slide1 n.
Download
Skip this Video
Loading SlideShow in 5 Seconds..
Rodrigo Trajano Sandoval Peixoto Edison Carvalho Sandoval Peixoto Marcello Augustus de Sena PowerPoint Presentation
Download Presentation
Rodrigo Trajano Sandoval Peixoto Edison Carvalho Sandoval Peixoto Marcello Augustus de Sena

Loading in 2 Seconds...

play fullscreen
1 / 10

Rodrigo Trajano Sandoval Peixoto Edison Carvalho Sandoval Peixoto Marcello Augustus de Sena - PowerPoint PPT Presentation


  • 223 Views
  • Uploaded on

Influência do Sexo na Evolução Intra-hospitalar e a Médio Prazo nos Pacientes Tratados com Intervenção Coronária Percutânea Primária (ICPP). Rodrigo Trajano Sandoval Peixoto Edison Carvalho Sandoval Peixoto Marcello Augustus de Sena Ângelo Leone Tedeschi Ivana Picone Borges

loader
I am the owner, or an agent authorized to act on behalf of the owner, of the copyrighted work described.
capcha
Download Presentation

PowerPoint Slideshow about 'Rodrigo Trajano Sandoval Peixoto Edison Carvalho Sandoval Peixoto Marcello Augustus de Sena' - avram-lang


An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript
slide1

Influência do Sexo na Evolução Intra-hospitalar e a Médio Prazo nos Pacientes Tratados com Intervenção Coronária Percutânea Primária (ICPP)

Rodrigo Trajano Sandoval Peixoto

Edison Carvalho Sandoval Peixoto

Marcello Augustus de Sena

Ângelo Leone Tedeschi

Ivana Picone Borges

Maurício Bastos de Freitas Rachid

Hospital Procordis e Universidade Federal Fluminense, Niterói – RJ – Brasil

tabela i vari veis cl nicas fatores de risco e t cnica do procedimento
TABELA I – Variáveis clínicas, fatores de risco e técnica do procedimento

IAM prévio = infarto do miocárdio prévio, Início-Reperfusão = tempo entre o início dos sintomas e a reperfusão da artéria relacionada ao infarto, Revascularização = revascularização percutânea ou cirúrgica prévia, Uso de stent = procedimentos com stents, Sucesso = reperfusão com fluxo TIMI 3

slide3

TABELA II –Eventos maiores intra-hospitalares e globais e sintomatologia e eventos na evolução de 6 meses excluídos os eventos intra-hospitalares

* apresentou elevação enzimática e está também colocada na linha abaixo como reinfarto intra-hospitalar, ** ambos não cardíacos, *** 4 por reestenose e 1 por progressão da doença, **** neoplasia gástrica

ICP = intervenção coronária percutânea, resvascularização = resvascularização cirúrgica na evolução

slide5
Tabela III - Fatores independentes de risco para óbito durante a evolução intra-hospitalar analisado por regressão logística múltipla

*próximo ao significado estatístico

slide6

TABELA IV – Fatores independentes de risco para óbito, eventos maiores e eventos maiores e/ou angina estável na análise multivariada. Primeiro modelo com idade categorizada como não octogenário e octogenário

Entraram no modelo multivariado as seguintes variáveis: * extensão da doença, função ventricular esquerda, idade, sexo e tempo decorrido entre o início dos sintomas e a reperfusão, ** extensão da doença, função ventricular esquerda, idade e sexo

AE = angina estável, Eventos = eventos maiores, Multiarterial = obstrução 50% em 2 ou 3 sistemas, Octogenário = idade 80 anos, VE = ventrículo esquerdo

slide7

TABELA V – Fatores independentes de risco para óbito, eventos maiores e eventos maiores e/ou angina estável na análise multivariada.Segundo modelo com idade categorizada como não idoso e idoso

Entraram no modelo multivariado as seguintes variáveis: * extensão da doença, função ventricular esquerda, idade, sexo e tempo decorrido entre o início dos sintomas e a reperfusão, ** extensão da doença, função ventricular esquerda, idade e sexo

AE = angina estável, Eventos = eventos maiores intra-hospitalares e eventos maiores durante a evolução, Idoso = idade 65 anos, Multiarterial = obstrução 50% em 2 ou 3 sistemas, VE = ventrículo esquerdo

figura 1 curva de sobrevida kaplan meier
Figura 1 - Curva de sobrevida (Kaplan-Meier)

masculino

feminino

SEXO12 = sexo masculino ou feminino, Log Rank, Breslow e Tarone-Ware, p=0,0014, Cum Survival = sobrevida cumulativa, TEMPOBIT = tempo de evolução até o óbito (dias)

figura 2 curva de sobrevida kaplan meier

1,1

Idade <65 anos

1,0

Idade ≥65 e 80 anos

,9

Sobrevida Cumulativa

,8

p=0,0003

Idade ≥80 anos

,7

-100

0

100

200

Seguimento (dias)

Figura 2 - Curva de sobrevida (Kaplan-Meier)

Grupo com idade 65 anos com menor mortalidade, grupo com idade entre 65 anos e 80 anos com mortalidade intermediária e grupo com maior mortalidade com idade 80 anos (Log Rank, p=0,0003)

conclus es
Conclusões
  • Os pacientes do sexo feminino apresentam uma pior evolução intra-hospitalar e a médio prazo
  • A mortalidade cardíaca e a global é maior nas mulheres durante o período intra-hospitalar, e a maior mortalidade é mantida a médio prazo
  • A diferença na mortalidade cardíaca e global ocorre apenas no período intra-hospitalar
  • Os eventos maiores intra-hospitalares eram maiores no sexo feminino, porém essa diferença era devida apenas a maior mortalidade cardíaca
  • A incidência de eventos maiores é semelhante após a alta, fazendo que com 6 meses a diferença na incidência desses eventos não estivesse mais presente
  • A sobrevida livre de qualquer evento aos 6 meses foi semelhante
  • Foram fatores de risco para óbito: sexo feminino e octogenários
  • Foram fatores de risco para eventos maiores e eventos maiores e/ou angor: doença multiarterial e disfunção de VE grave