Álcool: O grande desafio da segurança no trânsito
This presentation is the property of its rightful owner.
Sponsored Links
1 / 41

Álcool: O grande desafio da segurança no trânsito Acidentes de Trânsito Perfil e custos PowerPoint PPT Presentation


  • 47 Views
  • Uploaded on
  • Presentation posted in: General

Álcool: O grande desafio da segurança no trânsito Acidentes de Trânsito Perfil e custos. Acidentes Rodovias Federais 2005 População Brasil 189.001.971 habitantes 109 745 acidentes 10 416 mortos 84 818 feridos 319 429 ilesos 414 663 pessoas 4 pessoas/ acidente. Fonte : PRF/MJ

Download Presentation

Álcool: O grande desafio da segurança no trânsito Acidentes de Trânsito Perfil e custos

An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

Presentation Transcript


Álcool: O grande desafio da segurança no trânsito

Acidentes de Trânsito

Perfil e custos


Acidentes Rodovias Federais

2005

População Brasil 189.001.971 habitantes

109 745 acidentes

10 416 mortos

84 818 feridos

319 429 ilesos

414 663 pessoas

4 pessoas/ acidente

Fonte : PRF/MJ

Coordenação Geral de Operações Divisão de Planejamento Operacional

Núcleo de Estatística - DATATRAN


BRASIL

189.001.971 habitantes

Acidentes de Trânsito (AT) 2005

539.919 vítimas

285,7 vítimas / 100000 habitantes

2.159.676 pessoas

1142,7 pessoas / 100000 habitantes

Fonte : Anuário Estatístico DENATRAN – 2005

Frota brasileira = 3,3% frota mundial

Mortes por AT = 5,5 % total


Fonte : Anuário Estatístico DENATRAN – 2005

Índice ONU = 3 mortos/ 10000 veículos

Países desenvolvidos = <1 morto/ 10000 veículos


Institucional e Social

Condutores, usuários e Pedestres

Acidente

Veículos

Sistema viário, meio ambiente e ambiente construído

Conceito: componentes de um acidente


Componentes de custos considerados

  • Associados às pessoas:

  • Remoção/ Translado (do morto)

  • Cuidados em Saúde (pré-hospitalar, hospitalar e pós-hospitalar)

  • Perda de Produção (resultantes da interrupção temporária ou permanente de suas atividade produtivas, devido ao envolvimento em acidentes de trânsito).

  • Associados aos veículos:

  • Danos materiais ao veículo (de recuperação dos veículos danificados)

  • Perda de carga (de avaria da carga que estava no veículo)

  • Guincho/ Remoção do veículo (remoção e diárias de pátio de armazenamento)


Componentes de custos considerados

  • Associados à via/ambiente do acidente:

  • Danos à propriedade pública e privada (de reposição/recuperação de mobiliário ou equipamentos danificados ou destruídos )

  • Associados às instituições:

  • Atendimento da Polícia Rodoviária ou assemelhado (do tempo dos policiais da utilização de veículos para atendimento no local do acidente e deslocamento para hospital ou delegacia)


Impactos Sociais e Econômicos dos Acidentes de Trânsito nas Aglomerações Urbanas Brasileiras

2003


Fonte: Renavam – 2003


Fonte: Renavam – 2003


Brasil - Aglomerações Urbanas, 2001

Gravidade acidentes de trânsito

automóveis e motocicletas

120

7

100

80

Veículos envolvidos

em acidentes de

71

%

60

trânsito com vítimas

93

Veículos envolvidos

40

em acidentes de

29

20

trânsito sem vítimas

0

Autos

Motos


Impactos Sociais e Econômicos dos Acidentes de Trânsito nas Rodovias Brasileiras

2006


Fonte: DATATRAN da Polícia Rodoviária Federal.

  • 6,7% ilesos local feridos;


Fonte: DATATRAN da Polícia Rodoviária Federal.

  • 6,2% feridos local foram a óbito;

  • acréscimo mortes posteriores - 67% .


Os acidentes nas rodovias federais:morte de pedestres (2004)

Em 2004 - 3.996 atropelamentos de pedestres, 3,55% do total. 01 atropelamento a cada 2 horas.

1.176 mortes - 19,2 % do total de 6.119 mortos

Ou seja

Enquanto a cada 18 acidentes registrados em geral nas rodovias federais em 2004, ocorreu uma morte;

a cada 34 dos atropelamentos de pedestres houve dez mortes, o que indica a alta gravidade relativa deste tipo de acidente.


Rodovias federais: Acidentes com motos (2004)

2004

12.095 acidentes

  • 838 acidentes C/F

  • 932 mortes

Porcentagem de Acidentes com motos

Porcentagem de mortos com motos


Custo Total[R$bilhões]

Custo Médio [R$mil]

Custos dos Acidentes nas Rodovias FederaisGravidade - 01Jul04 a 30Jun05


Custos dos Acidentes nas Rodovias FederaisTotal (em R$) dos componentes de custo dos acidentes01Jul04 a 30Jun05


Custos dos Acidentes nas Rodovias Federais % componentes custo associados à pessoa, ao veículo e outros, 01Jul04 a 30Jun05

%


Custo Total[R$bilhões]

Custo Médio [R$mil]

Custos dos Acidentes nas Rodovias Estaduais01Jan2004 - 31Dez2004


Totalização dos CustosEstaduais dos G1 e G2 (2004) Federais (Jul/2004 a Jun/2005) eMunicipais


Projeto Impactos Sociais e Econômicos dos Acidentes de Trânsito

Aglomerações Urbanas

Rodovias Brasileiras

5,3 bilhões/ ano

CMH = 17%

22 bilhões / ano

CMH = 35%%


Morfologia acidenteCusto pessoas

Cpessoas = Ccuidados em saúde (Cpré-hospitalar + Chospitalar+ Cpós-hospitalar) + Cperda de produção + Cprevidenciários + Cremoção/translado


Cuidados com a saúdeVariáveis acidente / atendimento

Acidente

Atendimento

Temporal

Pré-hospitalar

resgate

Hospitalar

emergência / internação

Pós-hospitalar

seguimento / reabilitação

Local

Acidente

Atendimento

Domicílio


CUSTOS MÉDIOS


ISS X CUSTOS –NÃO INTERNADOS


ISS X CUSTOS – PACIENTES INTERNADOS

R$

PACIENTES


COMPONENTES / CUSTO MÉDIO REABILITAÇÃO

TRM


Deficiência Física x Acidente Trânsito

OPAS 6%

OMS 9%

(países em desenvolvimento)

(Las condiciones de salud en las Americas , OPAS, 1994)

(Accidentes del tráfico em los paises en desarrollo, WHO, 2003)


IOT-HCFMUSP

1999-2005

303 casos 86% masculino

Idade média 33 anos

Quedas (35,3%) Trânsito (30%)

FAF (20,8%) Mergulho (5,96%) Outras(12,6%)

Paraplegia 59%

45,6 dias internção

HCFMUSP: 4 casos novos / mês

Garcia, ACF; Thomaz A; Pato T; Souza D R; Castro A W

XX Congresso Brasileiro de MFR -2006


Paciente Vítima de Violência no Trânsito: Análise do Perfil Socioeconômico, Características do Acidente e Intervenção do Serviço Social na EmergênciaAgosto 2004 – Novembro

Kátia Campos dos Anjos

Maria Rosa Barral Evangelista

[email protected]


Condutores de Motocicletas

4 meses

Ago-Nov 2004

Sexo

37 pacientes

22 (62%) fraturas expostas

95% (35) 5% (2)


E AS MOTOCICLETAS?

Tratamento longo

(anos)

Oneroso

> R$ 100 000,00

SUS


Jornal Estado de São Paulo 19/08/2007

Rodrigo Brancatelli

07-14/08/2007

591 acidentes 04 mortos (19- 28 anos)

CET 2006

1 morto / 25 feridos / dia

380 mortes 3692 internações

HCFMUSP

50 motociclistas/ semana

1 morto / 3 feridos graves

(TCE; TRM; Lesões pélvicas; Fraturas expostas)


Transtorno Estresse Pós Traumático

Seqüela Invisível ????

Acidente de trânsito X EPT

1a causa morte homens e 5a mulheres 15-44 anos

(IPEA/ANTP, 2004).

Ir e vir é universal

Países em desenvolvimento

Mais acidentes

Menos diagnóstico EPT

INCAPACIDADE


ACIDENTE DE TRÂNSITO

“Vampiro” dos hospitais públicos

Doença epidêmica

Alta morbidade / mortalidade

Altíssimo custo

Rede Pré-hospitalar

Carência

Rede Hospitalar

Não habilitada

Reabilitação

Carência / Seletiva

PREVENÇÃO


obrigada

Júlia Maria D’Andréa Greve

[email protected]


  • Login