UNIVERSIDADE LUTERANA
Sponsored Links
This presentation is the property of its rightful owner.
1 / 70

UNIVERSIDADE LUTERANA DO BRASIL. PowerPoint PPT Presentation


  • 93 Views
  • Uploaded on
  • Presentation posted in: General

UNIVERSIDADE LUTERANA DO BRASIL. ULBRA. ABENO. ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE ENSINO ODONTOLÓGICO. “ A Intervenção Mínima como conhecimento gerado na Universidade e aplicado em todos os níveis de atenção à saúde” A Intervenção Mínima em Clínica Odontológica –

Download Presentation

UNIVERSIDADE LUTERANA DO BRASIL.

An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

Presentation Transcript


UNIVERSIDADE LUTERANA

DO

BRASIL.

ULBRA


ABENO

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA

DE ENSINO ODONTOLÓGICO.


“AIntervenção Mínima como conhecimento gerado na Universidade e aplicado em todos os níveis de atenção à saúde”

A Intervenção Mínima em Clínica Odontológica –

Adair Luiz Stefanello Busato – ULBRA, RS

A Intervenção Mínima em Odontopediatria –

Ana Cristina Bezerra Barreto – UCB, DF

Intervenção Mínima e Promoção da Saúde –

Rui Vicente Oppermann - UFRGS.


A EVOLUÇÃO TÉCNICA

E FILOSÓFICA

NA ODONTOLOGIA


UM SÉCULO DE ODONTOLOGIA

DA EXPERIÊNCIA PARA A EVIDÊNCIA.


MUDANÇAS CONCEITUAIS

NA

DENTÍSTICA.

O SIGNIFICADO DO TRATAMENTO.


MUDANÇAS CONCEITUAIS

NA

DENTÍSTICA.

a ciência como fonte de transformação.


PREPAROS CAVITÁRIOS

Nomenclatura e Conceitos.


A ERA

PRÉ

BLACK

Empirismo e Experiência


A ERA

BLACK

1908

Experiência e Cientificismo.


A ERA

BLACK

Classificação de cavidades:

classe I

classe II

classe III

classe V

classe IV


A ERA

BLACK

materiais restauradores.

amálgama

cimento de silicato.


A ERA

BLACK

técnica de instrumentação cavitária.

PRINCÍPIOS GERAIS DO PREPARO CAVITÁRIO:

forma de contorno

remoção da dentina cariada.

forma de resistência

forma de conveniência

forma de retenção.

limpeza da cavidade.

acabamento das paredes de esmalte


A ERA

BLACK

a cavidade.

o tratamento por meio de cavidades.


A ERA

BLACK

a tradicional mínima para amálgama:

TODAS as paredes

convergentes para oclusal

angulos internos arredondados.

Mondelli, J. et al

Técnica de instrumentação de cavidades modernas para amálgama.

Estomat. & Cult., 6:184-192,1972


cavidade mínima para amálgama

64 anos após....

Mondelli, 1972

Black, 1908


A ERA

CONSERVATIVA.

novas mudanças:

as cavidades ficam mínimas....


Mondelli

Black

Almquist

Crockett


novas mudanças:

Hunt, P.R. et all

A modified class II cavity preparations for glass -ionomer restorative materials.

Quint. Inter.,15:1011-1018,1984

CAVIDADE EM FORMA DE TUNEL.

Knight,G.M.

The use of adhesive materials in the conservative retorations of selected posterior teeth.

Aust. Dent. J.,29:324-331,1984


A ERA

CONSERVATIVA.

as cavidades ficam mínimas....

mas ainda necessitam de

forma de retenção por

remoção da estrutura

dentária sadia....


A ERA

ADESIVA.

condicionamento

ácido

1955

resinas restauradoras

1963

ionômero de vidro

1972


A ERA

ADESIVA.

PHILLIPS, R.W.et al

One-year observations on a composite for class II restorations.

J. Prosthet. Dent.,26:10-13, 1971

JORGUENSEN,K.D. et al

Abrasion of class I restorative resins.

Scand. J. Dent.,87:140-145,1979


A ERA

ADESIVA.

Leinfelder,K.F.

Composite resins in posterior teeth.

Dent. Clin. North. Amer.25:357-364,1981


A ERA

ADESIVA.

resinas híbridas

radiopacas

fotoativadas.


A ERA

ADESIVA.

FACULDADE DE ODONTOLOGIA DE BAURÚ

1982


A ERA

ADESIVA.

BUSATO, A.L.S. et al

Restaurações de resina

composta em dentes

posteriores. Avaliação de 5 anos.

Rev. Gaúcha Odont.,44:165-171,1996


A ERA

ADESIVA.

BUSATO, A.L.S. et al

Avaliação clínica de

restaurações de resina

composta e amálgama em

dentes posteriores.

Rev. Bras. Odont.,53:30-35,1996


A ERA

ADESIVA.

GRUPO BRASILEIRO

DE PROFESSORES

DE DENTÍSTICA

GBPD - 1997


A ERA

ADESIVA.

PERGUNTA:

O que colocar em uma cavidade

que é tão pequena que para colocar

amálgama ela tem que ser aumentada....


A ERA

ADESIVA.

PERGUNTA:

O que colocar em

uma cavidade que

apresenta esmalte

socavado e o amálgama

está contra-indicado...


A ERA

ADESIVA.

O GBPD

RECOMENDA:

As Escolas de Odontologia

devem ensinar o uso de resina em dentes

posteriores e discutir vantagens e desvantagens.


A ERA

ADESIVA.

NOVO MODELO RESTAURADOR:

MÁXIMA PREVENÇÃO

MÁXIMA PRESERVAÇÃO

MÍNIMA RESTAURAÇÃO


A ERA

ADESIVA.

NOVO MODELO RESTAURADOR:

valorização da estética

reforço do remanescente dentário.


A ERA

ADESIVA.

MONDELLI, J. et al

Fracture strenght of human

teeth with cavity preparations.

J.Prosthet. Dent., 43:419-422,1980


A ERA

ADESIVA.

TROPE,M. & TRONSTAD,L.

Resistance to fracture of endodontically treated premolars

restored with glass ionomer or acid etch composite.

J. Endodont.,6:257-259,1991


A ERA

ADESIVA.

BUSATO, A.L.S. et al

Estética -Encontro de Estética , cap. 9 - Restaurações estéticas em dentes

posteriores - o atual estado da arte. l2 anos de avaliação.

Editora artes Médica, São Paulo, 2004


inicial

1 ano

2 anos

4 anos

6 anos


RESINAS EM DENTES

POSTERIORES:

HÍBRIDAS

RADIOPACAS

FOTOATIVADAS

-BISEL-


ATLAS PRÁTICO DE CIMENTOS

DE IONOMERO DE VIDRIO.

G.J. MOUNT

Salvat Editores, Barcelona, 1990

IONÔMERO DE VIDRO

EM

CAVIDADES MÍNIMAS.


cvidades mínimas e

procedimentos mínimos......

FRENCKEN, 1989

TÉCNICA RESTAURADORA ATRAUMÁTICA

A R T


NOVA CLASSIFICAÇÃO

DE

CAVIDADES.

MOUNT,G.J. & HUME,W.R.

A revised classification of carious lesions by site and size.

Quint. Intern.,28:301-303,1997


NOVA CLASSIFICAÇÃO

DE

CAVIDADES.

size:1,2,3 e 4

largura

site l -2 -3

local


NOVA CLASSIFICAÇÃO

DE

CAVIDADES.

ROULET, J.F & DEGRANGE,M.

Adhesion: the silent revolution of Dentistry.

Chicago,Quintessence Books,2000


NOVA CLASSIFICAÇÃO

DE

CAVIDADES.

site

stage (profundidade)

1-2-3-4


CAVIDADES:

Nomenclatura e Classificação


MOUNT, G.J,; HUME, W.R

A revised classification of carious lesions by site and size.

Quint. Int. 28: 301-303, 1997

ROULET,J.F.; DEGRANGE, M

Adhesion: the silent revolution in Dentistry.

Quintessence Book, Chicago, 2000.

BUSATO. A.L.S; HERNANDEZ. P.A.G; MACEDO.R.P;

Dentística. Restaurações Estéticas.

Editora e Livraria Artes Médicas , São Paulo, 2002


NOVA CLASSIFICAÇÃO

DE

CAVIDADES.

RECOMENDAÇÃO DO GBPD- 2003

adotar a

classificação de cavidades para materiais adesivos


NOVA CLASSIFICAÇÃO

DE

CAVIDADES.

PROPOSTA

DA

ALODYB

(Associacion Latinoamerica

de Operatória

Dental

e Biomateriales.


NOVA CLASSIFICAÇÃO

DE

CAVIDADES.

SUGESTÃO DE TRATAMENTO.

CURSO DE MESTRADO EM ODONTOLOGIA - ULBRA.


PROFUNDIDADE

0 = mancha branca /cavitação em esmalte

1 = rasa: até 1/3 da dentina

2 = média: até 2/3 da dentina

3 = profunda + de 2/3 da dentina

4 = muito profunda = menos de 0,5mm de dentina

5 = envolvimento pulpar

6 = DENTE DESVITALIZADO

TRATAMENTO

Remineralização do esmalte

Restauração adesiva

Proteção( hidróxido de cálcio e ou ionômero de vidro ) + restauração adesiva

Tratamento conservador ( proteção com hidróxido de cálcio + ionômero de

vidro) + restauração adesiva.

Reforço do remanescente – Restauração adesiva ou......

Remineralização do esmalte / plastia em esmalte


PROPOSTA:

TRATAMENTO INVASIVO,

MINIMAMENTE INVASIVO

NÃO INVASIVO.


FILOSOFIA:

PREVER

PREVENIR

PRESERVAR

..........................RESTAURAR


A CIÊNCIA:

uma verdade transitória...


MINIMIZANDO

PARA MAXIMIZAR


TRATAMENTO TRADICIONAL:

CURETAS

BROCAS

PONTAS DIAMANTADAS.


TRATAMENTO TRADICIONAL:

CLASSIFICAÇÃO DE BLACK - 1908

CLASSE I

CLASSE II

CLASSE III

CLASSE V

CLASSE IV


TRATAMENTO MINIMAMENTE

INVASIVO.

LASER

MICROABRASÃO A AR

PRODUTOS QUÍMICOS

SISTEMA CVD


PROCEDIMENTOS MÍNIMOS.....


qual a importância do

tratamento ser minimamente

invasivo ???

preservação da capacidade mecânica do elemento dentário

tecnologia simplificada

menor tempo

menor custo


NÃO INVASIVO

EDUCAÇÃO

MOTIVAÇÃO

FILOSOFIA


MUDAR:

É UM ATO DE CORAGEM

MUDAR DE NOVO

UMA OUSADIA

UM COMPROMISSO COM O NOVO.


PORTO ALEGRE


  • Login