divis o iv controle bibliogr fico n.
Download
Skip this Video
Loading SlideShow in 5 Seconds..
Divisão IV: Controle Bibliográfico PowerPoint Presentation
Download Presentation
Divisão IV: Controle Bibliográfico

Loading in 2 Seconds...

play fullscreen
1 / 69

Divisão IV: Controle Bibliográfico - PowerPoint PPT Presentation


  • 198 Views
  • Uploaded on

Divisão IV: Controle Bibliográfico. Judith A. Kuhagen Secretária, IFLA Seção de Catalogação XXI Congresso Brasileiro de Biblioteconomia, Documentação e Ci ê ncias da Informaç ã o 21 de julho de 2005. Tradução em Português: Carlos J. Olave, Divisão Hispânica, Biblioteca do Congresso.

loader
I am the owner, or an agent authorized to act on behalf of the owner, of the copyrighted work described.
capcha
Download Presentation

PowerPoint Slideshow about 'Divisão IV: Controle Bibliográfico' - Gabriel


An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript
divis o iv controle bibliogr fico

Divisão IV: Controle Bibliográfico

Judith A. Kuhagen

Secretária, IFLA Seção de Catalogação

XXI Congresso Brasileiro de Biblioteconomia,

Documentação e Ciências da Informação

21 de julho de 2005

Tradução em Português: Carlos J. Olave, Divisão Hispânica, Biblioteca do Congresso

federa o internacional de associa es de bibliotecas
Federação Internacional de Associações de Bibliotecas
  • Fundada em 1927 (o nome foi mudado para Federação Internacional de Associações de Bibliotecas em 1976)
  • Sede: Haia, Holanda
  • Secretário-Geral: Peter Johan Lor
  • Presidentes:
    • Atual: Kay Raseroka (University Library of Botswana)
    • 2005-2007: Alex Byrne (University of Technology, Sydney)
    • 2007-2009: Claudia Lux (Zentral und Landesbibliothek Berlin)
organiza o
Organização
  • Quadro Administrativo
  • Comitê Profissional
  • 8 divisões
    • Quadro de Coordenação para cada divisão (presidentes e secretários das seções)
  • 47 seções
    • Comitê permanente para cada seção
  • 3 escritórios regionais
escrit rio regional para am rica latina e caribe
Escritório Regional para América Latina e Caribe

c/o Biblioteca Publica do Estado do Rio de Janeiro

Av. Presidente Vargas, 1261 20071-004 Centro,Rio de Janeiro, RJ, BrazilTel. +55-21-3225330, Fax. +55-21-3225733, E-mail: iflalac@mls.com.br

Gerente Regional: Srª Elizabet Maria Ramos de Carvalho

slide5
http://www.ifla.org/
  • Acesso a informações:
    • Conferências
    • Ativitidades das divisões e seções
    • Publicações
    • Rascunhos para revisão
linguagens
Linguagens
  • Cinco línguas oficiais:
    • Inglês
    • Francês
    • Alemão
    • Espanhol
    • Russo
  • Algumas publicações, apresentações, etc., estão disponíveis em outras línguas
atividades centrais da ifla
“Atividades centrais” da IFLA
  • Ações junto ao Programa de Desenvolvimento entre Bibliotecas
  • Comitê de Direitos Autorais e outros assuntos de ordem legal
  • Comitê para o Livre Acesso à Informação e para a Liberdade de Expressão
  • Preservação e Conservação
  • ICABS – relacionado com as atividades da Divisão IV+
  • UNIMARC – relacionado com as atividades da Divisão IV+
icabs 2003 2005
ICABS – 2003-2005
  • “IFLA-CDNL Alliance for Bibliographic Standards”
    • 5 Bibliotecas nacionais: Austrália, Inglaterra, Alemanha, Holanda, Estados Unidos
    • 3 outros parceiros:
      • IFLA
      • Conferência de Diretores de Bibliotecas Nacionais
      • UNIMARC (Biblioteca Nacional, Portugal)
    • http://www.ifla.org/VI/7/icabs.htm
icabs metas
ICABS: Metas
  • Coordenar atividades para o desenvolvimento de padrões e práticas para controle bibliográfico e de recursos
  • Apoiar os recursos de intercâmbio de biblioteca, ao promover, desenvolver e testar a manutenção dos padrões de metadata e formatos
  • Assegurar a promoção de novas conveções
  • Aumentar a comunicação ao atuando como uma câmara de compensação de informações, empenhando-se neste campo, organizando e participando de seminários e workshops, etc.
icabs biblioteca nacional portugal
ICABS: Biblioteca Nacional (Portugal)
  • Responsável pelo UNIMARC (o formato Universal MARC) criado pela IFLA em 1977
  • Diretora: Fernanda Guedes de Campos (fcampos@bn.pt)
  • Objetivos atuais:
    • Manter e promover o formato
    • Desenvolver novas ferramentas que se ajustem às novas tecnologias
    • Harmonizar-se com os novos padrões
unimarc
UNIMARC
  • Fórum UNIMARC: http://www.unimarc.net/
  • UNIMARC XML esquema disponível:

http://www.bookmarc.pt/unimarc/

  • Manual do UNIMARC disponível em Português; peça no bn@bn.pt
icabs the british library
ICABS: The British Library
  • Apóia o trabalho de dois grupos:
    • Grupo de Revisão FRBR (Functional Requirements for Bibliographic Records) [Atividade da Seção de Catalogação da Div. IV]
    • Grupo de trabalho em Functional Requirements of Authority Records (FRAR) [Atividade da Div. IV]
icabs die deutsche bibliothek alemanha
ICABS: Die Deutsche Bibliothek (Alemanha)
  • Apóia o Grupo de Revisão ISBD [Atividade da Seção de Catalogação da Div. IV]
  • Junto à Biblioteca do Congresso e OCLC, apóia o Virtual International Authority File project

http://www.loc.gov/loc/ifla/imeicc/source/VIAFTillett_504.pdf

  • Presidente do Conselho da ICABS (Renate Gömpel) para o primeiro mandato de 3 anos
icabs koninklijke bibliothek holanda
ICABS: Koninklijke Bibliothek (Holanda)
  • Pesquisa a requisição e as condições do arquivamento de recursos eletrônicos de longa-duração
  • Projeto atual: avaliação do estado-da-arte do uso de padrões no arquivamento digital
icabs library of congress eua
ICABS: Library of Congress (EUA)
  • Promove o desenvolvimento e uso do MARC 21 e seus derivados XML
  • Promove a aplicação, uso e desenvolvimento do Z39.50
  • Coleta e compartilha informações de esquemas de metadatas existentes
  • Monitora o trabalho de identificadores persistentes
icabs national library of australia
ICABS: National Library of Australia
  • Pesquisa e promove métodos de arquivamento baseados em publicações e coletadas na web (trabalha com a Koninklijke Bibliothek)
  • Conferência internacional sobre o arquivamento de recursos web, novembro de 2004:

http://www.nla.gov.au/webarchiving/about.html

divis o iv controle bibliogr fico ttp www ifla org vii d4 dbc htm
Divisão IV: Controle Bibliográficottp://www.ifla.org/VII/d4/dbc.htm
controle bibliogr fico
“Controle bibliográfico”
  • Desenvolvimento e manutenção de um sistema de descrição de todos os materiais publicados de acordo com os padrões aceitos para catalogação, indexação e classificação
    • Para tornar disponível a identificação, restauro e acesso de materiais
se es da divis o iv
Seções da Divisão IV
  • Gerenciamento do Conhecimento (2004)
  • Classificação e Indexação (1981)
  • Bibliografia (1965)
  • Catalogação (1935)
comunica o da divis o iv
Comunicação da Divisão IV
  • Revista trimestral International Cataloguing and Bibliographic Control
    • Conteúdos e assinatura:

http://www.ifla.org/VI/3/admin/content.htm

  • Newsletters da Seção
  • IFLANET: http://www.ifla.org/VII/d4/dbc.htm
coopera o da divis o iv
Cooperação da Divisão IV
  • Com os programas ICABS e MARC
  • Com as seções de outras divisões para enfatizar o papel central do controle bibliográfico, provendo acesso aos recursos das bibliotecas, p. ex.,
    • Seção de Tecnologia da Informação
    • Seção de Bibliotecas Nacionais
gerenciamento da divis o iv
Gerenciamento da Divisão IV
  • Quadro Administrativo: presidentes e secretários de quatro seções
    • Presidente do CB é membro do Comitê Profissional e do Quadro Administrativa da IFLA
atividades da divis o iv
Atividades da Divisão IV
  • Patrocinar um fórum aberto em cada conferência anual
    • Incluir oradores da região da conferência
  • Coordena o trabalho das seções
  • Supervisiona o trabalho dos grupos de trabalho das seções
    • Atualmente, o Grupo de Trabalho FRANAR
functional requirements and number of authority records franar
Functional Requirements and Number of Authority Records (FRANAR)
  • Aplicações do modelo FRBR nos registros de autoridade
    • A sigla agora é FRAR:não está seguindo o conceito de um número padrão.
      • O foco é mudar de uma forma simples de cabeçalho
      • E afastar-se do compartilhamento físico dos registros
    • Relatório da pesquisa mundial disponível em 2005
      • Será disponibilizada na IFLANET
organiza o da se o
Organização da Seção
  • Associação: qualquer pessoa, instituição ou organização interessada em atividades de apoio
  • Administrado por um Comitê Permanente
    • 20 especialistas nomeados/eleitos por membros de organizações/instituições
      • Presidente, secretário, tesoureiro, agente de informação
    • É possível associação de correspondência através de e-mail
      • Contatar o presidente da seção
presen a da se o na iflanet
Presença da Seção na IFLANET
  • Site da Seção
    • Relatório Anual
    • Planos Estratégicos
    • Resumos das reuniões do Comitê de Padrões
    • Publicações
    • Projetos
    • Funcionários
  • Site da Conferência
    • Apresentação em Inglês e outras línguas (sempre enfocado por região da conferência)
se o de gerenciamento do conhecimento http www ifla org vii s47 index htm
Seção de Gerenciamento do Conhecimentohttp://www.ifla.org/VII/s47/index.htm
defini o de gc
Definição de “GC”
  • “Processo de criação, armazenamento, compartilhamento e reutilização do conhecimento organizacional para possibilitar a uma organização atingir suas metas e objetivos”
  • A presença na Divisão IV de uma nova seção não significa que GC está restrita ao conhecimento relacionadao ao controle bibliográficoç a seção trabalha com muitas outras seções e divisões.
atividades potencial do gc
Atividades potencial do GC
  • Baseado em áreas de interesse de Grupos de Discussão anteriores:
    • Distribuir exemplos de “melhores práticas” e casos de estudo
    • Conduzir pesquisas internacionais entre profissionais de informação em ambientes de aprendizado de GC
    • Investigar como associações de profissionais influenciam e apóiam a implementação de GC em bibliotecas etc.
apresenta es de gc em oslo 2005
Apresentações de GC em Oslo 2005
  • O potencial da arena do GC para bibliotecários
  • O papel crucial de bibliotecários/agentes de informação como elemento de ligação entre culturas
  • Práticas de compartilhamento de conhecimento em institutos asiáticos
  • O quarto estágio do GC – informação externa: o popel do bibliotecário
se o de classifica o e indexa o http www ifla org vii s29 index htm
Seção de Classificação e Indexaçãohttp://www.ifla.org/VII/s29/index.htm
classifica o escopo
Classificação … escopo
  • Métodos para prover acesso a assuntos em catálogos, bibliografias e índices para recursos bibliográficos de todos os tipos, inclusive recursos eletrônicos
  • Padronização e aplicação uniforme de ferramentas de acesso de assuntos
  • Intercâmbio Internacional de Informações sobre métodos para prover acesso de assuntos
classifica o relat rios
Classificação … relatórios
  • Informação em newsletter e em programas de conferência IFLA:
  • Ferramentas de acesso a assuntos de vários países
    • Desenvolvimento em classificação e indexação de vários países

Necessita-se: mais relatórios em ambas

categorias de países da América do Sul, Ásia

e África

classifica o grupos de trabalho e projetos
Classificação … grupos de trabalho e projetos
  • Guia para Tesauros Multilíngues
  • Câmara de Compesação Virtual para Ferramentas de Acesso de Assuntos
  • Guia de Requerimentos Mínimos para Acesso de Assuntos por Agência Bibliográfica Nacional
  • Requerimentos Funcionais para Registros de Autoridade de Assuntos (FRSAR)
guia para tesauros multil gues
Guia para Tesauros Multilígues
  • Cobre:
    • A construção de um novo tesauro
    • Combina tesauros existentes
  • Publicado na IFLANET para revisão mundial:

http://www.ifla.org/VII/s29/pubs/Draft-multilingualthesauri.pdf

c mara de compensa o de ferramentas de acesso de assuntos
Câmara de Compensação de Ferramentas de Acesso de Assuntos
  • Lista de atribuições desenvolvida para ser usada na preparação de anotações descritivas
  • Amostras de anotaões preparadas a partir de vária ferramentas, em várias línguas
  • Lançamento de um fomulário online para entrada de dados:

http://circe.slis.kent.edu/mzeng/bin/IFLApro.exe

guia para acesso de assuntos pelos nbas
Guia para… Acesso de Assuntos pelos NBAs
  • O grupo começou seu trabalho recentemente:
    • Criação de uma pesquisa
    • Definição de metodolgia para coletar e analisar dados
requerimentos funcionais para registros de autoridade de assuntos
Requerimentos Funcionais para Registros de Autoridade de Assuntos
  • Termos de referência (Abril 2005):
    • Construir de um modelo conceitual de um grupo de 3 entidades dentro da estrutura do FRBR, relacionado aos trabalhos
    • Prover um estrutura de referência para relacionar os dados registrados nos registros de autoridade de assuntos para os usuários daqueles registros
    • Auxiliar na avaliação do potencial para compartilhamento internacional e uso dos dados da autoridade de assuntos dentro, e além, do setor da biblioteca
classifica o oslo 2005 apresenta es
Classificação … Oslo 2005 Apresentações
  • Acesso de assuntos multilíngue ao catálogo de bibliotecas nacionais [países do leste europeu]
  • Uso da Classificação Decimal de Dewey para a organização de bibliografias nacionais [Áustria, Alemanha e Suíça]
  • Répertoire de vedettes-matière and RAMEAU: duas línguas de indexação em francês
bibliografia escopo
Bibliografia … escopo
  • Preocupar-se, primariamente, com conteúdo, arranjo, produção, disseminação e preservação de informação bibliográfica
    • Especialmente relacionada a serviços bibliográficos nacionais
bibliografia esfor os
Bibliografia … esforços
  • Promoção da importância da disciplina de bibliografia para profissionais de biblioteconomia em todos os tipos de biblioteca, para editores, para distribuidores etc.
  • Assegurar que suas recomendações e soluções não sejam necessariamente dependentes de alguma tecnologia em particular
bibliografia atividades
Bibliografia … atividades
  • “Pesquisa sobre o estado das bibliotecas nacionais na América Latina” – Abril 2004

http://www.ifla.org/VII/s12/pubs/s12-national-bibliography-latinamerica.pdf

  • “Pesquisa sobre programa CIP nacional” – Agosto 2004
  • Grupo de Trabalho do Guia IFLA para Bibliografias Nacionais
bibliografia oslo 2005 apresenta es
Bibliografia … Oslo 2005 Apresentações
  • Inclusão de recursos eletrônicos em bibliografias nacionais
  • Melhoramento da catalogação tradicional: iniciativas e oportunidades para enriquecimento bibliográfico
  • Desseminação na Web: a experiência da Bibliothèque nationale de France
se o de cataloga o http www ifla org vii s13 index htm
Seção de Catalogação http://www.ifla.org/VII/s13/index.htm
cataloga o escopo
Catalogação … escopo
  • Quatro áreas relacionadas a códigos de catalogação e atividades globais de catalogação:

#1: Teoria

#2: Princípios

#3: Padrões

#4: Guia

1 teoria de cataloga o
#1: Teoria de Catalogação
  • FRBR = “Functional Requirements for Bibliographic Records”
    • Modelo das funções lógicas de um catálogo
    • Linguagem para discussão e assuntos de análise de catálogo
    • Usado por outros grupos produtores de padrões
slide48
FRBR
  • Modelo de relação com a entidade; foco no Grupo 1:
    • Trabalho
    • Expressões
    • Manifestações
    • Ítens
  • Grupo de Revisão FRBR
    • Continuar a refinar o modelo
    • Trabalhos com outras comunidades (p. ex. museus)
tarefas de usu rio identificado por frbr
Tarefas de usuário identificado por FRBR
  • Tarefas a serem feitas pelo catálogo:
    • Encontrar
    • Identificar
    • Selecionar
    • Obter
  • Atribuições das entidades que tornaram essas tarefas possível
informa o frbr
Informação FRBR
  • Relatório de 1997 do Grupo de Estudos sobre IFLANET:

http://www.ifla.org/VII/s13/frbr/frbr.pdf

    • A ser publicado em Português pela Biblioteca Nacional de Portugal no ano que vem
  • Atividades do Grupo de Revisão do FRBR

http://www.ifla.org/VII/s13/wgfrbr/wgfrbr.htm

extens es do frbr
Extensões do FRBR
  • Entidades do Grupo 2: pessoas e corporações
    • Grupo FRANAR está completando seu trabalho
  • Entidades do Grupo 3: assuntos
    • Grupo FRSAR está iniciando seu trabalho
2 princ pios
#2: Princípios
  • Patrocínio de série de “Encontros Internacionais de Especialistas por um Código Internacional de Catalogação”
    • 2003: Frankfurt, Alemanha
    • 2004: Buenos Aires, Argentina
    • 2005: Cairo, Egito
    • 2006: Seul, Coréia do Sul
    • 2007: África do Sul
slide53

Web sites do IME ICC :

Frankfurt = http://www.ddb.de/news/ifla_conf_index.htm

Buenos Aires = http://www.loc.gov/loc/ifla/imeicc/imeicc2

Cairo = http://www.loc.gov/imeicc3/

resumo dos princ pios de frankfurt
“Resumo dos Princípios de Frankfurt”
  • Os “Princípios de Paris” de 1961 (nos quais os códigos de catalogação são baseados) afirmados e incrementados em Frankfurt
  • Rascunho do the IME ICC de Frankfurt modificados levemente em Buenos Aires; continuidade do processo
  • Versões dos princípios em 21 línguas:

http://www.ddb.de/news/ifla_conf_papers.htm

slide55

Versão em Português:

http://www.ddb.de/news/pdf/statement_portugese.pdf

contribui o brasileira aos princ pios
Contribuição brasileira aos Princípios
  • Representantes (impossibilitados de comparecer ao IME ICC em Buenos Aires) que estudaram os assuntos e votaram em mudanças propostas ao rascunho dos princípios:
    • Suley Mattos Vahia Loureiro (Fundação Biblioteca Nacional)
    • Adriana Hypólito Nogueira (Universidade de São Paulo)
grupo de trabalho sobre um c digo internacional de cataloga o
Grupo de Trabalho sobre um Código Internacional de Catalogação
  • O grupo está sendo estabelecido neste ano
  • Revisão mundial das recomendações do Grupo de Trabalho do IME ICC para regras específicas a serem incluídas nos códigos internacionais
  • Divisão de um conjunto de regras que seriam propostas para todos os grupos criadores de regras em todos o mundo, a fim de serem incorporados nos códigos de catalogação
3 padr es isbd
#3: Padrões: ISBD
  • “International Standard Bibliographic Description”
    • Primeiro padrão, para publicações de monografia, de 1971; agora uma família de ISBD
    • Base para muitos códigos de catalogação
    • História dos ISBD e atividades do Grupo de Revisão ISBD:

http://www.ifla.org/VII/s13/isbd-rg.htm

isbds recentes e atuais
ISBDs recentes e atuais
  • Recentemente renovadas e revisadas:
    • ISBD(CR) [continuing resources]
    • ISBD(M) [monographs]
    • ISBD(G) [general]
    • ISBD(CM) [cartographic materials]
  • Em revisão:
    • ISBD(ER) [electronic resources]
    • ISBD(A) [antiquarian]
isbd e outros padr es
ISBD e outros padrões
  • Revisão do ISBD(S) [serials] torna-se ISBD(CR)

[continuing

resources];

harmonizado com:

    • Guia ISSN
    • AACR2
investiga es atuais do isbd
Investigações atuais do ISBD
  • Possibilidade de ISBD consolidado
  • Substituição de pontuações prescritas com esquemas XML
  • Grupo de Estudos de Designação de Materiais: o desafio de publicações em formatos múltiplos
isbd m em portugu s
Publicado pela Biblioteca Nacional de PortugalISBD(M) em Português

Order information:

http://www.ifla.org/VI/3/nd1/isbdlist-pt.htm

slide63

Ou: arquivo .pdf ISBD(M):

http://www.ifla.org/VI/3/nd1/

isbdM-pt.pdf

outros isbd em portugu s
Outros ISBD em Português
  • ISBD(G) disponível em breve, no mesmo endereço do ISBD(M)
  • A Biblioteca Nacional de Portugal publicará ano que vem:
    • ISBD(PM) [printed music]
    • ISBD(ER) [electronic resources]
    • ISBD(CR) [continuing resources]
4 guia
#4: Guia
  • Grupos de Trabalho e relatórios sobre metadados para recursos digitais
  • Guias para exibição de OPAC
  • Guias para registros de autoridade e referências (GARR)
  • Clássicos Anônimos
  • Nomes de Pessoas
cataloga o oslo 2005 apresenta es
Catalogação … Oslo 2005 Apresentações
  • FRAR: Extendendo Conceitos FRBR para a Autoridade de Dados
  • Autoridade Nacional Russa de Nomes Geográficos
  • Quadro de Discussão com Seção ... Classificação:
    • Autoridade e termos de assuntos
    • Autoridade de Nomes e o contexto da biblioteca
    • Autoridade no contexto de arquivos, onde nos encontramos?
agradecimentos s contribui es a esta apresenta o
Agradecimentos às contribuições a esta apresentação
  • Colegas da IFLA:
    • Barbara Tillett, presidente da Divisão IV
    • Fernanda Campos, Diretora da UNIMARC
    • Renate Gömpel, Presidente do Conselho da ICABS
    • Gunilla Jonsson, Presidente da Seção de Catalogação
    • Bohdana Stoklasová, Presidente da Seção de Bibliografia
    • Irene Wormell, Presidente da Seção de Gerenciamento do Conhecimento
    • Marcia Zeng, Presidente da Seção de Classificação e Indexação
um convite para voc envolva se
Um convite para você: envolva-se!
  • Checando a IFLANET regularmente
  • Comentando documentos postados para revisão mundial
  • Enviar requisições de informações dos projetos
  • Esteja em contato com os representantes de seu país nos vários comitês (inclusive Marcia Rosetto)
quest es
Questões?
  • Hoje?
  • No futuro?
    • Email: jkuh@loc.gov
    • Email Fernanda Campos: fcampos@bn.pt
    • Consulte a IFLANET para informações e endereços: http://www.ifla.org/