T cnicas de comunica o e express o
This presentation is the property of its rightful owner.
Sponsored Links
1 / 21

Técnicas de comunicação e expressão PowerPoint PPT Presentation


  • 70 Views
  • Uploaded on
  • Presentation posted in: General

Técnicas de comunicação e expressão. Prof. Sérgio Ventura. Universidade Gregório Semedo. LINGUAGEM, LÍNGUA E COMUNICAÇÃO. UNIDADE I. 1. CONCEITO DE LINGUAGEM. Capacidade de desenvolver e estabelecer comunicação inerente ao ser humano.

Download Presentation

Técnicas de comunicação e expressão

An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

Presentation Transcript


T cnicas de comunica o e express o

Técnicas de comunicação e expressão

Prof. Sérgio Ventura

Universidade Gregório Semedo


T cnicas de comunica o e express o

LINGUAGEM, LÍNGUA E

COMUNICAÇÃO

UNIDADE I


T cnicas de comunica o e express o

1. CONCEITO DE LINGUAGEM

  • Capacidade de desenvolver e estabelecer comunicação inerente ao ser humano.

  • Meio ou sistema de signos ou símbolos linguísticos, gráficos, sonoros, visuais, gestuais etc., usado para a comunicação.


T cnicas de comunica o e express o

Sons

Gestos

Fala

Símbolos

  • DIFERENTES LINGUAGENS


Linguagem

Linguagem

  • LINGUAGEM VERBAL: as dificuldades de comunicação ocorrem quando as palavras têm graus distintos de abstração e variedade de sentido. O significado das palavras não está nelas mesmas, mas nas pessoas (no repertório de cada um e que lhe permite decifrar e interpretar as palavras);

  • LINGUAGEM NÃO-VERBAL: as pessoas não se comunicam apenas por palavras. Os movimentos faciais e corporais, os gestos, os olhares, a entoação são também importantes: são os elementos não verbais da comunicação.


Exemplo de linguagem n o verbal

Exemplo de linguagem não-verbal

  • A vida se resume em 4 frascos...

  • Então, vamos aproveitar bem, porque já estamos no terceiro! 


T cnicas de comunica o e express o

2. CONCEITO DE LÍNGUA

Sistema de representação constituído por palavras e por regras que as combinam em frases que os indivíduos de uma comunidade linguística usam como principal meio de comunicação e de expressão, falado ou escrito.”

(http://houaiss.uol.com.br/)


T cnicas de comunica o e express o

Para Cunha e Cintra, “a língua é um ‘sistema gramatical’ pertencente a um grupo de indivíduos. Meio através do qual uma coletividade se expressa, concebe o mundo e age sobre ele. É a utilização social da faculdade de linguagem.”


A fala

A fala

  • A fala é a materialização da língua, a exposição regular da língua materna e sua estrutura.

  • A fala segue uma regra para ser comunicável, sua estrutura é diferente para cada comunidade falante. Não se opõe à língua, mas completa-a.


T cnicas de comunica o e express o

3. CONCEITO DE COMUNICAÇÃO

O que é comunicação?

  • Ato de tornar algo comum.

  • Processo de interação e troca entre indivíduos de uma comunidade.

  • Do latim communicare, i.e, compartilhar, dividir.


T cnicas de comunica o e express o

  • Para que a comunicação seja efetivada são necessários dois elementos:

    • O emissor (falante, locutor, agente)

    • O receptor (destinatário, ouvinte, interlocutor, paciente).

O objetivo da comunicação é a transmissão de informação.


T cnicas de comunica o e express o

Os processos de comunicação evoluem, mas sua estrutura é a mesma. Por isso, podemos afirmar que só o ser humano: transmite, processa, armazena, enriquece, reproduz a informação já enriquecida.

A comunicação é um processo de interacção entre pelo menos dois seres para troca de informação.


Processo da comunica o

Processo da comunicação

  • O signo linguístico

    • Significado

      • Conceito (mental, linguagem, responsável pela definição dos objetos no mundo)

    • Significante

      • Imagem acústica (som, fala, materialização da ideia do objeto)

      • Ex.: Arbre, tree e árvore têm o mesmo significado, mas diferem obviamente no significante.


Ato lingu stico

Ato Linguístico

Schramm

Lasswell


Modelo de comunica o

Modelo de comunicação

Esquema de Schramm e Lasswell.

  • Segundo Schramm, o ato comunicacional tem início num Emissor, alguém que define não só o que vai comunicar como também o Código ( ou seja a linguagem) que vai utilizar, razão pela qual é chamado de Codificador. A essência da comunicação, isto é, aquilo que é informado, denomina-se de Mensagem. O emissor envia a mensagem codificada através de uma via, também da sua escolha (que poderá ser, por exemplo, a via oral ou a via escrita, ou outra). Essa via é o Canal, através do qual a mensagem é recebida pelo destinatário – o Receptor – a quem compete descodificá-la. Por isto, o receptor é conhecido também por Descodificador.


T cnicas de comunica o e express o

  • No modelo de Schramm devemos ainda ressaltar um elemento importante: O Ruído. Existe a possibilidade de ocorrer ruídos (interferências que distorcem o sentido da frase, consequentemente, a compreensão da comunicação), quando do envio da mensagem. O receptor pode não entender a intenção do emissor. Ou seja, a informação transmitida chega ao receptor com outro sentido.


T cnicas de comunica o e express o

  • O modelo de Lasswell é uma decorrência, ou antes, uma simplificação do elaborado por Scrhamm. Focaliza exactamente os mesmos aspectos, mas, ao invés de recorrer a terminologia específica e a uma estrutura esquemática, expressa-se apenas através de cinco perguntas simples:

    • Quem?

    • Diz o quê?

    • Por que via?

    • A quem?

    • Com que efeito?

  • A essas cinco perguntas correspondem como resposta os cinco termos básicos do modelo de Schramm: Emissor, Mensagem, Canal, Receptor e Retroacção.


Exemplo

Exemplo

Médico: “Sim, o que aconteceu?”

Mulher: “Doutor, eu não sei o que fazer. Toda vez que meu marido chega em casa bêbado, ele me bate com sua pasta. Me dá cada porrada!!!”

Médico: “Eu tenho um remédio muito bom para isso. Quando seu marido chegar em casa embriagado, basta tomar um copo de chá de camomila e começar o gargarejo. Apenas gargareje e gargareje até seu marido dormir”.

Duas semanas depois, ela retorna ao médico, e parece ter nascido de novo.

Mulher: “Doutor, Isso foi uma ideia brilhante! Toda vez que meu marido chegou em casa bêbado, eu gargarejei muitas vezes com chá de camomila e ele não me bateu.”

Médico: “Você viu como calar a boca ajuda?”


A comunica o e a cultura

A comunicação e a cultura

todos os hábitos, usos e costumes, formas de estar no mundo e de sentir e interpretar a realidade circundante constituem a cultura de uma colectividade.


Din mica de grupo

Dinâmica de grupo

Telefone sem fio

Eu vinha a caminho da faculdade quando de repente bati numa pedra e caí com a cara no chão enlamaçado. O meu rosto ficou todo sujo. Quando entrei na universidade fui direto ao banheiro me lavar. Ao entrar na sala de aula, o professor me perguntou o motivo do atraso. Disse-lhe que havia pego um grande engarrafamento.


T cnicas de comunica o e express o

Sugestões para o debate:

O que aconteceu com a mensagem do início ao fim da atividade?

O que acontece com as mensagens no nosso cotidiano?

Como esta comunicação interfere nos relacionamentos?

Como você acha que deveria ocorrer a comunicação?


  • Login