T cnicas psicodram ticas nas interven es em crise
This presentation is the property of its rightful owner.
Sponsored Links
1 / 15

Técnicas Psicodramáticas nas INTERVENÇÕES EM CRISE PowerPoint PPT Presentation


  • 63 Views
  • Uploaded on
  • Presentation posted in: General

Técnicas Psicodramáticas nas INTERVENÇÕES EM CRISE. Pablo Alvarez Valcarce Médico Psiquiatra Psicodramatista Grupo de Estudios de Psicodrama de Madrid Asocioación Española de Psicodrama. em contextos sociais, educativos e clínicos. Crise: da ameaça ao desafio.

Download Presentation

Técnicas Psicodramáticas nas INTERVENÇÕES EM CRISE

An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

Presentation Transcript


T cnicas psicodram ticas nas interven es em crise

Técnicas Psicodramáticas nas INTERVENÇÕES EM CRISE

Pablo Alvarez Valcarce

Médico Psiquiatra

Psicodramatista

Grupo de Estudios de Psicodrama de Madrid Asocioación Española de Psicodrama

em contextos sociais, educativos e clínicos


Crise da amea a ao desafio

Crise: da ameaça ao desafio

A crise como umdesafio que apela a uma nova ação

Proximidade: tratar a criseonde acontece

Urgência: tratar o mais cedo possível

Expectativa favorável: confiar numa rápida recuperação

Possibilidade de uma nova observaçãoe de uma nova organização de princípiosvitais


A promulga o psicodram tica da crise e a catarse de integra o

A promulgação psicodramática da crise e a catarse de integração

Elementos relacionais precipitantes

A sistémica do Átomo Social

Os mesmos elementos dispostos num novo ordenamento: zona e foco

A busca da novas perspetivas e abordagens

Recursos para equilibrar: homeostasis

Dissociação e Integração: confrontação interna com múltiplos duplos


Sociodrama em contextos de crise

Sociodrama em contextos de crise

Papéis , valores e comunicação

A crise como problema relacional. Sociometria

Os jogos de poder: a crise sobre o individuo sem poder como resultado de divergências (tele negativo) entre os líderes oficiais que lutam pelo poder. A incapacidade de fazerliderançasociométricaobjetiva

Diferenciação, centralização, interdependência, estabilidade e retroalimentação do sistema

Sociodrama familiar e de casal em contextos clínicos

SociodramaComunitárioem contextos sociais

Sociodrama Escolar em contextos educativos


T cnicas psicodram ticas nas interv estrat gicas em situa es de crise

Técnicas Psicodramáticas nas interv. estratégicas em situações de crise

Representação de cenas que precedem imediatamente a crise

Interpolação de resistências

Duplos múltiplos

Psicodrama “in situ”

Constelação sistémica: espelho e segredo. Pertença, transgreção, culpa e status

Os conflitos internos decorrentes do trauma: a cena latente

Redefinição do problema e prescrição de tarefas psicodramáticas “in situ”


O profissional de ajuda na situa o de crise

O profissional de ajuda na situação de crise

Excitação e medo

Ativo e criativo

Como Ego-auxiliar emfunção de duplo-espelho

Gosto pela aventura

Acompanhamento da crise até à resolução

Seguimentoterapêuticopós-crise: prevençãosecundária

Comunicaçãoemsituaçõesperigosas


Princ pios da comunica o em sit perigosas psicodrama in situ

Princípios da comunicação em sit. perigosas. Psicodrama “in situ”

Captar a visão do mundo da pessoaemcrise: a expressão de ideiasabstratas e a expressão emocional. Atençãoseletiva

Tentar mudar as condiçõesreais da pessoa

Establecer a empatia e o apego

Comunicar bem, já que o outro é umapessoarespeitável e com poder

Perceber como a pessoa em crise quer definir a relação e então complementar. Status

Perceber como nomear a pessoa: grau de intimidade


Princ pios da comunica o em situa es perigosas cont

Princípios da comunicação em situações perigosas (cont.)

Ilusão de alternativas na negociação

Escolhas ilusórias ou livres entre alternativas

Dizer "sim". Chegar a acordo sobre algo

Foco no comportamento, não no que a pessoa é

Não utilizar o nunca, sempre, qualquer, todos

Não assumir nenhuma intimidade ou amizade demasiado cedo

Fazer demandas diretas

Não fazer comunicações humilhantes no papel do “pai”. Usar “se faz favor”


Princ pios da comunica o em situa es perigosas cont1

Princípios da comunicação em situações perigosas (cont.)

Propor soluções razoáveis

Não questionar a capacidade da pessoa

Não prometer o que não pode ser satisfeito. “Posso ajudar-te, mas os representantes da lei colocam limites”

Manter um certo distanciamento emocional. Focar no que a pessoa necessita

Intervir com calma. “Eu quero escutar-te”

Efetuar uma pontuação positiva entre duas comunicações neutras ou negativas

Reenquadrar a conduta violenta


Crises em contextos sociais

Crises em contextos sociais

Violência doméstica

Esposos maltratados

Maltrato e abuso sexual infantil e juvenil

Famíliaincestuosa

Vítimas de crimes violentos

Vítimas de violação

Suicídio


Crises em contextos educativos

Crises em contextos educativos

Violência entre alunos

Violênciacomprofessores

Grupo que fracassa nos estudos. Sociometria da turma

Consumo de álcoole drogas

O professorcom “burnout”

Resolução do conflitos


Crises em contextos cl nicos

Crises em contextos clínicos

A hospitalização de pessoas em crise

Casais em crise

O adolescente psicopático

A crise psicótica

Doenças físicas e cirurgia

A crise na relação terapêutica


Dura o

Duração

O curso:

Tem uma duração de 12 horas

Será realizado na sexta feira, das 17.00 às 21.00 horas e no sábado, das 10.00 às 14.00 horas e das 16.00 às 20.00 horas


Honor rios

Honorários

O curso terá o custo de 85 euros


Pablo alvarez valcarce

Pablo Alvarez Valcarce

Formação Académica

  • Licenciado em Medicina pela UniversidadAutonoma de Madrid

  • Especialista em Psiquiatría pelo sistema MIR

  • Diretor de Psicodrama. Formçãocom o Doutor Rojas - Bermúdez da Asociacion Argentina de Psicodrama e com o Doutor Richard Korn no Berkeley Institute for Training in Psychodrama

  • Formação em Psicanálise com membros da AsociacionPsicoanalítica de Madrid

  • Formação em Terapia Familiar Sistémica no M.R.I. de Palo Alto, California

  • Membro Titular da AsociacionEspañolade Psicodrama

  • Membro da FederacionEspañolade Asociaciones de Psicoterapeutas (FEAP)

    Experiência e percursoprofissional

  • Psicodramatista Supervisor pela Asociacion Española de Psicodrama (AEP- IAGP)

  • Diretordo Grupo de Estudios de Psicodrama de Madrid

  • Professor de Psicodrama e Sociodrama aplicado aoCoachingna Escuela de CoachingLiderhazgo (ICF)

  • Professor de Comportamento Organizacional no InstituteforExecutiveDevelopment (IEDE) na Universidad Europea de Madrid (UEM) (LaureateUniversities)

  • Ex-Profesor de Habilidades en el Manejo de Grupos na Universidad Autónoma de Madrid (UAM)

  • Especialista en Psicologia Social e Socioterapia pela Universidad Autónoma de Madrid (UAM)

  • Especialista em Psicodrama e Sociodrama Organizacional Sistémico

  • Coaching e consultoremEmpresas e Organizações

    Contactos

  • [email protected]

  • Tel: +34915191966 ; +34638311828


  • Login