Hepato espleno cr nica
This presentation is the property of its rightful owner.
Sponsored Links
1 / 7

Hepato espleno crônica PowerPoint PPT Presentation


  • 46 Views
  • Uploaded on
  • Presentation posted in: General

Hepato espleno crônica. 4ª série médica 2010 Prof. Dr. Irineu Luiz Maia. IDENTIFICAÇÃO: I.L.M. , 27 anos, masculino, casado, lavrador, natural e procedente de Espinosa (MG). Q.D. : Febre há 50 dias.

Download Presentation

Hepato espleno crônica

An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

Presentation Transcript


Hepato espleno cr nica

Hepatoespleno crônica

4ª série médica 2010

Prof. Dr. Irineu Luiz Maia


Hepato espleno cr nica

IDENTIFICAÇÃO:I.L.M., 27 anos, masculino, casado, lavrador, natural e procedente de Espinosa (MG).

Q.D.: Febre há 50 dias.

H.P.M.A.: Paciente refere que há 50 dias, começou a apresentar febre diária, principalmente vespertina, acompanhado de mal estar geral, astenia, perda do apetite e cefaléia discreta, principalmente acompanhando a febre.

Fez uso de medicamentos caseiros (chás, raízes, etc.) e como não obteve melhora, procurou médico em sua cidade, que diagnosticou “começo de pneumonia”, tendo receitado antibiótico por 5 dias, sem melhora.

Há 20 dias, os sintomas se intensificaram, referindo muito cansaço, principalmente ao realizar qualquer tipo de esforço físico, tendo que procurar o leito constantemente, tornou-se totalmente anorético, além do aparecimento de dor mal definida no abdome superior, acompanhado de dispepsia importante.

Há 1 semana, além do quadro já citado, refere edema nos pés e aparecimento de “pintinhas” vermelhas nas pernas, além de tosse produtiva e piora da febre.

Com esse quadro, procurou o H.B. (2 irmãos trabalham e moram em Nova Granada – SP)


Hepato espleno cr nica

H.S.F.:Mora na zona rural, casa de barro, fossa negra.

Usa freqüentemente rios da região. Conhece o “bicho barbeiro” e a “doença dos caramujos” (sic).

Mãe faleceu de Doença de Chagas. Pai vivo, “sofre dos intestinos” (ressecado – sic).

Casado – 5 filhos. Esposa e filhos sem queixas importantes. Tabagista e etilista habitual desde 12 anos de idade.

H.P.P.: Viroses comuns da infância. “Dor de garganta” de repetição quando criança (sic).

Tétano aos 7 anos de idade.


Hepato espleno cr nica

E.F.:REG, consciente, orientado, descorado, ansioso, febril, anictérico.

T: 38,7ºC R: 22 P: 100 PA: 90 x 50 Peso: 51 kg (peso anterior 68 kg)

Pele seca e descamativa.

Mucosas descoradas +++/4+

Cabeça e pescoço: dentes em péssimo estado de conservação.

Pulmões: estertores finos em ambas as bases, mais intensos à direita.

Precórdio: SS++4/+ audível em todos os focos, porém mais acentuado no F.M.

Extrassístoles isoladas.

Abdome: escavado, com fígado palpável há 3 cm do RCD e 9 cm do apêndice xifóide, consistência aumentada, indolor. Baço palpável há 7 cm do RCE, liso, indolor, também de consistência aumentada.

Extremidades: discreto edema perimaleolar

Presença de patéquias nos MsIs.


Caso 2

CASO 2

  • IDENTIFICAÇÃO:A.M.N., 48 anos, masculino, casado, motorista, natural de Monte Alto e procedente de São José do Rio Preto (SP).

  • Q.D.: Febre há 11 dias.

  • H.P.M.A.: Paciente refere que vinha bem saúde quando há 11 dias, começou a apresentar febre, geralmente precedida de calafrios, responsiva aos antitérmicos comuns e seguida de sudorese profusa.

    Concomitantemente refere astenia, náuseas, mal estar geral, cefaléia discreta e dores pelo corpo.

    Há 6 dias, refere piora dos sintomas já referidos, principalmente vômitos, mesmo sem se alimentar, cefaléia holocraneana de forte intensidade, náuseas intensa, astenia, permanecendo quase que exclusivamente no leito e a febre, extremamente alta (39º-40ºC) pouco respondendo aos antitérmicos comuns.

    Fez uso de medicamentos oferecidos pelo farmacêutico, sem sucesso. (Desconhece os nomes).

    Há 1 dia, junto com piora clínica, a família notou que o paciente se encontra bastante sonolento, as vezes delirando (“falando coisas desconexas”-sic)


Hepato espleno cr nica

  • I.S.D.A.: Há 6 dias, junto com a piora dos sintomas, a família refere que o mesmo queixou de dor abdominal mal definida e apresentou durante 2 dias, fezes amolecidas, mal cheirosas, 3 à 4 vezes ao dia. Refere emagrecimento de 3Kg nesse período. Refere ainda, tosse seca, desde início do HPMA.

    ANTECEDENTES: - VCI

    - Gastrectomizado por úlcera duodenal há 12 anos.

    - Hepatite com 11 anos idade.

    - Malária há 8 anos.

    H.S.F.: Reside zona urbana, água encanada, esgoto, em regular condição sócio-econômica.

    Casado, esposa e 3 filhos com boa saúde. Etilista social. Tabagista desde 15 anos idade.

    É motorista viajando freqüentemente para o norte do país. Retornou de uma viagem a Porto Velho há 13 dias.


Hepato espleno cr nica

  • E.F.: MEG, desidratado, descorado, anictérico, sonolento consciente, porém com certo grau de desorientação.

    PA: 100x60P:78T:38,9ºCR:21

    Cabeça e Pescoço: roncos disseminados, principalmente nas bases.

    Precórdio: RDR, bulhas hipofonéticas.

    SS +/4+ audível em todos os focos.

    FC: 78

    Abdome: Doloroso difusamente à palpação profunda.

    Fígado palpável há 3cm do RCD, liso, levemente doloroso.

    Traube ocupado. Baço não palpável.

    Extremidades: sem alterações.

    SN: exceto a sonolência, o exame neurológico foi normal.


  • Login