cardiopatias cong nitas n.
Download
Skip this Video
Loading SlideShow in 5 Seconds..
Cardiopatias Congênitas PowerPoint Presentation
Download Presentation
Cardiopatias Congênitas

Loading in 2 Seconds...

play fullscreen
1 / 59

Cardiopatias Congênitas - PowerPoint PPT Presentation


  • 382 Views
  • Uploaded on

Cardiopatias Congênitas. Profª Aurea Grippa HUAP/UFF. Cardiopatias de fluxo pulmonar diminuído. Cianóticas. Cianótico. Fluxo pulmonar NORMAL ou. Fluxo pulmonar NORMAL ou. Sobrecarga do VE ou biventricular. Sobrecarga do VD. Sobrecarga do VE. Sobrecarga biventricular. Sobrecarga do VD.

loader
I am the owner, or an agent authorized to act on behalf of the owner, of the copyrighted work described.
capcha
Download Presentation

Cardiopatias Congênitas


An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
    Presentation Transcript
    1. Cardiopatias Congênitas ProfªAureaGrippa HUAP/UFF

    2. Cardiopatias de fluxo pulmonar diminuído Cianóticas

    3. Cianótico Fluxo pulmonar NORMAL ou Fluxo pulmonar NORMAL ou Sobrecarga do VE ou biventricular Sobrecarga do VD Sobrecarga do VE Sobrecarga biventricular Sobrecarga do VD • TGVB • DATVP • SHCE • AT • AP • Truncusarteriosus • VU • TGVB+CIV • T4F • HAP • Ebstein • TGVB + EP • Truncus + hipoplasia AP • VU + EP

    4. Transposição dos grandes vasos da base

    5. Manifesta-se nos primeiros dias de vida • Os sintomas dependem do tempo do fechamento do canal • Cianose intensa (SatO2 <<80%) com ou sem sopro • Sopro discreto – PCA • Sopro mais intenso – CIV ou estenose subpulmonar Transposição dos Grandes Vasos (TGV)

    6. Cardiopatia ducto dependente • Necessita PGE1 para sobrevida • Urgência médica Transposição dos Grandes Vasos (TGV)

    7. Fisiopatologia: “circulação em paralelo” • As comunicações entre circulação sistêmica e pulmonar são realizadas: • Fossa oval • PCA Transposição dos Grandes Vasos (TGV)

    8. Aorta e Artéria Pulmonar transpostas Aorta anterior Art. Pulmonar posterior VE AD

    9. Cateter balão Balão Artérias transpostas TGVB Fluxo FO Procedimento de Rashkind Cateter Cateter balão

    10. Abordagem inicial • Prostraglandina (PGE1) • Vasodilatação do canal arterial • Atriosseptostomia por cateter balão

    11. Cirurgia de Jatene

    12. Novo átrio sistêmico Novo átrio pulmonar Cirurgia de Senning

    13. Estenose pulmonar crítica do RN

    14. Obstrução grave ao fluxo pulmonar • Espessamento e fusão das cúspides valvares • Redução do anel pulmonar • Trama vascular pulmonar pouco desenvolvida • Hipertrofia do VD • Hipoxemia grave • Cardiopatia ducto dependente Estenose pulmonar crítica do RN

    15. Sopro sistólico >3+ em FP • Cianose moderada à grave • Insuficiência respiratória • Podem ocorrer convulsões por hipoxemia • Pode ter apresentação mais branda nos primeiros dias, com piora conforme a queda da RVP e fechamento do canal Estenose pulmonar crítica do RN

    16. 1- Fossa oval patente com shunt D>E 2- PCA 3- Estenose pulmonar grave 4- Hipertrofia importante do VD

    17. Tetralogia de Fallot

    18. Combinação dos seguintes defeitos: • CIV infundibular • Desvio anterior do SIV (dextroposição da Aorta) • Estenose pulmonar • Hipertrofia do VD Tetralogia de Fallot

    19. 1- AE 2- VE 3- AD 4- VD 5- Válvula Pulmonar 6- Válvula aórtica 7- Artéria pulmonar 8- Aorta

    20. Fisiopatologia: • Sangue com baixa PaO2 entrana aorta dextroposta • Infundíbulo e VD hipertróficos (estenose dinâmica) • Estenose (fixa) valvar pulmonar Tetralogia de Fallot

    21. Exame físico: • Acianótico em repouso – “pink Fallot” • Cianose em repouso • Sopro sistólico variável em foco pulmonar • Crises cianóticas Tetralogia de Fallot

    22. Blalock-Taussig Modificado Arco aórtico Artéria Pulmonar direita Cirurgia paliativa

    23. Correção cirúrgica

    24. Futuro promissor!! Técnica com enxerto de porco do Dr. Gláucio Furlanetto - HBPSP

    25. Estabilização até a cirurgia • β-bloqueador (propranolol) • Na urgência: metoprolol (IV) • Crises cianóticas • Flexão dos MMII • Oxigenoterapia • Sedação (morfina) • Hidratação abundante • β-bloqueador Tratamento clínico

    26. Atresia Pulmonar

    27. Duas formas de apresentação: • Com CIV ( “Fallot extremo” ) • Sem CIV (“atresia pulmonar verdadeira”) • Imperfuração da valva • Atresia da valva e da artéria • Presença de CIA: é imprescindível • Patologia ducto-dependente Atresia Pulmonar

    28. Atresia pulmonar sem CIV PCA Aorta CIA Válvula pulmonar atrésica Hipertrofia do VD

    29. Atresia Pulmonar com CIV Ducto arterioso Valva mitral Valva mitral CIA Valva Aórtica CIV Valva tricúspide Valva Pulmonar atrésica ou imperfurada Sangue oxigenado Sangue não oxigenado Sangue pobre em O2

    30. Atresia pulmonar com CIV e colaterais

    31. Colaterais alimentando o sistema arteriolar pulmonar (C) Artérias pulmonares de pequeno calibre

    32. Estabilização até a cirurgia • Prostraglandina • Atriosseptostomia por balão • No pós-operatório instável • CIA pequena – AD hipertenso • Alívio do AD • Opções cirúrgicas: • 1º tempo: Blalock-Taussig • 2º tempo: Glenn • 3º tempo: Fontan • ***Com colaterais: unifocalização entre 3 e 6 meses Tratamento

    33. Glenn Fontan Aorta VCS Ligadura do Blalock-Taussig Aorta VCS Artéria Pulmonar direita Artéria pulmonar direita Fenestra de escape AP AD AD VCI Anastomoses cavopulmonares

    34. Unifocalização

    35. Anomalia de Ebstein

    36. Descrita por Dr. Wilhelm Ebstein, 1866– achado anatomo-patológico • Inserção distal dos folhetos posterior e septal da valva tricúspide • 0,5 - 1% das cardiopatias congênitas Anomalia de Ebstein

    37. Associação com uso materno de litium • Defeitos associados mais comuns: • Síndrome de Wolf-Parkinson-White • Estenose pulmonar • Atresia pulmonar (verdadeira ou funcional) • Tetralogia de Fallot • CIV Anomalia de Ebstein

    38. porção atrializada do VD Folheto tricuspídeo

    39. *

    40. Ritmo em 3 ou 4 tempos • Sopro sistólico moderado a intenso em FT • Turgência jugular patológica • Cianose variável • Comprometimento respiratório variável • Rubor/cianose facial intenso ao choro • má drenagem da VCS pela Pressão aumentada em AD EXAME FÍSICO