Transpira o
Download
1 / 19

- PowerPoint PPT Presentation


  • 371 Views
  • Uploaded on

Transpiração. Perda de água sob a forma de vapor, principalmente através da folhas, embora possa ocorrer em qualquer parte do vegetal que esteja exposta ao ar. Efeito regulador de temperatura Transpirar é um mal necessário aumento da absorção vegetal renovação dos estoques de nutrientes

loader
I am the owner, or an agent authorized to act on behalf of the owner, of the copyrighted work described.
capcha
Download Presentation

PowerPoint Slideshow about '' - Faraday


An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript
Transpira o
Transpiração

  • Perda de água sob a forma de vapor, principalmente através da folhas, embora possa ocorrer em qualquer parte do vegetal que esteja exposta ao ar.

  • Efeito regulador de temperatura

  • Transpirar é um mal necessário

  • aumento da absorção vegetal

  • renovação dos estoques de nutrientes

  • absorção de CO2

  • subida da seiva (Teoria de Dixon)


Transpira o

Mecanismos da transpiração

  • água chega à folha pelo xilema e alcança o parênquima clorofiliano

  • células em contato com os espaços intercelulares

  • as paredes celulares evaporam a água

  • vapor de água circula pelos espaços intercelulares

  • vapor de água é eliminado pelos estômatos (difusão)

  • Pode ocorrer através dos estômatos (estomática) e da cutícula (cuticular)


Transpira o

Transpiração estomática (Te)

  • Corresponde em média 90% da Transpiração total (Tt)

  • Rápida, intensa e sob o controle voluntário da planta

    Transpiração cuticular

  • A cutícula não é perfeitamente impermeável à água (poros - região frágil).

  • Ocorre a evaporação direta da água para a atmosfera

  • lenta, pouco intensa e involuntária


Transpira o

Ação dos fatores ambientais na transpiração

  • Temperatura acelera (dentro de certos limites)

  • Luz acelera

  • Umidade do Ar alta (reduz a transpiração); baixa (aumenta)

  • Vento facilita a transpiração

  • Umidade do solo quanto maior, mais elevada é a transpiração


Transpira o

Ação dos fatores internos da planta na transpiração

  • área de evaporação mais larga a folha, maior a transpiração

  • espessura da cutícula mais espessa, menor é a transpiração

  • Pêlos retém umidade ao redor da folha, diminuindo a Tt.

  • número de estômatos quanto maior, mais transpiração

  • Abertura estomática idem

  • disponibilidade de água idem

  • CO2 no mesófilo quanto maior, menor é a transpiração


Transpira o

Mecanismos de abertura e fechamento dos estômatos

  • Abertura/fechamento dos estômatos depende do grau de turgidez das células-guarda

  • YTúrgida - células se afastam ÿ estômato se abre

  • YFlácida - células se aproximam ÿ estômato se fecha

  •  Turgidez depende, essencialmente, da [K+] (ativo).

  • Vários fatores, internos e externos, influenciam o mecanismo de abertura/fechamento do estômato, tais como a luz, o suprimento hídrico e a concentração de gás carbônico no mesófilo e o nível de ABA.



Transpira o

Mecanismo Hidroativo

  • Planta em estresse hídrico (déficit) ÿ estômatos se fecham

    Efeito da temperatura

  • Temperaturas moderadas (10 - 25 EC) promovem a abertura

    Efeito do Ácido Abscísico

  • O ABA quando aplicado no vegetal induz ao fechamento dos estômatos

    AberturaFechamento

  • - luz - escuro

  • - baixo teor de CO2 - alto teor de CO2

  • - temperatura moderada - temperatura extrema

  • - bom suprimento hídrico - baixo suprimento hídrico


Transpira o

Demonstração experimental da transpiração

  • Método do papel cobalto

  • Método do saco plástico

  • Método do potômetro

  • Pesagem em balança analítica

  • Bexigas com abertura e fechamento


Transpira o

  • Gutação/sudação* Eliminação de água sob a forma líquida. Durante a noite, há aumento da umidade e diminuição da temperatura (transpiração é inibida).

    • Relaciona-se: alta disponibilidade hídrica e de sais; elevada aeração (oxigênio). Grande absorção; Acúmulo de sais e água no interior do lenho; gutação.

    • Ocorre através de hidatódios.

  • Exsudação* perda de água através de um ferimento (caule).

  • * relacionam-se ao processo (fenômeno) de pressão + da raiz.


Absor o de gua e sais
Absorção de água e sais

  • A maior absorção de água e sais ocorre na zona pilífera.

  • Anatomia da raiz Eepiderme (rizoderme) sem cut´cula e estômatos, pêlos absorventes, parênquima cortical, endoderme (reforços em “U” ou estrias de Caspary) e cilindro central (periciclo, feixe vascular e parênquima medular).


Transpira o

  • A - Via simplasto (através do citoplasma das células)

  • B - Via apoplasto (entre as células)

  • A raiz ganha água do solo por EMBEBIÇÃO/ENDOSMOSE.

  • A Osmose na raiz gera uma pressão Pressão da Raiz (PR).

  • Absorção dos sais

    • Inicia-se rapidamente onde os íons atravessam a parede celular de modo passivo auxiliados pela difusão da água. Em seguida, atravessam a membrana plasmática, o citoplasma e o tonoplasto de modo ativo (Transporte Ativo). Carregadores podem atuar no TA.


Condu o de seiva bruta pelo xilema
Condução de seiva bruta pelo xilema

Condução pelo Caule

No vegetal a maior parte da água circula da raiz para a folha. Mais de 90% da água é perdida por transpiração (estomática e cuticular).


Transpira o

A Seiva bruta é preferencialmente puxada pelas folhas

do que empurrada pela raiz

* - Teoria da transpiração - tensão - coesão (Teoria de Dixon)


Transporte de seiva elaborada
Transporte de seiva elaborada

  • Ocorre através dos vasos do Floema (Tecido liberiano)


ad