Princ pio de pascal
Download
1 / 8

Princípio de pascal - PowerPoint PPT Presentation


  • 122 Views
  • Uploaded on
  • Presentation posted in: General

Princípio de pascal. Amanda Capeletti Vendrami Milene Stefani Pereira.

loader
I am the owner, or an agent authorized to act on behalf of the owner, of the copyrighted work described.
capcha

Download Presentation

Princípio de pascal

An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

Presentation Transcript


Princípio de pascal

Amanda CapelettiVendrami

Milene Stefani Pereira


O Princípio de Pascal, ou Lei de Pascal, é o princípio físico elaborado pelo físico e matemático francês Blaise Pascal (1623-1662), que estabelece que a alteração de pressão produzida num líquido em equilíbrio transmite-se integralmente a todos os pontos do líquido e às paredes do recipiente. O acréscimo de pressão produzido num líquido em equilíbrio transmite-se integralmente a todos os pontos do líquido


Aplicações do Princípio


As prensas hidráulicas em geral, sistemas multiplicadores de força, são construídos com base no Princípio de Pascal. Uma aplicação importante é encontrada nos freios hidráulicos usados em automóveis, caminhões, etc. Quando se exerce uma força no pedal, produz-se uma pressão que é transmitida integralmente para as rodas através de um líquido, no caso o óleo.

O ar comprimido, empurrando o óleo no tubo estreito, produz um acréscimo de pressão

(Deltap), que pelo princípio de Pascal, se transmite integralmente para o tubo largo, onde se encontra o automóvel.


Sendo p1 = D p2 e lembrando que D p = F/A , escrevemos:

Como A2 > A1 , temos F2 > F1 , ou seja, a intensidade da força é diretamente proporcional à área do tubo. A prensa hidráulica é uma máquina que multiplica a força aplicada.


Por outro lado, admitindo-se que não existam perdas na máquina, o trabalho motor realizado pela força do ar comprimido é igual ao trabalho resistente realizado pelo peso do automóvel. Desse modo, os deslocamentos – o do automóvel e o do nível do óleo – são inversamente proporcionais às áreas dos tubos:

t 1 = t 2é F1d1 = F2d2

Mas na prensa hidráulica ocorre o seguinte:


Comparando-se com a expressão anterior, obtemos:

Comparando-se com a expressão anterior, obtemos:


FIM!


ad
  • Login