slide1 n.
Download
Skip this Video
Download Presentation
INSTITUTO POLITÉCNICO DE SANTARÉM ESCOLA SUPERIOR AGRÁRIA DE SANTARÉM CURSO BIETÁPICO DE LICENCIATURA EM ENGENHARI

Loading in 2 Seconds...

play fullscreen
1 / 22

INSTITUTO POLITÉCNICO DE SANTARÉM ESCOLA SUPERIOR AGRÁRIA DE SANTARÉM CURSO BIETÁPICO DE LICENCIATURA EM ENGENHARI - PowerPoint PPT Presentation


  • 132 Views
  • Uploaded on

INSTITUTO POLITÉCNICO DE SANTARÉM ESCOLA SUPERIOR AGRÁRIA DE SANTARÉM CURSO BIETÁPICO DE LICENCIATURA EM ENGENHARIA DA PRODUÇÃO ANIMAL. Enriquecimento ambiental para o grupo da espécie “ Lemur catta ” residente no “Monte Selvagem - Reserva Animal”. Liliana Garcia. OBJECTIVO:.

loader
I am the owner, or an agent authorized to act on behalf of the owner, of the copyrighted work described.
capcha
Download Presentation

PowerPoint Slideshow about 'INSTITUTO POLITÉCNICO DE SANTARÉM ESCOLA SUPERIOR AGRÁRIA DE SANTARÉM CURSO BIETÁPICO DE LICENCIATURA EM ENGENHARI' - Patman


Download Now An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript
slide1

INSTITUTO POLITÉCNICO DE SANTARÉM

ESCOLA SUPERIOR AGRÁRIA DE SANTARÉM

CURSO BIETÁPICO DE LICENCIATURA EM ENGENHARIA DA PRODUÇÃO ANIMAL

Enriquecimento ambiental para o grupo da espécie “Lemur catta” residente no “Monte Selvagem - Reserva Animal”

Liliana Garcia

slide2

OBJECTIVO:

Estudar a influência de determinados itens de EA no comportamento dos Lémures de Cauda Anelada, numa tentativa de contribuir para o seu bem-estar e promover aos visitantes a oportunidade de observar animais com um comportamento o mais aproximado possível do natural.

slide3

A implementação de programas de EA, é de grande relevância para a actividade dos parques zoológicos contemporâneos, porque:

-Aumentam a complexidade do ambiente e das oportunidades comportamentais em cativeiro.

O comportamento fornece informações relativamente ao grau de adaptação dos animais a ambientes de cativeiro (Duncan & Poole, 1990)

slide4

A observação do comportamento e a sua adequada interpretação é:

-indicador do bem-estar animal;

-útil para a monitorização e avaliação das estratégias de EA adoptadas.

slide5

O QUE É O ENRIQUECIMENTO AMBIENTAL?

Sheperdson, 1994, in Young (2003), define-o pela “forma como os ambientes dos animais em cativeiro podem ser modificados em benefício dos seus habitantes”.

slide6

OBJECTIVOS DO EA:

-aumentar a diversidade comportamental;

-reduzir a frequência de comportamentos anormais;

-aumentar a gama (amplitude) e o número dos padrões de comportamento normais (i.e. naturais);

-aumentar a utilização positiva do ambiente;

-aumentar a capacidade de adaptação aos desafios de uma forma mais natural.

slide7

DUAS VERTENTES DO EA:

TIPOS DE EA:

-a naturalística;

-a engenharia comportamental.

-Social;

-Ocupacional;

-Físico;

-Sensorial;

-Nutricional.

slide8

BEM-ESTAR ANIMAL E EA

O que é o bem-estar?

  • Físico;

- Mental;

- “Natureza”.

slide9

Um ambiente pobre em estímulos diminui o bem-estar dos animais!!

Quando os animais se encontram devidamente estimulados exibem um repertório de comportamentos com muitas componentes idênticas às existentes no meio natural!!

slide10

“Lemur catta”

  • Quadrúpedes terrestres e arbóreos
  • - Diurnos
  • - Gregários (até 24 elementos)
  • - 20/25 anos de idade
slide11

HABITAT

-Vegetação esparsa e temperatura bastante alta.

slide12

ALIMENTAÇÃO

-Árvore de Tamarindo.

slide13

ORGANIZAÇÃO SOCIAL

-Grupos multi-machos/multi-fêmeas;

-Fêmeas permanecem toda a vida e são dominantes no grupo;

-Machos vão mudando de grupo após atingirem a maturidade sexual;

-Deslocam-se em grupo (6Km/dia), à procura de comida.

slide14

COMUNICAÇÃO

-Vocalizações;

-Expressões faciais;

-Visualmente;

-Odores das glândulas.

slide15

REPRODUÇÃO E DESENVOLVIMENTO

maturidade sexual

♀ 2,5/3

♂ 2,5

época reprodutiva

agosto/setembro

abril/junho

Gestação/140 dias

1 cria/ frequente gémeos

  • bebés/agarram-se à barriga e costas da mãe;
  • - 3smns/ primeiros passos;
  • 2m/ comer sólidos;
  • 6m/desmame;
  • - 7m/independência.
slide16

Macho

Femêa 1

Femêa 2

Um macho adulto jovem

Uma cria 2

Um junior

Uma cria 1

CARACTERIZAÇÃO DO GRUPO EM ESTUDO

slide17

RECOLHA DE DADOS

- ad libitum;

- registo focal;

- registo “scanarizado”;

- registo de comportamento.

- registo continuo;

- registo temporizado:

-registo instantâneo;

-registo um-zero.

Este trabalho tem três fases:

- observações preliminares;

- estudo piloto;

- observações sistemáticas.

slide19

ESTUDO PILOTO

-Testar o método de amostragem escolhido;

-Habituar o observador às condições de observação;

-Testar o efeito e eficácia dos itens de EA.

slide20

OBSERVAÇÕES SISTEMÁTICAS

-Todos os itens de EA:

  • - apresentados dia sim, dia não;
  • durante dois períodos de observação/dia
  • (de manhã e à tarde).

-Os dados recolhidos:

- tratamento estatístico, sendo resultados obtidos enquadrados, em termos teóricos, com a informação técnico-científica/pesquisa bibliográfica.

slide21

CONSIDERAÇÕES FINAIS

-O trabalho de estudo está nas observações preliminares;

-Nesta fase, o observador tenta também distinguir individualmente os animais;

-Desde o início, procede-se a uma pesquisa bibliográfica da história natural e comportamentos desta espécie em meio natural e estudos feitos em cativeiro.

slide22

A aplicação deste trabalho de investigação, está inserida no Projecto Pedagógico e Científico do Monte Selvagem

Muito obrigada pela atenção!