Poluição - PowerPoint PPT Presentation

beatrice-wallace
polui o n.
Skip this Video
Loading SlideShow in 5 Seconds..
Poluição PowerPoint Presentation
play fullscreen
1 / 34
Download Presentation
Poluição
136 Views
Download Presentation

Poluição

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript

  1. Poluição Prof. Renata Lima

  2. Caracteriza-se pela presença de resíduos sólidos, líquidos ou gasosos em quantidade superior à capacidade do ambiente de absorvê-los. Os diferentes tipos de poluição afetam: • Composição e equilíbrio da atmosfera; • Equilíbrio da água, do solo e do subsolo; • Cadeia alimentar; • Mecanismos naturais de proteção ao nosso planeta; • Animais e vegetais; • Reprodução de alguns seres vivos. Prof. Renata Lima

  3. Poluição do ar • É a mudança nas taxas dos componentes normais do ar ou a introdução de substâncias estranhas na atmosfera. Fatores poluentes da atmosfera • Monóxido de carbono (CO): um dos maiores poluentes, lançado em maior quantidade na atmosfera, é insípido, inodoro e incolor, possui alta afinidade com a hemoglobina, causa intoxicação e morte. Prof. Renata Lima

  4. Efeito estufa Prof. Renata Lima

  5. Prof. Renata Lima

  6. Alterações na camada de ozônio • Situada na estratosfera, ela possui 15 km de espessura. • Sua formação ( 3 átomos de oxigênio) permitiu o surgimento de vida no planeta, já que impede a passagem de grande parte da radiação ultravioleta emitida pelo Sol. • Destruído pelo cloro presente nos CFCs (uma única molécula pode destruir 100 mil moléculas de ozônio). • A susbtância brometo de metila (utilizada como inseticida em plantações de morango e tomate) é 50 vezes mais prejudicial do que o CFC. • No livro é citado o gás freon, que pode ser definido como diversos tipos de gases a base de clorofluorcarbonos. Prof. Renata Lima

  7. Inversão térmica • Este fenômeno climático ocorre principalmente nos grandes centros urbanos, regiões onde o nível de poluição é muito elevado. A inversão térmica ocorre quando há uma mudança abrupta de temperatura devido à inversão das camadas de ar frias e quentes. Como ocorre a Inversão TérmicaA camada de ar fria, por ser mais pesada, acaba descendo e ficando numa região próxima a superfície terrestre, retendo os poluentes. O ar quente, por ser mais leve, fica numa camada superior, impedindo a dispersão dos poluentes.Este fenômeno climático pode ocorrer em qualquer dia do ano, porém é no inverno que ele é mais comum. Nesta época do ano as chuvas são raras, dificultando ainda mais a dispersão dos poluentes, sendo que o problema se agrava. Prof. Renata Lima

  8. Prof. Renata Lima

  9. Prof. Renata Lima

  10. Chuvas ácidas • É a combinação do dióxido de enxofre e de nitrogênio com o hidrogênio sob a forma de vapor de água, o resultado são chuvas ácidas carregadas de ácido sulfúrico e nítrico. • Alteram a composição química do solo e das águas, atingem as cadeias alimentares, destroem florestas, lavouras, monumentos e edificações. Prof. Renata Lima

  11. Prof. Renata Lima

  12. Prof. Renata Lima

  13. Poluição da água e do solo (edáfica) • Magnificação trófica É o acúmulo de substâncias não biodegradáveis nos ecossistemas. Ex.: agrotóxicos, mercúrio, cromo etc. Essas substâncias tendem a acumular-se ao longo da cadeia alimentar, onde os últimos elos apresentarão concentração maciça nos organismos podendo provocar até a esterilidade. Prof. Renata Lima

  14. Efeitos dos defensivos agrícolas ao longo da cadeia alimentar Prof. Renata Lima

  15. Eutrofização Fenômeno causado pelo excesso de nutrientes num corpo de água mais ou menos fechado, o que leva a uma superpopulação de microorganismos decompositores que consomem rapidamente o O2, acarretando a morte de organismos aeróbicos. Consequências • Aumento da população de fitoplâncton (impedindo seres de receberem luz no fundo). Prof. Renata Lima

  16. Prof. Renata Lima

  17. Prof. Renata Lima

  18. Derramamento de petróleo • A mancha negra impede a luz de entrar na água. • Impede os seres aquáticos de respirarem (fazer a difusão de O2), pois, o óleo se adere as brânquias. • As aves aquáticas que se alimentam de peixes ao entrarem na água para caçar muitas vezes não conseguem sair. • Os fitoplâncton transferem o óleo por meio da cadeia alimentar. Prof. Renata Lima

  19. Prof. Renata Lima

  20. Prof. Renata Lima

  21. Prof. Renata Lima

  22. Maré vermelha • Fenômeno que ocorre em praias, semelhante à eutrofização. As algas que proliferam são do grupo das pirrofíceas também chamadas de dinoflagelados. Na água doce, se a reprodução for intensa e em reduzido tempo, as algas podem acabar se tornando um grande problema. Quando há despejo de produtos químicos de indústrias e esgotos não tratados, os resíduos adicionam à água uma quantidade exagerada de sais minerais, favorecendo a rápida multiplicação desses seres. As algas se reproduzem de tal forma na superfície da água que podem impedir a passagem de luz para as camadas mais profundas. Dessa forma, as algas que ali existem não podem fazer fotossíntese, e grande quantidade delas acaba morrendo, apodrecendo, acumulando no fundo e liberando substâncias tóxicas. A queda na quantidade de oxigênio dissolvido na água acaba também por matar animais como os peixes, cujos corpos ficam boiando na superfície. Prof. Renata Lima

  23. Prof. Renata Lima

  24. Detergentes • Utilizados em residências e indústrias para limpeza, são lançados nas águas e podem formar camadas de espuma sobre a superfície, diminuindo o teor de oxigênio. Prof. Renata Lima

  25. Prof. Renata Lima

  26. Esgoto quente • Algumas indústrias lançam nos rios e lagos água quente, o que reduz a concentração de oxigênio dissolvido, pois a temperatura elevada diminui a solubilidade do O2 na água, causando a mortalidade de organismos aquáticos. Prof. Renata Lima

  27. O lixo urbano • O lixo urbano causa diversos problemas como: proliferação de ratos, baratas e outros transmissores de doenças, além de contaminação do ar, do solo, do ar e da água. • Queimar o lixo parece uma saída, porém agrava a poluição atmosférica. Enterrar o lixo contamina os lençóis freáticos. • O procedimento mais adequado para os tempos atuais é a reciclagem. Prof. Renata Lima

  28. Prof. Renata Lima

  29. Prof. Renata Lima

  30. Desmatamento e queimadas • A expansão de centros urbanos e das áreas de cultivos leva a maior incidência de desmatamentos e queimadas. O desmatamento leva à erosão, causada pela chuva e pelos ventos, que sem a proteção da cobertura vegetal, carregam a parte fértil do solo, tornando-o pobre em nutrientes. A terra provoca o assoreamento dos rios. • A queimada para acelerar o desmatamento, além de matar as plantas do local, destrói os microrganismos decompositores e agrava o efeito estufa promovendo o aquecimento da atmosfera global. Prof. Renata Lima

  31. Prof. Renata Lima

  32. Prof. Renata Lima

  33. Introdução de espécies exóticas e caça e pesca predatória • Espécies trazidas de outras regiões e introduzidas em um ecossistema normalmente não encontram predadores, parasitas ou competidores, propagando-se com maior facilidade e podendo até eliminar espécies locais. • A caça e pesca predatória pode reduzir a população de uma espécie a um tamanho tal que elas correm o risco de não se recuperarem. Prof. Renata Lima

  34. Prof. Renata Lima