Excre o comparada
This presentation is the property of its rightful owner.
Sponsored Links
1 / 37

EXCREÇÃO COMPARADA PowerPoint PPT Presentation


  • 48 Views
  • Uploaded on
  • Presentation posted in: General

EXCREÇÃO COMPARADA. EXCREÇÃO.

Download Presentation

EXCREÇÃO COMPARADA

An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

Presentation Transcript


Excre o comparada

EXCREÇÃO COMPARADA


Excre o

EXCREÇÃO

  • Através da excreção são eliminadas substâncias tóxicas do organismo (como resíduos nitrogenados provenientes do metabolismo de proteínas e ácidos nucléicos) e substâncias não tóxicas que se encontram em concentrações elevadas em determinado momento. As estruturas ou órgãos excretores são responsáveis ainda pelos controles hídrico e de sais do organismo (osmorregulação ou regulação osmótica).


Excretas nitrogenadas

EXCRETAS NITROGENADAS

  • O metabolismo oxidativo de aminoácidos e bases nitrogenadas leva à formação de alguns produtos que contêm nitrogênio, sendo os de maior interesse a amônia, a uréia e o ácido úrico.

    Amônia: tóxica e altamente solúvel  se difunde facilmente através dos tecidos animais  nos animais aquáticos pode ser eliminada diretamente para o meio ambiente sem muitos problemas .


Excretas nitrogenadas1

EXCRETAS NITROGENADAS

  • Os animais terrestres, como não dispõem de quantidades relativamente grandes de água, precisam converter a amônia em outro tipo de substância menos tóxica e menos solúvel, como a uréia ou o ácido úrico.

     Uréia: menos tóxica e menos solúvel que a amônia.

     Ácido úrico: praticamente insolúvel em água e ainda menos tóxico que a uréia  relacionado com a oviparidade em vertebrados terrestres.


Excretas nitrogenadas2

EXCRETAS NITROGENADAS


Excretas nitrogenadas3

EXCRETAS NITROGENADAS

* Nos invertebrados aquáticos a amônia é o principal produto final do catabolismo de aminoácidos. Alguns nematelmintos parasitas, como o Ascaris (lombriga) podem excretar, além da amônia, uma certa quantidade de uréia.


Excretas nitrogenadas4

EXCRETAS NITROGENADAS

* Nos moluscos aquáticos, as principais excretas nitrogenadas provenientes do metabolismo das purinas são: amônia (moluscos de água salgada) e uréia (moluscos de água doce).


Excretas nitrogenadas5

EXCRETAS NITROGENADAS


Excretas nitrogenadas6

EXCRETAS NITROGENADAS

* O ácido úrico é o produto nitrogenado final do metabolismo das purinas no homem, no macaco e em cães da raça dálmata. O excesso de ingestão de alimentos contendo purinas pode provocar o acúmulo de cristais de ácido úrico nas articulações, ossos e rins, conduzindo a uma doença reumática denominada GOTA.


Osmorregula o

OSMORREGULAÇÃO

Animais de água doce fluidos corporais osmoticamente mais concentrados que o meio (hipertônicos ou hiperosmóticos).

Problemas:

Pergunta

Como esses animais fazem

para regular a concentração

interna de água e de solutos?.

 (1) a água tende a fluir para o interior do animal, devido à sua maior concentração interna de soluto;

 (2) os solutos tendem a ser perdidos porque a concentração interna é superior.


Osmorregula o1

OSMORREGULAÇÃO

Peixes de água salgada são hiposmóticos (hipotônicos) em relação ao meio.

Problema:

 tendem a perder muita água por osmose.

Pergunta

Como esses animais fazem

para não desidratar?.


Osmorregula o2

OSMORREGULAÇÃO


Osmorregula o3

OSMORREGULAÇÃO

Peixes cartilaginosos

 não ingerem água e eliminam uréia como excreta nitrogenada.

 retêm grande quantidade de uréia nos fluidos corpóreos.

Animais terrestres  perda de água é reduzida por mecanismos eficientes que promovem sua reabsorção, produzindo urina mais concentrada.


Osmorregula o4

OSMORREGULAÇÃO


Osmorregula o5

OSMORREGULAÇÃO


Rg os excretores

ÓRGÃOS EXCRETORES

Platelmintos: protonefrídeos  suas extremidades fechadas terminam em uma estrutura dilatada contendo em seu interior um ou vários cílios longos:

 um único cílio: solenócito;

 vários cílios: célula-flama.

Poríferos e Cnidários:

 Não possuem órgãos especializados para a excreção. Cada célula em contato com o meio aquático elimina excretas por difusão.


Excre o comparada

Nematelmintos: renetes ou glândulas renóides  sistema de três canais que são projeção de uma única célula gigante e altamente diferenciada. O arranjo desses canais lembra a forma da letra H.

ÓRGÃOS EXCRETORES


Rg os excretores1

ÓRGÃOS EXCRETORES

Moluscos: metanefrídeos túbulo com duas aberturas:

 (1) uma abertura ciliada no celoma, chamada nefróstoma, que filtra o líquido celomático;

 (2) uma abertura na cavidade do manto que se comunica com a superfície externa do corpo do animal, chamada nefridióporo.


Rg os excretores2

ÓRGÃOS EXCRETORES

Anelídeos: metanefrídeos ou nefrídeos  retiram excretas do sangue e do celoma.


Rg os excretores3

ÓRGÃOS EXCRETORES

  • Artrópodes: apresentam os órgãos excretores mais diversificados entre os invertebrados:

  •  Crustáceos: glândulas verdes ou antenais um par de glândulas excretoras na base das antenas ou dos maxilares.


Rg os excretores4

ÓRGÃOS EXCRETORES

Demais artrópodes: túbulos de Malpighi retiram as excretas do sangue e do celoma, depositando-as no interior do intestino.


Rg os excretores5

ÓRGÃOS EXCRETORES

Aranhas: além dos túbulos de Malpighi existem as chamadas glândulas coxais, em número de quatro no máximo  apresentam certa semelhança estrutural com as glândulas antenais dos crustáceos.


Rg os excretores6

ÓRGÃOS EXCRETORES

Equinodermos: não apresentam órgãos excretores diferenciados  células eliminam as excretas diretamente na água do mar que circula continuamente pelos canais e lacunas do corpo.


Rg os excretores7

ÓRGÃOS EXCRETORES

Cordados vertebrados:rins - unidades excretoras denominadas néfrons evoluíram a partir dos nefrídeos.


Tipos de rins dos vertebrados

TIPOS DE RINS DOS VERTEBRADOS

Tipos de rins:

 Pronefros: são segmentados e se situam na região anterior do corpo  filtram excretas do celoma. Ocorrem nos ciclóstomos e nos embriões de todos os vertebrados (funcionais apenas em embriões de peixes e anfíbios).

Mesonefros: também são segmentados e se situam na região mediana do animal  filtram as excretas tanto do celoma quanto do sangue. Ocorrem em embriões de répteis, aves e mamíferos e em peixes e anfíbios adultos.

Metanefros: não são segmentados e se situam na região posterior do corpo  filtram excretas apenas do sangue. É o tipo de rim mais evoluído e ocorre em répteis, aves e mamíferos adultos.


Tipos de rins dos vertebrados1

TIPOS DE RINS DOS VERTEBRADOS


Tipos de rins dos vertebrados2

TIPOS DE RINS DOS VERTEBRADOS

Os ductos metanéfricos são designados por ureteres e desembocam na cloaca de répteis e aves e na bexiga urinária de mamíferos.


Excre o comparada

Anatomia do sistema excretor


Rins metanefros

RINS METANEFROS


Fisiologia da excre o

FISIOLOGIA DA EXCREÇÃO


Horm nio antidiur tico

HORMÔNIO ANTIDIURÉTICO


Aldosterona

ALDOSTERONA

Queda da pressão arterial  [Na+] nos túbulos renais  renina (rins) angiotensinogênio  angiotensina (fígado)  supra-renais (adrenais)  aldosterona  aumenta a absorção ativa de sódio e a secreção de potássio nos túbulos distal e coletor  aumento da pressão arterial.


  • Login