programa l.
Download
Skip this Video
Loading SlideShow in 5 Seconds..
PROGRAMA PowerPoint Presentation
Download Presentation
PROGRAMA

Loading in 2 Seconds...

play fullscreen
1 / 19

PROGRAMA - PowerPoint PPT Presentation


  • 150 Views
  • Uploaded on

PROGRAMA. Goiânia, 2008. A Problemática dos Resíduos Sólidos. Ambiental. A Problemática dos Resíduos Sólidos. Social . Saúde . A Problemática dos Resíduos Sólidos. Gestão. Geração. Aterro Sanitário

loader
I am the owner, or an agent authorized to act on behalf of the owner, of the copyrighted work described.
capcha
Download Presentation

PowerPoint Slideshow about 'PROGRAMA' - albert


An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript
programa

PROGRAMA

Goiânia, 2008

slide3

A Problemática dos Resíduos Sólidos

Social

Saúde

slide4

A Problemática dos Resíduos Sólidos

Gestão

Geração

Aterro Sanitário

1.200 ton./dia resíduos sólidos urbanos

8

9

Aterro 360 ton./dia recicláveis

slide5

O princípio dos 3R’s.

Como praticá-los:

2º R - Reutilizar

Reaproveitar os materiais como: embalagens e papéis. Reforme móveis e tecidos dando-lhes novas utilidades.

3º R - Reciclar

É transformar os materiais recolhidos na coleta seletiva, utilizando-os como matéria-prima para a fabricação de novos produtos.

1º R – Reduzir

Reduzir a quantidade de seu lixo consumindo apenas o necessário e evitando o desperdício.

O QUE É COLETA SELETIVA?

A coleta seletiva é o recolhimento dos materiais recicláveis (papel/papelão, plástico, metal e vidro) que não devem ser misturados no lixo comum de sua residência ou local de trabalho. Por sua vez, os recicláveis são encaminhados de maneira correta para o reaproveitamento e/ou reciclagem por meio de veículo específico, em dia e horário pré-definidos.

slide6

Benefícios da Coleta Seletiva:

Ambiental

Social, Trabalho e renda

Econômica

Cultural e Turística

Educacional / Saúde

Trânsito e Segurança

slide7

Estrutura dos Sub-Programas

PROGRAMA GOIANIA COLETA SELETIVA

SUB-PROGRAMA 1 GOIANIA COLETA SELETIVA NOS

SEGMENTOS DA SOCIEDADE

SUB-PROGRAMA 2 GOIANIA COLETA SELETIVA NO

SETOR EDUCACIONAL

SUB-PROGRAMA 3 GOIANIA COLETA SELETIVA NAS

REGIÕES GEOGRÁFICAS

Escolas MUNICIPAIS, Estaduais e Federais, Particulares Universidades e Instituições de Ensino em geral

Órgãos MUNICIPAIS Estaduais, Federais, Entidades de Classe, Bancos, Igrejas, Shopping Centers, Grandes Geradores, etc

Projeto Piloto: JARDIM AMÉRICA, condomínios horizontais e verticais

CIDADE DE GOIÂNIA COMO UM TODO

slide8

Fases do Programa

Fase 1

PLANEJAMENTO

Fase 2

IMPLANTAÇÃO

Fase 3

MANUTENÇÃO

Fase 4

INSTITUCIONALIZAÇÃO

CONTINUIDADE

slide9

Etapas do Gerenciamento Integrado de Resíduos Geração e Acondicionamento

1. Geração:

1.Etapa que acontece em nossa casa, local de trabalho ou lazer.

2.Consumir é produzir resíduos.

3. É o foco do problema dos resíduos sólidos, por isso é o ponto mais atacado pela educação ambiental. Por envolver a necessária mudança de hábito: consumo consciente, menor produção de resíduos e menos desperdício.

2. Segregação:

1. Em 2 grupos: materiais orgânicos e outros e materiais recicláveis

3. Acondicionamento:

1. Em coletores, sejam plásticos, metálicos, de papelão ou qualquer outro material, com identificação gráfica do grupo pertencente.

ORGÂNICOS

E OUTROS

MODELOS DE COLETORES

slide11

Etapas do Gerenciamento Integrado de ResíduosArmazenamento, Coleta e Transporte

4. Armazenamento:

1.Em sacos plásticos distintos daqueles utilizados para o resíduo orgânico.

2.O resíduo reciclável deve estar limpo e seco.

5. Coleta:

  • Coleta Voluntária – em que a população leva de forma voluntária os materiais segregados até o ponto de armazenamento mais próximo, seja um:

- PEV (ponto de Entrega Voluntária),

- PACS (Ponto de Apoio da Coleta Seletiva) ou

- Central de Triagem.

2. Coleta Porta-a-Porta – realizada pelos catadores ou pelos trabalhadores da Coleta Seletiva:

- Catadores + carrinho em rota específica;

- Trabalhador + caminhão em rota específica.

FORMAS DA COLETA !

slide12

Coleta e Transporte

COLETA A CURTO E MÉDIO PRAZO

COLETA A LONGO PRAZO

1

RESÍDUO

RECICLÁVEL

2

3

TRATAMENTO

Central de Triagem

4

ORGÂNICOS

E OUTROS

ATERRO

SANITÁRIO

COLETA CONVENCIONAL

modelo pev
Altura: 2,50 m

Diâmetro: 1,40 m

Volume: 3,85 m³

Modelo - PEV
slide14

Etapas do Gerenciamento Integrado de ResíduosTratamento e Reciclagem

6. Tratamento

Central de Triagem

1. Triagem

2. Prensagem

3. Enfardamento

4. Comercialização

7. Reciclagem

Usina de Beneficiamento - transforma o material reciclável em matéria-prima para a indústria:

1. Pelets de plástico 3. Papel picotado, fardos

2. Vidro moído 4.

Indústria - responsável pelo processamento do material reciclável como matéria-prima para novos produtos.

TRIAGEM

PRENSAGEM

ENFARDAMENTO

COMERCIALIZAÇÃO

BENEFICIAMENTO

RECICLAGEM

TRATAMENTO

equipe t cnica
Equipe Técnica

Coordenador Geral:Jorge Moreira da SilvaEquipe Técnica - COMURG:Diógenes Aires de Melo Eula Lôbo Fabíola Adaianne OliveiraJoão Guilherme RassiLudmilla de Jesus Lima Renata Gonçalves M. RibeiroRoberta Vieira Nunes(62) 3524-8502Equipe de Educação Ambiental – AMMA:Mirene Dias Ferreira Xavier Eduardo Fernando de Miranda Paulo Henrique G. Marques(62) 3524-1166https://www.coletaseletiva.goiania.go.gov.brE-mail:coletaseletiva@comurg.goiania.go.gov.br

slide18

Parceiros

ORGÃO PÚBLICOS:

Secretaria Municipal de Assistência Social

Secretaria de Planejamento Municipal / FMDU / COMPUR

Secretaria Municipal de Saúde

Depto. de Vigilância Sanitária

Depto. de Controle de Zoonoses

Secretaria Municipal de Cultura

Secretaria Municipal de Comunicação

Superintendência Municipal de Trânsito

ONG:

Cidadão 2000

Fórum de Coleta Seletiva de Material Reciclável e Inclusão Social

Coopersol - Cooperativa de Resíduos Sólidos

Cooprec - Cooperativa de Reciclagem

Acop - Associação de Catadores de Materiais Recicláveis Ordem e Progresso

Associação de Materiais Recicláveis Beija-flor

DEMAIS PARCEIROS:

Fieg, Fecomércio, Sesi, Senai, Sesc, CDL, Sinduscon, Secovi, Creci, Ademi, Asconh, Caixa Econômica Federal, ONG Moradia e Cidadania, UFG, UCG, OAB-GO, AGOS, Sindiposto, Maçonaria: Grande Loja e Grande Oriente, Sindicato das Empresas de Asseio e Conservação, Igreja Catedral da Família, Instituto Videira, Instituto Ethos, Sebrae, Organização das Cooperativas do Brasil-OCB, Asciclo, Associação das Donas de Casa do Estado de Goiás