Quarta feira de cinzas
This presentation is the property of its rightful owner.
Sponsored Links
1 / 448

Quarta-feira de Cinzas PowerPoint PPT Presentation


  • 62 Views
  • Uploaded on
  • Presentation posted in: General

Quarta-feira de Cinzas. ABERTURA DA CAMPANHA DA FRATERNIDADE 2012. “FRATERNIDADE E SAÚDE PÚBLICA”. A Campanha da Fraternidade, celebrada na quaresma, intensifica o. convite à conversão. Neste ano, o tema proposto é. “Fraternidade e Saúde Pública” com o lema “Que a saúde se difunda.

Download Presentation

Quarta-feira de Cinzas

An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

Presentation Transcript


Quarta feira de cinzas

Quarta-feira de Cinzas


Abertura da campanha da fraternidade 2012

ABERTURA DA CAMPANHA DA FRATERNIDADE 2012


Fraternidade e sa de p blica

“FRATERNIDADE E SAÚDE PÚBLICA”


A campanha da fraternidade celebrada na quaresma intensifica o

A Campanha da Fraternidade, celebrada na quaresma, intensifica o


Convite convers o neste ano o tema proposto

convite à conversão. Neste ano, o tema proposto é


Fraternidade e sa de p blica com o lema que a sa de se difunda

“Fraternidade e Saúde Pública” com o lema “Que a saúde se difunda


Sobre a terra eclo 38 8 o objetivo geral refletir sobre a realidade da

sobre a terra” (Eclo 38,8). O objetivo geral é refletir sobre a realidade da


Sa de no brasil em vista de uma vida saud vel suscitando o esp rito

saúde no Brasil em vista de uma vida saudável, suscitando o espírito


Comunit rio das pessoas na aten o aos enfermos e

comunitário das pessoas na atenção aos enfermos e


Mobilizando melhorias no sistema p blico de sa de

mobilizando melhorias no sistema público de saúde.


Entoemos o canto de entrada

Entoemos o canto de entrada.


Canto de abertura

Canto de Abertura


Sauda o

Saudação


Em nome do pai e do filho e do esp rito santo am m

Em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo.

Amém.


O deus da esperan a

O Deus da esperança,


Que nos cumula de toda alegria e paz em nossa f

que nos cumula de toda alegria e paz em nossa fé,


Pela a o do esp rito santo

pela ação do Espírito Santo,


Esteja convosco

esteja convosco.


Bendito seja deus que nos reuniu no amor de cristo

Bendito seja Deus que nos reuniu no amor de Cristo.


Ato penitencial omite se ser substitu do pela distribui o das cinzas

Ato Penitencial (Omite-se. Será substituído pela distribuição das cinzas)


Hino de louvor omite se

Hino de Louvor

(Omite-se)


Ora o da coleta

Oração da Coleta


Concedei nos deus todo poderoso

Concedei-nos, ó Deus todo-poderoso,


Iniciar com este dia de jejum o tempo da quaresma

iniciar com este dia de jejum o tempo da Quaresma,


Para que a penit ncia nos fortale a

para que a penitência nos fortaleça


No combate contra o esp rito do mal

no combate contra o espírito do mal.


Por nosso senhor jesus cristo vosso filho

Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho,


Na unidade do esp rito santo

na unidade do Espírito Santo.


Quarta feira de cinzas

Amém.


Na viv ncia da campanha da fraternidade 2012 renovaremos a consci ncia da responsabilidade

Na vivência da Campanha da Fraternidade 2012, renovaremos a consciência da responsabilidade,


Na promo o humana em vista de uma sociedade justa e solid ria e aprenderemos que

na promoção humana, em vista de uma sociedade justa e solidária e aprenderemos que,


Ao longo da hist ria a ora o o jejum e a esmola sempre foram atitudes

ao longo da história, a oração, o jejum e a esmola sempre foram atitudes


Fundamentais no relacionamento com deus e os irm os

fundamentais no relacionamento com Deus e os irmãos.


Primeira leitura jl 2 12 18

PRIMEIRA LEITURA

Jl 2,12-18


Leitura da profecia de joel

Leitura da Profecia de Joel


12 agora diz o senhor

12“Agora, diz o Senhor,


Voltai para mim com todo o vosso cora o

voltai para mim com todo o vosso coração,


Com jejuns l grimas e gemidos

com jejuns, lágrimas e gemidos;


13 rasgai o cora o e n o as vestes

13rasgai o coração, e não as vestes;


E voltai para o senhor vosso deus

e voltai para o Senhor, vosso Deus;


Ele benigno e compassivo

ele é benigno e compassivo,


Paciente e cheio de miseric rdia

paciente e cheio de misericórdia,


Inclinado a perdoar o castigo

inclinado a perdoar o castigo”.


14 quem sabe se ele se volta para v s e vos perdoa

14Quem sabe, se ele se volta para vós e vos perdoa,


E deixa atr s de si a b n o

e deixa atrás de si a bênção,


Obla o e liba o

oblação e libação


Para o senhor vosso deus

para o Senhor, vosso Deus?


15 tocai trombeta em si o

15Tocai trombeta em Sião,


Prescrevei o jejum sagrado

prescrevei o jejum sagrado,


Convocai a assembleia

convocai a assembleia;


16 congregai o povo

16congregai o povo,


Realizai cerim nias de culto

realizai cerimônias de culto,


Reuni anci os ajuntai crian as e lactentes

reuni anciãos, ajuntai crianças e lactentes;


Deixe o esposo seu aposento

deixe o esposo seu aposento,


E a esposa seu leito

e a esposa, seu leito.


17 chorem postos entre o vest bulo e o altar

17Chorem, postos entre o vestíbulo e o altar,


Os ministros sagrados do senhor e digam

os ministros sagrados do Senhor, e digam:


Perdoa senhor a teu povo

“Perdoa, Senhor, a teu povo,


E n o deixes que esta tua heran a sofra inf mia

e não deixes que esta tua herança sofra infâmia


E que as na es a dominem

e que as nações a dominem”.


Por que se haveria de dizer entre os povos

Por que se haveria de dizer entre os povos:


Onde est o deus deles

“Onde está o Deus deles?”


18 ent o o senhor encheu se de zelo por sua terra

18Então o Senhor encheu-se de zelo por sua terra


E perdoou ao seu povo

e perdoou ao seu povo.


Palavra do senhor gra as a deus

Palavra do Senhor.

Graças a Deus!


Salmo responsorial sl 50

SALMO RESPONSORIAL

Sl50


Miseric rdia senhor pois pecamos

Misericórdia, ó Senhor, pois pecamos.


Miseric rdia senhor pois pecamos1

Misericórdia, ó Senhor, pois pecamos.


1 tende piedade meu deus miseric rdia

1. Tende piedade, ó meu Deus, misericórdia!


Na imensid o de vosso amor purificai me

Na imensidão de vosso amor, purificai-me!


Lavai me todo inteiro do pecado

Lavai-me todo inteiro do pecado,


E apagai completamente a minha culpa

e apagai completamente a minha culpa!


Miseric rdia senhor pois pecamos2

Misericórdia, ó Senhor, pois pecamos.


2 eu reconhe o toda a minha iniquidade

2. Eu reconheço toda a minha iniquidade,


O meu pecado est sempre minha frente

o meu pecado está sempre à minha frente.


Foi contra v s s contra v s que eu pequei

Foi contra vós, só contra vós, que eu pequei,


Pratiquei o que mau aos vossos olhos

pratiquei o que é mau aos vossos olhos!


Miseric rdia senhor pois pecamos3

Misericórdia, ó Senhor, pois pecamos.


3 criai em mim um cora o que seja puro

3. Criai em mim um coração que seja puro,


Dai me de novo um esp rito decidido

dai-me de novo um espírito decidido.


Senhor n o me afasteis de vossa face

Ó Senhor, não me afasteis de vossa face,


Nem retireis de mim o vosso santo esp rito

nem retireis de mim o vosso Santo Espírito!


Miseric rdia senhor pois pecamos4

Misericórdia, ó Senhor, pois pecamos.


4 dai me de novo a alegria de ser salvo

4. Dai-me de novo a alegria de ser salvo


E confirmai me com esp rito generoso

e confirmai-me com espírito generoso!


Abri meus l bios senhor para cantar

Abri meus lábios, ó Senhor, para cantar,


E minha boca anunciar vosso louvor

e minha boca anunciará vosso louvor!


Miseric rdia senhor pois pecamos5

Misericórdia, ó Senhor, pois pecamos.


Segunda leitura 2cor 5 20 6 2

SEGUNDA LEITURA

2Cor 5,20-6,2


Leitura da segunda carta de s o paulo aos cor ntios

Leitura da Segunda Carta de São Paulo aos Coríntios


Irm os 20 somos embaixadores de cristo

Irmãos, 20somos embaixadores de Cristo,


E deus mesmo que exorta atrav s de n s

e é Deus mesmo que exorta através de nós.


Em nome de cristo n s vos suplicamos

Em nome de Cristo, nós vos suplicamos:


Deixai vos reconciliar com deus

deixai-vos reconciliar com Deus.


21 aquele que n o cometeu nenhum pecado

21Aquele que não cometeu nenhum pecado,


Deus o fez pecado por n s

Deus o fez pecado por nós,


Para que nele n s nos tornemos justi a de deus

para que nele nós nos tornemos justiça de Deus.


6 1 como colaboradores de cristo

6,1Como colaboradores de Cristo,


N s vos exortamos

nós vos exortamos


A n o receberdes em v o a gra a de deus

a não receberdes em vão a graça de Deus,


2 pois ele diz no momento favor vel eu te ouvi

2pois ele diz: “No momento favorável, eu te ouvi


E no dia da salva o eu te socorri

e no dia da salvação, eu te socorri”.


Agora o momento favor vel

É agora o momento favorável,


Agora o dia da salva o

é agora o dia da salvação.


Palavra do senhor gra as a deus1

Palavra do Senhor.

Graças a Deus!


Aclama o ao evangelho

Aclamação ao Evangelho


Evangelho mc 6 1 6 16 18

EVANGELHO

Mc 6,1-6.16-18


O senhor esteja convosco

O Senhor esteja convosco.


Ele est no meio de n s

Ele está no meio de nós.


Proclama o do evangelho de jesus cristo segundo mateus

PROCLAMAÇÃO do Evangelho de Jesus Cristo † segundo Mateus


Gl ria a v s senhor

Glória a vós, Senhor!


Naquele tempo disse jesus a seus disc pulos

Naquele tempo, disse Jesus a seus discípulos:


1 ficai atentos para n o praticar a vossa justi a na frente dos homens

1“Ficai atentos para não praticar a vossa justiça na frente dos homens,


S para serdes vistos por eles

só para serdes vistos por eles.


Caso contr rio n o recebereis a recompensa

Caso contrário, não recebereis a recompensa


Do vosso pai que est nos c us

do vosso Pai que está nos céus.


2 por isso quando deres esmola

2Por isso, quando deres esmola,


N o toques a trombeta diante de ti

não toques a trombeta diante de ti,


Como fazem os hip critas nas sinagogas e nas ruas

como fazem os hipócritas nas sinagogas e nas ruas,


Para serem elogiados pelos homens

para serem elogiados pelos homens.


Em verdade vos digo

Em verdade vos digo:


Eles j receberam a sua recompensa

eles já receberam a sua recompensa.


3 ao contr rio quando deres esmola

3Ao contrário, quando deres esmola,


Que a tua m o esquerda n o saiba

que a tua mão esquerda não saiba


O que faz a tua m o direita

o que faz a tua mão direita,


4 de modo que a tua esmola fique oculta

4de modo que a tua esmola fique oculta.


E o teu pai que v o que est oculto

E o teu Pai, que vê o que está oculto,


Te dar a recompensa

te dará a recompensa.


5 quando orardes

5Quando orardes,


N o sejais como os hip critas

não sejais como os hipócritas,


Que gostam de rezar em p

que gostam de rezar em pé,


Nas sinagogas e nas esquinas das pra as

nas sinagogas e nas esquinas das praças,


Para serem vistos pelos homens

para serem vistos pelos homens.


Em verdade vos digo1

Em verdade vos digo:


Eles j receberam a sua recompensa1

eles já receberam a sua recompensa.


6 ao contr rio quando tu orares

6Ao contrário, quando tu orares,


Entra no teu quarto fecha a porta

entra no teu quarto, fecha a porta,


E reza ao teu pai que est oculto

e reza ao teu Pai que está oculto.


E o teu pai que v o que est escondido

E o teu Pai, que vê o que está escondido,


Te dar a recompensa1

te dará a recompensa.


16 quando jejuardes

16Quando jejuardes,


N o fiqueis com o rosto triste como os hip critas

não fiqueis com o rosto triste como os hipócritas.


Eles desfiguram o rosto

Eles desfiguram o rosto,


Para que os homens vejam que est o jejuando

para que os homens vejam que estão jejuando.


Em verdade vos digo2

Em verdade vos digo:


Eles j receberam a sua recompensa2

Eles já receberam a sua recompensa.


17 tu por m quando jejuares

17Tu, porém, quando jejuares,


Perfuma a cabe a e lava o rosto

perfuma a cabeça e lava o rosto,


18 para que os homens n o vejam

18para que os homens não vejam


Que tu est s jejuando

que tu estás jejuando,


Mas somente teu pai que est oculto

mas somente teu Pai, que está oculto.


E o teu pai que v o que est escondido1

E o teu Pai, que vê o que está escondido,


Te dar a recompensa2

te dará a recompensa”.


Palavra da salva o

Palavra da Salvação.


Gl ria a v s senhor1

Glória a vós, Senhor!


Um jejum que agrade ao senhor

UM JEJUM QUE AGRADE AO SENHOR!


B n o das cinzas

Bênção das cinzas


Caros irm os e irm s

Caros irmãos e irmãs,


Roguemos instantemente a deus pai

roguemos instantemente a Deus Pai


Que aben oe com a riqueza da sua gra a estas cinzas

que abençoe com a riqueza da sua graça estas cinzas,


Que vamos colocar sobre as nossas cabe as

que vamos colocar sobre as nossas cabeças


Em sinal de penit ncia

em sinal de penitência.


F rmula 2

Fórmula 2:


Deus que n o quereis a morte do pecador

Ó Deus, que não quereis a morte do pecador,


Mas a sua convers o

mas a sua conversão,


Escutai com bondade as nossas preces

escutai com bondade as nossas preces


E dignai vos aben oar estas cinzas

e dignai-vos abençoar † estas cinzas,


Que vamos colocar sobre as nossas cabe as1

que vamos colocar sobre as nossas cabeças.


E assim reconhecendo que somos p

E assim reconhecendo que somos pó


E que ao p voltaremos

e que ao pó voltaremos


Consigamos pela observ ncia da quaresma

consigamos, pela observância da Quaresma,


Obter o perd o dos pecados

obter o perdão dos pecados


E viver uma vida nova

e viver uma vida nova,


Semelhan a do cristo ressuscitado

à semelhança do Cristo ressuscitado.


Por cristo nosso senhor

Por Cristo, nosso Senhor.


Quarta feira de cinzas

Amém.


Profiss o de f omite se

Profissão de Fé

(Omite-se)


Ora o da comunidade

Oração da Comunidade


Ora o da cf 2012

ORAÇÃO DA CF 2012


Senhor deus de amor pai de bondade n s vos louvamos e agradecemos

Senhor Deus de amor, Pai de bondade, nós vos louvamos e agradecemos


Pelo dom da vida pelo amor com que cuidais de toda cria o

pelo dom da vida, pelo amor com que cuidais de toda criação.


Vosso filho jesus cristo em sua miseric rdia assumiu a cruz

Vosso Filho Jesus Cristo, em sua misericórdia, assumiu a cruz


Dos enfermos e de todos os sofredores sobre eles

dos enfermos e de todos os sofredores, sobre eles


Derramou a esperan a de vida em plenitude

derramou a esperança de vida em plenitude.


Enviai nos senhor o vosso esp rito guiai a vossa igreja para que ela

Enviai-nos, Senhor, o vosso Espírito. Guiai a vossa Igreja, para que ela,


Pela convers o se fa a sempre mais solid ria s dores e enfermidades

pela conversão se faça sempre mais, solidária às dores e enfermidades


Do povo e que a sa de se difunda sobre a terra am m

do povo, e que a saúde se difunda sobre a terra. Amém.


Apresenta o das oferendas

Apresentação das Oferendas


Orai irm os e irm s

Orai, irmãos e irmãs


Para que o nosso sacrif cio

para que o nosso sacrifício


Seja aceito por deus pai todo poderoso

seja aceito por Deus Pai todo-poderoso.


Receba o senhor por tuas m os este sacrif cio

Receba o Senhor por tuas mãos este sacrifício,


Para gl ria do seu nome

para glória do seu nome,


Para nosso bem e de toda a santa igreja

para nosso bem e de toda a santa Igreja.


Ora o sobre as oferendas

Oração sobre as Oferendas


Oferecendo vos este sacrif cio

Oferecendo-vos este sacrifício


No come o da quaresma

no começo da Quaresma,


N s vos suplicamos deus

nós vos suplicamos, ó Deus,


A gra a de dominar nossos maus desejos

a graça de dominar nossos maus desejos


Pelas obras de penit ncia e caridade

pelas obras de penitência e caridade,


Para que purificados de nossas faltas

para que, purificados de nossas faltas,


Celebremos com fervor a paix o do vosso filho

celebremos com fervor a paixão do vosso Filho.


Que vive e reina para sempre

Que vive e reina para sempre.


Quarta feira de cinzas

Amém.


Pref cio da quaresma iv os frutos do jejum

Prefácio da Quaresma IV: Os frutos do jejum


O senhor esteja convosco1

O Senhor esteja convosco.


Ele est no meio de n s1

Ele está no meio de nós.


Cora es ao alto

Corações ao alto.


O nosso cora o est em deus

O nosso coração está em Deus.


Demos gra as ao senhor nosso deus

Demos graças ao Senhor, nosso Deus.


Nosso dever e nossa salva o

É nosso dever e nossa salvação.


Na verdade justo e necess rio

Na verdade, é justo e necessário,


Nosso dever e salva o

é nosso dever e salvação


Dar vos gra as sempre e em todo o lugar

dar-vos graças, sempre e em todo o lugar,


Senhor pai santo

Senhor, Pai santo,


Deus eterno e todo poderoso

Deus eterno e todo-poderoso.


Pela penit ncia da quaresma

Pela penitência da Quaresma,


Corrigis nossos v cios

corrigis nossos vícios,


Elevais nossos sentimentos

elevais nossos sentimentos,


Fortificais nosso esp rito fraterno

fortificais nosso espírito fraterno


E nos garantis uma eterna recompensa

e nos garantis uma eterna recompensa,


Por cristo senhor nosso

por Cristo, Senhor nosso.


Por ele os anjos celebram vossa grandeza

Por ele, os anjos celebram vossa grandeza


E os santos proclamam vossa gl ria

e os santos proclamam vossa glória.


Concedei nos tamb m a n s associar nos a seus louvores

Concedei-nos também a nós associar-nos a seus louvores,


Cantando dizendo a uma s voz

cantando (dizendo) a uma só voz:


Santo santo santo

Santo, Santo, Santo,


Senhor deus do universo

Senhor, Deus do universo!


O c u e a terra proclamam a vossa gl ria

O céu e a terra proclamam a vossa glória.


Hosana nas alturas

Hosana nas alturas!


Bendito o que vem

Bendito o que vem


Em nome do senhor

em nome do Senhor!


Hosana nas alturas1

Hosana nas alturas!


Ora o eucar stica iii

Oração Eucarística III


Na verdade v s sois santo deus do universo

Na verdade, vós sois santo, ó Deus do universo,


E tudo o que criastes proclama o vosso louvor

e tudo o que criastes proclama o vosso louvor,


Porque por jesus cristo

porque, por Jesus Cristo,


Vosso filho e senhor nosso

vosso Filho e Senhor nosso,


E pela for a do esp rito santo

e pela força do Espírito Santo,


Dais vida e santidade a todas as coisas

dais vida e santidade a todas as coisas


E n o cessais de reunir o vosso povo

e não cessais de reunir o vosso povo,


Para que vos ofere a em toda parte

para que vos ofereça em toda parte,


Do nascer ao p r do sol

do nascer ao pôr-do-sol,


Um sacrif cio perfeito

um sacrifício perfeito.


Santificai e reuni o vosso povo

Santificai e reuni o vosso povo!


Por isso n s vos suplicamos

Por isso, nós vos suplicamos:


Santificai pelo esp rito santo

santificai pelo Espírito Santo


As oferendas que vos apresentamos

as oferendas que vos apresentamos


Para serem consagradas

para serem consagradas,


A fim de que se tornem

a fim de que se tornem


O corpo e o sangue de jesus cristo

o Corpo e † o Sangue de Jesus Cristo,


Vosso filho e senhor nosso1

vosso Filho e Senhor nosso,


Que nos mandou celebrar este mist rio

que nos mandou celebrar este mistério.


Santificai nossa oferenda senhor

Santificai nossa oferenda, ó Senhor!


Na noite em que ia ser entregue

Na noite em que ia ser entregue,


Ele tomou o p o

ele tomou o pão,


Deu gra as e o partiu

deu graças, e o partiu


E deu a seus disc pulos dizendo

e deu a seus discípulos, dizendo:


Tomai todos e comei

TOMAI, TODOS, E COMEI:


Isto o meu corpo

ISTO É O MEU CORPO,


Que ser entregue por v s

QUE SERÁ ENTREGUE POR VÓS.


Do mesmo modo

Do mesmo modo,


Ao fim da ceia ele tomou o c lice em suas m os

ao fim da ceia, ele tomou o cálice em suas mãos,


Deu gra as novamente

deu graças novamente,


E o deu a seus disc pulos dizendo

e o deu a seus discípulos, dizendo:


Tomai todos e bebei

TOMAI, TODOS, E BEBEI:


Este o c lice do meu sangue

ESTE É O CÁLICE DO MEU SANGUE,


O sangue da nova e eterna alian a

O SANGUE DA NOVA E ETERNA ALIANÇA,


Que ser derramado por v s e por todos

QUE SERÁ DERRAMADO POR VÓS E POR TODOS


Para remiss o dos pecados

PARA REMISSÃO DOS PECADOS.


Fazei isto em mem ria de mim

FAZEI ISTO EM MEMÓRIA DE MIM.


Eis o mist rio da f

Eis o mistério da fé!


Todas as vezes que comemos deste p o

Todas as vezes que comemos deste pão


E bebemos deste c lice

e bebemos deste cálice,


Anunciamos senhor a vossa morte

anunciamos, Senhor, a vossa morte,


Enquanto esperamos a vossa vinda

enquanto esperamos a vossa vinda!


Celebrando agora pai

Celebrando agora, ó Pai,


A mem ria do vosso filho

a memória do vosso Filho,


Da sua paix o que nos salva

da sua paixão que nos salva,


Da sua gloriosa ressurrei o

da sua gloriosa ressurreição


E da sua ascens o ao c u

e da sua ascensão ao céu,


E enquanto esperamos a sua nova vinda

e enquanto esperamos a sua nova vinda,


N s vos oferecemos em a o de gra as

nós vos oferecemos em ação de graças


Este sacrif cio de vida e santidade

este sacrifício de vida e santidade.


Recebei senhor a nossa oferta

Recebei, ó Senhor, a nossa oferta!


Olhai com bondade a oferenda da vossa igreja

Olhai com bondade a oferenda da vossa Igreja,


Reconhecei o sacrif cio

reconhecei o sacrifício


Que nos reconcilia convosco

que nos reconcilia convosco


E concedei que alimentando nos

e concedei que, alimentando-nos


Com o corpo e o sangue do vosso filho

com o Corpo e o Sangue do vosso Filho,


Sejamos repletos do esp rito santo

sejamos repletos do Espírito Santo


E nos tornemos em cristo

e nos tornemos em Cristo


Um s corpo e um s esp rito

um só corpo e um só espírito.


Fazei de n s um s corpo e um s esp rito

Fazei de nós um só corpo e um só espírito!


Que ele fa a de n s uma oferenda perfeita

Que ele faça de nós uma oferenda perfeita


Para alcan armos a vida eterna

para alcançarmos a vida eterna


Com os vossos santos

com os vossos santos:


A virgem maria m e de deus

a Virgem Maria, Mãe de Deus,


Os vossos ap stolos e m rtires n o santo do dia ou o padroeiro

os vossos Apóstolos e Mártires, N. (o santo do dia ou o padroeiro)


E todos os santos

e todos os santos,


Que n o cessam de interceder por n s

que não cessam de interceder por nós


Na vossa presen a

na vossa presença.


Fazei de n s uma perfeita oferenda

Fazei de nós uma perfeita oferenda!


E agora n s vos suplicamos pai

E agora, nós vos suplicamos, ó Pai,


Que este sacrif cio da nossa reconcilia o

que este sacrifício da nossa reconciliação


Estenda a paz e a salva o ao mundo inteiro

estenda a paz e a salvação ao mundo inteiro.


Confirmai na f e na caridade a vossa igreja

Confirmai na fé e na caridade a vossa Igreja,


Enquanto caminha neste mundo

enquanto caminha neste mundo:


O vosso servo o papa n

o vosso servo o papa N.,


O nosso bispo n

o nosso bispo N.,


Com os bispos do mundo inteiro

com os bispos do mundo inteiro,


O clero e todo o povo que conquistastes

o clero e todo o povo que conquistastes.


Lembrai vos pai da vossa igreja

Lembrai-vos, ó Pai, da vossa Igreja!


Atendei s preces da vossa fam lia

Atendei às preces da vossa família,


Que est aqui na vossa presen a

que está aqui, na vossa presença.


Reuni em v s pai de miseric rdia

Reuni em vós, Pai de misericórdia,


Todos os vossos filhos e filhas

todos os vossos filhos e filhas


Dispersos pelo mundo inteiro

dispersos pelo mundo inteiro.


Lembrai vos pai dos vossos filhos

Lembrai-vos, ó Pai, dos vossos filhos!


Acolhei com bondade no vosso reino

Acolhei com bondade no vosso reino


Os nossos irm os e irm s que partiram desta vida

os nossos irmãos e irmãs que partiram desta vida


E todos os que morreram na vossa amizade

e todos os que morreram na vossa amizade.


Unidos a eles esperamos tamb m n s

Unidos a eles, esperamos também nós


Saciar nos eternamente da vossa gl ria

saciar-nos eternamente da vossa glória,


Por cristo senhor nosso1

por Cristo, Senhor nosso.


A todos saciai com vossa gl ria

A todos saciai com vossa glória!


Por ele dais ao mundo

Por ele dais ao mundo


Todo bem e toda gra a

todo bem e toda graça.


Por cristo com cristo em cristo

Por Cristo, com Cristo, em Cristo,


A v s deus pai todo poderoso

a vós, Deus Pai todo-poderoso,


Na unidade do esp rito santo1

na unidade do Espírito Santo,


Toda a honra e toda a gl ria

toda a honra e toda a glória,


Agora e para sempre am m

agora e para sempre.

Amém.


Rito da comunh o

Rito da Comunhão


Antes de participar do banquete da eucaristia

Antes de participar do banquete da Eucaristia,


Sinal de reconcilia o

sinal de reconciliação


E v nculo de uni o fraterna

e vínculo de união fraterna,


Rezemos juntos como o senhor nos ensinou

rezemos, juntos, como o Senhor nos ensinou:


Pai nosso que estais nos c us

Pai nosso que estais nos céus,


Santificado seja o vosso nome

santificado seja o vosso nome;


Venha a n s o vosso reino

venha a nós o vosso reino,


Seja feita a vossa vontade

seja feita a vossa vontade,


Assim na terra como no c u

assim na terra como no céu;


O p o nosso de cada dia nos dai hoje

o pão nosso de cada dia nos dai hoje;


Perdoai nos as nossas ofensas

perdoai-nos as nossas ofensas,


Assim como n s perdoamos

assim como nós perdoamos


A quem nos tem ofendido

a quem nos tem ofendido;


E n o nos deixeis cair em tenta o

e não nos deixeis cair em tentação,


Mas livrai nos do mal

mas livrai-nos do mal.


Livrai nos de todos os males pai

Livrai-nos de todos os males, ó Pai,


E dai nos hoje a vossa paz

e dai-nos hoje a vossa paz.


Ajudados pela vossa miseric rdia

Ajudados pela vossa misericórdia,


Sejamos sempre livres do pecado

sejamos sempre livres do pecado


E protegidos de todos os perigos

e protegidos de todos os perigos,


Enquanto vivendo a esperan a

enquanto, vivendo a esperança,


Aguardamos a vinda do cristo salvador

aguardamos a vinda do Cristo Salvador.


Vosso o reino o poder e a gl ria para sempre

Vosso é o reino, o poder e a glória para sempre!


Senhor jesus cristo

Senhor Jesus Cristo,


Dissestes aos vossos ap stolos

dissestes aos vossos Apóstolos:


Eu vos deixo a paz eu vos dou a minha paz

Eu vos deixo a paz, eu vos dou a minha paz.


N o olheis os nossos pecados

Não olheis os nossos pecados,


Mas a f que anima vossa igreja

mas a fé que anima vossa Igreja;


Dai lhe segundo o vosso desejo

dai-lhe, segundo o vosso desejo,


A paz e a unidade

a paz e a unidade.


V s que sois deus com o pai e o esp rito santo

Vós, que sois Deus, com o Pai e o Espírito Santo.


Quarta feira de cinzas

Amém.


A paz do senhor esteja sempre convosco

A paz do Senhor esteja sempre convosco.


O amor de cristo nos uniu

O amor de Cristo nos uniu.


Como filhos e filhas do deus da paz

Como filhos e filhas do Deus da paz,


Saudai vos com um gesto de comunh o fraterna

saudai-vos com um gesto de comunhão fraterna.


Cordeiro de deus

Cordeiro de Deus,


Que tirais o pecado do mundo

que tirais o pecado do mundo,


Tende piedade de n s

tende piedade de nós.


Cordeiro de deus1

Cordeiro de Deus,


Que tirais o pecado do mundo1

que tirais o pecado do mundo,


Tende piedade de n s1

tende piedade de nós.


Cordeiro de deus2

Cordeiro de Deus,


Que tirais o pecado do mundo dai nos a paz

que tirais o pecado do mundo, dai-nos a paz.


Eu sou o p o vivo que desceu do c u

Eu sou o Pão vivo, que desceu do céu:


Se algu m come deste p o

se alguém come deste Pão,


Viver eternamente

viverá eternamente.


Eis o cordeiro de deus

Eis o Cordeiro de Deus,


Que tira o pecado do mundo

que tira o pecado do mundo.


Senhor eu n o sou digno a

Senhor, eu não sou digno(a)


De que entreis em minha morada

de que entreis em minha morada,


Mas dizei uma palavra e serei salvo a

mas dizei uma palavra e serei salvo(a).


Canto da comunh o

Canto da comunhão


Ora o depois da comunh o

Oração depois da Comunhão


Deus fazei que sejamos ajudados

Ó Deus, fazei que sejamos ajudados


Pelo sacramento que acabamos de receber

pelo sacramento que acabamos de receber,


Para que o jejum de hoje vos seja agrad vel

para que o jejum de hoje vos seja agradável


E nos sirva de rem dio

e nos sirva de remédio.


Por cristo nosso senhor1

Por Cristo, nosso Senhor.


Quarta feira de cinzas

Amém.


B n o e despedida

Bênção e Despedida


O senhor esteja convosco2

O Senhor esteja convosco.


Ele est no meio n s

Ele está no meio nós.


Deus pai de miseric rdia

Deus, Pai de misericórdia,


Conceda a todos v s

conceda a todos vós,


Como concedeu ao filho pr digo

como concedeu ao filho pródigo,


A alegria do retorno casa

a alegria do retorno à casa.


Quarta feira de cinzas

Amém.


O senhor jesus cristo

O Senhor Jesus Cristo,


Modelo de ora o e de vida

modelo de oração e de vida,


Vos guie nesta caminhada quaresmal

vos guie nesta caminhada quaresmal


A uma verdadeira convers o

a uma verdadeira conversão.


Quarta feira de cinzas

Amém.


O esp rito de sabedoria e fortaleza

O Espírito de sabedoria e fortaleza


Vos sustente na luta contra o mal

vos sustente na luta contra o mal,


Para poderdes com cristo

para poderdes com Cristo


Celebrar a vit ria da p scoa

celebrar a vitória da Páscoa.


Quarta feira de cinzas

Amém.


Aben oe vos deus todo poderoso

Abençoe-vos Deus todo-poderoso,


Pai e filho e esp rito santo

Pai e Filho † e Espírito Santo.


Quarta feira de cinzas

Amém.


Ide em paz e o senhor vos acompanhe

Ide em paz, e o Senhor vos acompanhe.


Gra as a deus

Graças a Deus.


Canto final

Canto Final


  • Login