cap tulo i a economia e o meio ambiente mudan a de perspectiva sobre o meio ambiente l.
Download
Skip this Video
Loading SlideShow in 5 Seconds..
Capítulo I A Economia e o Meio Ambiente Mudança de Perspectiva sobre o Meio Ambiente PowerPoint Presentation
Download Presentation
Capítulo I A Economia e o Meio Ambiente Mudança de Perspectiva sobre o Meio Ambiente

Loading in 2 Seconds...

play fullscreen
1 / 23

Capítulo I A Economia e o Meio Ambiente Mudança de Perspectiva sobre o Meio Ambiente - PowerPoint PPT Presentation


  • 268 Views
  • Uploaded on

Capítulo I A Economia e o Meio Ambiente Mudança de Perspectiva sobre o Meio Ambiente. Nivelamento do PRODEMA Macroeconomia Prof. Rogério César, Ph.D. Janeiro, 2008. Questões Chaves. Quais as principais questões que devemos encarar no século XXI?

loader
I am the owner, or an agent authorized to act on behalf of the owner, of the copyrighted work described.
capcha
Download Presentation

PowerPoint Slideshow about 'Capítulo I A Economia e o Meio Ambiente Mudança de Perspectiva sobre o Meio Ambiente' - arleen


An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript
cap tulo i a economia e o meio ambiente mudan a de perspectiva sobre o meio ambiente

Capítulo IA Economia e o Meio Ambiente Mudança de Perspectiva sobre o Meio Ambiente

Nivelamento do PRODEMA

Macroeconomia

Prof. Rogério César, Ph.D.

Janeiro, 2008

quest es chaves
Questões Chaves
  • Quais as principais questões que devemos encarar no século XXI?
  • Como a economia pode nos ajudar a entender essas questões?
  • Como as perspectivas econômicas e ecológicas diferem, e como podemos combiná-las para abordar as questões ambientais?
a economia e o meio ambiente
A Economia e o Meio Ambiente
  • Aumento da consciência sobre os problemas ambientais enfrentadas pelas comunidades, nações e mundo.
    • Poluição da água e do ar
    • Depleção da camada de ozônio
    • Destruição das florestas e alagados tropicais
    • Extinção de espécies
    • Aquecimento global e mudança climática
a economia e o meio ambiente4
A Economia e o Meio Ambiente
  • Global Environmental Outlook 3, em 2002, declarou:
    • “o mundo tem feito grandes avanços em colocar o ambiente na agenda em vários níveis do internacional ao local ... O nível de consciência e ação não têm sido correspondido com o estado do ambiente global hoje; continua a deteriorar.”
a economia e o meio ambiente5
A Economia e o Meio Ambiente
  • Os relatórios da UNEP (Programa Ambiental das Nações Unidas) oferecem evidências que os problemas ambientais globais identificados na Eco 92 continuam a piorar:
    • Poluição do nitrogênio na água doce e oceanos;
    • Exposição aos químicos e resíduos perigosos;
    • Danos aos ecossistemas aquáticos e florestas;
    • Contaminação da água e declínio da ofeta de água subterrânea;
    • Poluição da água urbana e resíduos;
    • Superexploração dos estoques pesqueiros oceâncos.

(UNEP, 1999, 2000)

a economia e o meio ambiente6
A Economia e o Meio Ambiente
  • Subjacente a todos esses problemas está o crescimento populacional:
    • Em 2000, a população mundial era de 6 bilhões de habitantes
    • Em 2030, estima-se cerca de 8 bilhões de habitantes
    • + 70 milhões de pessoas por ano
a economia e meio ambiente
A Economia e Meio Ambiente
  • Novas questões são postas:
    • Como vai ser o futuro?
    • Podemos responder a essas múltiplas ameaças adequadamente e a tempo de prevenir danos irreversíveis aos sistemas planetários que dão suporte a vida?
    • O desenvolvimento econômico necessariamente requer um elevado preço ambiental?
    • Se devemos tomar uma decisão entre desenvolvimento e ambiente, como devemos decidir o balanço apropriado?
duas abordagens
Duas Abordagens
  • Economia Tradicional
    • Usa um conjunto de modelos e técnicas tendo como base o pensamento econômico da principal corrente padrão, conhecida como neoclássica, para aplicar conceitos econômicos ao ambiente.
  • Economia Ecológica
    • Busca colocar a atividade econômica no contexto dos sistemas biológicos e físicos que suportam a vida, incluindo as atividades humanas.
economia tradicional
Economia Tradicional
  • Alocação dos recursos naturais ao longo do tempo (depleção do óleo (petróleo) e recursos minerais);
  • Alocação dos recursos naturais renováveis (pesca e florestas, solos agrícolas);
  • Recursos de propriedade comum (atmosfera e oceanos);
  • Bens públicos (parques nacionais e reservas);
  • Externalidades (análise dos benefícios, custos e danos ambientais);
economia ecol gica
Economia Ecológica
  • Incorpora leis derivadas das ciências naturais (biologia das populações, ecologia);
  • Enfatiza a importância e disponibilidade dos recursos energéticos para os sistemas econômicos correntes (energia solar, combustíveis fósseis);
  • A atividade econômica deve ser limitada pela capacidade de suporte do ambiente:
    • Capacidade de suporte é o nível de população e atividades de consumo, seja humano ou animal, que a base de recursos naturais disponíveis pode sustentar sem esgotá-lo.
  • Defendem que mudanças estruturais importantes na natureza da atividade econômica deve ocorrer para adaptá-las aos limites do ambiente.
rela es entre as economia e ambiente
Relações entre as Economia e Ambiente
  • Como podemos conceber melhor a relação entre as atividades econômicas e o ambiente?

O MODELO DO FLUXO CIRCULAR

modelo do fluxo circular
Modelo do Fluxo Circular

Produtos de Mercado

Fatores de Mercado

modelo do fluxo circular13
Modelo do Fluxo Circular
  • Famílias são os consumidores;
  • Firmas são os produtores;
  • Fatores de produção: terra, trabalho e capital;
    • Terra envolve os recursos naturais: minerais, água, combustíveis fósseis, pesca, solo etc.
    • Trabalho: força do trabalho físico e intelectual.
    • Capital: máquinas, equipamentos, construções etc.
  • Em ambos os mercados (produto e fatores), interações de oferta e demanda determinam um preço de equilíbrio e estabele um nível de equílibrio de produto.
liga o entre a economia e biosfera15
Ligação entre a Economia e Biosfera
  • As famílias e firmas não “criam” energia, minerais, solos, água, florestas, espécies e toda diversidade do capital natural.
  • As famílias e firmas podem possuí-los e explorá-los de acordo com o direito de propriedade estabelecido.
  • A biosfera tem a função de provedor dos recursos naturais (fonte) e também de receptor (repositório) de vários produtos indesejáveis do processo de produção/consumo (poluição e resíduos).
fun es naturais dos sistemas
Funções Naturais dos Sistemas:
  • Função fonte do ambiente: prover serviços e matérias-primas disponíveis para uso humano. Degradação da desta função pode ocorrer por duas rações: (1) depleção do recurso (extração maior do que a regeneração/reposição); e (2) Poluição (qualidade e utilidade reduzida).
  • Função depósito do ambiente: absorver e fazer inofensivo os resíduos sub-produtos da atividade humana.
implica es para a teoria econ mica
Implicações para a teoria econômica:
  • O reconhecimento que os processos naturais provêm um suporte essencial para o bem-estar humano que precisa ser adequadamente levado em consideração em todas as tentativas de mensurar o bem-estar.
  • O reconhecimento que este suporte é finito e que existem limitações ambos em termos de insumos que podem ser extraídos da biosfera e os produtos residuais que podem ser colocados de volta nele.
  • Revisar a forma padrão de mensurar a riqueza e renda econômica (PIB), e também reconsiderar os efeitos do crescimento econômico continuado sobre o bem-estar humano.
implica es para a teoria econ mica19
Implicações para a teoria econômica:
  • Repensar os conceitos econômicos padrões tais como produto interno bruto e crescimento econômico;
slide20

Microeconomia vs. Macroeonomia

  • Microeconomia:
    • Economia do “micro” (economia do pequeno);
    • Lida com o comportamento econômico das unidades individuais tais como consumidores, produtores, proprietários de recursos;
    • Exemplo: análise do produto e preço de um dado produto para uma firma individual (ou indústria).
slide21

Microeconomia vs. Macroeonomia

  • Macroeconomia:
    • Economia do “macro” (economia do largo, grande);
    • Trata do comportamento dos agregados macroeconômicos tais como produto nacional bruto (PNB), o nível de emprego, inflação, câmbio e os vários setores da economia tomados de forma agregada.
    • Exemplo: análise do nível de produto de uma economia como um todo.
microeconomia ambiental
Microeconomia Ambiental
  • As técnicas analíticas que assumem papel importante na microeconomia ambiental incluem:
    • Mensurar os custos e benefícios externos: estimativa de dano ambiental, custos de mitigação, internalização das externalidades através de taxas etc.
    • Valorar os recursos e o ambiente como bens, seja de propriedade privada ou pública: alocação intertemporal de recursos, estimativa de benefícios e custos ao longo do tempo.
    • Criar regras de direitos de propriedade apropriada para os recursos ambientais e estabelecer regras para uso de recursos de propriedade comum e para provisão de bens públicos: modelo de gestão da pesca e florestas, gestão de reservas naturais etc.
    • Balanço dos custos e benefícios através de alguma forma de análise custo/benefício: construção de resorts, hidroelétricas, parques eólicos, valores de não-mercado de beleza natural e biodiversidade.
macroeconomia ambiental
Macroeconomia Ambiental
  • Mensuração da renda nacional que explicitamente considera poluição ambiental e depleção dos recursos naturais no cálculo da renda nacional.
  • Buscar o equilíbrio entre o crescimento econômico e a sustentabilidade ambiental imbutido no conceito de desenvolvimento sustentável.
  • Estudar formas de desenvolvimento econômico que preserve o ambiente utilizando energias renováveis, agricultura orgânica e baixo uso de insumo, e tecnologias de conservação de recursos.