c digo de barras e r dio frequ ncia
Download
Skip this Video
Download Presentation
CÓDIGO DE BARRAS E RÁDIO FREQUÊNCIA

Loading in 2 Seconds...

play fullscreen
1 / 48

CÓDIGO DE BARRAS E RÁDIO FREQUÊNCIA - PowerPoint PPT Presentation


  • 102 Views
  • Uploaded on

CÓDIGO DE BARRAS E RÁDIO FREQUÊNCIA. CÓDIGO DE BARRAS. 789 107 221055 7. Símbolo composto por barras paralelas de larguras e espaçamentos variados. É uma forma rápida, fácil e exata de captura automática de dados. CÓDIGO DE BARRAS - Simbologia.

loader
I am the owner, or an agent authorized to act on behalf of the owner, of the copyrighted work described.
capcha
Download Presentation

PowerPoint Slideshow about ' CÓDIGO DE BARRAS E RÁDIO FREQUÊNCIA' - zyta


An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript
c digo de barras
CÓDIGO DE BARRAS

789 107 221055 7

Símbolo composto por barras paralelas de larguras e espaçamentos variados.

É uma forma rápida, fácil e exata de captura automática de dados.

slide3

CÓDIGO DE BARRAS - Simbologia

  • Possibilita que as informações sejam lidas de forma exata;
  • É a chave para a rápida identificação do produto, quantidades e fornecedor

COMO É LIDO

Uma fonte de luz (laser) efetua uma varredura no código de barras em um espaço em branco (a zona de silêncio) antes da primeira barra e continua passando até a última barra, encerrando em um espaço em branco que a segue.

Quanto maior for a informação a ser codificada, maior será o código de barras.

slide4

CÓDIGO DE BARRAS - Estrutura

ESTRUTURA DE CODIFICAÇÃO:

Contém até 12 dígitos que são lidos e identificados no banco de dados, contendo: a descrição do produto, o nome do fornecedor, o preço, a quantidade em estoque, dentre outras informações.

7891072210557

3 dígitos (cedidos pela EAN): País (789 – Brasil)

5, 4 ou 3 dígitos (cedidos pela EAN Brasil): Empresa (107)

4, 5 ou 6 dígitos (cedidos pela EAN Brasil): Produto (221055)

1 dígito (obtido pelo cálculo algoritmo): Dígito de controle (7)

slide5

CÓDIGO DE BARRAS - Benefícios

  • Baixo custo e menor tempo de implantação;
  • Fácil utilização;
  • Uso de equipamentos compactos;
  • Alta velocidade de captura dos dados,
  • Informações: validade, data de fabricação, local onde foi produzido, dentre outras

SUAS CORES:

BARRAS: preto, azul, verde (escuro) e marrom (escuro)

FUNDO: branco,amarelo,laranja,vermelhoebege

slide6

ETIQUETAS INTELIGENTES

EPC GLOBAL / EAN BRASIL

  • Definições de normas e política de utilização.
  • Padronização da codificação de produtos.
  • Freqüência UHF.
  • Serão enviadas propostas para incorporação às normas ISO 9000.
  • Questões sobre privacidade.
  • Aplicação dessa tecnologia em unid. de consumo.
  • Operação pós venda.
slide7

ETIQUETAS INTELIGENTES

EPC GLOBAL / EAN BRASIL

  • Quem está adotando:

HP UNILEVER WALMART TELCO

METRO GROUP

DEPTº DE DEFESA AMERICANO.

Custo estimado: US$ 0,30

WWW.EANBRASIL.ORG.BR

WWW.EPCGLOBALINC.ORG

slide8

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO

Usualmente dispomos de dados, onde podemos extrair diversas informações e sintetizar algum conhecimento que forneça subsídio para a tomada de decisão.

slide9

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO

DADOS:

1. Estilo de Vida

2. Pontos de Venda

3. Demografia

4. Geografia

INFORMAÇÃO:

1. X vive em C

2. S tem N anos

3. Y usa banco B

4. S gosta de V

CONHECIMENTO:

1. Produto A é

adquirido X% junto

com o Prod. B

2. Conj. Y usado na

região C.

DECISÃO:

1. Vamos promover

2. Oferecer mais

serviços para o

cliente A

slide12

Como é um sistema de RFID?

  • O sistema de identificação por radio frequência consiste de um transponder com radio e um leitor para conectá-lo a um sistema de informação corporativo.
  • O transponder é composto de um chip e antena, que é ativado por um sinal de radio na sua frequência de trabalho. Quando isto ocorre, ele envia um sinal contendo sua informação ao leitor
slide13

Exemplos de Aplicações RFID

  • Controle de acesso de veículos
  • Controle de acesso de pessoas
  • Identificação de veículo e containers
  • Controle e rastreamento de vagões
  • Controle de bagagens em aeroportos
  • Identificação de pallets
  • Aplicações em ambientes hostis (Por exemplo: processo de pintura industrial e lubrificação de partes ou produtos identificados com RFID)
slide14

Conceitos Básicos de RFID

  • Identificação por Rádio-Freqüência
  • Leitor de rádio-freqüência
  • Transponder Passivo (Sem bateria), alimentado pelo leitor
  • Acomoda um chip e uma antena
  • Indução Eletromagnética
  • Também chamado: Transponder, RFID Tag
slide15

TecnologiasAtiva X Passiva

  • Tecnologia Ativa:
    • Necessita bateria
    • Maior distância de leitura (Metros)
    • Custo alto
    • Tempo de vida limitado
    • Leitores grandes
    • Microondas (900 MHz)
    • Sensível a alta / baixa temperaturas
  • Tecnologia Passiva:
    • Livre de bateria
    • Menor distância de leitura (Centrimetros)
    • Custo baixo
    • Tempo de vida ilimitado!
    • Leitores pequenos
    • Trabalha em condições severas, adversas
    • Facilidade de fixação
slide16

Principais benefícios do RFID sobre o código de barras

  • Não requer uma linha de visão direta entre transponder e leitor, como ocorre no código de barras, em que o laser tem que varrer toda a extensão do código
  • Capaz de ler / gravar
  • Fácil de ser fixado em objetos
  • Trabalha de maneira eficaz em ambiente hostís, sujeito a diversos intempéries proporcionando melhor distância de leitura
slide24

WMS

Warehouse Management System

slide25

Sistema de Gerenciamento de Armazém WMS - Warehouse Management System

  • Surgiu na Década de 70 com a finalidade de rastrear os materiais;
  • Nos anos 90 foi aperfeiçoado para ser utilizado com novas tecnologias:
    • Código de Barras;
    • Terminais RFDC;
    • Banco de dados relacionais.
slide26

Principais Funções:

  • Pré-recebimento(Controle de Portaria);
  • Recebimento de Mercadorias;
  • Conferência;
  • Armazenamento - Endereçamento e Estocagem;
  • Picking - Gerenciamento de Pedido e picking;
  • Expedição;
  • Cross-docking;
  • Consolidação de Cargas por cliente;
slide27

Principais Funções:

  • Controle de inventário;
  • Controle de Avarias;
  • reabastecimento automático;
  • Rastreabilidade;
  • Gerenciamento de Pessoal;
  • Gerenciamento de equipamentos;
  • Medidas de desempenho;
slide28

Benefícios

  • Redução da taxa de erros no atendimento de pedidos;
  • A melhoria do serviço ao cliente;
  • Aumento da acuracidade do recebimento e das informações;
  • Melhor aproveitamento dos recursos, do espaço de armazenamento e da mão-de-obra
slide29

Utilização de WMS no Mundo

  • EUA e Canadá - 70%
  • Europa, Oriente Médio e África - 24%
  • Resto do Mundo - 6%

Empresas líderes nos EUA

  • WMS - Catalyst
  • WMS BOSS - Computer Associate(CA)

.

slide30

Fornecedores de WMS no Brasil

  • S & A Sistemas (SAGA);
  • GEMCO;
  • Inovatech;
  • Consinco;
  • Arcadian;
  • Microsiga;

.

  • Datasul;
  • Computer Associate;
  • Store Automação;
  • JDA;
  • LogoCenter;
  • Heyde
slide31

Custo WMS

  • Licença: R$ 40.000,00 a R$ 300.000,00
  • + Custos de Customizações
  • + Consultoria
  • + Treinamento
  • + Usuário Adicional
  • + Site
  • + Manutenção
slide32

Ganhos Obtidos c/ o WMS

(Estudo de Caso: M&G)

  • 100% dos itens estão endereçados e facilmente localizados - não é mais necessário memorizar onde está o produto dentro do CD.
  • Hoje, existe uma linha de separação lógica e paletizada (aumento da produtividade).
  • O índice de avaria diminuiu em 86%.
  • Dobrou a capacidade de expedição. Antes da implantação, expedia-se 12 cargas/dia, hoje, expede-se até 25 cargas/dia, e com o mesmo número de funcionários no CD.
  • O tempo de carregamento diminuiu em média 50%, embora não seja feito paletizado devido ao tamanho dos paletes. Neste caso, também não houve acréscimo no número de funcionários.
slide33

TMS

Transport Management System

slide34

Sistema de Gerenciamento de Transporte TMS

  • Gestão da expedição dos pedidos;
  • Planejamento e programação do transporte;
  • Otimização dos recursos;
  • Gerenciamento dos Custos do processo.
slide35

Ferramentas que exibem uma tabela contendo todos os registros pertencentes à zona

Zona definida

ROTEIRIZAÇÃO

slide36

Grupo criado

ROTEIRIZAÇÃO

slide37

ROTEIRIZAÇÃO

Distribuição

Procedimento de Distribuição

  • Procedimentos para roteirizar
  • Condições do sistema
slide38

ROTEIRIZAÇÃO

Procedimentos

Procedimento de geração de roteiros

Sistema de administração

Sistema Mapred Routing & Logistics

1

3

Bases de dados de Ordens

Processo de Geo referencia das ordens

2

4

Seleção do modelo de Distribuição

5

Impressão de ordens e relatórios

Processo de geração de rotas

7

6

Processo de geração de rotas

slide39

ROTEIRIZAÇÃO

Condições

Condições do sistema

  • Veículos
    • Capacidade
    • Tipos
  • Motoristas
    • Horário
    • Zonas de conhecimento
    • Paradas adicionais
  • Clientes
    • Prioridade
    • Janelas de tempo
  • Ordens
    • Pré-ordem
  • Geográficas
    • Zonas de exclusão
    • Distâncias
    • Mãos e contra-mãos
    • Giros
  • Rotas
    • Distância
    • Custo
    • Tempo
  • Reais
    • Tráfego
    • Riscos horários
slide40

ROTEIRIZAÇÃO

Distribuição

Modelos de Distribuição e logística

  • Rotas por Zonas fixas
  • Rotas por Zonas fixas e Dinâmicas
  • Rotas Dinâmicas
  • Rotas para entrega e coleta simultânea
  • REAL-TIME-ROUTING
slide41

ROTEIRIZAÇÃO

Zonas

Rotas por zonas fixas

  • Criação do modelo de zonas de forma manual e respeitando os modelos instalados na empresa, como os bairros, zonas de distribuidores, zonas vendedores, freqüências, códigos postais, etc.
  • Alteração manual do modelo de zonas dependendo de mudanças na demanda ou redução dos recursos.
  • Localização geográfica dos depósitos e os horários de abertura e fechamento.
  • Geração de Rotas para cada zona, levando em conta o veículo designado e sua capacidade.
  • Listagem das folhas de Rotas correspondentes a cada rota e veículo.

Geração do Modelo

Bairros

Códigos postais

Freqüência

Costumes

Otimização da Distribuição

10% - 20%

Pontos positivos

Conhecimento das zonas/motoristas

Pontos negativos

Inflexível

Baixa Otimização

Otimização

slide42

ROTEIRIZAÇÃO

Grupos

Rotas por zonas fixas e dinâmicas

  • Criação do modelo de zonas de forma manual e respeitando os modelos instalados na empresa como alguns bairros, zonas de distribuidores, zonas vendedores, freqüências, códigos postais, etc.
  • Criação de zonas dinâmicas até completar o modelo tomando em conta a capacidade dos veículos e o tempo máximo para distribuir.
  • Localização geográfica dos depósitos e os horários de abertura e fechamento.
  • Geração de Rotas para cada zona levando em conta o veículo designado e sua capacidade.
  • Listagem das folhas de Rotas correspondentes a cada rota e veículo.

Geração do Modelo

bairros, Costumes, etc.

Zonas/Grupos de acordo com a capacidade do veículo

Otimização da Distribuição

10% - 30%

Pontos positivos

Conhecimento das zonas/motoristas

Pontos negativos

Otimização pobre

Pouco Flexível

Otimização

slide43

ROTEIRIZAÇÃO

Rotas

Rotas dinâmicas

  • Criação do modelo de zonas macros de forma manual ou automáticas, com características internas similares (centro, zona sul, zona norte, etc.)
  • Localização geográfica dos depósitos e os horários de abertura e fechamento.
  • Criação de Rotas automáticas dentro das zonas, otimizando a quantidade de veículos e dependendo das múltiplas condições.
  • Ajustes mínimos a as Rotas dependendo das condições horárias, etc.
  • Listagem das folhas de Rotas correspondentes a cada rota e veículo.

Geração do Modelo

Grandes zonas homogêneas.

Conforme capacidade do veículo

Otimização da Distribuição

30% - 50%

Pontos positivos

Conhecimento das zonas/motoristas

Flexível

Boa Otimização

Pontos negativos

Má estimativa do tempo

Otimização regular por imprevistos

Otimização

slide44

ROTEIRIZAÇÃO

Coleta

Rotas para entregas e coletas

Geração do Modelo

Grandes zonas homogêneas.

Conforme a capacidade do veículo

Otimização da Distribuição

40% - 60%

Pontos positivos

Conhecimento das zonas/motoristas

Flexível

Boa Otimização

Controle de tempos

Pontos negativos

Não considera o estado de situação da Cidade

  • Criação do modelo de zonas macros de forma manual ou automáticas, com características internas similares (centro, zona sul, zona norte, etc.)
  • Localização geográfica dos depósitos e os horários de abertura e fechamento.
  • Criação de Rotas automáticas dentro das zonas otimizando a quantidade de veículos dependendo das múltiplas condições.
  • Geração das Rotas dependendo das condições reais Controláveis.
  • Envio das folhas de rota ao dispositivo sem fio de cada chofer.

Geração de rotas

1

Lista de ordens no celular / Chofer

2

Nova ordem /Call Center

3

Confirmação /Cancelamento

4

Otimização

slide45

ROTEIRIZAÇÃO

rotas

REAL – TIME - ROUTING

  • Criação do modelo de zonas macros de forma manual ou automáticas, com características internas similares (centro, zona sul, zona norte, etc.)
  • Localização geográfica dos depósitos e os horários de abertura e fechamento.
  • Criação de Rotas automáticas dentro das zonas otimizando a quantidade de veículos dependendo das múltiplas condições.
  • Geração das Rotas dependendo das condições reais Controláveis
  • Geração das Rotas dependendo das condições reais NÃO Controláveis
  • Envio das folhas de rota al dispositivo sem fio de cada chofer.

Geração de rotas

Geração do Modelo

Grandes zonas homogêneas.

Conforme a capacidade do veículo

Otimização da Distribuição

50% - 80%

Pontos positivos

Conhecimento das zonas/motoristas

Flexível

Otimização alta

Controle de tempos

Controle do Tráfego

Pontos negativos

1

Lista de ordens no celular / Chofer

2

Nova ordem /Call Center

3

Confirmação /Cancelamento

4

Tráfego / Imprevistos risco de entrega

5

Otimização Total

slide46

ROTEIRIZAÇÃO

Características

Características

  • Flexibilidade na utilização simultânea dos modelos de Distribuição (zonas)
  • Designação automática de ordens a cada veículo de acordo com sua capacidade.
  • Conexão com os sistemas externos (administrativos, operacionais).
  • Otimização de Rotas por custo, tempo e distância
  • Otimiza utilizando as zonas de Conhecimento dos motoristas, paradas adicionais e zonas de exclusão.
  • Otimiza as janelas horárias e prioridades para os clientes
  • Organiza de acordo com as prioridades das ordens (pré-ordem).
  • Otimiza conforme o depósito de saídas e finalização da rota.
  • Trabalha com os sistemas de comunicação para administrar os imprevistos e reduzir os risco de entrega no tempo.
  • *Utiliza a malha urbana para a Geração de Rotas (tráfego, sinalização do trânsito, condições, etc.).
slide47

Embalagens

Projeto de Embalagens assistido por computador

Otimizar ocupação, através de softwares*

slide48

Simuladores de Processos

- Process Model- Automod- Promodel (& Guru)- Arena- Taylor- Simul8

ad