Transplantes dentais
This presentation is the property of its rightful owner.
Sponsored Links
1 / 42

TRANSPLANTES DENTAIS PowerPoint PPT Presentation


  • 95 Views
  • Uploaded on
  • Presentation posted in: General

TRANSPLANTES DENTAIS. CLASSIFICAÇÃO. Autógeno Homógeno Heterógeno. John Hunter (1728 – 1793). BIOLOGIA DO AUTOTRANSPLANTE. Ápice em desenvolvimento (polpa apical, papila dental) Ligamento periodontal. REVASCULARIZAÇÃO PULPAR COM FORAME APICAL ABERTO.

Download Presentation

TRANSPLANTES DENTAIS

An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

Presentation Transcript


Transplantes dentais

TRANSPLANTES DENTAIS


Classifica o

CLASSIFICAÇÃO

  • Autógeno

  • Homógeno

  • Heterógeno

John Hunter

(1728 – 1793)


Biologia do autotransplante

BIOLOGIA DO AUTOTRANSPLANTE

  • Ápice em desenvolvimento (polpa apical, papila dental)

  • Ligamento periodontal


Transplantes dentais

REVASCULARIZAÇÃO PULPAR COM FORAME APICAL ABERTO


Transplantes dentais

CICATRIZAÇÃO PULPAR EM DENTES MADUROS


Tecidos embrion rios respons veis pela rizog nese

Tecidos Embrionários Responsáveis pela Rizogênese

  • Papila Dentária

  • Folículo ou saco dental;

  • Bainha epitelial de Hertwig;


Fol culo dental

FOLÍCULO DENTAL

  • Periodonto de sustentação

    • Cemento;

    • Ligamento;

    • Osso alveolar;

      Papel decisivo durante o irrompimento dental!

      Remoção Anquilose


Bainha epitelial radicular de hertwig

BAINHA EPITELIAL RADICULAR DE HERTWIG

Conexão contínua de células epiteliais que separa a polpa do folículo dental. O crescimento radicular é determinado por sua atividade!


Gengiva e complexo periostal

GENGIVA E COMPLEXO PERIOSTAL

  • Gengiva livre: selar e defender área crítica onde o dente penetra na cavidade bucal;

  • Periósteo: função no crescimento ósseo aposicional, remodelação e reparo;

    Essencial: potencial osteogênico do retalho!


Complexo cemento ligamento periodontal e osso alveolar

COMPLEXO CEMENTO, LIGAMENTO PERIODONTAL E OSSO ALVEOLAR

  • LP: principal função suporte ao dente

  • Borda anatômica p/o LP fibras principais de Sharpey


Complexo polpa dentina

COMPLEXO POLPA DENTINA

  • Função múltipla;

  • Formação da raiz junto com a bainha epitelial de Hertwig;

  • Função protetora e reparadora contra estímulos lesivos.


Est gio de forma o radicular

ESTÁGIO DE FORMAÇÃO RADICULAR


Per odo de idade mais favor vel

PERÍODO DE IDADE MAIS FAVORÁVEL

Dos 15 anos e 2 meses aos 17 anos e quatro meses mineralização dos terceiros molares!

NICODEMO, 1967


Frequ ncia das exodontias

FREQUÊNCIA DAS EXODONTIAS

Primeiro molar é o dente mais extraído no grupo etário de 15-25 anos, que é aquele mais importante para o perfeito desenvolvimento dos arcos dentais!

MARZOLA, 1964


Dentes mais usados para serem transplantados

DENTES MAIS USADOS PARA SEREM TRANSPLANTADOS

  • 3os molares 1os molares

  • PMIICS


Indica es

INDICAÇÕES


Normas fundamentais para o sucesso da interven o

NORMAS FUNDAMENTAIS PARA O SUCESSO DA INTERVENÇÃO

  • Dimensões e anatomia compatíveis

  • Pacientes com bons princípios de higiene bucal

  • Pacientes com boa condição física e geral

  • Estágio de desenvolvimento radicular (rizogênese incompleta)

  • Germe dental em infra-oclusão

  • Técnica cirúrgica atraumática


Vantagens

Vantagens

1.Evitar o comprometimento do desenvolvimento da maxila e mandíbula.2.Desenvolver a função mastigatória do paciente.3.Desenvolver a estética.4.Trata-se de uma técnica que não oferece substancial dificuldade em sua execução.5.Tratamento pouco oneroso quanto a reabilitação favorecendo os pacientes de baixo padrão sócio-econômico.6.Tratamento não-mutilador e que desenvolve normalmente a motivação pelo zelo da saúde bucal.


Plano de tratamento

Plano de Tratamento

  • Exame clínico

  • Exame radiográfico


An lise do local receptor

ANÁLISE DO LOCAL RECEPTOR

  • Dimensão MD-coronal;

  • Dimensão VL-cervical do processo alveolar;

  • Dimensão ápico-coronal;

  • Avaliação da posição de estruturas críticas;


An lise do dente doador

ANÁLISE DO DENTE DOADOR

  • Dimensão MD e ápico-coronal

    • Rx periapical

  • Dimensão VL

    • Rx oclusal

  • Anatomia radicular

  • Posição do enxerto – técnica atraumática

  • Estágio de desenvolvimento radicular (2/3 a 3/4)


Sele o do dente doador

SELEÇÃO DO DENTE DOADOR

  • Dimensões compatíveis

  • Anatomia coronal e radicular

  • Condições do local receptor


Sele o do dente doador1

SELEÇÃO DO DENTE DOADOR

  • 3o MI

    • do mesmo lado

    • do lado oposto – 180o de rotação

    • 3o MS do lado oposto em posição anatômica

    • 3o MS do mesmo lado com 180o de rotação

  • 3o MS

    • do mesmo lado

    • do lado oposto - 180o de rotação


Avalia o cl nica e radiogr fica

AVALIAÇÃO CLÍNICA E RADIOGRÁFICA


T cnica cir rgica

TÉCNICA CIRÚRGICA

  • Anestesia

  • Incisão

  • Descolamento do retalho

  • Ostectomia

  • Luxação do germe


Transplantes dentais

TÉCNICA CIRÚRGICA

  • Incisão e descolamento do retalho


T cnica cir rgica1

TÉCNICA CIRÚRGICA

  • Ostectomia e luxação do germe


Transplantes dentais

TÉCNICA CIRÚRGICA

  • Extração do dente a ser eliminado

  • Preparo do alvéolo receptor

  • Transplante para o alvéolo receptor

  • Sutura interproximal

  • Limpeza e sutura da região doadora

  • Contenção do transplante


T cnica cir rgica2

TÉCNICA CIRÚRGICA

  • Extração do dente a ser eliminado


Transplantes dentais

TÉCNICA CIRÚRGICA

  • Preparo do alvéolo receptor


Transplantes dentais

TÉCNICA CIRÚRGICA

  • Transplante


Transplantes dentais

TÉCNICA CIRÚRGICA

  • Sutura e contenção


Transplantes dentais

TÉCNICA CIRÚRGICA

  • Sutura e contenção


P s operat rio

PÓS-OPERATÓRIO

  • Mediato

  • Imediato


Crit rios cl nicos de avalia o

CRITÉRIOS CLÍNICOS DE AVALIAÇÃO

  • Mobilidade

  • Infecção

  • Dor expontânea

  • Cor do germe transplantado

  • Oclusão com o antagonista

  • Sensibilidade

  • Exame da gengiva marginal e papilas interdentais

  • Período de evolução dos transplantes


Crit rios cl nicos de avalia o1

Insucesso

Sucesso

CRITÉRIOS CLÍNICOS DE AVALIAÇÃO


Crit rios radiogr ficos de avalia o

CRITÉRIOS RADIOGRÁFICOS DE AVALIAÇÃO

  • Germe dental transplantado

    • Desenvolvimento radicular

    • Neoformação óssea da região

    • Alteração da membrana periodontal

    • Alteração pulpar e periapicais


Transplantes dentais

Insucesso

Sucesso

CRITÉRIOS RADIOGRÁFICOS DE AVALIAÇÃO


Progn stico

PROGNÓSTICO

  • Variação na seleção dos casos

    • Formação radicular incompleta x formação radicular completa

  • Diferença de técnica

  • Período de observação


Casos cl nicos

CASOS CLÍNICOS


T cnica cir rgica em dois est gios

Técnica cirúrgica em dois estágios


  • Login