Conflitos Regionais na Ordem Global - PowerPoint PPT Presentation

conflitos regionais na ordem global n.
Download
Skip this Video
Loading SlideShow in 5 Seconds..
Conflitos Regionais na Ordem Global PowerPoint Presentation
Download Presentation
Conflitos Regionais na Ordem Global

play fullscreen
1 / 52
Conflitos Regionais na Ordem Global
240 Views
Download Presentation
caspar
Download Presentation

Conflitos Regionais na Ordem Global

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript

  1. Conflitos Regionais na Ordem Global Geografia 1º Ensino Médio

  2. África

  3. Correspondem a atual divisão política do continente, a qual não levou em consideração a grande diversidade étnica e cultural dos povos africanos, colocando em um mesmo território grupos distintos e muitas vezes rivais. Essas fronteiras foram estabelecidas de acordo com os colonizadores europeus, que enxergavam apenas as riquezas naturais de cada área. Fronteiras artificiais

  4. Fronteiras artificiais e as etnias africanas

  5. Congresso de Berlim e a partilha da África – 1884/1885

  6. Consequências da colonização europeia na África • Criação de fronteiras artificiais. • Estado de dependência e subordinação às antigas metrópoles europeias. • Atraso econômico. • Disseminação de doenças e conflitos tribais. • Guerras civis em busca do poder político. • Campos minados e redução de áreas agrícolas para cultivos. • Intenso processo de exploração de riquezas minerais, principalmente o petróleo na costa do norte da África e golfo da Guiné.

  7. Oriente Médio

  8. CONFLITO ISRAEL x PALESTINA • Israel • Judeus – descendentes dos antigos Hebreus, atuais israelense e seguidores da religião judaica. • Palestina • Palestinos – Árabes que habitavam a região antes da criação de Israel. Seguidores do Islamismo (muçulmanos)

  9. Êxodo dos Hebreus

  10. A palavra holocausto tem origens remotas em sacrifícios e rituais religiosos da Antigüidade, em que plantas e animais (até mesmo seres humanos), eram oferecidos às divindades, sendo completamente queimados durante o ritual. Holocausto

  11. Mapas históricos das áreas ocupadas por israelenses desde os templo bíblicos.

  12. Áreas de ocupação palestina

  13. Histórico de conflitos • 1947 – Plano de partilha da ONU. • 1948 – Declaração de independência do Estado de Israel na região da Palestina. O território é dividido entre judeus e palestinos, habitantes árabes da região.

  14. Declaração da independência e o estado de Israel David Ben-Gurion discursa, em 14 de maio de 1948, na Declaração do Estado de Israel com um retrato de Theodor Herzl ao fundo.

  15. 1948/1949 – Guerra de Independência de Israel • Países árabes vizinhos (Jordânia, Síria e Egito) atacam o recém criado Estado de Israel, em protesto contra o novo país. • Israel vence o conflito e parte dos territórios palestinos passam para o controle de Israel e dos vizinhos Jordânia, que passa a controlar a Cisjordânia, e Egito, que controla a Faixa de Gaza. • A Palestina não existia mais. Os árabes palestinos tornam-se um povo sem território e refugiam-se pelos países vizinhos.

  16. 1967 –Guerra dos Seis Dias • Israel surpreende um novo ataque dos árabes vizinhos e anexa os territórios da: • Cisjordânia da Jordânia; • Faixa de Gaza e Península do Sinai do Egito; • Colinas de Golã da Síria. • Ocupa a parte leste de Jerusalém. • Israel aumentando em 4 vezes o território original independente em 1948. • 1973- Guerra do YomKippur. • os países árabes Síria e Egito realizam um ataque surpresa a Israel, no dia do feriado do YomKippur, na tentativa de recuperar o Sinai e as Colinas de Golã, tomados por israel em 67.

  17. OLP e o terrorismo palestino • 1964 - A Organização para Libertação da Palestina (OLP) é uma organização política e paramilitar de palestinianos dedicada ao estabelecimento de um estado palestiniano independente. Foi presidida por Yasser Arafat, desde 1969 até sua morte em 2004, tendo sido sucedido por Mahmoud Abbas (Abu Mazen.) Em anos recentes, o objetivo oficial da OLP foi redefinido para consistir apenas na Cisjordânia e na Faixa de Gaza, apesar de uma parte substancial da organização não obedecer a esta redefinição. • A OLP é acusada por Israel de defender grupos terroristas como o Fatah, Brigada dos Mártires de al-Aqsa e até o Hamas, adversário do Fatah. • 1979 – Acordo de Paz de Camp David – intermediado pelos EUA, Israel devolveria ao Egito o controle sobre a Península do Sinai.

  18. Acordo de Camp David – 1979

  19. Intifadas Palestinas • O termo surgiu após dezembro de 1987 com a população civil palestina atirando paus e pedras contra os militares israelenses. • Este levante seria conhecido mais tarde como "Primeira Intifada" ou “revolta das pedras". • A "Segunda Intifada" palestina teve início em setembro de 2000, no dia seguinte à caminhada de Ariel Sharon pela Esplanada das Mesquitas e no Monte do Templo em Jerusalém - área considerada sagrada pelos muçulmanos e sagrada também para os judeus. Ela ficou marcada pela ação dos Homens-Bomba. • Em 2001 Ariel Sharon foi eleito primeiro-ministro de Israel e da início a invasões em territórios palestinos.

  20. Intifadas

  21. Acordos de paz de Oslo 93/95 • Os acordos de Oslo foram uma série de acordos na cidade de Oslo na Noruega entre o governo de Israel e o Presidente da OLP, Yasser Arafat mediados pelo presidente dos Estados Unidos da América, Bill Clinton. Assinaram acordos que se comprometiam a unir esforços para a realização da paz entre os dois povos. Estes acordos previam o término dos conflitos, a abertura das negociações sobre os territórios ocupados, a retirada de Israel do sul do Líbano e a questão do status de Jerusalém. • 1995 – o primeiro ministro de Israel, Yitzhak Rabin, é assassinado por um fanático judeu, que não aceita as negociações de paz com os palestinos.

  22. 2003 – Construção do Muro Protetor por Israel na Cisjordânia. • 2005 – Israel se retira totalmente da Faixa de Gaza e entrega a autonomia da região a Autoridade Nacional Palestina. (Mahmoud Abbas - eleito presidente da ANP em Janeiro de 2005). • 2008 - após constantes atos terroristas sofridos em seus território, Israel revida através de bombardeios em Gaza. • 2014 – conflito entre Hamas e Israel dura cerca de 50 dias e deixa 70 israelenses mortos e 2000 palestinos mortos.

  23. O muro da Cisjordânia e o traçado planejado.

  24. Muro de proteção de Israel

  25. Eleições em Israel de 2009 • Principais partidos vencedores: Likud, Kadima (direita) e Israel Beiteinu (ultra-direita) • Defendem o direito de auto defesa de Israel. • Diminuição da participação do Partido Trabalhista que luta por negociações de paz com a Palestina. • Benjamin Netanyahu - atual primeiro-ministro israelense e chefe do partido conservador Likud.

  26. A Autoridade Nacional Palestina – ANP, criada em 1993 durante os acordos de Oslo, é uma instituição estatal semi-autônoma que governa o território palestino da Cisjordânia. Autoridade Nacional Palestina

  27. Hamas • Hamas - ¨Movimento de Resistência Islâmica¨ - É uma organização paramilitar e partido político sunita palestino criado em 1987. • Conhecido pelos seus ataques suicidas e também por mantém extensivos programas sociais nas áreas que domina. • O Hamas é considerado uma organização terrorista por diversos países, como Estados Unidos, Israel, Canadá, Japão e União Europeia. • 2006 - Hamas venceu as eleições parlamentares na Palestina, ganhando 76 dos 132 assentos no Parlamento Palestino. • Atualmente o Hamas controla a Faixa de Gaza enquanto a ANP controla a Cisjordânia.

  28. Evolução do Estado Israelense 1947 1949 1967 1979 a 2015

  29. Oriente Médio

  30. A Guerra Irã x Iraque – 1980-1988 • 1979 – Revolução Islâmica no Irã. Acaba a ditadura do Xá Reza Pahlevi, até então aliado dos EUA) e tem início a teocracia do Aiatolá Khomeini. • Aproveitando da instabilidade no Irã e por ambições imperialistas, o Iraque de SadamHusseim (apoiado pelos EUA) invade o território iraniano pelo sul, próximo ao ChattelArab, e tem início uma guerra de 8 anos. • 1 milhão de pessoas morrem no conflito. • Em 1988, os dois países dão início às conversações de paz, e o conflito termina sem nenhuma mudança nas fronteiras.

  31. A primeira Guerra do Golfo - 1991 • 1990 – Tropas do Iraque invadem o país vizinho Kuwait com o propósito de aumentar sua produção de petróleo, acabar com a dívida e provocar um aumento no preço do barril. • Janeiro de 1991 – uma Coalizão, liderada pelos EUA, com apoio da ONU, invade o Iraque, derrota as tropas iraquianas e impõem duas zonas de exclusão no país. • Norte do paralelo 36ºN - zona Curda. • Sul do paralelo 32ºN – zona Xiita.

  32. A Guerra no Afeganistão – 2001 • 2001 – Os EUA invadem o Afeganistão visando retirar do poder o grupo Talibã, acusado de dar abrigo ao terrorista Osama Bin Laden, líder da Al Qaeda, que seria o responsável pelos atentados de 11 de setembro de 2001. • Os Talibãs são expulsos e um novo governo é formado. • O país passou por um processo de democratização, com restauração da liberdade individual, mas está longe da estabilidade política.

  33. Guerra do Iraque – 2003-2010 • 2003 – a coalizão anglo-americana invade o Iraque sob a alegação de que o país possuía armas de destruição em massa e que o governo de Saddam Hussein dava apoio a grupos terroristas. • 2004 – os EUA empossam um governo provisório. • A resistência dos iraquiano aos invasores dura anos fazendo milhares de vítimas. • 2009 – Obama anuncia a retirada das tropas do Iraque.

  34. A questão do Curdistão • Curdistão: região com cerca de 500.000 km² distribuídos em sua maior parte na Turquia e o restante no Iraque, Irão, Síria, Armênia e Azerbeijão. • Seu nome, que vem do persa e significa "terra dos curdos” • Atualmente os curdos são a mais numerosa etnia sem Estado no mundo (26 milhões), na sua maioria muçulmanos sunitas organizados em clãs. • Ocupam as terras de nascentes dos rios Tigre e Eufrates. • A luta pela independência está nas mãos do Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK).

  35. Cáucaso

  36. Conflitos no Cáucaso • Conflitos separatistas e étnicos que ocorrem na região do Cáucaso desde o fim da URSS. • As fronteiras existentes na região são arbitrárias e artificiais e foram estabelecido entre 1922 e 1936 pelo ditador soviético Josef Stalin. • Após a desintegração da URSS surgiram três novos Estados e que atualmente fazem parte da CEI: Armênia, Geórgia e Azerbaijão. • Os conflitos mais recentes ocorreram na Geórgia (2008), que enfrenta o separatismo na região da Abkházia e na Ossétia do Sul. • Na Rússia os conflitos ocorrem nas repúblicas da Chechênia, Ossétia do Norte, Daguestão e Inguchétia, que almejam a independência. • Os conflitos são de interesse global, já que a região é um ponto estratégico devido aos oleodutos que atravessam o Cáucaso, ligando as reservas de petróleo e gás do Azerbaijão e Cazaquistão a Moscou e a países da Europa.

  37. Caxemira (Índia x Paquistão) • Disputas pelo território • Localizada no norte da Índia – região disputada por Índia e Paquistão desde o fim da colonização britânica em 1947. • Os conflitos tiveram início com a guerra de independência de 1947, que resulta no nascimento dos dois Estados - a Índia, de maioria hindu, e o Paquistão, muçulmano. • Segundo uma resolução da ONU de 1947, a população local deveria decidir a situação política da Caxemira por meio de um plebiscito. Tal plebiscito, porém, nunca aconteceu, e a Caxemira foi incorporada à Índia, o que contrariou as pretensões do Paquistão e da população local - de maioria muçulmana - e levou à guerra de 1947 a 1948. • O conflito termina com a divisão da Caxemira: cerca de um terço fica com o Paquistão (Caxemira Livre e Territórios do Norte) e o restante com a Índia (Jammu e Caxemira). • Nos anos 80, guerrilheiros separatistas passam a atuar na Caxemira indiana. Mais de 25 mil pessoas morrem desde então. A Índia acusa o governo paquistanês de apoiar os guerrilheiros favoráveis à unificação com o Paquistão e intensifica a repressão. • O conflito serve como justificativa para a militarização da fronteira e para a corrida armamentista. Índia e Paquistão realizam testes nucleares em 1998 e, em abril de 1999, experimentam mísseis balísticos capazes de levar ogivas atômicas, rompendo acordo assinado meses antes.

  38. Leste Europeu

  39. Fragmentação da Iugoslávia

  40. 1991 – Separação da Eslovênia, Croácia e Macedônia. • 1992-1995 (Guerra da Bósnia) em 15 de outubro de 1991, a Bósnia Herzegovina fez o mesmo, mas essa foi uma luta à parte, tendo início a Guerra da Bósnia, marcada pela “limpeza étnica”, extermínio de muçulmanos dos territórios ocupados por sérvios que viviam na Bósnia. • A ONU (Organização das Nações Unidas) tentou intervir, mas de nada adiantou. O conflito só teve fim em 1995, quando a maior potência mundial, os Estados Unidos, por meio da OTAN, interveio exigindo que Milosevic parasse. Foi o maior conflito étnico-religioso que ocorreu na região - foram mais de 250 mil mortos.