slide1 n.
Download
Skip this Video
Loading SlideShow in 5 Seconds..
GOVERNOS TOTALITÁRIOS - 2 PowerPoint Presentation
Download Presentation
GOVERNOS TOTALITÁRIOS - 2

Loading in 2 Seconds...

play fullscreen
1 / 23

GOVERNOS TOTALITÁRIOS - 2 - PowerPoint PPT Presentation


  • 122 Views
  • Uploaded on

GOVERNOS TOTALITÁRIOS - 2 . PROF. JOHNCY DE PÁDUA. GOVERNOS TOTALITÁRIOS. Principais características : - Nacionalismo extremado (xenofobia) - Totalitarismo - Militarismo - Anticomunismo - Antiliberalismo - Unipartidarismo - Culto ao líder

loader
I am the owner, or an agent authorized to act on behalf of the owner, of the copyrighted work described.
capcha
Download Presentation

PowerPoint Slideshow about 'GOVERNOS TOTALITÁRIOS - 2' - berit


An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript
slide1

GOVERNOS TOTALITÁRIOS - 2

PROF. JOHNCY DE PÁDUA

slide2

GOVERNOS

TOTALITÁRIOS

  • Principais características:
  • - Nacionalismo extremado (xenofobia)
  • - Totalitarismo
  • - Militarismo
  • - Anticomunismo
  • - Antiliberalismo
  • - Unipartidarismo
  • - Culto ao líder
  • - Propaganda governamental
  • - Educação dirigida
slide3

CAUSAS GERAIS

  • 1 - fim da 1ª Guerra Mundial
  • 2 - crise mundial do capitalismo
  • (1929 - crack da bolsa de NY)
  • 3 - crescimento dos partidos comunistas
slide4

PRINCIPAIS

DITADORES FASCISTAS

slide5

CHOQUE

DE IDEOLOGIAS

slide6

FASCISMO ITALIANO

CONTEXTO:

  • Com o fim da Primeira Guerra Mundial (1914 – 1918), a Itália foi ignorada nos tratados que selaram o conflito.
  • O desgaste social e econômico mal recompensado mobilizou diferentes grupos políticos engajados na resolução dos problemas da nação italiana.
  • No ano de 1920, uma greve geral de mais de dois milhões de trabalhadores demonstrava a situação caótica vivida no país.
  • No campo, os grupos camponeses sulistas exigiam a realização de uma reforma agrária.
slide7

LUTA PARTIDÁRIA

A mobilização dos grupos trabalhadores trouxe à tona o temor dos setores médios, da burguesia industrial e dos conservadores em geral.

X

Setores conservadores e da alta burguesia pleitearam apoio ao Partido Nacional Fascista.

A possibilidade revolucionária em solo italiano refletiu-se na ascensão dos partidos socialista e comunista

slide8

Os fascistas liderados por Benito Mussolini louvavam uma ação de combate contra os focos de articulação comunista e socialista. Desse modo, o “fasci di combattimento” (fascismo de combatimento) passou a atacar jornais, sindicatos e comícios da esquerda italiana.

slide9

Criando uma força miliciana conhecida como “camisas negras”, os fascistas ganharam bastante popularidade em meio às contendas da economia nacional

27 de outubro de 1922, os fascistas realizaram a Marcha sobre Roma. A manifestação, que tomou as ruas da capital italiana, exigia que o rei Vitor Emanuel III passasse o poder para as mãos do Partido Nacional Fascista. Pressionado, a autoridade real chamou Benito Mussolini para compor o governo.

slide10

CARTA DE LAVORO

1927

  • Leis trabalhistas e restrições aos sindicatos
  • Enfraquecimento do poder legislativo
  • Declara as intenções da nova facção instalada no poder
  • Explicita os princípios fascistas
  • Defende um Estado corporativo onde a liderança soberana de Mussolini resolveria os problemas da Itália
slide11

O apelo aos jovens e à família instigou grande apoio popular ao regime do “Duce”. Em 1929, os acordos firmados com a Igreja no Tratado de Latrão aproximaram a população católica italiana ao regime totalitário. Ao mesmo tempo, o crescimento demográfico e o incentivo às obras públicas começaram a reverter os sinais da profunda crise que tomava conta da Itália. O setor agrícola e industrial passou a ganhar considerável incremento, interrompendo o processo inflacionário da economia.

slide12

Com a crise de 1929, a prosperidade econômica vivida nos primeiros anos do regime sofreu uma séria ameaça. Tentando contornar a recessão econômica, o governo de Benito Mussolini passou a entrar na corrida imperialista. No ano de 1935, os exércitos italianos realizaram a ocupação da Etiópia. A pressão das demais potências capitalistas resultaria nas tensões que desaguaram na deflagração da Segunda Guerra Mundial (1939 – 1945), momento em que Mussolini se aproxima do regime nazista alemão.

slide13

NAZISMO ALEMÃO

CONTEXTO:

Após a Primeira Guerra Mundial, a Alemanha foi palco de uma revolução democrática que se instaurou no país. A primeira grande dificuldade da jovem república foi ter que assinar, em 1919, o Tratado de Versalhes que, impunha pesadas obrigações à Alemanha.

slide14

LUTA PARTIDÁRIA

X

À medida que os conflitos sociais foram se intensificando, surgiram no cenário político-alemão partidos ultranacionalistas, radicalmente contrários ao socialismo. Curiosamente, um desses partidos chamava-se Partido Nacional Socialista dos Trabalhadores Alemães (Partido Nazista) e era liderado por um ex-cabo de nome Adolf Hitler.

slide15

AÇÕES DO PARTIDO

    • Combate a manifestações de esquerdistas na Alemanha.
    • SA (Seções de Assalto): perseguições a opositores, conhecidos como “Camisas Pardas”.
    • Apoiados por setores da burguesia.
    • Derrotados nas eleições parlamentares.
  • 1923: PUTSCH DE MONIQUE – golpe fracassado dos nazistas.
    • Hitler é preso
    • “Mein Kampf” (Minha Luta)
      • Princípios básicos do nazismo
      • anti-semitismo (perseguição aos judeus)
slide16

Busca por conquistas territoriais (“Espaço Vital”).

      • Não cumprimento do Tratado de Versalhes;
  • 1932: Com a crise de 29, os nazistas se fortalecem, e conquistam 1/3 do parlamento alemão (Reichstag).
  • 1933: Hitler é nomeado 1º ministro.
  • 1934: Hitler é nomeado “Führer” (guia do povo) e proclama o 3º Reich (Império).
  • Reichstag é incendiado pelos nazistas – pretexto para seu fechamento bem como o cancelamento de eleições e todos os partidos políticos. Culpa é atribuída aos comunistas que são severamente perseguidos, presos e mortos;
slide17

Criação das SS (Seções de Segurança – polícia política) e GESTAPO (polícia secreta), ambos para perseguir opositores ou “ameaças” ao regime.

1935: Leis de Nuremberg

    • restrição da cidadania e direitos aos judeus.
    • Proibição de casamentos entre judeus e não judeus.
    • 1938: Noite dos cristais
      • 5700 estabelecimentos judaicos (entre eles 267 sinagogas) depredados, como num prenúncio do posterior holocausto.
slide18

IMAGENS DO

ANTI-SEMITISMO ALEMÃO

Alemães: não comprem de judeus

“Sou uma porca. Dormi com um judeu”

Fora judeus

slide19

A Guerra Civil Espanhola (1936 – 1939)

a implantação do fascismo na Espanha

    • Espanha: industrialização tardia (somente no início do século XX);
    • País atrasado em relação ao resto da Europa Ocidental.
    • 1931 – Espanha vira uma República Parlamentarista.
    • Surgimento da FALANGE: partido fascista da Espanha, liderado por Francisco Franco;
  • 1936: FRENTE POPULAR (coligação de esquerda reunindo socialistas, comunistas, sociais democratas e simpatizantes em geral) vencem eleições para o parlamento espanhol.
slide20

Franco dá golpe de Estado,

iniciando sangrenta guerra civil:

FASCISTAS (Falange liderada por Franco + latifundiários + Igreja + classe média);

REPUBLICANOS (Frente Popular + Brigadas internacionais de simpatizantes)

slide21

FORÇAS OPONENTES DA GUERRA CIVIL ESPANHOLA:

SATIRIZANDO FRANCO

RESISTÊNCIA REPUBLICANA

BRIGADAS INTERNACIONAIS

slide22

O FASCISMO ESPANHOL “VARRENDO O LIXO COMUNISTA”, AUXILIADO POR OUTRAS POTÊNCIAS EUROPÉIAS

slide23

Franco recebe apoio de Hitler e Mussolini “Laboratório” da II Guerra Mundial

  • Vitorioso, Franco implanta violenta ditadura e fica no poder até sua morte em 1975.