mariologia n.
Download
Skip this Video
Loading SlideShow in 5 Seconds..
Mariologia PowerPoint Presentation
Download Presentation
Mariologia

Loading in 2 Seconds...

play fullscreen
1 / 9

Mariologia - PowerPoint PPT Presentation


  • 480 Views
  • Uploaded on

Mariologia. Aula 4 Assunção. Assunção. Pio XII, Munificentissimus Deus, 01.11.1950 : “Pronunciamos, declaramos e definimos ser dogma divinamente revelado: que a Imaculada Mãe de Deus, sempre Virgem Maria, cumpri- do o curso da sua vida terrena , foi assunta em

loader
I am the owner, or an agent authorized to act on behalf of the owner, of the copyrighted work described.
capcha
Download Presentation

PowerPoint Slideshow about 'Mariologia' - bernard-ferguson


An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript
mariologia

Mariologia

Aula 4

Assunção

assun o
Assunção
  • Pio XII, Munificentissimus Deus, 01.11.1950:
  • “Pronunciamos, declaramos e definimos ser
  • dogma divinamente revelado: que a Imaculada
  • Mãe de Deus, sempre Virgem Maria, cumpri-
  • do o curso da sua vida terrena, foi assunta em
  • corpo e alma para a glória celeste”.
  • A assunção produz-se por virtude de Deus.

O dogma significa que para a Virgem Maria

não se adia até ao fim dos tempos a glorificação

do seu corpo, como sucederá com os outros fiéis,

e que o seu corpo não sofreu a decomposição

cadavérica.

assun o1
Assunção
  • Pio XII quis prescindir, na definição dogmática,
  • da questão sobre a morte de Maria na fórmula
  • definitoria: nãoquis defini-la.
  • Gn 3, 15: “Eu porei a inimizade entre ti e a mulher...”. Cristo, Novo Adão, obtem

o triunfo definitivo sobre a antiga serpente, associado intimamente à Nova Eva,

Maria. O triunfo é triplo: sobre o pecado, sobre a concupiscência e sobre a morte.

A primeira redimida foi libertada da morte à semelhança de Cristo.

  • Muitos Padres apresentam a morte de Maria
  • como um acto de amor que a levou até ao seu
  • divino Filho para compartilhar com Ele a vida
  • imortal.
assun o2
Assunção
  • Lc 1, 28: “Cheia de graça”. A graça redunda em
  • toda a pessoa, unidade de alma e corpo. À
  • plenitude da graça deve corresponder a
  • plenitude de glória, na pessoa inteira.
  • Ap 12, 1: A Mulher vestida de sol. “Uma mulher
  • vestida de Sol, ou seja,imersa na luz de Deus,
  • que a habita porque Ela habita n' Ele. (...) Os
  • Céus e a Terrafundiram-se. Debaixo dos pés,
  • a Lua, como sinal de que o efémero e mortal
  • foi superado, e que a transitoriedade das coisas
  • foi convertida em existência perdurável. E
  • a constelação que a coroa significasalvação”
  • (Bento XVI, Angelus, 16.08.2006).
assun o3
Assunção
  • “Como Cristo ressuscitou de entre os mortos
  • com o seu corpo glorioso e subiu ao céu, assim
  • também a Virgem Santíssima, a Ele associada
  • plenamente, foi elevada à glória celestial com
  • toda a sua pessoa.
  • Também nisso a Mãe seguiu mais de perto o seu
  • Filho e nos precedeu a todos nós” (Bento XVI,
  • Angelus, 15.08.2005).
  • A participação da Virgem na vitória de Cristo não

poderia considerar-se plena sem a glorificação corporal antecipada de Maria.

  • “A maternidade divina, que fez do corpo de Maria a morada imaculada do Senhor, funda o seu destino glorioso” (João Paulo II, Audiência geral, 09.07.1997).
assun o4
Assunção
  • Se Adão e Eva introduziram no mundo a morte da alma (pecado) e a do corpo,
  • Cristo e Maria foram causa de vida para a alma (graça) e para o corpo (ressur-
  • -reição).
  • Harmonia da Assunção com o dogma da Imaculada: se a ressurreição é o triunfo

e o troféu da redenção, a uma redenção preventiva e anticipada corresponderá

uma anticipadaressurreição.

  • Harmonia com a Maternidade virginal:
  • a verdade do parto virginal proclama o
  • decreto divino de preservar em absoluto
  • a integridade corporal da Mãe de
  • Deus.
assun o5
Assunção

Harmonia com o amor de Cristo por Sua Mãe

  • Como nos teríamos comportado, se tivéssemos
  • podido escolher a nossa mãe? Julgo que tería-
  • mos escolhido a que temos, enchendo-a de to-
  • das as graças. Foi o que Cristo fez, pois sendo
  • Omnipotente, Sapientíssimo e o próprio Amor,
  • seu poder realizou todoo seu querer (...). Os
  • teólogos formularam com frequência um argu-
  • mento semelhante, tentando compreender de
  • algum modo o significado desse cúmulode
  • graças de que se encontra revestida Maria e
  • que culmina com a Assunção aos céus. Dizem:
  • ‘convinha, Deus podia fazê-lo, e por isso o fez’”
  • (São Josemaria, Cristo que passa, 171).
assun o6
Assunção
  • A Assunção de Maria é o argumento ou prova

de que todos os fiéis dos quais a Virgem Santís-

-sima é Mãe, estarão um dia com os seus corpos

glorificados junto a Cristo glorioso. O nosso

futuro não é utópico. É uma realidade existente

em Cristo e Maria.

  • Contemplando Maria Assunta, o cristão aprende a descobrir o valor do seu próprio corpo e a custodiá-lo como templo de Deus, à espera da ressurreição e glorificação da vida eterna bem- -aventurada.
ficha t cnica
Ficha técnica
  • Bibliografia
    • Estes Guiões são baseados nos manuais da Biblioteca de Iniciação Teológica da Editorial Rialp (editados em português pela editora Diel)
  • Slides
    • Original em português europeu - disponível em inicteol.googlepages.com