rela es sint ticas e sentido
Download
Skip this Video
Download Presentation
Relações Sintáticas e Sentido

Loading in 2 Seconds...

play fullscreen
1 / 19

Relações Sintáticas e Sentido - PowerPoint PPT Presentation


  • 87 Views
  • Uploaded on

Relações Sintáticas e Sentido. Prof. Paganim Prof. Luciano. Anglo - 2002. Relações sintáticas e Sentido. I. Os contrabandistas do Brasil fugiram para a Argentina. II. Os contrabandistas fugiram do Brasil para a Argentina. I. do Brasil. contrabandistas. II. do Brasil. fugiram.

loader
I am the owner, or an agent authorized to act on behalf of the owner, of the copyrighted work described.
capcha
Download Presentation

PowerPoint Slideshow about 'Relações Sintáticas e Sentido' - aideen


An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript
rela es sint ticas e sentido
Relações Sintáticas e Sentido

Prof. Paganim

Prof. Luciano

Anglo - 2002

rela es sint ticas e sentido1

Relações sintáticas e Sentido

I

Os contrabandistas do Brasil fugiram para a Argentina.

II

Os contrabandistas fugiramdo Brasilpara a Argentina.

I

do Brasil

contrabandistas

II

do Brasil

fugiram

compatibilidade
Compatibilidade
  • É o “casamento” entre os sentidos de palavras num contexto.
  • A meninadesceu da árvore apavorada.

meninaapavorada.

X

árvore apavorada.

compatibilidade1
Compatibilidade
  • A meninadesceu da árvore molhada.
  • A meninamolhada.
  • A árvore molhada.
concord ncia
Concordância
  • O meninodesceu da árvore molhado.

masculino

masculino

  • O meninodesceu da árvore molhado.

masculino

X

  • O meninodesceu da árvoremolhado.

feminina

reg ncia
Regência
  • O cão cuida do lobo.
  • O = artigo
  • cão = substantivo
  • cuida = verbo (V.T.I.)
  • de = preposição
  • o = artigo
  • lobo. = substantivo
reg ncia1
Regência
  • O cãocuida do lobo.
  • Do lobo o cãocuida.

O VTI necessita de um complemento ligado pela preposição DE. Isso marca o OBJETO, logo uma mudança de posição não alteraria o sentido.

coloca o
Colocação

OD

  • O vizinho seqüestrou o empresário.
  • O empresário seqüestrou o vizinho.

OD

  • compatibilidade de sentido
  • concordância
  • colocação na frase (posição)

Não ajuda

Não ajuda

Ajuda

pausas e entona o
Pausas e Entonação
  • Foi você a responsável por aquela fuga covarde.
  • Foi você a responsável por aquela fuga covarde.

,

Adjunto Adnominal

Vocativo

pausas e entona o1
Pausas e Entonação
  • Mãe só tem uma.
  • Mãe só tem uma.

,

Só existe uma mãe.

— Traga duas laranjas, filho.

— Mãe, só tem uma.

esfor o desnecess rio de interpreta o
Esforço desnecessáriode Interpretação
  • Muitas vezes uma frase parece admitir mais de uma combinação entre as palavras, gerando assim ambigüidade. Relendo-a, porém, percebe-se que apenas uma das combinações possíveis faz sentido dentro do contexto em que ela ocorre.

"(...) os grandes bancos florentinos, entre os quais os dos Bardi, haviam sofrido grande golpe, devido a um empréstimo cedido ao rei inglês não reembolsado."

esfor o desnecess rio de interpreta o1
Esforço desnecessáriode Interpretação

"(...) os grandes bancos florentinos, entre os quais os dos Bardi, haviam sofrido grande golpe, devido a um empréstimo cedido ao rei inglês não reembolsado."

empréstimo cedido reembolsado

OK

rei inglês não reembolsado

marcadores de coes o textual
Marcadores de Coesão Textual
  • Amarradores do texto

1. COESÃO POR RETROAÇÃO: OS ANAFÓRICOS

No Brasil, ainda boje as mulheres são menos favorecidas que os homens: estes ainda são mais bem remunerados que aquelas em cargos equivalentes.

marcadores de coes o textual1
Marcadores de Coesão Textual

2. COESÃO POR ANTECIPAÇÃO: OS CATAFÓRICOS

Dentre os recados que eu anotei na secretaria eletrônica, este era para você: o pessoal vai se encontrar no portão central do colégio amanhã, às 10h30 min.

marcadores de coes o textual3
Marcadores de Coesão Textual

3. ELIPSE

Os infelizes tinham caminhado o dia inteiro, estavam cansados e famintos. Ordinariamente andavam pouco, mas como haviam repousado bastante na areia do no seco, a viagem progredira bem três léguas. Fazia horas que procuravam uma sombra.

(Ramos, Graciliano. Vidas Secas.)

marcadores de coes o textual4
Marcadores de Coesão Textual

3. ELIPSE

Os infelizes tinham caminhado o dia inteiro, os infelizes estavam cansados e famintos. Ordinariamente os infelizes andavam pouco, mas como os infelizes haviam repousado bastante na areia do no seco, a viagem progredira bem três léguas. Fazia horas que os infelizes procuravam uma sombra.

marcadores de coes o textual5
Marcadores de Coesão Textual

4. EXPANSÃO LEXICAL

  • Na coesão pela chamada expansão lexical, uma palavra com sentido próprio é usada como sinônima de outra já citada anteriormente.

Aproximou-se de nós um homem alto, forte, sério, falando com um sotaque carregado. O alemão pediu pousada, alegando cansaço, decorrente de longas horas a pé em busca de socorro: seu jipe ficara atolado num lamaçal. Um missionário do povoado apressou-se em acolher aquele personagem de filme de aventura. No dia seguinte, o forasteiro, antes de todos, levantara-se e pusera-se a caminho sem deixar vestígio.

marcadores de coes o textual6
Marcadores de Coesão Textual

4. EXPANSÃO LEXICAL

Aproximou-se de nós um homemalto, forte, sério, falando com um sotaque carregado. O alemão pediu pousada, alegando cansaço, decorrente de longas horas a pé em busca de socorro: seu jipe ficara atolado num lamaçal. Um missionário do povoado apressou-se em acolher aquelepersonagem de filme de aventura. No dia seguinte, oforasteiro, antes de todos, levantara-se e pusera-se a caminho sem deixar vestígio.

ad