Concord ncia nominal prof d bora pu a
This presentation is the property of its rightful owner.
Sponsored Links
1 / 18

CONCORDÂNCIA NOMINAL Prof.ª Débora Puça PowerPoint PPT Presentation


  • 47 Views
  • Uploaded on
  • Presentation posted in: General

CONCORDÂNCIA NOMINAL Prof.ª Débora Puça. Introdução. Leia a frase abaixo e observe as inadequações: Aquele dois meninos estudioso leram livros antigo. Note que as inadequações referem-se aos desajustes entre as palavras que a constituem.

Download Presentation

CONCORDÂNCIA NOMINAL Prof.ª Débora Puça

An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

Presentation Transcript


Concord ncia nominal prof d bora pu a

CONCORDÂNCIA NOMINAL Prof.ª Débora Puça


Introdu o

Introdução

  • Leia a frase abaixo e observe as inadequações:

    Aquele dois meninos estudioso leram livros antigo.

  • Note que as inadequações referem-se aos desajustes entre as palavras que a constituem.

    Para que a frase concorde, adequadamente, entre todos os termos, é necessário:

  • Aquele concordar com a palavra dois;

  • Estudioso concordar com meninos;

  • Antigo concordar com livros.


Concord ncia nominal prof d bora pu a

  • Fazendo-se os ajustes necessários a frase ficará assim:

    Aqueles dois meninos estudiosos leram os livros antigos .


Regra geral

REGRA GERAL

  • O artigo, o pronome, o adjetivo e o numeral devem concordar em gênero (masculino/feminino) e número (singular/plural) com o substantivo a que se refere.

    Exemplo:

    O alto ipê cobre-se de flores amarelas.

        Adj.                                     Adjetivo

    Faz duas horas que cheguei de viagem.

           Num.


Outros casos de concord ncia nominal

OUTROS CASOS DE CONCORDÂNCIA NOMINAL

1. Um adjetivo após vários substantivos

1.1 Quando os substantivos são do mesmo gênero há duas concordâncias:

a) assumir o gênero do substantivo e vai para o plural:

exemplo: Encontramos um jovem e um homem preocupados.

      Adjetivo

No exemplo acima o adjetivo assumiu o gênero masculino e foi para o plural.


Concord ncia nominal prof d bora pu a

b) concordar só com o último substantivoem gênero e número:

Exemplo: Ela tem irmãoe primo pequeno.

                                                    Adjetivo

  • Acima o adjetivo assumiu o gênero masculino e concordou só com o último substantivo.


Observa o

OBSERVAÇÃO:

  • Quando os substantivos são do mesmo gênero as duas concordâncias podem ser usadas, embora a primeira seja mais adequada porque mostra que a característica é atribuída aos dois substantivos.

  • Se o último substantivo estiver no plural, a concordância só poderá ficar no plural.

  • Exemplo: Ele possui perfume e carros caros.

  • Se o adjetivo funcionar como predicativo, o plural será obrigatório.

  • Exemplo: O irmão e o primo dele são pequenos.

                                                       VL  Predicativo


Concord ncia nominal prof d bora pu a

1.2 Quando os substantivos são de gêneros diferentes também há duas possibilidades:

a) ir para o masculino plural:

Exemplo: “Uma solicitude e um interesse mais que fraternos.” (Mário Alencar)

b) concordar só com o substantivo mais próximo:

Exemplo: A Marinha e o Exército brasileiro estavam alerta.


Concord ncia nominal prof d bora pu a

  • No caso de substantivos de gêneros diferentes o adjetivo irá para o masculino plural, se o adjetivo tiver a função de predicativo.

    Exemplo: O aluno e a aluna estão reprovados.

                            VL    Predicativo

    2. Um adjetivo anteposto a vários substantivos

  • A concordância se dará com o substantivo mais próximo.

    Exemplo: Tiveste má idéia e pensamento.

    Velhos livros e revistas estavam empilhados na prateleira.


Concord ncia nominal prof d bora pu a

  • Quando o adjetivo exerce a função de predicativo, ele pode concordar só com o primeiro ou ir para o plural.

    Exemplo: Ficou reprovada a aluna e o aluno.

    Ficaram reprovados a aluna e o aluno.

  • Se o adjetivo anteposto referir-se a nomes próprios, o plural será obrigatório.

    Exemplo: As simpáticas Lúcia e Luana são irmãs.


Um substantivo e mais de um adjetivo

UM SUBSTANTIVO E MAIS DE UM ADJETIVO

  • Admitem-se duas concordâncias:

    a) Quando o substantivo estiver no plural, não se usa o artigo antes dos adjetivos.

    Exemplo: Estudava os idiomasfrancês e inglês.

    b) Se o substantivo estiver no singular, o uso do artigo será obrigatório a partir do segundo adjetivo.

    Exemplo: Estudo a língua inglesa, a francesa e aitaliana.


Concord ncia nominal prof d bora pu a

  • É bom, é necessário, é proibido

  • Essas expressões concordam obrigatoriamente com o substantivo a que se referem, quando for precedido de artigo. Caso contrário são invariáveis.

  • Exemplo:

  • Vitamina C é bom para saúde.

    É necessária muita paciência.


Concord ncia nominal prof d bora pu a

Um e outro (num e noutro)

  • Nesse caso o substantivo fica no singular e o adjetivo vai para o plural.

    Exemplo: Numa e noutra questão complicadas ela se confundia.


Concord ncia nominal prof d bora pu a

Anexo, incluso, apenso, próprio, obrigado

  • Por serem adjetivos, concordam com o substantivo a que se referem.

    Exemplo: Seguem anexos os acórdãos.

    A procuração está apensa aos autos.

    Os documentos estão inclusos no processo.

    Obrigado, disse o rapaz.

    Elas próprias resolveram os exercícios.

  • Observação

    A expressão em anexoé invariável.

    Exemplo: Em anexosegue a procuração

    Em anexosegue o despacho.


Concord ncia nominal prof d bora pu a

Mesmo, bastante

  • Tanto pode ser advérbio como pronome. Quando for advérbio permanece invariável. Quando é pronome concorda com a palavra a que se refere.

    Exemplo: Os alunos mesmos resolveram o problema.

    Pronome

    Os alunos resolveram mesmo o problema. Nesse caso mesmo = realmente

    Advérbio

    Havia bastantes razões para ela reclamar.

    Pronome

    Eles chegaram bastante cedo ao aeroporto.

     Advérbio


Concord ncia nominal prof d bora pu a

Menos, alerta

  • São palavras invariáveis.

    Exemplo: O Amazonas é o Estado menos populoso do Brasil.

    Havia menos alunas na sala hoje.

    Os soldados estavam alerta.

  • Observação

  • Atualmente alerta vem sendo utilizada no plural.

    Exemplo: Nossos chefes estão alertas.


Concord ncia nominal prof d bora pu a

Meio

  • Essa palavra pode ser numeral ou advérbio.

    a) Quando for numeral é variável e concorda com a palavra a que se refere.

    Exemplo: Tomou meia garrafa de champanhe.

    numeral

    Isso pesa meio quilo.

     numeral

    b) Se for advérbio é invariável.

    Exemplo: A porta estava meio aberta.

    Advérbio

    Ele anda meio cabisbaixo.

    Advérbio


Concord ncia nominal prof d bora pu a

Muito, pouco, longe, caro

  • Quando essas palavras funcionam como adjetivo variam de acordo com a palavra a que se referem. Se funcionarem como advérbio são invariáveis.

    Exemplo: Muitos alunos compareceram à formatura.

                   Adjetivo

    Os perfumes eram caros.

                             Adjetivo

    As mensalidades escolares aumentaram muito.

                                                            Advérbio

    Vocês moram longe.

                         Advérbio


  • Login