ESTUDO MORFOMÉTRICO DA LARGURA E ESPESSURA RENAL
This presentation is the property of its rightful owner.
Sponsored Links
1 / 1

ESTUDO MORFOMÉTRICO DA LARGURA E ESPESSURA RENAL IN VIVO , ATRAVÉS DE TOMOGRAFIA COMPUTADORIZADA PowerPoint PPT Presentation


  • 47 Views
  • Uploaded on
  • Presentation posted in: General

ESTUDO MORFOMÉTRICO DA LARGURA E ESPESSURA RENAL IN VIVO , ATRAVÉS DE TOMOGRAFIA COMPUTADORIZADA. Manoel A. G. Pombo1 ; Luciana S. Pombo1; Ricardo A. Pires2; Mário A. Pires-neto2 1FUNDAÇÃO EDUCACIONAL SERRA DOS ÓRGÃOS - TERESÓPOLIS - RJ – Brasil

Download Presentation

ESTUDO MORFOMÉTRICO DA LARGURA E ESPESSURA RENAL IN VIVO , ATRAVÉS DE TOMOGRAFIA COMPUTADORIZADA

An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

Presentation Transcript


Estudo morfom trico da largura e espessura renal in vivo atrav s de tomografia computadorizada

ESTUDO MORFOMÉTRICO DA LARGURA E ESPESSURA RENAL

IN VIVO, ATRAVÉS DE TOMOGRAFIA COMPUTADORIZADA

Manoel A. G. Pombo1; Luciana S. Pombo1; Ricardo A. Pires2; Mário A. Pires-neto2

1FUNDAÇÃO EDUCACIONAL SERRA DOS ÓRGÃOS - TERESÓPOLIS - RJ – Brasil

2UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO - RIO DE JANEIRO - RJ - Brasil

OBJETIVOS:  Comparar as medidas renais da espessura renal e da largura renal entre as três alturas seccionais dos rins, entre os lados direito e esquerdo e entre os sexos masculino e feminino.MATERIAIS E MÉTODOS: Para a realização deste estudo analisamos tomografias computadorizadas de trinta e um indivíduos, sendo 12 do sexo masculino e 19 do sexo feminino. Para análise comparativa, procedemos a medidas das imagens obtidas em três alturas seccionais distintas da estrutura renal, superior média e inferior, bilateralmente.

INTRODUÇÃO: Os recentes progressos dos diferentes métodos de diagnóstico por imagem em medicina, nos permitem uma observação bem precisa dos órgãos urinários, o que faz crescer  o interesse pelas variações da normalidade renal (FORTEZZA et al. 1985). Quanto às dimensões renais, a maioria dos autores clássicos e modernos da anatomia determina suas medidas médias como tendo comprimento entre 11 e 12 centímetros, largura cerca de 5 a 6 centímetros e espessura em torno de 2 a 3 centímetros, sendo os rins maiores nos homens que nas mulheres (ROUVIERE, 1956). Sampaio corrobora estes dados de que o rim esquerdo é maior do que o direito, achando-se esse dado em concordância com os seus estudos morfométricos em rins fetais e que, em um mesmo rim, o pólo superior é mais largo que o inferior.

MÉDIAS DAS IDADES, PESO E ALTURA

Com erro padrão da média

DIÂMETRO RENAL ÂNTERO-POSTERIOR (espessura renal)

MEDIDAS DAS MÉDIAS ESTATÍSTICAS E ERROS PADRÕES DAS MÉDIAS

Medidas em centímetros

DIÂMETRO RENAL LÁTERO-MEDIAL (largura renal)

MEDIDAS DAS MÉDIAS ESTATÍSTICAS E ERROS PADRÕES DAS MÉDIAS

Medidas em centímetros

CONCLUSÕES: A espessura e a largura renais, são significativamente maiores no sexo masculino. A espessura renal é maior à esquerda. A largura renal é maior na altura seccional superior, comparada a inferior. Há variações estatisticamente significativas na largura e espessura renais.

BIBLIOGRAFIA:

FORTEZZA, P., BUONI, C., CASCIANI, C.U., La rizonanza magnética nuclearre nelo studio morfo-funzionale del rene. RESENTÍ PROG. MED., v. 76, 211 - 215, 1985.

HUDSON, C.J., Physiological changes in size of the human kidney. CLINICAL RADIOLOGY, v. 12: p. 91, 1961.

KAYE, K.W, GOLDBERG, M.E., Applied anatomy of the Kidney and Ureter. UROLOGIC CLINICS OF NORTH AMERICA, v. 9, p. 3 -13, 1982.

SAMPAIO, F.J.B., MANDARIM-DE-LACERDA, C.A. Etude Biometric du rein chez l’homme adulte. CAHIERS DÁNTROPOLOGIE ET BIOMÉTRIE HUMAINE (Paris), v. 1 - 2, p. 1 - 8, 1989.

SAMPAIO, F.J.B., MANDARIM-DE-LACERDA, C.A. Morphometrie du rein. JOURNAL D’UROLOGIE, v. 95, p. 77 - 80, 1989.

POIRIER, P., CHARPY, A., CUNÉO, B. ABRÉGÉ D’ANATOMIE, Tome III: Appareil Uro-Génital, Masson Et Cie Éditeurs, Paris: 1909. p. 1401 – 1432.

ROUVIERE, H. ANATOMIA HUMANA DESCRIPTIVA Y TOPOGRÁFICA, Tomo II, Aparato Urinario, Séptima Edicion Francesa Revisada por CORDIER, G., 4a Edicion española, Casa Editorial Bailly-Bailliere, S. A., Madrid: 1956. p. 387 – 409.

TESTUT, L., LATARJET, A. TRATADO DE ANATOMIA HUMANA, Tomo cuarto, Libro XIII, Aparato Urogenital. Novena Edicion reimpresión com la colaboracion de LATARJET, M., Salvat Editores, Barcelona: 1977. p. 841 – 900.


  • Login