LOGO DA ESCOLA
This presentation is the property of its rightful owner.
Sponsored Links
1 / 2

Spuldaro , Josiane Carine 1 ; Bampi , Gabriel Bonetto 2 1 Aluna da X série; 2 Professor(a) PowerPoint PPT Presentation


  • 55 Views
  • Uploaded on
  • Presentation posted in: General

LOGO DA ESCOLA. Spuldaro , Josiane Carine 1 ; Bampi , Gabriel Bonetto 2 1 Aluna da X série; 2 Professor(a) *Nome da Escola - Cidade. Tamanho do banner: 80cm x 100cm. Sobrepeso - Sexo feminino. 2,0%. Sobrepeso - Sexo Masculino. 11,8%. Eutróficos. 15,2%. Baixo peso. 71,0%.

Download Presentation

Spuldaro , Josiane Carine 1 ; Bampi , Gabriel Bonetto 2 1 Aluna da X série; 2 Professor(a)

An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

Presentation Transcript


Spuldaro josiane carine 1 bampi gabriel bonetto 2 1 aluna da x s rie 2 professor a

LOGO DA ESCOLA

Spuldaro, Josiane Carine1; Bampi, Gabriel Bonetto2

1Aluna da X série; 2 Professor(a)

*Nome da Escola - Cidade

Tamanho do banner: 80cm x 100cm


Spuldaro josiane carine 1 bampi gabriel bonetto 2 1 aluna da x s rie 2 professor a

Sobrepeso - Sexo feminino

2,0%

Sobrepeso - SexoMasculino

11,8%

Eutróficos

15,2%

Baixo peso

71,0%

Spricigo, Joana Carolina1; Bampi, Gabriel Bonetto2

1Aluna do Curso de Nutrição; 2 Professor do Curso de Nutrição

*Universidade do Contestado – UnC/ Concórdia - SC

  • Considerada uma epidemia global, a obesidade vem aumentando, nas últimas décadas, em crianças e adolescentes, nos países desenvolvidos e em desenvolvimento, caracterizada pelo aumento de peso corporal como também pelo excessivo aumento da massa adiposa armazenada em vários compartimentos do corpo. Pesquisadores tentam identificar sua relação com variáveis econômicas, sociais, ambientais, biológicas e genéticas, o que é resultante em um alto impacto negativo para a saúde pública (RAMOS; BARRO, 2003). Sabendo da grande preocupação com a obesidade nas crianças e adolescentes este estudo verificou o percentual de obesidade nos alunos do ensino fundamental de escolas privadas de Concórdia- SC.

  • A coleta dos dados foi realizada em duas escolas privadas do município de Concórdia - SC, no período de agosto e novembro de 2009. Foram analisados 118 alunos sendo 94 alunos da escola A e 24 da escola B.

  • MÉTODOS

  • Foram coletados os seguintes dados: peso, altura e dobras cutâneas.

  • A partir da coleta do peso e altura, foi realizado o cálculo do Índice de Massa Corporal (IMC), sendo estimado, segundo Ministério da Saúde (2004) pelos percentis de IMC (Kg/m²) de acordo com a idade e sexo. O ponto de corte estabelecido para adolescentes é percentil ≥85, correspondendo à classificação de sobrepeso. Com os valores das pregas cutâneas tricipital e subscapular, foi estimado o percentual de gordura dos adolescentes calculando-se por meio das equações de Boileauet al. (1985) e classificados segundo os pontos de corte propostos por Deuremberget al. (1990).

  • Dos 118 adolescentes analisados, 44,91% (53) correspondem ao sexo masculino, e 55,08% (63) ao sexo feminino. Conforme os resultados a distribuição de alunos presentes em cada percentil, classificou-se os mesmos conforme seu estado nutricional. Observando o gráfico 1, podemos perceber que a porcentagem de baixo peso (IMC<p5) esteve presente em 2% dos alunos, 71% apresentaram-se eutróficos (IMC ≥p5 até p85) e 27% foram classificados como sobrepeso/obesidade (p≥85).

  • Percebeu-se um elevado número de sobrepeso/obesidade em ambos os sexos em vários estudos presentes na literatura que condizem também com estes resultados.

  • A distribuição encontrada do percentual de gordura corporal dos alunos, conforme a classificação de Deuremberg et al.(1990), apresenta-se na tabela 1.

  • Quando classificados pelo IMC, a maioria dos adolescentes (71%) apresentaram-se eutróficos, contudo, ao analisar os resultados da classificação do percentual de gordura corporal, percebeu-se que apenas 33,9% dos alunos apresentavam valores adequados.

  • Com o decorrer desse estudo, foi possível identificar que as taxas de sobrepeso/obesidade nos adolescentes foram consideradas altas, representando 27% dos alunos analisados. As porcentagens de gordura corporal apresentaram-se elevadas na faixa etária em estudo, mesmo em adolescentes classificados com IMC adequado, demonstrando a necessidade da realização de dois ou mais parâmetros antropométricos para a obtenção de um diagnóstico mais preciso. Portanto, analisando os dados dessa pesquisa, é possível perceber a importância de orientações nutricionais para todas as faixas etárias, principalmente na infância e adolescência, se adequando à realidade de cada população alvo, de modo a adquirir resultados concretos na prevenção das doenças provenientes de uma alimentação inadequada. Para os estudantes, é importante que se faça um trabalho educativo atingindo o âmbito escolar e familiar, a fim de conscientizar as pessoas do seu convívio e receber apoio para a aderência a uma reeducação alimentar.

  • BOILEAU., R.A. et al. Exercise and body composition in children and youth. ScandinavianJournal Medicine SciencePorts. Copenhague, n.7, p. 727, 1985.

  • DEUREMBERG, P.; CAUSTER, C. S.; SMIT, H.E. links. Assessment of body composition by dioeletriconintidance in children and young adults is strongly age-dependent. EuropeanJournal of Clinical. Nutrition, v.44, n.4, p. 261-268, 1990.

  • RAMOS, AMP; BARROS, AA Filho. Prevalência da obesidade em adolescentes de Bragança Paulista e sua correlação com a obesidade do pais. Arquivos Brasileiros de Endocrinologia e Metabologia, v.47,n.8, São Paulo, dez. 2003.

Tabela 1: Distribuição da classificação do percentual de gordura corporal dos adolescentes

MODELO

Gráfico 1: Distribuição da classificação dos IMC, referentes ao sexo dos alunos com sobrepeso/obesidade.


  • Login