gerindo sua equipe para um alto desempenho n.
Download
Skip this Video
Loading SlideShow in 5 Seconds..
Gerindo sua equipe para um alto desempenho PowerPoint Presentation
Download Presentation
Gerindo sua equipe para um alto desempenho

Loading in 2 Seconds...

play fullscreen
1 / 12

Gerindo sua equipe para um alto desempenho - PowerPoint PPT Presentation


  • 53 Views
  • Uploaded on

Gerindo sua equipe para um alto desempenho. GESTÃO POR RESULTADOS X TPM MANUTENÇÃO PLANEJADA. Ponta Grossa. NECESSIDADE: 1- Atividades em diferentes processos e políticas , paralelamente ao seu dia-a-dia de manutenção.

loader
I am the owner, or an agent authorized to act on behalf of the owner, of the copyrighted work described.
capcha
Download Presentation

PowerPoint Slideshow about 'Gerindo sua equipe para um alto desempenho' - callum-brooks


An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript
gerindo sua equipe para um alto desempenho

Gerindo sua equipe para um alto desempenho

GESTÃO POR RESULTADOS

X

TPM

MANUTENÇÃO PLANEJADA

Ponta Grossa

slide2

NECESSIDADE:

1- Atividades em diferentes processos e políticas , paralelamente ao seu dia-a-dia de manutenção.

2-As atividades de Manutenção Planejada precisam ser estendidas a todas as áreas da fábrica, porém o modelo de times de MP não possibilita isto. Não há pessoas suficientes para formação de novos times.

3-A produtividade das pessoas necessita ser medida. Quem é quem na equipe?

4-Como fazer que todos façam tudo que é cobrado pela organização?

Como estabelecer rotinas com resultados focados no objetivo?

Ponta Grossa

como estabelecer rotinas com resultados focados no objetivo
Como estabelecer rotinas com resultados focados no objetivo?
  • TPM, Ginástica Ocupacional, OPE, MTBF, MTTR, Eficiência de manutenção, Análises de perda, Diálogos de segurança, OM’s, RPA’s, LPP’s, Melhorias, CIPA, ISO9002, Manutenção, treinamentos, MP, GA, Avaliação de desempenho, Banco de horas...
  • Como reunir todas as atividades de diferentes processos na rotina de trabalho da equipe, sem prejuízo a nenhum destes processos?

O QUE ACONTECE QUANDO PROPÕE-SE TODAS ESSAS ATIVIDADES PARA UMA EQUIPE CUJO OBJETIVO MAIOR É MANTER EQUIPAMENTOS?

Ponta Grossa

surgem dificuldades
SURGEM DIFICULDADES:
  • O modelo de gestão por times de Manutenção Planejada não atende a todas as áreas da fábrica e equipamentos.
  • O atendimento a equipamentos que não tem time de Manutenção Planejada, fica em segundo plano (melhorias, análises, etiquetas,...). Geralmente não acontece.
  • Dentro dos times nem todos tem o mesmo nível de participação, não é possível evidenciar e acompanhar precisamente a participação e evolução de cada um. (Conflito).
  • Os técnicos segregam as atividades de acordo com a facilidade de execução. Primeiro o que é mais fácil, o difícil, se for possível.
  • Os técnicos segregam as atividades segundo o time ao qual pertencem. Não conseguem ver tudo como um único trabalho, colocam em segundo plano tudo o que não se refere ao seu time.
  • Não é fácil esclarecer a todos o vínculo entre rotina, resultado e objetivo global. Como não “entendem”, é fácil não ter foco.
  • Os processos que não agregam diretamente ao processo manter, dificilmente são atendidos (diálogos de segurança, ginástica, ISO 9000,...).

Ponta Grossa

surgem dificuldades1
SURGEM DIFICULDADES:
  • O acompanhamento do resultado individual de cada um não pode ser evidenciado com números (medido), fica a critério do supervisor, baseado em sentimento e em fatos isolados e não no conceito de produtividade.
  • A justificativa para promoções e/ou desligamentos fica mais a critério de fatos isolados ao invés de basear-se em histórico e contribuição comprovada aos resultados.
  • Pela falta de índices, é difícil mensurar em cada processo o que é satisfatório, quanto é o mínimo aceitável, quanto é a excelência, quanto cada um deve fazer.
  • As pessoas encaram diferentes processos como diferentes “trabalhos”, não conseguem reunir todos os processos como sendo seu dia-a-dia, ligam a atividade a um gestor (dono). “Isto é do fulano”.

ATIVIDADE x NOME

  • As pessoas não dão atenção àquilo que não há controle.
  • A execução de auditorias mensais nos times é desgastante e não traz resultados a curto / médio prazo e como é coletiva não indica desempenho individual.

Ponta Grossa

slide6
Ação
  • Modificar o modelo de gestão por times na Manutenção Planejada.
  • Quebrar o paradigma:

ATIVIDADE x DONO

  • Transformar todas as rotinas, de todos os processos em atividades individuais mensuráveis. GESTÃO INTEGRADA na prática.

Ponta Grossa

slide7
Modificar o modelo de gestão por times na Manutenção Planejada.

Atendimento às áreas

Como era: a equipe dividida em nove times de Manutenção planejada focados a atender nove máquinas do envasamento.

Como é hoje: uma única equipe de manutenção para a área, todos atendem a todos os equipamentos do envasamento segundo metodologia TPM/MP.

Ponta Grossa

slide8
Modificar o modelo de gestão por times na Manutenção Planejada.

Controle

Como era: execução de auditorias mensais em cada time pelo subcomitê de MP.

Como é hoje: as auditorias são atendidas pela avaliação de desempenho. Cada membro da equipe possui um placar individual mensal de metas onde estão contempladas as atividades de MP e outras atividades.

Ponta Grossa

benef cios
Benefícios
  • Aumento de produtividade da equipe: 2002 = 358 OM’s/mês (Agosto a Dez.) 2003 = 429 OM’s/mês (+20%)
  • Atendimento as solicitações de melhorias: 2002 = 31% de 14 melhorias 2003 = 61% de 41 melhorias solicitadas
  • Revitalização do processo de etiquetagem (encerradas): 2002 = 29,5 etq./mês 2003 = 60,62 etq./mês (+105%)
benef cios1
Benefícios
  • Atividades com um único foco: técnicos não segregam mais as atividades por processo, o trabalho é um só! Manter através do TPM e não apesar do TPM.
  • Todo o envasamento é atendido pela mesma metodologia.
  • Integração com GA: todos os técnicos de manutenção relacionam-se com todos os times de GA.
benef cios2
Benefícios
  • Multiplicação de conhecimentos: 2002 = 0,3 LPP/ técnico.mês 2003 = 4,8 LPP/ técnico.mês
  • Análise de perdas: 2002 = 46% das paradas analisadas 2003 = 92% das paradas analisadas
  • O placar de desempenho permite aos técnicos e supervisão saber exatamente como cada um está contribuindo para o processo.
fechamento
Fechamento

Os tópicos aqui apresentados não referem-se unicamente as atividades de Manutenção Planejada, mas sim a toda a gama de atividades a serem geridas em conjunto com o foco principal da equipe que é MANTER.

Desta forma, o trabalho passa a ser realmente desenvolvido dentro de uma filosofia nova sem parecer que é algo novo, facilitando desta forma a quebra de muitos paradigmas e a resistência natural a mudança.

A função de cada um dentro do processo Manutenção está muito claro a todos e permite a cada um auto gerir seu desempenho.