competitividade como instrumento do desenvolvimento
Download
Skip this Video
Download Presentation
Competitividade como Instrumento do Desenvolvimento

Loading in 2 Seconds...

play fullscreen
1 / 38

Competitividade como Instrumento do Desenvolvimento - PowerPoint PPT Presentation


  • 95 Views
  • Uploaded on

Competitividade como Instrumento do Desenvolvimento. Reginaldo Arcuri Secretário do Desenvolvimento da Produção Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior. Washington, novembro de 2002. Brasil - Uma Economia complexa e em transição . a economia do país é hoje uma economia :

loader
I am the owner, or an agent authorized to act on behalf of the owner, of the copyrighted work described.
capcha
Download Presentation

PowerPoint Slideshow about 'Competitividade como Instrumento do Desenvolvimento' - abbott


An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript
competitividade como instrumento do desenvolvimento

Competitividade como Instrumento do Desenvolvimento

Reginaldo Arcuri

Secretário do Desenvolvimento da Produção

Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior

Washington, novembro de 2002

brasil uma economia complexa e em transi o
Brasil - Uma Economia complexa e em transição
  • a economia do país é hoje uma economia :
    • que caminha para a consolidação da estabilidade macroeconômica
    • que possui uma estrutura produtiva complexa e que se move no sentido de aumentar o seu grau de competitividade
indicadores relacionados competitividade
Indicadores relacionados à competitividade

Produtividade

  • Entre 1990 e 1999 cresceu a uma taxa média de 4,75 % a.a.
indicadores relacionados competitividade1
Indicadores relacionados à competitividade

Qualidade

  • Certificações ISO 9000 na economia do país vis-à-vis outros países
indicadores relacionados competitividade3
Indicadores relacionados à competitividade

Imposto de Importação

  • Redução na tarifa média do imposto de importação no Brasil
os desafios
Os Desafios
  • Consolidar a estabilização macroeconômica
  • Aumento da competitividade – avanço rápido
    • Discrepâncias entre empresas ao longo das cadeias produtivas
    • Upgrade de competitividade em cadeias não preparadas para abertura comercial
imp e se uma pol tica de competitividade para o pa s
Impõe-se uma Política de Competitividade para o País

Iniciativas principais

  • Criação de novos instrumentos no Programa Brasil de Classe Mundial. Esse programa faz parte do PPA - Plano Plurianual de Ações
    • Destaque para o Programa Fóruns de Competitividade
f runs de competitividade
Fóruns de Competitividade

Diálogo permanente entre o setor produtivo e o Governo

  • promover o debate e a busca de consenso em relação aos gargalos, oportunidades e desafios de cada uma das cadeias produtivas que se entrelaçam na economia brasileira
f runs de competitividade1
Fóruns de Competitividade

Diálogo permanente entre o setor produtivo e o Governo

  • conjunto de ações e metas desafiadoras para a solução dos problemas e o aproveitamento das oportunidades identificadas
  • “Contratos de Competitividade” firmados entre o Governo e a iniciativa privada
f runs de competitividade2
Fóruns de Competitividade

Fóruns como eixo central da política de competitividade

f rum t xtil e confec es
Fórum Têxtil e Confecções
  • Obtenção do primeiro saldo comercial positivo desde 1994
  • Solução do problema da produção interna de algodão
  • Modernização na área de confeccionados
  • Apoio a pólos e arranjos produtivos regionais, com foco na micro e pequenas empresas do elo de confecções
slide14
Fórum Têxtil e Confecções

Em US$ 1000 FOB

OBS.: COM FIBRA DE ALGODÃO

Fonte: SECEX

slide16
600.000

500.000

400.000

300.000

US$ MIL FOB

200.000

100.000

0

1999

2000

2001

ANOS

Exportação

Importação

Saldo Comercial

Fórum Têxtil e Confecções

Balança Comercial das Confecções

Dados: Alice/SDP

f rum de madeira e m veis
Fórum de Madeira e Móveis

Elo de maior valor estratégico: Madeira/Florestas

  • Principais Problemas: déficit de florestas e necessidade de certificação florestal.
  • Política definida: aumento da oferta de madeira e certificação florestal
slide18
Fórum de Madeira e Móveis

Elo Madeira/Florestas

  • Resultados:
    • Criação de linhas de financiamento para o plantio e reforma de maciços
    • Criação do Sistema Brasileiro de Certificação Florestal
slide19
Fórum de Madeira e Móveis

Elo de maior valor adicionado: Móveis

  • Principais Problemas: reduzida inserção internacional; os móveis não são exportados com marca própria.
  • Política definida: aumento das exportações de móveis com maior valor agregado (volume e qualidade)
slide20
Fórum de Madeira e Móveis

Elo de maior valor adicionado: Móveis

  • Resultados:
    • Treinamento com oficinas de design instaladas em arranjos produtivos regionais (pólos).
    • Projeto do Núcleo de Inteligência Competitiva Econômica e de Mercado.
    • Negociações em curso para a formatação de um acordo de livre comércio com o México
f rum complexo eletr nico
Fórum Complexo Eletrônico
  • Entrada em operação da nova Lei de Informática
  • Projeto para a viabilização da produção local de semicondutores
  • Elaboração dos parâmetros de política industrial para decisão do padrão de TV Digital
f rum transporte a reo
Fórum Transporte Aéreo
  • Modificações na estrutura de tributos na cadeia
  • Adequação da legislação aduaneira para agilizar a substituição de componentes aeronáuticos
f rum constru o civil
Fórum Construção Civil
  • Utilização dos instrumentos de financiamento como indutores da normalização e qualidade
  • Desenvolvimento do projeto “Casa 1.0”
  • Criação pelo Governo Federal do Programa de Subsídios à Habitação de interesse social
f rum constru o civil1
Fórum Construção Civil
  • Atualização/ampliação do Sistema de Normas Técnicas da cadeia
  • Apoio ao processo de ampliação dos métodos de construção de base industrial
    • Divulgação de casos de sucesso e financiamento à exportação de casas populares
instrumentos de apoio competitividade
Instrumentos de Apoio à Competitividade

Programas Nacionais do MDIC

  • Programa Brasileiro do Design – PBD
  • Desenvolvimento de Fornecedores e Uso do Poder de Compra
  • Programa Ciclo Brasil
  • Prêmio Produto Brasileiro de Classe Mundial – Brasil Premium
instrumentos de apoio competitividade1
Instrumentos de Apoio à Competitividade

Programas Nacionais do MDIC

  • Programa de Agregação de Valor às Exportações
instrumentos de apoio competitividade2
Instrumentos de Apoio à Competitividade
  • Ex –Tarifários
  • Processos Produtivos Básicos – PPB’s
  • Fórum Permanente das Microempresas e Empresas de Pequeno Porte
  • Fórum dos Secretários Estaduais de Desenvolvimento, Indústria e Comércio
instrumentos de apoio competitividade4
Instrumentos de Apoio à Competitividade

Instrumentos de Apoio Tecnológico e de Qualidade

  • Fundos Setoriais
  • Embrapa
  • Finep
  • Sebrae
  • Movimento Brasil Competitivo
instrumentos de apoio competitividade5
Instrumentos de Apoio à Competitividade

Instrumentos de Defesa Comercial

  • MDIC
  • MRE

Promoção Comercial

  • Diplomacia Comercial
  • APEX
conclus o
Conclusão

O desafio da estabilização macroeconômica no Brasil está associado ao aumento da competitividade geral das empresas no país. Há uma interpendência substantiva entre esses dois objetivos.

Estabilização macro <=> aumento da competitividade

continua o
Continuação:

2. O aumento da competitividade demanda políticas públicas => uma política de competitividade

3. A política de competitividade deve ter como foco induzir as empresas a desenvolverem iniciaticvas nas várias frentes que determinam a sua competitividade final => produtividade, qualidade, inovação, marketing =>

continua o1
Continuação:

=> A política de competitividade deve contemplar as diferenças entre as diversas cadeias e as diferenças ao longo de cada uma delas

4.O conjunto de políticas, programas e instrumentos já disponíveis no Governo configuram uma política de competitividade consentânea com os novos requisitos do país =>

continua o2
Continuação:

=> Há um grande instrumento de diálogo com o setor empresarial e com os trabalhadores, os Fóruns de Competitividade. Neles é possível, para cada cadeia produtiva , o mapeamento das oportunidades e problemas de cada cadeia e a coordenação dos diferentes entes governamentais na concepção e implementação de políticas adequadas;

continua o3
Continuação:

=> Esse diálogo é alimentado por um amplo conjunto de programas e instrumentos governamentais , que contemplam os diversos ângulos da competitividade empresarial;

continua o4
Continuação:

=> Já existe uma base de conhecimentos e informações suficientes para lastrear o desenho de políticas eficazes. Cabe um destaque para a conclusão dos Estudo da Competitividade das Cadeias Integradas no Brasil, realizado em parceria com algumas das mais importantes universidades brasileiras (Unicamp, USP, UFRJ).

continua o5
Continuação:

=> Esse estudo, além de apontar as vulnerabilidades competitivas e as oportunidades presentes nas 20 cadeias produtivas analisadas, avança na proposição de linhas de política mais recomendáveis para cada uma.

ad