Imposto sobre a propriedade predial e territorial urbana iptu
Download
1 / 10

Imposto sobre a propriedade predial e territorial urbana - IPTU - PowerPoint PPT Presentation


  • 156 Views
  • Uploaded on

Imposto sobre a propriedade predial e territorial urbana - IPTU. Breves Considerações: A tributação sobre imóveis no Brasil teve suas origens na Décima Urbana , em 1799. Incidia sobre as casas localizadas nas cidades marítimas. Desde então, passou a ser exigido sobre a propriedade imobiliária

loader
I am the owner, or an agent authorized to act on behalf of the owner, of the copyrighted work described.
capcha
Download Presentation

PowerPoint Slideshow about 'Imposto sobre a propriedade predial e territorial urbana - IPTU' - bing


An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript

Slide2 l.jpg

  • Breves Considerações:

    A tributação sobre imóveis no Brasil teve suas origens na Décima Urbana, em 1799. Incidia sobre as casas localizadas nas cidades marítimas. Desde então, passou a ser exigido sobre a propriedade imobiliária

    O IPTU é um imposto direto, que incide sobre a propriedade imobiliária, incluindo todos os tipos de imóveis como apartamentos, casas, boxes, lojas, prédios comerciais e industriais, terrenos e outros.

    O IPTU representa aproximadamente 30%da arrecadação tributária dos municípios.


Slide3 l.jpg

  • Competência: Municípios e Distrito Federal (Secretaria das Finanças) – art. 156, I, CF

  • Finalidade:

    • Fiscal: visa gerar receita para os Municípios

    • Extrafiscal: cobrança progressiva do tributo, de acordo com a localização e uso do imóvel (arts. 156, incisos I e II e 182, § 2º da CF)

  • Legislação aplicável: é a lei municipal, observando os princípios constitucionais e as regras do CTN.


O iptu em goi nia l.jpg
O IPTU em Goiânia

  • Lei instituidora: Lei municipal nº 5.040 de 20/11/1975

  • Sujeito passivo: proprietário do imóvel, o titular do seu domínio útil ou seu possuidor

  • Fato Gerador: propriedade, domínio útil ou a posse de bem imóvel por natureza ou por acessão física na zona urbana do município.

    Ocorre em 1º de janeiro de cada ano


Isen es do iptu l.jpg
Isenções do IPTU

  • I - os imóveis pertencentes ao Município de Goiânia, às suas Autarquias, Fundações, Empresas Públicas e Sociedades de Economia Mista;

  • II- os imóveis cedidos gratuitamente em sua totalidade, para uso dos órgão referenciados no inciso anterior;

  • III - os imóveis pertencentes ao patrimônio de governos estrangeiros, utilizados para sede de seus Consulados, desde que haja reciprocidade de tratamento, declarado pelo Ministério encarregado das relações exteriores;

  • IV - os imóveis edificados, pertencentes às Associações de Bairros, Centros Comunitários, Entidades Culturais ou Científicas, quando usados exclusivamente nas atividades que lhes são próprias;

  • V- os imóveis pertencentes às Associações Representativas dos Servidores Municipais de Goiânia;

  • VI - As chácaras e áreas destinadas à produção hortifrutigranjeiros e de atividades agropastoris, que estejam cumprindo sua destinação e que sejam exploradas pelos proprietários para o sustento familiar ou para comercialização do excedente, provada essa condição com vistoria da Secretaria Municipal de Finanças;


Isen es do iptu6 l.jpg
Isenções do IPTU

  • VII - Os imóveis residenciais, com área construída de até 60m², edificados em terrenos com até 360m² localizados na 4ª Zona Fiscal;

  • VIII - os imóveis pertencentes às lojas e templos destinados às reuniões maçônicas;

  • IX - o imóvel em que for estabelecida a Associação dos Ex-Combatentes do Brasil-Seção de Goiás, desde que comprovada a sua propriedade em processo próprio;

  • X - os imóveis pertencentes aos Ex-Combatentes do Brasil na 2ª Guerra Mundial, extensivo o benefício às suas viúvas, enquanto perdurar o estado de viuvez, observados os requisitos estabelecidos nas Lei 7.040/91 e LC nº 09/91.:


Base de c lculo l.jpg
Base de Cálculo

  • Valor venal do imóvel, observando-se:

    • a área construída (prédio)

    • a área do terreno


Base de c lculo8 l.jpg
Base de Cálculo

  • O Valor venal será apurado conforme Planta de Valores Imobiliários do Município, aprovada anualmente pela Câmara Municipal até 20 de dezembro do exercício antecedente ao do lançamento.


Al quotas l.jpg
Alíquotas:

  • Imóveis residenciais edificados:

    • 1ª Zona Fiscal = 0,55%

    • 2ª Zona Fiscal = 0,50%

    • 3ª Zona Fiscal = 0,36%

    • 4ª Zona Fiscal = 0,20%

  • Imóveis edificados não residenciais:

    • 1ª Zona Fiscal = 1%

    • 2ª Zona Fiscal = 0,80%

    • 3ª Zona Fiscal = 0,70%

    • 4ª Zona Fiscal = 0,50%


Al quotas10 l.jpg
Alíquotas:

  • Imóveis não edificados:

    • 1ª Zona Fiscal = 4% para os imóveis de até 2500 m2+ 0,5% para cada acréscimo de até 400 m2 (a alíquota total não poderá ultrapassar a 7%);

    • 2ª Zona Fiscal = 3% para os imóveis de até 2500 m2 + 0,5% para cada acréscimo até 400 m2 (a alíquota total não poderá ultrapassar a 7%);

    • 3ª Zona Fiscal = 2% para os imóveis de até 2500 m2 + 0,5% para cada acréscimo de até 400 m2 (a alíquota total não poderá ultrapassar a 7%);

    • 4ª Zona Fiscal = 1% para os imóveis de até 2500 m2+ 0,5% para cada acréscimo de até 400 m2, (a alíquota total não ultrapassar a 7%)