C digo de barras e r dio frequ ncia
This presentation is the property of its rightful owner.
Sponsored Links
1 / 48

CÓDIGO DE BARRAS E RÁDIO FREQUÊNCIA PowerPoint PPT Presentation


  • 71 Views
  • Uploaded on
  • Presentation posted in: General

CÓDIGO DE BARRAS E RÁDIO FREQUÊNCIA. CÓDIGO DE BARRAS. 789 107 221055 7. Símbolo composto por barras paralelas de larguras e espaçamentos variados. É uma forma rápida, fácil e exata de captura automática de dados. CÓDIGO DE BARRAS - Simbologia.

Download Presentation

CÓDIGO DE BARRAS E RÁDIO FREQUÊNCIA

An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

Presentation Transcript


C digo de barras e r dio frequ ncia

CÓDIGO DE BARRASE RÁDIO FREQUÊNCIA


C digo de barras

CÓDIGO DE BARRAS

789 107 221055 7

Símbolo composto por barras paralelas de larguras e espaçamentos variados.

É uma forma rápida, fácil e exata de captura automática de dados.


C digo de barras e r dio frequ ncia

CÓDIGO DE BARRAS - Simbologia

  • Possibilita que as informações sejam lidas de forma exata;

  • É a chave para a rápida identificação do produto, quantidades e fornecedor

COMO É LIDO

Uma fonte de luz (laser) efetua uma varredura no código de barras em um espaço em branco (a zona de silêncio) antes da primeira barra e continua passando até a última barra, encerrando em um espaço em branco que a segue.

Quanto maior for a informação a ser codificada, maior será o código de barras.


C digo de barras e r dio frequ ncia

CÓDIGO DE BARRAS - Estrutura

ESTRUTURA DE CODIFICAÇÃO:

Contém até 12 dígitos que são lidos e identificados no banco de dados, contendo: a descrição do produto, o nome do fornecedor, o preço, a quantidade em estoque, dentre outras informações.

7891072210557

3 dígitos (cedidos pela EAN):País (789 – Brasil)

5, 4 ou 3 dígitos (cedidos pela EAN Brasil):Empresa (107)

4, 5 ou 6 dígitos (cedidos pela EAN Brasil):Produto (221055)

1 dígito (obtido pelo cálculo algoritmo):Dígito de controle (7)


C digo de barras e r dio frequ ncia

CÓDIGO DE BARRAS - Benefícios

  • Baixo custo e menor tempo de implantação;

  • Fácil utilização;

  • Uso de equipamentos compactos;

  • Alta velocidade de captura dos dados,

  • Informações: validade, data de fabricação, local onde foi produzido, dentre outras

SUAS CORES:

BARRAS: preto, azul, verde (escuro) e marrom (escuro)

FUNDO: branco,amarelo,laranja,vermelhoebege


C digo de barras e r dio frequ ncia

ETIQUETAS INTELIGENTES

EPC GLOBAL / EAN BRASIL

  • Definições de normas e política de utilização.

  • Padronização da codificação de produtos.

  • Freqüência UHF.

  • Serão enviadas propostas para incorporação às normas ISO 9000.

  • Questões sobre privacidade.

  • Aplicação dessa tecnologia em unid. de consumo.

  • Operação pós venda.


C digo de barras e r dio frequ ncia

ETIQUETAS INTELIGENTES

EPC GLOBAL / EAN BRASIL

  • Quem está adotando:

    HP UNILEVERWALMART TELCO

    METRO GROUP

    DEPTº DE DEFESA AMERICANO.

    Custo estimado: US$ 0,30

    WWW.EANBRASIL.ORG.BR

    WWW.EPCGLOBALINC.ORG


C digo de barras e r dio frequ ncia

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO

Usualmente dispomos de dados, onde podemos extrair diversas informações e sintetizar algum conhecimento que forneça subsídio para a tomada de decisão.


C digo de barras e r dio frequ ncia

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO

DADOS:

1. Estilo de Vida

2. Pontos de Venda

3. Demografia

4. Geografia

INFORMAÇÃO:

1. X vive em C

2. S tem N anos

3. Y usa banco B

4. S gosta de V

CONHECIMENTO:

1. Produto A é

adquirido X% junto

com o Prod. B

2. Conj. Y usado na

região C.

DECISÃO:

1. Vamos promover

2. Oferecer mais

serviços para o

cliente A


R dio frequ ncia

RÁDIO FREQUÊNCIA


C digo de barras e r dio frequ ncia

Tecnologia

RF ID


C digo de barras e r dio frequ ncia

Como é um sistema de RFID?

  • O sistema de identificação por radio frequência consiste de um transponder com radio e um leitor para conectá-lo a um sistema de informação corporativo.

  • O transponder é composto de um chip e antena, que é ativado por um sinal de radio na sua frequência de trabalho. Quando isto ocorre, ele envia um sinal contendo sua informação ao leitor


C digo de barras e r dio frequ ncia

Exemplos de Aplicações RFID

  • Controle de acesso de veículos

  • Controle de acesso de pessoas

  • Identificação de veículo e containers

  • Controle e rastreamento de vagões

  • Controle de bagagens em aeroportos

  • Identificação de pallets

  • Aplicações em ambientes hostis (Por exemplo: processo de pintura industrial e lubrificação de partes ou produtos identificados com RFID)


C digo de barras e r dio frequ ncia

Conceitos Básicos de RFID

  • Identificação por Rádio-Freqüência

  • Leitor de rádio-freqüência

  • Transponder Passivo (Sem bateria), alimentado pelo leitor

  • Acomoda um chip e uma antena

  • Indução Eletromagnética

  • Também chamado: Transponder, RFID Tag


C digo de barras e r dio frequ ncia

TecnologiasAtiva X Passiva

  • Tecnologia Ativa:

    • Necessita bateria

    • Maior distância de leitura (Metros)

    • Custo alto

    • Tempo de vida limitado

    • Leitores grandes

    • Microondas (900 MHz)

    • Sensível a alta / baixa temperaturas

  • Tecnologia Passiva:

    • Livre de bateria

    • Menor distância de leitura (Centrimetros)

    • Custo baixo

    • Tempo de vida ilimitado!

    • Leitores pequenos

    • Trabalha em condições severas, adversas

    • Facilidade de fixação


C digo de barras e r dio frequ ncia

Principais benefícios do RFID sobre o código de barras

  • Não requer uma linha de visão direta entre transponder e leitor, como ocorre no código de barras, em que o laser tem que varrer toda a extensão do código

  • Capaz de ler / gravar

  • Fácil de ser fixado em objetos

  • Trabalha de maneira eficaz em ambiente hostís, sujeito a diversos intempéries proporcionando melhor distância de leitura


C digo de barras e r dio frequ ncia

SOFTWARES E HARDWARES

PRA SCM:


C digo de barras e r dio frequ ncia

SOFTWARES E HARDWARES

PRA SCM:


C digo de barras e r dio frequ ncia

SOFTWARES E HARDWARES

PRA SCM:


C digo de barras e r dio frequ ncia

SOFTWARES E HARDWARES

PRA SCM:


C digo de barras e r dio frequ ncia

SOFTWARES E HARDWARES

PRA SCM:


C digo de barras e r dio frequ ncia

SOFTWARES E HARDWARES

PRA SCM:


C digo de barras e r dio frequ ncia

SOFTWARES E HARDWARES

PRA SCM:


C digo de barras e r dio frequ ncia

WMS

Warehouse Management System


C digo de barras e r dio frequ ncia

  • Sistema de Gerenciamento de Armazém WMS - Warehouse Management System

  • Surgiu na Década de 70 com a finalidade de rastrear os materiais;

  • Nos anos 90 foi aperfeiçoado para ser utilizado com novas tecnologias:

    • Código de Barras;

    • Terminais RFDC;

    • Banco de dados relacionais.


C digo de barras e r dio frequ ncia

Principais Funções:

  • Pré-recebimento(Controle de Portaria);

  • Recebimento de Mercadorias;

  • Conferência;

  • Armazenamento - Endereçamento e Estocagem;

  • Picking - Gerenciamento de Pedido e picking;

  • Expedição;

  • Cross-docking;

  • Consolidação de Cargas por cliente;


C digo de barras e r dio frequ ncia

Principais Funções:

  • Controle de inventário;

  • Controle de Avarias;

  • reabastecimento automático;

  • Rastreabilidade;

  • Gerenciamento de Pessoal;

  • Gerenciamento de equipamentos;

  • Medidas de desempenho;


C digo de barras e r dio frequ ncia

Benefícios

  • Redução da taxa de erros no atendimento de pedidos;

  • A melhoria do serviço ao cliente;

  • Aumento da acuracidade do recebimento e das informações;

  • Melhor aproveitamento dos recursos, do espaço de armazenamento e da mão-de-obra


C digo de barras e r dio frequ ncia

  • Utilização de WMS no Mundo

  • EUA e Canadá - 70%

  • Europa, Oriente Médio e África - 24%

  • Resto do Mundo - 6%

    Empresas líderes nos EUA

  • WMS - Catalyst

  • WMS BOSS - Computer Associate(CA)

    .


C digo de barras e r dio frequ ncia

  • Fornecedores de WMS no Brasil

  • S & A Sistemas (SAGA);

  • GEMCO;

  • Inovatech;

  • Consinco;

  • Arcadian;

  • Microsiga;

    .

  • Datasul;

  • Computer Associate;

  • Store Automação;

  • JDA;

  • LogoCenter;

  • Heyde


C digo de barras e r dio frequ ncia

Custo WMS

  • Licença: R$ 40.000,00 a R$ 300.000,00

  • + Custos de Customizações

  • + Consultoria

  • + Treinamento

  • + Usuário Adicional

  • + Site

  • + Manutenção


C digo de barras e r dio frequ ncia

Ganhos Obtidos c/ o WMS

(Estudo de Caso: M&G)

  • 100% dos itens estão endereçados e facilmente localizados - não é mais necessário memorizar onde está o produto dentro do CD.

  • Hoje, existe uma linha de separação lógica e paletizada (aumento da produtividade).

  • O índice de avaria diminuiu em 86%.

  • Dobrou a capacidade de expedição. Antes da implantação, expedia-se 12 cargas/dia, hoje, expede-se até 25 cargas/dia, e com o mesmo número de funcionários no CD.

  • O tempo de carregamento diminuiu em média 50%, embora não seja feito paletizado devido ao tamanho dos paletes. Neste caso, também não houve acréscimo no número de funcionários.


C digo de barras e r dio frequ ncia

TMS

Transport Management System


C digo de barras e r dio frequ ncia

  • Sistema de Gerenciamento de Transporte TMS

  • Gestão da expedição dos pedidos;

  • Planejamento e programação do transporte;

  • Otimização dos recursos;

  • Gerenciamento dos Custos do processo.


C digo de barras e r dio frequ ncia

Ferramentas que exibem uma tabela contendo todos os registros pertencentes à zona

Zona definida

ROTEIRIZAÇÃO


C digo de barras e r dio frequ ncia

Grupo criado

ROTEIRIZAÇÃO


C digo de barras e r dio frequ ncia

ROTEIRIZAÇÃO

Distribuição

Procedimento de Distribuição

  • Procedimentos para roteirizar

  • Condições do sistema


C digo de barras e r dio frequ ncia

ROTEIRIZAÇÃO

Procedimentos

Procedimento de geração de roteiros

Sistema de administração

Sistema Mapred Routing & Logistics

1

3

Bases de dados de Ordens

Processo de Geo referencia das ordens

2

4

Seleção do modelo de Distribuição

5

Impressão de ordens e relatórios

Processo de geração de rotas

7

6

Processo de geração de rotas


C digo de barras e r dio frequ ncia

ROTEIRIZAÇÃO

Condições

Condições do sistema

  • Veículos

    • Capacidade

    • Tipos

  • Motoristas

    • Horário

    • Zonas de conhecimento

    • Paradas adicionais

  • Clientes

    • Prioridade

    • Janelas de tempo

  • Ordens

    • Pré-ordem

  • Geográficas

    • Zonas de exclusão

    • Distâncias

    • Mãos e contra-mãos

    • Giros

  • Rotas

    • Distância

    • Custo

    • Tempo

  • Reais

    • Tráfego

    • Riscos horários


C digo de barras e r dio frequ ncia

ROTEIRIZAÇÃO

Distribuição

Modelos de Distribuição e logística

  • Rotas por Zonas fixas

  • Rotas por Zonas fixas e Dinâmicas

  • Rotas Dinâmicas

  • Rotas para entrega e coleta simultânea

  • REAL-TIME-ROUTING


C digo de barras e r dio frequ ncia

ROTEIRIZAÇÃO

Zonas

Rotas por zonas fixas

  • Criação do modelo de zonas de forma manual e respeitando os modelos instalados na empresa, como os bairros, zonas de distribuidores, zonas vendedores, freqüências, códigos postais, etc.

  • Alteração manual do modelo de zonas dependendo de mudanças na demanda ou redução dos recursos.

  • Localização geográfica dos depósitos e os horários de abertura e fechamento.

  • Geração de Rotas para cada zona, levando em conta o veículo designado e sua capacidade.

  • Listagem das folhas de Rotas correspondentes a cada rota e veículo.

Geração do Modelo

Bairros

Códigos postais

Freqüência

Costumes

Otimização da Distribuição

10% - 20%

Pontos positivos

Conhecimento das zonas/motoristas

Pontos negativos

Inflexível

Baixa Otimização

Otimização


C digo de barras e r dio frequ ncia

ROTEIRIZAÇÃO

Grupos

Rotas por zonas fixas e dinâmicas

  • Criação do modelo de zonas de forma manual e respeitando os modelos instalados na empresa como alguns bairros, zonas de distribuidores, zonas vendedores, freqüências, códigos postais, etc.

  • Criação de zonas dinâmicas até completar o modelo tomando em conta a capacidade dos veículos e o tempo máximo para distribuir.

  • Localização geográfica dos depósitos e os horários de abertura e fechamento.

  • Geração de Rotas para cada zona levando em conta o veículo designado e sua capacidade.

  • Listagem das folhas de Rotas correspondentes a cada rota e veículo.

Geração do Modelo

bairros, Costumes, etc.

Zonas/Grupos de acordo com a capacidade do veículo

Otimização da Distribuição

10% - 30%

Pontos positivos

Conhecimento das zonas/motoristas

Pontos negativos

Otimização pobre

Pouco Flexível

Otimização


C digo de barras e r dio frequ ncia

ROTEIRIZAÇÃO

Rotas

Rotas dinâmicas

  • Criação do modelo de zonas macros de forma manual ou automáticas, com características internas similares (centro, zona sul, zona norte, etc.)

  • Localização geográfica dos depósitos e os horários de abertura e fechamento.

  • Criação de Rotas automáticas dentro das zonas, otimizando a quantidade de veículos e dependendo das múltiplas condições.

  • Ajustes mínimos a as Rotas dependendo das condições horárias, etc.

  • Listagem das folhas de Rotas correspondentes a cada rota e veículo.

Geração do Modelo

Grandes zonas homogêneas.

Conforme capacidade do veículo

Otimização da Distribuição

30% - 50%

Pontos positivos

Conhecimento das zonas/motoristas

Flexível

Boa Otimização

Pontos negativos

Má estimativa do tempo

Otimização regular por imprevistos

Otimização


C digo de barras e r dio frequ ncia

ROTEIRIZAÇÃO

Coleta

Rotas para entregas e coletas

Geração do Modelo

Grandes zonas homogêneas.

Conforme a capacidade do veículo

Otimização da Distribuição

40% - 60%

Pontos positivos

Conhecimento das zonas/motoristas

Flexível

Boa Otimização

Controle de tempos

Pontos negativos

Não considera o estado de situação da Cidade

  • Criação do modelo de zonas macros de forma manual ou automáticas, com características internas similares (centro, zona sul, zona norte, etc.)

  • Localização geográfica dos depósitos e os horários de abertura e fechamento.

  • Criação de Rotas automáticas dentro das zonas otimizando a quantidade de veículos dependendo das múltiplas condições.

  • Geração das Rotas dependendo das condições reais Controláveis.

  • Envio das folhas de rota ao dispositivo sem fio de cada chofer.

Geração de rotas

1

Lista de ordens no celular / Chofer

2

Nova ordem /Call Center

3

Confirmação /Cancelamento

4

Otimização


C digo de barras e r dio frequ ncia

ROTEIRIZAÇÃO

rotas

REAL – TIME - ROUTING

  • Criação do modelo de zonas macros de forma manual ou automáticas, com características internas similares (centro, zona sul, zona norte, etc.)

  • Localização geográfica dos depósitos e os horários de abertura e fechamento.

  • Criação de Rotas automáticas dentro das zonas otimizando a quantidade de veículos dependendo das múltiplas condições.

  • Geração das Rotas dependendo das condições reais Controláveis

  • Geração das Rotas dependendo das condições reais NÃO Controláveis

  • Envio das folhas de rota al dispositivo sem fio de cada chofer.

Geração de rotas

Geração do Modelo

Grandes zonas homogêneas.

Conforme a capacidade do veículo

Otimização da Distribuição

50% - 80%

Pontos positivos

Conhecimento das zonas/motoristas

Flexível

Otimização alta

Controle de tempos

Controle do Tráfego

Pontos negativos

1

Lista de ordens no celular / Chofer

2

Nova ordem /Call Center

3

Confirmação /Cancelamento

4

Tráfego / Imprevistos risco de entrega

5

Otimização Total


C digo de barras e r dio frequ ncia

ROTEIRIZAÇÃO

Características

Características

  • Flexibilidade na utilização simultânea dos modelos de Distribuição (zonas)

  • Designação automática de ordens a cada veículo de acordo com sua capacidade.

  • Conexão com os sistemas externos (administrativos, operacionais).

  • Otimização de Rotas por custo, tempo e distância

  • Otimiza utilizando as zonas de Conhecimento dos motoristas, paradas adicionais e zonas de exclusão.

  • Otimiza as janelas horárias e prioridades para os clientes

  • Organiza de acordo com as prioridades das ordens (pré-ordem).

  • Otimiza conforme o depósito de saídas e finalização da rota.

  • Trabalha com os sistemas de comunicação para administrar os imprevistos e reduzir os risco de entrega no tempo.

  • *Utiliza a malha urbana para a Geração de Rotas (tráfego, sinalização do trânsito, condições, etc.).


C digo de barras e r dio frequ ncia

Embalagens

Projeto de Embalagens assistido por computador

Otimizar ocupação, através de softwares*


C digo de barras e r dio frequ ncia

Simuladores de Processos

- Process Model- Automod- Promodel (& Guru)- Arena- Taylor- Simul8


  • Login