folhas ao Vento. São Paulo: Paz e Terra, 1992.
  • TELLES, Angela Cunha da Motta. Desenhando a Nação: revistas ilustradas do Rio de Janeiro e de Buenos Aires nas décadas de 1860-1870. Brasília: Fund. Alexandre de Gusmão, 2010.