TP309 – Redes de Transporte
This presentation is the property of its rightful owner.
Sponsored Links
1 / 39

TP309 – Redes de Transporte Parte 1 PowerPoint PPT Presentation


  • 86 Views
  • Uploaded on
  • Presentation posted in: General

TP309 – Redes de Transporte Parte 1. INATEL Competence Center Av. João de Camargo, 510 Santa Rita do Sapucai - MG Tel: (35) 3471-9330. Rede de Pares de Fios. 1. . 6. 2. . . 5. . . 3. . 4. Centro de fios. 1 .  6.  2.  5.  3.  4.

Download Presentation

TP309 – Redes de Transporte Parte 1

An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

Presentation Transcript


Tp309 redes de transporte parte 1

TP309 – Redes de Transporte

Parte 1

INATEL Competence Center

Av. João de Camargo, 510

Santa Rita do Sapucai - MG

Tel: (35) 3471-9330


Rede de pares de fios

Rede de Pares de Fios

1

6

2

5

3

4


Centro de fios

Centro de fios

1

6

2

5

3

4


Caracter sticas do sinal de voz

Características do Sinal de Voz

Amp.

baixa freqüência (graves)

faixa transmitida (75% da energia)

distorção de timbre

alta freqüência (agudos)

Fa > 6,4 KHz

Hz

10

300

10.000

3.400

PCM Básico


Modula o por c digo de pulso pcm

Modulação por código de Pulso PCM

Filtro

Amp.

Hz

10

300

10.000

3.400

PCM Básico

  • Filtragem

  • Amostragem


Teorema da amostragem

Teorema da Amostragem

PCM Básico

O Teorema da Amostragem garante que é

possível recuperar um sinal analógico, no ponto

de recepção, através de suas amostras, se o

sinal analógico for limitado em freqüência - fm

e se a freqüência de amostragem - fa for maior

que o dobro da freqüência máxima - fm.


Quantiza o e codifica o

Quantização e Codificação

PCM Básico


Multiplexa o

Multiplexação


Multiplexa o determin stica

Multiplexação Determinística

Multiplexação

A5

A4

A3

A2

A1

B1

C5

C4

C3

C1

Meio de Transmissão

D5

D4

D3

D2

D1


Sistema pcm

Sistema PCM

2 Canais de

Serviço

Conversor A / D

1

Amostrador

( 8 KHz )

Quantizador

( 256 níveis )

Codificador

Binário

( 8 bit’s )

Sinal

PCM

30

Sinais Analógico

PAM - 256 Níveis

PAM - Infinito Níveis

PCM Básico


Feixe e1 e t1

Feixe E1 e T1

.....

......................

0 1 2 3 4 ......15 16 17 ................... 30 31

.....

...........

0 1 2 3 4 ...... 8 9 10 ......... 22 23

Padrão Europeu

E1

32 x 64 Kbps = 2048 Kbps

Padrão Americano e Japones

T1

24 x 64 Kbps = 1536 Kbps


Forma o do e1

Formação do E1

Tq = Ta = 1 / fa = 125 m s

30

31

0

1

2

3

15

16

17

18

28

29

30

31

0

1

Tc = Tq / 32 = 3,90625 m s

1

2

3

4

5

6

7

8

Tb = Tc / 8 = 488 ns

Multiplexação

Canal “0” : Sincronismo de quadro

Canal “16” : Sinalização por Canal Comum

Canais de 1 a 15 e de 17 a 31 : Voz


Alinhamento de quadros

Alinhamento de quadros


Hierarquia digital plesi crona pdh europ ia

04 Tributários

de 2a. 0rdem

120 cv/ 08 cs

8,448 Mbps

TDM

DIGITAL

1a.

ORDEM

1

2

1

TDM

DIGITAL

2a.

ORDEM

E2

2

04 Tributários

de 4a. 0rdem

1920 cv/ 128 cs

139,264 Mbps

1

TDM

DIGITAL

3a.

ORDEM

32

3

1

4

TDM

DIGITAL

4a.

ORDEM

2

2

E4

3

3

E1

32 CANAIS

DE

64 Kbps

(PCM)

4

E3

4

04 Tributários

de 1a. 0rdem

30 cv/ 02 cs

2,048 Mbps

04 Tributários

de 3a. 0rdem

480 cv/ 32 cs

34,368 Mbps

Alinhamento de Quadros

Hierarquia Digital Plesiócrona – PDH (Européia)


Quadro do sinal de 2a ordem e2

Quadro do sinal de 2a. Ordem E2

Bit’s de serviçoD N

Não alarme0 1

Alarme urgente1 1

Alarme ñ urgente0 0

Alinhamento de quadro

1

1

1

1

0

1

0

0

0

0

D

N

1

2

3

4

1

2

3

4

1

2

3

4

5

6

7

8

BLOCO I

BLOCO 2

BLOCO 3

BLOCO 4

848 bit’s

100,3788 us

200 bit’s

informação

208 bit’s

informação

208 bit’s

informação

204 bit’s

informação

1,2,3,4 - sinal de controle (justificação)

5,6,7,8 - bit’s de justificação - “1” temporariamente

transmitidos por canal e quadro

Alinhamento de Quadros


Quadro do sinal de 3a ordem e3

Quadro do sinal de 3a. Ordem E3

Bit’s de serviçoD N

Não alarme0 1

Alarme urgente1 1

Alarme ñ urgente0 0

Alinhamento de quadro

1

1

1

1

0

1

0

0

0

0

D

N

1

2

3

4

1

2

3

4

1

2

3

4

5

6

7

8

BLOCO I

BLOCO 2

BLOCO 3

BLOCO 4

44,6927 us

1536 bit’s

372 bit’s

informação

380 bit’s

informação

380 bit’s

informação

376 bit’s

informação

1,2,3,4 - sinal de controle (justificação)

5,6,7,8 - bit’s de justificação “1” temporariamente

transmitidos por canal e quadro

Alinhamento de Quadros


Quadro do sinal de 4a ordem e4

Quadro do sinal de 4a. Ordem E4

y1, y2 - bit’s de dados

Alinhamento de quadro

Bit’s de serviçoD N

Não alarme 0 1

Alarme urgente 1 1

Alarme ñ urgente 0 0

1

1

1

1

1

0

1

0

0

0

D

N

y1

y2

1

2

3

4

1

2

3

4

1

2

3

4

5

6

7

8

BLOCO I

BLOCO 2

BLOCO 3,4 e 5

BLOCO 6

21,0248 us

2928 bit’s

474 bit’s

informação

484 bit’s

informação

484 bit’s

informação

480 bit’s

informação

1,2,3,4 - sinal de controle (justificação)

5,6,7,8 - bit’s de justificação (“1” ) temporariamente

transmitidos por canal e quadro

Alinhamento de Quadros


Hierarquia digital plesi crona pdh americana e japonesa

Hierarquia Digital Plesiócrona – PDH (Americana e Japonesa)

7

4

TDM

DIGITAL

4a.

ORDEM

TDM

DIGITAL

3a.

ORDEM

TDM

DIGITAL

2a.

ORDEM

4a. Ordem

americana

1

1

1

TDM

DIGITAL

1a.

ORDEM

1 BIT

DE

SINC.

1

6

2

TDM

DIGITAL

2a.

ORDEM

TDM

DIGITAL

3a.

ORDEM

TDM

DIGITAL

4a.

ORDEM

1

24

1

1

4a. Ordem

japonesa

4

5

3

Alinhamento de Quadros

1a. Ordem (A/J) 24 cv - 1,544 Kbps

2a. Ordem ( A/J) 96 cv - 6,312 Mbps

3a. Ordem (A) 672 cv - 44,736 Mbps / (J) 480 cv - 32,064 Mbps

4a. Ordem (A) 4032 cv - 274,176 Mbps / (J) 1440 cv - 97,728 Mbps


Sdh hierarquia digital s ncrona

SDH – Hierarquia Digital Síncrona


Sdh synchronous digital hierarchy

SDH - Synchronous Digital Hierarchy

  • Provê aos diversos serviços de telecomunicações o transporte de sinais digitais.

B-ISDN

B-ISDN

ATM

ATM

PDH

PDH

SDH


Hist rico

Histórico

  • Estudos de uma rede síncrona iniciaram-se na década de 80 pelo Bellcore com o objetivo de criar uma interface padrão para os sistemas de comunicações ópticas.

  • Criaram a SONET com uma estrutura de quadro básica, com taxa de 51,84 Mbits/s, apropriada para o transporte de sinais com taxa até DS3 (44,736 Mbits/s).

  • Em 1986 o ITU-T inicia os estudos para a criação da SDH com o objetivo de criar um padrão mundial para os sistemas de transmissão síncrona que proporcionasse aos operadores uma rede mais flexível e econômica.

  • Criaram a SDH que possui um quadro básico com estrutura/capacidade de transporte três vezes maior que a SONET.

  • Quadro básico de SDH com capacidade de transporte apropriada para o sinal E4 (139,264 Mbits/s).

  • Em 1988 foram aprovados as primeiras recomendações da SDH que são: G.707, G.708 e G.709.


Hierarquia digital s ncrona

Hierarquia Digital Síncrona

  • Melhor Gerência de Rede

  • Provisionamento mais rápido

  • Melhor utilização da Rede

  • Disponibilidade da rede

  • Atendimento a serviços futuros


Capacidade de transporte da sdh

Capacidade de Transporte da SDH

2, 34, 140 Mbps

DS1/DS2/DS3 (EUA)

ATM


M dulo de transporte s ncrono sdh

Módulo de Transporte Síncrono SDH

Nível SDH

Taxas (Mbits/s)

Designação

1

4

16

155,520

622,080

2.488,320

STM-1

STM-4

STM-16

Tabela 1 – Hierarquias da SDH


Estrutura de quadro do stm 1

Estrutura de Quadro do STM-1

2430 Bytes / Quadro

155,52 Mbits/s

270 colunas

261 colunas

09 colunas

1

Section Overhead

SOH

3

Pointers

Payload

4

09 linhas

5

Section Overhead

SOH

9


Flutua o do payload

Flutuação do Payload

Quadro “N”

Quadro “N +1”

155.52 Mbits/s

SECTION OVERHEAD

Quadro “N”

PONTEIROS

J 1

SECTION OVERHEAD

Quadro “N”

J1

J1

SECTION OVERHEAD

Quadro “N + 1”

VC

FRAME “N”

PONTEIROS

J1

SECTION OVERHEAD

Quadro “N +1 ”


Multiplexa o na sdh

Multiplexação na SDH

PDH, ATM

P

O

H

P

O

H

VC de ordem inferior

payload

payload

VC de ordem inferior

P

O

H

payload

VC de ordem superior

SOH

Pointers

Payload

Quadro STM - 1

SOH


Estrutura de multiplexa o do itu

Estrutura de Multiplexação do ITU

139,264 Mbit/s

C-4

TU-3

VC-3

TUG-3

VC-4

34,368 Mbit/s

x1

AU-4

C-3

TU-2

VC-2

x3

x7

x1

6,312 Mbit/s

AUG

STM-N

C-2

xN

TU-12

VC-12

x1

AU-3

TUG-2

VC-3

x3

2,048 Mbit/s

x3

TU-11

VC-11

C-12

x7

Mapeamento

x4

Multiplexação

1,544 Mbit/s

C-11

Alinhamento Processamento

de Ponteiro


Estrutura de multiplexa o para o brasil

Estrutura de Multiplexação para o Brasil

139,264 Mbit/s

C-4

34,368 Mbit/s

STM-N

AUG

AU-4

VC-4

TUG-3

TU-3

C-3

VC-3

6,312 Mbit/s

TU-2

VC-2

C-2

TUG-2

TU-12

VC-12

C-12

2,048 Mbit/s

Mapeamento

Multiplexação

Alinhamento Processamento

de Ponteiro

x1

xN

x1

x3

x7

x1

x3


Multiplexa o para forma o de tug 2

Multiplexação para formação de TUG-2

C-4

TU-3

C-3

VC-3

139,264 Mbit/s

34,368 Mbit/s

x1

xN

x1

AUG

STM-N

AU-4

VC-4

TUG-3

x3

x7

2,048 Mbit/s

x3

VC-12

C-12

TU-12

TUG-2


Mapeamento dos sinais plesi cronos

Mapeamento dos Sinais Plesiócronos

Sinais PDH VC

VC-12

VC-3

VC-4

2 Mbit/s

34 Mbit/s

140 Mbit/s


Forma o do tu 12

Formação do TU-12

34 bytes

2,048 Mbit/s

Payload

Payload

Payload

Payload

125µs

125µs

125µs

125µs

C-12

35 bytes

Incluindo

POH

POH

POH

POH

POH

125µs

125µs

125µs

125µs

VC-12

Incluindo

Ponteiro

de TU-12

36 bytes

TU-12

PTR

PTR

PTR

PTR

125µs

125µs

125µs

125µs

(V1)

(V2)

(V3)

(V4)


Mapeamento ass ncrono de tribut rio de 2 048 mbits s em vc 12

Mapeamento Assíncrono de Tributário de 2,048 Mbits/s em VC-12

V5

R

32 Bytes I

R

J2

C1 C2 0000 R R

32 Bytes I

R

Z6

C1 C2 0000 R R

32 Bytes I

R

K4

C1 C2 R R R R S1

S2 I I I I I I I

31 Bytes I

R

POH

POH

POH

POH


Capacidade de transporte do vc 12

Capacidade de Transporte do VC-12

2.050 Kbps

Máxima

2.046 Kbps

Mínima

2.048,1 Kbps

2.047,9 Kbps

2.048 Kbps

Nominal


Localiza o dos bytes de overhead do vc 12

Localização dos Bytes de Overhead do VC-12

VC-12

V5

35 Bytes

125µs

J2

35 Bytes

125µs

Z6

35 Bytes

125µs

K4

35 Bytes

125µs


Tp309 redes de transporte parte 1

35 bytes

Incluindo

POH

POH

POH

POH

POH

125µs

125µs

125µs

125µs

VC-12

Incluindo

Ponteiro

de TU-12

36 bytes

TU-12

PTR

PTR

PTR

PTR

125µs

125µs

125µs

125µs

(V1)

(V2)

(V3)

(V4)

Formação do Tu-12


Justifica o positiva

Justificação Positiva

TRIBUTÁRIOS

TRIBUTÁRIOS

Sistema de transporte X

Sistema de transporte Y

fa

fb

fa

fb

fa < fb


Justifica o negativa

Justificação Negativa

TRIBUTÁRIOS

TRIBUTÁRIOS

Sistema de transporte X

Sistema de transporte Y

fa

fb

fa

fb

fa > fb


Forma o do tug 2

Formação do TUG-2

1

1

1

2

2

2

3

3

3

4

4

4

.

.

.

.

.

.

.

.

.

5

5

5

.

.

.

.

.

.

.

.

.

36

36

36

Z

X

Y

X

Y

Z

X

Y

Z

X

X

X

Y

Y

Y

Z

Z

Z

TU-12 (X)

TU-12 (Y)

TU-12 (Z)

4 colunas

9 linhas

TUG - 2

9 linhas

12 colunas


  • Login