Inalantes diversos lan a perfume e outros
This presentation is the property of its rightful owner.
Sponsored Links
1 / 23

Inalantes diversos (lança-perfume e outros) PowerPoint PPT Presentation


  • 165 Views
  • Uploaded on
  • Presentation posted in: General

Inalantes diversos (lança-perfume e outros). Cola de Sapateiro. Lança-perfumes – cloreto de etila – Argentina Loló – éter + clorofórmio - anestésicos Cola de sapateiro – solvente – tolueno Outros exemplos: acetona, gasolina, tintas, vernizes. PRINCIPAIS INALANTES.

Download Presentation

Inalantes diversos (lança-perfume e outros)

An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

Presentation Transcript


Inalantes diversos lan a perfume e outros

Inalantes diversos(lança-perfume e outros)


Inalantes diversos lan a perfume e outros

Cola de Sapateiro


Principais inalantes

Lança-perfumes – cloreto de etila– Argentina

Loló – éter + clorofórmio - anestésicos

Cola de sapateiro – solvente – tolueno

Outros exemplos: acetona, gasolina, tintas, vernizes

PRINCIPAIS INALANTES


Efeitos dos inalantes

EFEITOS DOS INALANTES

  • Após a inalação, o início dos efeitos é bastante rápido, bem como a sua duração, em torno de no máximo 15 minutos. Os principais efeitos são caracterizados por uma depressão da atividade do cérebro (o indivíduo fica meio anestesiado).

  • A inalação repetida, crônica, pode levar à destruição dos neurônios, causando lesões irreversíveis. Os solventes têm a propriedade de deixar o coração muito sensível à adrenalina (uma substância produzida pelo corpo), o que faz com que os batimentos cardíacos aumentem


Barbit ricos

BARBITÚRICOS

  • Os barbitúricos foram descobertos no começo do século XX

  • São medicamentos utilizados para induzir o sono, por isso são chamados de soníferos

  • Os barbitúricos foram amplamente empregados como hipnóticos até o aparecimento das benzodiazepinas (ansiolíticos) na década de 60.Hoje alguns deles são úteis como antiepilépticos (gardenal)

  • Hipnóticos: Nembutal (substância ativa - pentobarbital); tiopental - substância ativa (utilizado por via endovenosa, exclusivamente por anestesistas para provocar anestesia em cirurgia).

  • Antiepilépticos: Gardenal, Comital, Bromosedan (substância ativa - fenobarbital).


Efeitos dos barbitur cos

Efeitos dos barbiturícos

  • São capazes de deprimir varias áreas do cérebro.

  • As pessoas podem ficar sonolentas, sentindo-se menos tensas, com uma sensação de calma e de relaxamento.

  • Com doses maiores, causa sensação de embriaguez (mais ou menos semelhante à de tomar bebidas alcoólicas em excesso), a fala fica "pastosa", a pessoa pode sentir dificuldade de andar direito, a atenção e a atividade psicomotora são prejudicadas (ficando perigoso operar máquinas, dirigir automóveis etc.).

  • Os efeitos tóxicos são: sinais de incoordenação motora, início de estado de inconsciência, dificuldade para se movimentar, sono pesado, coma onde a pessoa não responde a nada, a pressão do sangue fica muito baixa e a respiração é tão lenta que pode parar (a morte ocorre exatamente por parada respiratória). Os efeitos tóxicos ficam mais intensos se a pessoa ingere álcool ou outras drogas sedativas.

  • Os barbitúricos levam à dependência, desenvolvimento de tolerância e síndrome de abstinência.


Barbitur cos

BARBITURÍCOS

  • Hipnóticos: Nembutal (substância ativa - pentobarbital); tiopental - substância ativa (utilizado por via endovenosa, exclusivamente por anestesistas para provocar anestesia em cirurgia).

  • Antiepilépticos: Gardenal, Comital, Bromosedan (substância ativa - fenobarbital).


Inalantes diversos lan a perfume e outros

  • ansiolíticos

  • são drogas usadas para diminuir a ansiedade

Rupinol

- boa noite cinderela ou droga do estupro -


Ansiol ticos

ANSIOLÍTICOS

  • Foram descobertos na década de 50 e 60;

  • São medicamentos utilizados como calmantes, combatendo estados de tensão e ansiedade

  • Induzem ao sono e provocam relaxamento muscular. Prejudicam atividades psicomotoras, como dirigir automóveis

  • Misturados com álcool, seus efeitos se potencializam, podendo levar a pessoa a estado de coma

  • Em doses altas a pessoa fica com hipotonia muscular ("mole"), dificuldade para ficar de pé e andar, queda da pressão e possibilidade de desmaios

  • Provocam dependência e síndrome de abstinência


Ansiol ticos1

ANSIOLÍTICOS

  • Valium, Diempax, Kiatrium, Noan, Diazepam, Calmociteno (substância ativa - diazepam).

  • Lorax, Mesmerin, Relax (substância ativa - lorazepam)

  • Deptran, Lexotan, Lexpiride (substância ativa - bromazepam)

  • Rohypnol, Fluzerin (substância ativa - flunitrazepam) – “Boa noite cinderela”


Inalantes diversos lan a perfume e outros

  • ÓPIO:

  • morfina

  • heroína

  • codeína


Opi ceos

OPIÁCEOS

  • Papoula (Papaversomniferum – “dormideira”) – Líquido leitoso, que se transforma numa barra marron. Ópio – significa “suco” em grego

  • Todas produzem uma analgesia (diminuem a dor) e uma hipnose (aumentam o sono)


Opi ceos1

OPIÁCEOS

  • Opiáceos naturais: derivados do ópio que não sofreram nenhuma modificação (ópio, pó de ópio, morfina, codeína)

  • Opiáceossemi-sintéticos: resultantes de modificações parciais das substâncias naturais (heroína)

  • Opiáceos sintéticos ou opióides: totalmente sintéticos, são fabricados em laboratório e tem ação semelhante à dos opiáceos (zipeprol, metadona)


Extra o do l tex

Extração do látex


Processamento do pio

Processamento do Ópio


Morfina

Morfina

  • É o alcaloidequedáaoópiosuaaçãoanalgésica. É atéhoje o padrãoparaavaliação de novosanalgésicos.

  • Possuiaçãoanalgésica, sedativa e euforizante.

  • No Brasil: usocontrolado e restrito a unidadeshospitalares.


Hero na

Heroína

  • Heroína vem do termo em alemão “heroich” que significa potente, enérgico.

  • Foi introduzida na terapêutica em 1897, como substituto da morfina, na tentativa de evitar e diminuir a dependência orgânica que esta vinha causando.

  • Entretanto, por ser mais lipossolúvel que a morfina a heroína difunde-se amplamente pelo organismo o que a torna cerca de 5 vezes mais potente que a morfina.


Inalantes diversos lan a perfume e outros

HEROÍNA

A produção da droga é feita a partir da morfina presente no ópio. O ópio é extraído dos bulbos da papoula,

Provoca dependência física e psíquica, síndrome de abstinência


Hero na1

HEROÍNA


Hero na depend ncia

Heroína - Dependência

  • Osusuários experimentam sensações de bem-estar, redução da ansiedade, redução dos batimentos cardíacos e da freqüência respiratória, intenso relaxamento, dentre outros. Causa forte dependência física e psíquica, de maneira mais rápida que a morfina, além de desencadear o fenômeno da tolerância.


Inalantes diversos lan a perfume e outros

HEROÍNA

Heroína é utilizada normalmente injetando, cheirando ou fumando.


Hero na formas de consumo

Heroína – Formas de Consumo


Code na

Codeína

  • É um alcalóide natural quecompõe o ópio. É utilizadoparatossesecassemexpectoração.

  • Atençãoparaosseguintesxaropes: Belacodid, Codelasa, GotasBinelli, Pambenyl, Setux, Tussaveto, Belpar, Tylex etc.


  • Login