reprodu o ciclo e stral em guas n.
Download
Skip this Video
Loading SlideShow in 5 Seconds..
Reprodução: Ciclo E stral em Éguas PowerPoint Presentation
Download Presentation
Reprodução: Ciclo E stral em Éguas

Loading in 2 Seconds...

play fullscreen
1 / 32

Reprodução: Ciclo E stral em Éguas - PowerPoint PPT Presentation


  • 365 Views
  • Uploaded on

Reprodução: Ciclo E stral em Éguas. Anatomia . Cavidades abdominal e pélvica Formado por dois grupos de órgãos Estruturas intrínsecas ao trato reprodutivo Ovários Genitália tubular Estruturas envolvidas no controle dos eventos reprodutivos Gl.pineal , hipotálamo, hipófise, retina.

loader
I am the owner, or an agent authorized to act on behalf of the owner, of the copyrighted work described.
capcha
Download Presentation

PowerPoint Slideshow about 'Reprodução: Ciclo E stral em Éguas' - benjy


An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript
anatomia
Anatomia
  • Cavidades abdominal e pélvica
  • Formado por dois grupos de órgãos
    • Estruturas intrínsecas ao trato reprodutivo
      • Ovários
      • Genitália tubular
    • Estruturas envolvidas no controle dos eventos reprodutivos
      • Gl.pineal, hipotálamo, hipófise, retina
anatomia1
Anatomia
  • Vulva: abertura externa do trato genital, protegendo entrada para a vagina; lábios; comissuras
  • Vestíbulo – prega transversa – vagina propriamente dita
  • Clitóris: fossa clitoridiana; 3 seios clitoridianos
  • Vagina: estrutura tubular 18-23cm comp., ligando vulva à cérvix; assoalho situado sobre ísquio; paredes normalmente apostas e colapsadas (selo vestibular)
anatomia2
Anatomia
  • Cérvix
  • Situada à entrada do útero;
  • Musculatura espessa;
  • Pregas continuam-se com as dobras endometriais; permitem a distensão durante parto
  • Tônus, coloração, secreção variam de acordo com o estágio do ciclo estral
anatomia3
Anatomia
  • Útero
  • Órgão muscular; une cérvix às tubas uterinas (ovidutos; trompas de Falópio)
  • Preso à região lombar pelo ligamento largo do útero (dobras de peritôneo), de cada lado da coluna
    • 3 áreas: mesométrio, mesosalpíngeo, mesovário
  • Dividido em 2 áreas:
    • Corpo do útero, 18-20cm comp., 8-12cm diâmetro; divide-se em 2 cornos, cada qual 25cm comp., diâmetro reduz gradualmente de 4-6cm para 1-2cm à medida que se aproxima das tubas uterinas
anatomia4
Anatomia
  • Tubas uterinas
  • 25-30cm comprimento, tortuosas, contínuas com os cornos uterinos
  • Diâmetro 2-5mm istmo (próx.cornos) – 5-10mm ampola
  • 3 camadas:
    • Serosa, contínua com mesosalpíngeo
    • Muscular longitudinal/circular
    • Mucosa
  • Fímbrias – atraem e guiam óvulos para a ampola.
  • Local da fecundação
anatomia5
Anatomia
  • Ovários
  • Citogênicos(gametas)
  • Endócrinos (hormônios)
  • Estruturas em forma de feijão – 4ª-5ª vért. Lombares
  • Superfície convexa – mesovário; superfície côncava – fossa
  • Polo caudal – ligamento ovárico – corno uterino; polo cranial
  • Cortical interna, medular externa – fossa ovulatória
  • 2 tipos de células
    • Estroma (sustentação)
    • Germinativas - oogônias
anatomia6
Anatomia
  • Ovários
  • Antes puberdade: Folículos primordiais – folículos primários
  • Puberdade: fol.primários completam estágios finais da meiose a razões variadas
  • Secreção de líquido folicular pelas células da granulosa – cavidade – crescimento
  • Folículos secundários
fisiologia do ciclo estral
Fisiologia do ciclo estral
  • Estação ovulatória
  • Transição de outono
  • Fase anovulatória de inverno
  • Transição vernal
fisiologia do ciclo estral1
Fisiologia do ciclo estral
  • Reprodutora de dia longo
  • Comprimento do fotoperíodo
fisiologia do ciclo estral2
Fisiologia do ciclo estral
  • Percepção estímulo luminoso pela retina
  • Transporte informação
  • Diminuição produção melatonina pela pineal
  • Produção e liberação GnRH pelo hipotálamo
  • Liberação FSH e LH hipófise
  • Recrudescência ovariana
fisiologia do ciclo estral3
Fisiologia do ciclo estral
  • Recrutamento
    • Folículos responsivos ao hormônio folículo estimulante (FSH)
  • Seleção
    • Inibina; aparecimento folículos dominantes, enquanto outros sofrem atresia; estrógeno
  • Dominância
    • Divergência: Razão de crescimento maior determina folículo dominante – pré-ovulatório
fisiologia do ciclo estral4
Fisiologia do ciclo estral
  • Sinais ESTRO
    • Para
    • Ergue cauda
    • Expõe clitóris
    • Urina
  • Variação individual
  • Modificações uterinas

cervicais e vaginais

fisiologia do ciclo estral5
Fisiologia do ciclo estral
  • Produção de FSH – crescimento folículos
  • Ocorrência da divergência – folículo dominante
  • Produção de estradiol e inibina
  • Feedback positivo estradiol sobre LH
  • LH desencadeia ovulação
  • Últimas 24-48h do cio – duração do cio varia conforme estação do ano
fisiologia do ciclo estral6
Fisiologia do ciclo estral
  • Após ovulação, desenvolvimento do corpo lúteo – diestro – 24h após ovulação
  • Corpo lúteo produz progesterona
  • Fase lútea
  • Comportamento
  • Duração corpo lúteo
  • Lise corpo lúteo
  • Reinício fase folicular
fisiologia do ciclo estral7
Fisiologia do ciclo estral
  • Fase anovulatória de inverno
    • Ausência de ovulações
    • Indiferença ao garanhão
    • Comportamento estral errático
    • Níveis plasmáticos de progesterona abaixo de 1ng/dl
fisiologia do ciclo estral8
Fisiologia do ciclo estral
  • Fase transicional de primavera
  • Fase transicional de outono
fisiologia do ciclo estral9
Fisiologia do ciclo estral
  • Puberdade
  • Senescência
    • Éguas idosas
    • Ciclos longos
    • Baixa responsividade

ovariana e folicular

    • Oócitos (qualidade)
gesta o
Gestação
  • Estro – ovulação – cobertura
  • Não retorno ao cio em 21 dias
  • Alterações comportamentais; alterações cérvix e vagina
  • Concepção – entrada do embrião no útero
  • Reconhecimento materno de gestação
  • Implantação
  • Corpos lúteos acessórios
gesta o1
Gestação
  • Dia 35-37 até dia 80-120: cálices endometriais
  • PMSG/eCG
  • Mantém gestação até placenta produzir P4
  • eCG: formação de novos CL; manutenção CL primário
  • eCG x perda gestacional:
    • Até dia 40
    • Após dia 40
gesta o2
Gestação
  • Dia 150-200
    • Degeneração de todos os corpos lúteos
    • Placenta produz progestina
  • Duração gestação
    • 335-342 dias
    • Época do ano
    • Sexo fetal
    • Idade da égua
    • Gestação gemelar
    • Infecções
parto
Parto
  • Processo contínuo
  • 3 estágios
    • Estágio 1: 30´- 4h
parto1
Parto
  • Estágio 2: ruptura do corio-alantóide
parto2
Parto
  • Estágio 2
parto3
Parto
  • Estágio 2
parto4
Parto
  • Estágio 2
parto5
Parto
  • Estágio 3
    • Expulsão da placenta
      • 1,5h
cio do potro
Cio do potro
  • 5-14 dias após o parto
  • Fertilidade?
    • Involução uterina: 4-7dd epitélio
    • 15dd limpeza fluido
    • 32dd cornos involuem