AVALIAÇÃO DA EXPRESSÃO DO RECEPTOR DE LEPTINA COMO CANDIDATO A MARCADOR DE AGRESSIVIDADE TUMORAL ...
Sponsored Links
This presentation is the property of its rightful owner.
1 / 30

Aluno: Leandro Ucela Alves Orientador: Profa. Dra. Adriana Madeira Alvares da Silva PowerPoint PPT Presentation


  • 103 Views
  • Uploaded on
  • Presentation posted in: General

AVALIAÇÃO DA EXPRESSÃO DO RECEPTOR DE LEPTINA COMO CANDIDATO A MARCADOR DE AGRESSIVIDADE TUMORAL EM PACIENTES COM CARCINOMA EPIDEMÓIDE DE BOCA E OROFARINGE. Aluno: Leandro Ucela Alves Orientador: Profa. Dra. Adriana Madeira Alvares da Silva Co-orientador: Profa. Ms. Ana Maria da Cunha Mercante.

Download Presentation

Aluno: Leandro Ucela Alves Orientador: Profa. Dra. Adriana Madeira Alvares da Silva

An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

Presentation Transcript


AVALIAÇÃO DA EXPRESSÃO DO RECEPTOR DE LEPTINA COMO CANDIDATO A MARCADOR DE AGRESSIVIDADE TUMORAL EM PACIENTES COM CARCINOMA EPIDEMÓIDE DE BOCA E OROFARINGE

Aluno: Leandro Ucela Alves

Orientador: Profa. Dra. Adriana Madeira Alvares da Silva

Co-orientador: Profa. Ms. Ana Maria da Cunha Mercante

2009


INTRODUÇÃO

CARCINOMA EPIDERMÓIDE DE BOCA E OROFARINGE

  • Representa 90% dos tumores das vias aerodigestivas superiores.

  • Considerado o 6º tipo de câncer mais frequente no mundo.

  • Com média anual de 540.000 casos e 271.000 mortes.

  • Forte relação com o etilismo e tabagismo.

  • Atualmente foi descrito relação com o vírus HPV.


INTRODUÇÃO

LEPTINA (Lep) E RECEPTOR DE LEPTINA (Lepr)

  • A Leptina (Lep) é produzida predominantemente pelo tecido adiposo branco.

  • Sempre atua através de seu receptor (Lepr)

  • A ligação entre a proteína e seu receptor no hipotálamo, sinaliza as condições de reserva de gordura corporal.

  • Por mecanismos de feedback, essa ligação controla a ingestão de alimentos e o peso corporal, estimulando a saciedade


INTRODUÇÃO

LEPTINA (Lep) E RECEPTOR DE LEPTINA (Lepr)

Estão associados também aos processos de:

  • Crescimento e mitogênese

  • Angiogênese

  • Resposta imunológica e inflamatória

  • Reprodução

  • Formação dos tornos musculares

  • Hematopoiese

  • Formação dos ossos

  • Cicatrização


INTRODUÇÃO

VIAS DE SINALIZAÇÃO DA LEPTINA


INTRODUÇÃO

LEPTINA E TECIDOS NORMAIS E NEOPLÁSICOS

  • Atua no crescimento, ploriferação e migração das células endoteliais.

  • Estimula genes responsáveis pela promoção da angeogênese, aumentando a vascularização endotelial.

  • Associada a diversas neoplasias como o câncer de mama, colo, fígado e próstota.


OBJETIVOS

  • Avaliar a expressão do gene LEPR através da técnica de imunohistoquímica em carcinoma epidermóide de boca e orofaringe.

  • Relacionar a expressão do gene LEPR com a agressividade tumoral medida pelo TNM e histologia.

  • Relacionar a expressão do gene LEPR com a sobrevida global e livre de doença nos pacientes com carcinoma epidermóide de boca e orofaringe.


LOCAL DE ESTUDO E PACIENTES

  • O trabalho foi desenvolvido no Laboratório de Biologia Molecular em parceria com o Serviço de Patologia, ambos do Hospital Heliópolis.

  • Foram estudados 85 pacientes com carcinoma epidermóide de boca e orofaringe, sem tratamento prévio, tratados no Serviço de Cirurgia de Cabeça e Pescoço do Hospital Heliópolis.


EPIDEMIOLOGIA

Dados Epidemiológico dos 85 pacientes diagnosticados com carcinoma epidemóide de boca e orofaringe


MATERIAIS E MÉTODOS

HISTOLOGIA

  • Pelo método de coloração de hematoxilina-eosina (HE) as lâminas foram analisadas, avaliando suas características histológicas como:

    • Grau de diferenciação

    • Desmoplasia

    • Intensidade de inflamação

    • Invasão vascular linfática

    • Invasão vascular sanguínea

    • Invasão perineural

    • Necrose


Foto de lâmina em H&E no aumento de 100 x demonstrando um carcinoma bem diferenciado segundo a sua atipia nuclear e queratinização celular.


Foto de lâmina em H&E no aumento de 400 x demonstrando uma desmoplasia leve.


Foto de lâmina em H&E no aumento de 100 x mostrando um infiltrado inflamatório moderado.


Foto de lâmina em H&E no aumento de 100 x mostrando uma invasão vascular linfática do carcinoma epidermóide.


Foto de lâmina em H&E no aumento de 100 x mostrando uma invasão vascular sanguínea do carcinoma epidermóide.


Foto de lâmina em H&E no aumento de 400 x mostrando uma invasão perineural


MATERIAIS E MÉTODOS

IMUNOHISTOQUÍMICA

  • Pelo método de imunohistoquímica (anticorpo anti-Obr) os materiais foram avaliadas segundo a intensidade da marcação, classificadas segundo:

    • Intensidade de marcação.

    • Frequência de células tumorais.

  • A lâmina com os materiais dos pacientes foi confeccionada pela técnica de tissue microarray


Foto da lâmina da reação do Lepr, contra-corada com hematoxilina no aumento de 100 x, mostrando uma marcação de leve intensidade (marrom).


Foto da lâmina de reação do Lepr, contra-corada com hematoxilina no aumento de 100x, mostrando uma marcação de forte intensidade (marrom).


RESULTADOS

Expressão do anticorpo anti-Lepr (n=85)


RESULTADOS

Categorização do Lep-R: positivo x negativo


RESULTADOS

Categorização do Lep-R: positivo x negativo


RESULTADOS

Categorização do Lep-R: forte x fraco


RESULTADOS

Categorização do Lep-R: forte x fraco


RESULTADOS

Análise da sobrevida global para os pacientes com expressão positiva (verde) e negativa (vermelho) do gene LEP-R, considerando um período de 48 meses (Wilcoxon p = 0,787).


RESULTADOS

Análise da sobrevida global para os pacientes com expressão positiva fraca (verde) e forte (vermelho) do gene LEP-R, considerando um período de 48 meses (Wilcoxon p = 0,406).


RESULTADOS

Análise da sobrevida livre de doença para os pacientes com expressão positiva (verde) e negativa (vermelho) do gene LEP-R, considerando um período de 48 meses (Wilcoxon p = 0,617).


RESULTADOS

Análise da sobrevida livre de doença para os pacientes com expressão positiva forte (verde) e fraca (vermelho) do gene LEP-R, considerando um período de 48 meses (Wilcoxon p = 0,871).


CONSIDERAÇÕES FINAIS

  • Não foi detectado associação entre a expressão do receptor de Leptina e o carcinoma epidermóide de boca e orofaringe.

  • Também não se encontrou associação entre a presença do receptor nas sélulas neoplásicas com a sobrevida global e livre de doença dos pacientes

  • Novos resultados podem ser obtidos se estudos posteriores analisar as margem tumoral.

  • O número de casos também pode influenciar esses resultados.


Hospital Heliópolis

Biologia Molecular

AGRADECIMENTOS


  • Login