Avaliação da Eficiência do Óleo de Neem e Extrato de Fumo no Controle do pulgão do Pinus,
This presentation is the property of its rightful owner.
Sponsored Links
1 / 23

Thiago L. Figueiredo Susete do Rocio Chiarello Penteado Stela de Oliveira PowerPoint PPT Presentation


  • 67 Views
  • Uploaded on
  • Presentation posted in: General

Avaliação da Eficiência do Óleo de Neem e Extrato de Fumo no Controle do pulgão do Pinus, Cinara atlantica , em laboratório. Thiago L. Figueiredo Susete do Rocio Chiarello Penteado Stela de Oliveira Elisiane Castro de Queiroz. Pinus taeda e P. ellitottii. Pinus spp. (Tropical).

Download Presentation

Thiago L. Figueiredo Susete do Rocio Chiarello Penteado Stela de Oliveira

An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

Presentation Transcript


Thiago l figueiredo susete do rocio chiarello penteado stela de oliveira

Avaliação da Eficiência do Óleo de Neem e Extrato de Fumo no Controle do pulgão do Pinus, Cinara atlantica, em laboratório

Thiago L. Figueiredo

Susete do Rocio Chiarello Penteado

Stela de Oliveira

Elisiane Castro de Queiroz


Thiago l figueiredo susete do rocio chiarello penteado stela de oliveira

Pinus taeda e P. ellitottii

Pinus spp. (Tropical)

  • Área plantada com Pinus spp. no Brasil - aproximadamente 2.000.000 ha

  • cerca de 1.200.000 ha - localizados no Estado de São Paulo e Região Sul.


Origem e distribui o

ORIGEM E DISTRIBUIÇÃO

  • O pulgão do pinus, Cinara atlantica é originário da América do Norteetem causado sérios prejuízos às plantações de Pinus spp.

  • Foi registrado no Brasil em 1.998 e atualmente encontra-se presente nas regiões Sul e Sudeste.


Alimenta o

ALIMENTAÇÃO

  • São exclusivamente fitófagos, causando danos diretos, devido à sucção da seiva e injeção de saliva tóxica (algumas espécies),através de seu estilete.


Alimenta o1

Alimentação

  • Ramos


Alimenta o2

Alimentação

  • Brotos


Alimenta o3

Alimentação

  • Raízes


Danos

DANOS

clorose


Danos1

Danos:

  • Redução no desenvolvimento da planta


Danos2

Danos

  • entortamento do fuste


Danos3

Danos

superbrotação


Plantas inseticidas

Plantas inseticidas:

  • O neem apresenta como principal composto a azadiractina, que esta presente em toda planta e vem sendo utilizado nos últimos 30 anos como um potente inseticida.

  • Pode agir de diferentes formas sobre os insetos: repelência, alteração do crescimento, redução da fertilidade e esterilização, redução do tempo das atividades motoras e até a morte.


Plantas inseticidas1

Plantas inseticidas:

  • Outra substância com ação inseticida é a nicotina contida no fumo, a qual tem ação de contato contra pulgões, tripes e outras pragas.

  • Estas duas alternativas de controle se enquadram perfeitamente na filosofia do MIP, pois além de serem viáveis economicamente, não agridem o meio-ambiente.


Objetivo

Objetivo

  • Testar a eficiência do óleo de semente de neem e do extrato de fumo no controle do pulgão do pinus, Cinara atlantica.


Metodologia

Metodologia

  • utilizadas gaiolas de pvc contendo um galho de pinus

  • nestes galhos foram repicadas cinco ninfas de 1º e 2 º instares de Cinara atlantica.

  • utilizadas 4 tratamentos com 10 repetições cada sendo eles: extrato de fumo, óleo de semente de neem e testemunhas 1 e 2.

    • No tratamento com extrato de fumo - utilizado o fumo de corda da variedade pimenta na proporção de 50g de fumo para 5 l de água destilada, deixando em descanso por 24h.


Metodologia1

Metodologia

  • O óleo de neem foi preparado na proporção de 5%, sendo 25ml de óleo de neem para 500 ml de água destilada

  • A testemunha 1 foi pulverizada apenas com água destilada e a testemunha 2 não foi feito nenhum tipo de aplicação.


Metodologia2

Metodologia

  • Em uma segunda etapa o experimento foi repetido utilizando-se ninfas de 3º e 4º instares e apenas um tratamento testemunha, pulverizando água destilada

  • Após a aplicação dos tratamentos foram feitas observações diárias anotando o número de afídeos mortos.


Resultados

Resultados

  • A aplicação da água destilada não afetou em nada a sobrevivência dos afídeos, sendo que o maior efeito nas testemunhas foi o da manipulação


Resultados1

Resultados

  • Os tratamentos com neem e fumo foram eficientes no controle dos afídeos, apresentando, na etapa 1, em ninfas mais jovens, alta mortalidade já nas primeiras 24h .

  • Na etapa 2, com ninfas maiores, a mortalidade total foi praticamente a mesma, alterando o tempo de mortalidade, o qual ocorreu predominantemente nas primeiras 48h após a aplicação.


Thiago l figueiredo susete do rocio chiarello penteado stela de oliveira

Etapa 1


Thiago l figueiredo susete do rocio chiarello penteado stela de oliveira

Etapa 2


Conclus es

Conclusões

  • Os produtos neem e fumo foram eficientes no controle do pulgão C. atlantica

  • Entretanto, por não apresentarem efeito residual, são necessárias aplicações periódicas dos produtos.


Conclus es1

Conclusões

  • Podem ser viáveis para uso em viveiros ou em áreas experimentais

  • O extrato de fumo, no entanto, é a opção economicamente mais acessível, quando comparada com o neem, viabilizando a sua aplicação, quando necessária, de modo constante


  • Login