slide1
Download
Skip this Video
Download Presentation
Antonio Cesar Perri de Carvalho 41a. Reunião da ABENO - Natal

Loading in 2 Seconds...

play fullscreen
1 / 16

Antonio Cesar Perri de Carvalho 41a. Reunião da ABENO - Natal - PowerPoint PPT Presentation


  • 102 Views
  • Uploaded on

Impacto das DCNs nos processos de mudanças curriculares. Ensino interdisciplinar e antecipação clínica. Antonio Cesar Perri de Carvalho 41a. Reunião da ABENO - Natal. Integralidade na atenção de saúde e interdisciplinaridade nas Diretrizes Curriculares Nacionais.

loader
I am the owner, or an agent authorized to act on behalf of the owner, of the copyrighted work described.
capcha
Download Presentation

PowerPoint Slideshow about ' Antonio Cesar Perri de Carvalho 41a. Reunião da ABENO - Natal ' - teva


An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript
slide1

Impacto das DCNs nos processos de mudanças curriculares. Ensino interdisciplinar e antecipação clínica

Antonio Cesar Perri de Carvalho

41a. Reunião da ABENO - Natal

slide3

Integralidade na atenção de saúde

MUDANÇAS NECESSÁRIAS NA FORMAÇÃO

DOS CIRURGIÕES DENTISTAS:

Atenção à saúde universal e com qualidade, ênfase na promoção da saúde e prevenção das doenças;

Universidade aberta às demandas sociais, capaz de produzir conhecimento relevante e útil;

Profissional crítico, capaz de aprender a aprender, de trabalhar em equipe, de levar em conta a realidade social;

diversifica o dos cen rios de ensino aprendizagem
Diversificação dos Cenários de Ensino-Aprendizagem

SERVIÇOS UNIVERSITÁRIOS:

  • ATENÇÃO, PROMOÇÃO E INTEGRALIDADE:

Inserção precoce do aluno, Currículo Integrado, Clínicas Integradas, Inserção na comunidade, Saúde Coletiva e trabalho em equipe; Terceiro Setor;

- ABERTOS AO SUS:

Serviços próprios ou conveniados integrados ao SUS, com desenvolvimento de mecanismos institucionais de referência e de contra-referência com a rede SUS;

desafios
Desafios

Superação de limites da formação e das práticas clínicas tradicionais:

  • Integralidade da atenção;
  • Interdisciplinaridade;
disciplinaridade
Disciplinaridade
  • Determinada e específica área de conhecimento
  • Métodos próprios de investigação
  • Busca aprofundar e ampliar conhecimentos da área, bem como novos recursos tecnológicos
  • Chama para especialização cada vez maior
  • Seus limites são bem estabelecidos pela área
  • Caminho normal para evolução da ciência

Masetto (Abeno, 2005)

multi pluridisciplinaridade
Multi - Pluridisciplinaridade
  • Encontro de pesquisadores de várias áreas de conhecimento trazendo cada qual suas descobertas para abordar um assunto, cada um debaixo de seu ponto de vista
  • Justaposição de informações de diferentes áreas na esperança de que o coletivo amplie a compreensão do fenômeno
  • Abordagens paralelas buscando objetivo comum
  • Um passo para além da disciplinaridade

Masetto (Abeno, 2005)

interdisciplinaridade
Interdisciplinaridade
  • Produção de conhecimento científico novo a partir de duas ou mais áreas de conhecimento que se integram para tal.
  • Coloca as disciplinas em diálogo entre si que permita uma nova visão da realidade
  • Trata-se de conhecimento que só existe porque duas ou mais áreas se encontraram e enquanto se encontraram. Não existia previamente em cada um delas.Começou a existir após integração

Masetto (Abeno, 2005)

transdisciplinaridade
Transdisciplinaridade
  • ...procura a abertura de todas as ciências e as atravessa;
  • ...reconcilia ciências exatas, humanas, arte, literatura, poesia, experiência interior;
  • ...não exclui a existência dum horizonte transhistórico;
  • ...rigor, abertura e tolerância são suas características fundamentais

Masetto (Abeno, 2005)

slide10

P

E

R

F

I

L

Competências gerais

C

O

N

T

E

Ú

D

O

S

Competências

e habilidades

específicas

Eixos norteadores

slide11

CENÁRIOS

PESQUISAS SOBRE ENSINO

slide12

Paula & Bezerra, A estrutura curricular dos cursos de

Odontologia no Brasil. Rev. ABENO, v.3, n.1, p.7-14, 2003

89 Cursos (INEP):

(Parte 1 da Tese de Doutorado: Estrutura Curricular dos Cursos de Odontologia no Brasil e os Avanços Científicos na Área)

slide13

MATOS (2005) - Tese de Doutorado - ao refletir sobre as relações entre o perfil profissiográfico traçado nas DCN, concluiu que os graduandos, por terem a imagem da odontologia como uma profissão eminentemente liberal, ao finalizarem o curso se confrontam com uma realidade profissional diferente da imaginada, induzindo a um provável enfrentamento de uma situação de frustração e incapacidade de realização do seu projeto profissional.

MATOS, Izabella B. Expectativas do exercício profissional de graduandos em odontologia. 2005. Doutorado. Escola Nacional de Saúde Pública, FIOCRUZ, Rio de Janeiro

slide14

CORDIOLI (2006) - Dissertação de Mestrado - sobre o processo de formação de odontologia entre alunos de cursos lato sensu, considera que é evidente uma visão de odontologia descontextualizada da realidade e com ênfase intra-profissional, com pouca integração com as outras áreas da saúde.

CORDIOLI, O.F.G. O processo de formação do cirurgião-dentista e a prática generalista da odontologia: uma análise a partir da vivência profissional. 2006. Mestrado. Escola Paulista de Medicina. UNIFESP, São Paulo.

slide15

Outros países:

Faculdades de Odontologia do Canadá:

Pesquisa com egressos: currículo que integra ciências básicas às clínicas foi melhor avaliado do que o currículo tradicional - deve-se à incorporação de maior contato com prática nos primeiros dois anos do curso.

Ryding,H.A., Murphy,H.J. Assessing outcomes of curricular change: a view

from program graduates. Journal of Dental Education, v.65, n.5, 2001.

Associação Americana de Ensino Odontológico:

A ampliação dos cenários de treinamento clínico pode ser uma estratégia para aproximar o aluno do contexto social. Dos 2950 alunos avaliados, muitos consideraram que esta experiência prepara efetivamente para o mundo do trabalho e para o entendimento da realidade social.

Thind,A., Atchinson K, Andersen, R. What determines positive student perceptions of extramural clinical rotations? An analysis using 2003 ADEA senior survey data. Journal of Dental Education, v.69, n.3, 2005.

ad