Os fen menos que ocorrem em uma rede n o dependem das caracter sticas intr nsecas dos seus nodos
This presentation is the property of its rightful owner.
Sponsored Links
1 / 24

OS FENÔMENOS QUE OCORREM EM UMA REDE NÃO DEPENDEM DAS CARACTERÍSTICAS INTRÍNSECAS DOS SEUS NODOS PowerPoint PPT Presentation


  • 48 Views
  • Uploaded on
  • Presentation posted in: General

OS FENÔMENOS QUE OCORREM EM UMA REDE NÃO DEPENDEM DAS CARACTERÍSTICAS INTRÍNSECAS DOS SEUS NODOS. A ideia na física não é uma grande novidade …. OS FENÔMENOS QUE OCORREM EM UMA REDE TAMBÉM NÃO DEPENDEM DO CONTEÚDO QUE FLUI PELAS CONEXÕES. Será ?.

Download Presentation

OS FENÔMENOS QUE OCORREM EM UMA REDE NÃO DEPENDEM DAS CARACTERÍSTICAS INTRÍNSECAS DOS SEUS NODOS

An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

Presentation Transcript


Os fen menos que ocorrem em uma rede n o dependem das caracter sticas intr nsecas dos seus nodos

OS FENÔMENOS QUE OCORREM EM UMA REDE NÃO DEPENDEM DAS CARACTERÍSTICAS INTRÍNSECAS DOS SEUS NODOS


A ideia na f sica n o uma grande novidade

A ideianafísicanãoéumagrandenovidade…


Os fen menos que ocorrem em uma rede tamb m n o dependem do conte do que flui pelas conex es

OS FENÔMENOS QUE OCORREM EM UMA REDE TAMBÉM NÃO DEPENDEM DO CONTEÚDO QUE FLUI PELAS CONEXÕES

Será?


Os fen menos que ocorrem em uma rede n o dependem das caracter sticas intr nsecas dos seus nodos

FORMIGAS: ospadrões de interaçãoéquesão as mensagens!


Os fen menos que ocorrem em uma rede n o dependem das caracter sticas intr nsecas dos seus nodos

OS FENÔMENOS QUE OCORREM EM UMA REDE DE PESSOAS TAMBÉM NÃO DEPENDEM DO CONTEÚDO QUE FLUI PELAS CONEXÕES.


Os fen menos que ocorrem em uma rede n o dependem das caracter sticas intr nsecas dos seus nodos

OS FENÔMENOS QUE OCORREM EM UMA REDE DE PESSOAS TAMBÉM NÃO DEPENDEM DAS HABILIDADES OU COMPETÊNCIAS INTRÍNSECAS DE CADA PESSOA.


Comportamento coletivo fun o da distribui o da rede n o das motiva es e compet ncias de indiv duos

COMPORTAMENTO COLETIVO É FUNÇÃO DA DISTRIBUIÇÃO DA REDE; NÃO DAS MOTIVAÇÕES E COMPETÊNCIAS DE INDIVÍDUOS.


Duas redes

DUAS REDES


Fen menos dependem da topologia da rede e dos padr es de intera o

Fenômenosdependem da topologia da rede e dos padrões de interação


E se capacidade de inovar e desenvolver ideias for um fen meno de rede

E se capacidade de inovar e desenvolver ideias for um fenômeno de rede…


Nossos einsteins

Nossos “Einsteins”…


Os fen menos que ocorrem em uma rede n o dependem das caracter sticas intr nsecas dos seus nodos

UM EXPERIMENTO


Issac newton f sico matem tico

Issac Newton – físico, matemático


Issac newton f sico matem tico1

Issac Newton – físico, matemático


Newton e o iluminismo

Newton e o iluminismo

  • 1610 – Galileo Galilei: Sidereus Nuncius: telescopic observations

  • 1614 – John Napier: use of logarithms for calculation[4]

  • 1628 – William Harvey: Blood circulation

  • 1643 – Evangelista Torricelli invents the mercury barometer

  • 1662 – Robert Boyle: Boyle's law of ideal gas[5]

  • 1665 – Philosophical Transactions of the Royal Society first peer reviewed scientific journal published.

  • 1668 – Francesco Redi: disproved idea of spontaneous generation

  • 1669 – Nicholas Steno: Proposes that fossils are organic remains embedded in layers of sediment, basis of stratigraphy

  • 1669 – Jan Swammerdam: Species breed true

  • 1675 – Leibniz, Newton: Infinitesimal calculus

  • 1675 – Anton van Leeuwenhoek: Observes Microorganisms by Microscope

  • 1676 – Ole Rømer: first measurement of the speed of light

  • 1687 – Newton: Laws of motion, law of universal gravitation, basis for classical physics


O a mbiente social

O ambiente social

  • Sociedades de cientistas

  • Intensatroca de correspondências

  • Cofee Houses

  • Primeirosjornais


A outra pessoa

A OUTRA PESSOA

  • Nasceuem 4 January 1643

  • Nasceu e viveunaInglaterra

  • Graduou-se em King’s School, em Grantham

  • Pesquisoudurante 30 anos, com muito rigor e persistências, questõesrelacionadasàtécnicasrudimentares de química e questõesalquímicas


Isaac newton alqu mico

Isaac Newton – alquímico


Isaac newton alqu mico1

Isaac Newton – alquímico


A lqu micos

Alquímicos


A lqu micos1

Alquímicos

SEGREDO!


Os fen menos que ocorrem em uma rede n o dependem das caracter sticas intr nsecas dos seus nodos

E OS PROGRAMAS DE APRENDIZAGEM SOBRE REDES SOCIAIS?NOVAS FORMAS DE ORGANIZAÇÃO OU O CLÁSSICO “ESPECIALISTA RENOMADO NA SALA DE AULA”?


  • Login