Plano estadual de preven o e controle das hepatites virais b e c
Download
1 / 23

PLANO ESTADUAL DE PREVENÇÃO E CONTROLE DAS HEPATITES VIRAIS B E C - PowerPoint PPT Presentation


  • 108 Views
  • Uploaded on

PLANO ESTADUAL DE PREVENÇÃO E CONTROLE DAS HEPATITES VIRAIS B E C. Programa Estadual de Hepatites Virais. Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo Coordenadoria de Controle de Doenças Centro de Vigilância Epidemiológica “Prof. Alexandre Vranjac”. Programa Estadual de Hepatites Virais.

loader
I am the owner, or an agent authorized to act on behalf of the owner, of the copyrighted work described.
capcha
Download Presentation

PowerPoint Slideshow about ' PLANO ESTADUAL DE PREVENÇÃO E CONTROLE DAS HEPATITES VIRAIS B E C' - yamin


An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript
Plano estadual de preven o e controle das hepatites virais b e c

PLANO ESTADUAL DE PREVENÇÃO E CONTROLE DAS HEPATITES VIRAIS B E C

Programa Estadual de Hepatites Virais

Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo

Coordenadoria de Controle de Doenças

Centro de Vigilância Epidemiológica “Prof. Alexandre Vranjac”


Programa estadual de hepatites virais
Programa Estadual de Hepatites Virais VIRAIS

Missão

Atuar de forma responsável na organização de ações voltadas à prevenção, vigilância epidemiológica e assistência, contribuindo para a redução da morbi-mortalidade da população do Estado de São Paulo às hepatites virais B e C, em permanente interação com Instituições e a Sociedade, em consonância com os princípios do SUS.


Reas de atua o
ÁREAS DE ATUAÇÃO VIRAIS

VIGILÂNCIA

EPIDEMIOLÓGICA

ASSISTÊNCIA

PEHV

PREVENÇÃO


Hepatites virais problema de sa de p blica
Hepatites Virais - Problema de Saúde Pública VIRAIS

Esperado ESP

Prevalência de Infecção (Focaccia, 1998)

Hepatite B

422.420

Hepatite B = 1,03%

Hepatite C = 1,42%

Hepatite C

582.365

Hepatite B = 13.781 -> 0,034%

(3% do esperado)

Pop IBGE 2008

Notificados

Hepatite C = 28.425 -> 0,07%

(6% do esperado)

Fonte: SINAN CVE * dados provisórios até 13/10/08.


Hepatite B VIRAIS

DISTRIBUIÇÃO PORCENTUAL DOS CASOS DE HEPATITES VIRAIS DE ACORDO COM PROVÁVEL FONTE/MECANISMO DE TRANSMISSÃO -ESTADO DE SÃO PAULO – 2002 A 2008*

Hepatite C

Fonte: SINAN CVE * Dados provisórios até 13/10/2008.


Elabora o do plano
Elaboração do Plano VIRAIS

  • Programa abrangente

  • Necessidade de:

    • visibilidade;

    • priorizar ações;

    • inter-relacionamento das diversas instâncias da SES.

  • Início do planejamento em novembro 2007:

    • identificação de problemas;

    • definição de prioridades;

    • elaboração de metas.


Participantes
Participantes VIRAIS

  • Coordenadoria de Controle de Doenças (CCD):

    • Assessoria Técnica.

    • Centro de Referência e Treinamento DST/AIDS:

      • Assessoria Técnica;

      • Assessoria de Planejamento;

      • Prevenção.

    • Centro de Vigilância Epidemiológica (CVE):

      • Assessoria Técnica;

      • Divisão de Imunização;

      • Divisão de Controle de Infecção Hospitalar;

      • Divisão de Capacitação e Métodos de Pesquisa.

    • Instituto Adolfo Lutz:

      • Laboratório de Hepatites.

  • Coordenadoria de Planejamento em Saúde:

    • Atenção Básica.


Plano estadual de preven o e controle das hepatites virais b e c1
Plano Estadual de Prevenção e Controle das Hepatites Virais B e C

Objetivo Geral

Implementar as ações de prevenção e controle das Hepatites Virais B e C, contribuindo para a redução da morbi-mortalidade por este agravo, na população do Estado de São Paulo.


Plano estadual de preven o e controle das hepatites virais b e c2
Plano Estadual de Prevenção e Controle das Hepatites Virais B e C

Objetivos Específicos

Vacinar 90% dos adolescentes do Estado contra a Hepatite B.

Aumentar em 50% a detecção da infecção pelo vírus da Hepatite C.

Aumentar em 60% a notificação de casos de Hepatite C.

Acompanhar 75% dos casos de Hepatite C notificados e aumentar em 20 % ao ano o número de casos tratados.


Problema eleito como prioritário: Virais B e CDesconhecimento por parte da população em geral sobre a gravidade e formas de transmissão as hepatites virais.

  • Meta:

    Elaborar e implantar plano estratégico de comunicação sobre transmissão e prevenção das hepatites virais, em 12 meses.


Problema eleito como prioritário: Virais B e CConhecimento insuficiente por parte dos profissionais médicos na interpretação de sorologias.

  • Meta:

    Capacitar profissionais de referência para multiplicação das orientações técnicas em interpretação de sorologia aos profissionais médicos da atenção básica, até dezembro de 2009.


Problema eleito como priorit rio baixa cobertura da vacina contra a hepatite b entre adolescentes
Problema eleito como prioritário: Virais B e CBaixa cobertura da vacina contra a hepatite B entre adolescentes.

  • Meta:

    Estabelecer parceria com a Secretaria da Educação para realização de ações educativas sobre as Hepatites Virais, para os pais e comunidade escolar, enfatizando a vacinação, nos GVE que apresentem cobertura vacinal menor ou igual a 50% na faixa etária de 11 a 19 anos.


Problema eleito como prioritário: Virais B e CSubnotificação de casos e qualidade questionável dos dados notificados.

  • Meta:

    Capacitar 100% dos GVE (28 interlocutores) para multiplicação de informações para os profissionais de saúde sobre a gravidade e magnitude das hepatites e sobre a importância da notificação.


Problema eleito como priorit rio rede de refer ncia e contra refer ncia de aten o desarticulada
Problema eleito como prioritário: Virais B e CRede de referência e contra-referência de atenção desarticulada.

  • Meta:

    Habilitar, até junho de 2009, os 17 interlocutores da Atenção Básica das Direções Regionais de Saúde, para desenvolverem um plano de ação regional de enfrentamento das hepatites B e C como importante problema de saúde pública.


Problema eleito como priorit rio rede de refer ncia e contra refer ncia de aten o desarticulada1
Problema eleito como prioritário: Virais B e CRede de referência e contra-referência de atenção desarticulada.

  • Meta:

    Construir uma rede efetiva* para diagnóstico e atenção às hepatites B e C no Estado de São Paulo, até dezembro de 2010.

    * rede efetiva: atenção básica realizando triagem; atenção secundária e terciária realizando diagnóstico, acompanhamento e tratamento.


Problema eleito como priorit rio desconhecimento do n mero real de pacientes em tratamento
Problema eleito como prioritário: Virais B e CDesconhecimento do número real de pacientes em tratamento.

  • Meta:

    Construir e disponibilizar um instrumento que possibilite o conhecimento dos pacientes em tratamento, até dezembro de 2009.


Problema eleito como priorit rio uso de drogas como principal categoria de transmiss o da hepatite
Problema eleito como prioritário: Virais B e CUso de drogas como principal categoria de transmissão da hepatite.

  • Meta:

    Implantar, em 12 meses, uma proposta para enfrentamento da transmissão de hepatite C entre usuários de drogas.


Problema eleito como prioritário: Virais B e CAusência de discussão de diretrizes para articulação com a Sociedade Civil.

  • Meta:

    Elaborar Plano de Diretrizes para estabelecimento de parcerias com a Sociedade Civil até dezembro de 2009.


Problema eleito como prioritário: Virais B e CAusência de espaço formal de articulação da Coordenação do Programa Estadual de Hepatites Virais com outras áreas da Secretaria de Estado da Saúde.

  • Meta:

    Divulgar, até dezembro/2008, e monitorar até 2012 o Plano Estadual de Controle de Hepatites Virais B e C no âmbito da SES.


Problema eleito como prioritário: Virais B e CAusência de espaço formal de articulação da Coordenação do Programa Estadual de Hepatites Virais com outras áreas da Secretaria de Estado da Saúde.

  • Meta:

    Ampliar a capacidade de articulação da equipe do PEHV por meio da criação de 28 referências regionais, até dezembro/2008.


Problema eleito como prioritário: Virais B e CAusência de espaço formal de articulação da Coordenação do Programa Estadual de Hepatites Virais com outras áreas da Secretaria de Estado da Saúde.

  • Meta:

    Criação de Comitê Gestor do Programa de Hepatites Virais da SES até dezembro de 2008.


“As idéias e estratégias são importantes, mas o verdadeiro desafio é a sua execução.”

PercyBarnevick



ad