slide1 n.
Download
Skip this Video
Loading SlideShow in 5 Seconds..
Caminhada PowerPoint Presentation
Download Presentation
Caminhada

Loading in 2 Seconds...

play fullscreen
1 / 23

Caminhada - PowerPoint PPT Presentation


  • 145 Views
  • Uploaded on

Caminhada. DEFINIÇÃO DA ATIVIDADE

loader
I am the owner, or an agent authorized to act on behalf of the owner, of the copyrighted work described.
capcha
Download Presentation

PowerPoint Slideshow about 'Caminhada' - analu


An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript
slide2

DEFINIÇÃO DA ATIVIDADE

  • Atividade em ambientes naturais, com diversos graus de dificuldade, buscando a contemplação e superação dos limites pessoais, as caminhadas podem ser guiadas, ou autoguiadas.A caminhada pode ser realizada por qualquer pessoa, em qualquer idade e deve estar sempre acompanhada de alguma motivação, seja física ou psíquica.
slide3

Podemos classificar a atividade em

Caminhada curta (hiking)

Pequenas caminhadas contemplativas, com grau de dificuldade leve, de um dia de duração, onde o ponto de partida e de chegada geralmente é o mesmo. O pernoite é feito em pousadas ou hotéis e usa-se uma estrutura pré-determinada para alimentação e transporte do grupo, caso haja necessidade;

Caminhada de Travessia (trekking)

Caminhadas longas, entre dois pontos, onde o objetivo é atingir o local proposto, podendo durar vários dias, geralmente utilizando-se de acampamentos. Todo o equipamento de acampamento deve ser levado p e l o grupo ou por uma equipe de apoio;

slide4

Caminhada de Regularidade

Percurso pré-determinado, não conhecido pelos participantes, onde o que importa é manter-se no percurso correto e realizá-lo no tempo determinado, utilizando planilhas com velocidades médias, distâncias e símbolo-referência.

Caminhada de Velocidade

Utiliza cartas de navegação e bússola, determinando-se antecipadamente onde estão localizados os postos de controle. O objetivo é alcançá-los no menor tempo possível, desde que observem-se a ordem dos postos de controle que deverão ser seguidos cronologicamente. Esta prática é a mesma usada na atividade de orientação.

slide5

2. EQUIPAMENTOS ESPECÍFICOS PARA A PRÁTICA DA ATIVIDADE

Os equipamentos necessários para percorrer trilhas curtas, são basicamente equipamentos de uso pessoal, cantil e alimentação para 1 dia. O importante é utilizar acessórios que ofereçam resistência, durabilidade e conforto, principalmente aos pés. O praticante deve optar por calçados leves, que permitam a respiração da pele e tenha solado capaz de tracionar em qualquer tipo de terreno.No caso de caminhadas mais longas, também são indicadas botas, que protegem o tornozelo, reforçam o calcanhar e o bico do pé.

slide6

Caminhadas mais longas necessitam de uma quantidade maior de roupas (no mínimo duas trocas inteiras), material para cozinha, lanternas, fogareiro, barraca, saco de dormir, bússola, canivete, muita água, boné, protetor solar, repelente de insetos, kit de primeiros socorros, tênis ou bota para caminhada.É indicado também levar cerca de 10 metros de corda de 10 a 15 mm de espessura.

slide7

3. RELAÇÃO DA ATIVIDADE COM O MEIO AMBIENTE

A caminhada é uma atividade que possibilita a interação direta com a natureza. Evite, durante a caminhada e nos pontos de parada, fazer barulho. Tente prestar mais atenção aos ruídos das matas, do canto dos pássaros, enfim, exercite o silêncio e ouça os sons da natureza.Evite causar movimentos de terra nas trilhas, use calçados leves e coloque pedras nos charcos ou lamaçais. Não abra trilhas paralelas quando a trilha principal não oferecer boas condições, pois logo as variantes estarão igualmente ruins.

slide8

Nas cavernas não retire absolutamente nada, nem mesmo as rochas soltas, e não toque nos espeleotemas – estalactites, estalagmites, etc – para não alterar sua formação e não sujá-los. Não escreva nas rochas e nas árvores sob nenhuma circunstância.

Sempre que houver algum contato com a população local, trate-os com respeito. Respeite também seus hábitos e crenças; lembre-se que você é o estranho. Cada cultura tem o seu valor,respeite e faça com que seu grupo admire e compreenda símbolos, costumes e tradições.

slide9

4. PRINCIPAIS RISCOS DA ATIVIDADE

Os principais riscos são quedas, fraturas, luxações. A atividade não é indicada para pessoas sedentárias ou com pouco condicionamento físico.O praticante deve controlar a temperatura do corpo para evitar hipotermia. Também deve conhecer o mapa do local a ser explorado para evitar se perder durante a trilha.

slide10

5. DICAS DE SEGURANÇA

O ato de caminhar por si só é bastante simples, mas quando se busca novos desafios é importante que as viagens sejam bem programadas, exista uma logística especial e você esteja com um bom condicionamentos físico e psicológico. Tenha em mente que caminhar na cidade é bem diferente de caminhar em trilhas ou estradas de terra, principalmente se você possui uma mochila para carregar. Os obstáculos são diferentes, a musculatura utilizada é diferente, seu centro de gravidade e de equilíbrio mudam ao ter um peso às costas.

slide11

Antes de iniciar e ao final de uma caminhada é necessário que seja feito um alongamento que estique músculos das pernas, braços e costas, principalmente.

Durante a caminhada, as paradas para descanso devem ser programadas e se possível não devem demorar mais do que 10 minutos, evitando assim que o corpo esfrie e seu ritmo caia muito. Em regiões de altitude ou em temperaturas mais baixas, a perda de calor em uma parada será facilmente percebida.

slide12

Inicie uma caminhada em ritmo lento até que sinta que seu corpo está suficientemente aquecido e relaxado. Não force o ritmo, você pode comprometer todo o restante da viagem.

Mantenha sempre uma mesma passada, respeitando o condicionamento de cada pessoa.

Em subidas utilize mais os braços como se eles dessem impulsão, nas descidas abra mais a passada (caso o terreno permita). Caminhar em média 4 a 5 km por hora, é considerada uma boa média para grupos heterogêneos.

slide13

Somente percorrer as trilhas acompanhado de guia ou condutores e seguir suas instruções;

Ser auto-suficiente no grupo;

Conhecer locais onde possam ser socorridos caso algum acidente ocorra;

Usar adequadamente a mochila, incluindo os equipamentos necessários;

Usar roupas adequadas;

Usar calçados adequados e já utilizados anteriormente;

Manter-se sempre junto ao grupo;

Respeitar a natureza e seus limites pessoais.

slide14

6. MAIORES INFORMAÇÕES

Travessia Ecoturismowww.travessia.tur.br