MUSEU DAS
This presentation is the property of its rightful owner.
Sponsored Links
1 / 18

UNIVERSIDADE CATÓLICA DE PERNAMBUCO CURSO DE ARQUITETURA E URBANISMO PowerPoint PPT Presentation


  • 68 Views
  • Uploaded on
  • Presentation posted in: General

MUSEU DAS TELECOMUNICAÇÕES. UNIVERSIDADE CATÓLICA DE PERNAMBUCO CURSO DE ARQUITETURA E URBANISMO INTERVENÇÕES EM SÍTIOS HISTÓRICOS PROFESSORAS: ANA LUÍSA ROLIM LUCIANA MENEZES ALUNA: LORENNA HOLANDA. NTERVENÇÕES EM SÍTIOS HISTÓRICOS.

Download Presentation

UNIVERSIDADE CATÓLICA DE PERNAMBUCO CURSO DE ARQUITETURA E URBANISMO

An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

Presentation Transcript


MUSEU DAS

TELECOMUNICAÇÕES

UNIVERSIDADE CATÓLICA DE PERNAMBUCO

CURSO DE ARQUITETURA E URBANISMO

INTERVENÇÕES EM SÍTIOS HISTÓRICOS

PROFESSORAS: ANA LUÍSA ROLIM

LUCIANA MENEZES

ALUNA: LORENNA HOLANDA


NTERVENÇÕES EM SÍTIOS HISTÓRICOS

Museu das Telecomunicações

LOCALIZAÇÃO:

SITUADO NO RECIFE ANTIGO, A ÁREA ENCONTRA-SE PROTEGIDA PELA ZONA ESPECIAL DO PATRIMÔNIO HISTÓRICO, ZEPH, AFIM DE EVITAR QUE AS LEIS DO MERCADO SEJAM APLICADAS A TODO RIGOR NOS BAIRROS RESTAURADOS.

PAÇO ALFÂNDEGA

CHANTECLAIR

IGREJA MADRE DE DEUS

DESTAQUES:

Fotosdaárea


NTERVENÇÕES EM SÍTIOS HISTÓRICOS

Museu das Telecomunicações

DEFINIÇÃO:

ESPAÇO QUE VAI CONTAR A HISTÓRIA E EVOLUÇÃO DA COMUNICAÇÃO HUMANA ATRAVÉS DE FOTOS, DOCUMENTOS, FILMES, RELATOS E EXPOSIÇÕES. MAS NÃO É SÓ DE TECNOLOGIA QUE TRATA O MUSEU, BOA PARTE DOS ELEMENTOS TEM A VER TAMBÉM COM ARTE, COM O PAPEL DA CRIATIVIDADE PESSOAL.

OBJETIVO:

PREENCHER AS LACUNAS EXISTENTES, INTEGRANDO O EDIFÍCIO AO ENTORNO, SEM FAZER UM PASTICHE, MOSTRANDO A TRANSIÇÃO DO ANTIGO PARA O NOVO (TANTO INTERNAMENTE COM A EXPOSIÇÃO, QUANTO SUA ARQUITETURA CONTEMPORÂNEA EM RELAÇÃO AO SÍTIO HISTÓRICO NO QUAL ESTÁ INSERIDO O NOVO EDIFÍCIO) E TRAZER MAIS MOVIMENTAÇÃO A ÁREA, HAVENDO UMA FALTA MUITO GRANDE DE ATRATIVIDADE NO LOCAL, PRINCIPALMENTE DURANTE AS NOITES E FINS DE SEMANA.

PERFIL DO CLIENTE:

POR SER UM PROGRAMA DIFERENTE E QUE AINDA NÃO EXISTE NA CIDADE, IRÁ ATRAIR MORADORES DO RECIFE E TURISTAS EM GERAL, PARA VER TODA A EVOLUÇÃO DA NOSSA TELECOMUNICAÇÃO, MOVIMENTANDO MAIS A ÁREA.

LINHA DE INTERVENÇÃO ADOTADA:

FORAM ADOTADAS 2 LINHAS:

PRINCÍPIOS DE CESARE BRANDI;

-REFERÊNCIA COM O EXISTENTE, O ENTORNO É IMPORTANTE

-NÃO COMETER UM FALSO ARTÍSTICO NEM UM FALSO HISTÓRICO

-TRATAR A OBRA DE ARTE COMO OBJETO DA NOSSA EXPERIÊNCIA ATUAL

-UTILIZAÇÃO DE MATERIAIS CONTEMPORÂNEOS

-NÃO SE PODE SURGIR DÚVIDAS SOBRE A AUTENTICIDADE DO EDIFÍCIO (DIFERENTES MOMENTOS SEMPRE DISTINTOS)

DECLARAÇÃO DE AMSTERDAM;

-VALORIZAÇÃO DO ENTORNO

-LEVAR EM CONTA O LOCAL ONDE ESTÁ SENDO FEITA A INTERVENÇÃO

-INTERVENÇÃO INTEGRADA

-UMA VEZ QUE A ARQUITETURA DE HOJE É O PATRIMÔNIO DE AMANHÃ, TUDO DEVE SER FEITO PARA ASSEGURAR UMA ARQUITETURA CONTEMPORÂNEA DE ALTA QUALIDADE

-INSERÇÃO HARMONIOSA QUANDO SE TRATA DE LACUNAS


NTERVENÇÕES EM SÍTIOS HISTÓRICOS

Museu das Telecomunicações

PROGRAMA/PRÉ-DIMENSIONAMENTO:

-RECEPÇÃO – 25 m2

-ADMINISTRAÇÃO (SALAS, WC, COPA, RECEPÇÃO) – 60,00 m2

-ÁREA PARA EXPOSIÇÕES - 525,00 m2

-SALA DE MULTIUSO – 80,00 m2

-SALA PARA AMBIENTE AUDIO-VISlUAL - 22,00 m2

-WC`S - 120,00 m2 (6 x 20,00 m2)

-SERVIÇO (LOCAL PARA FUNCIONÁRIOS, VESTIÁRIOS, DEPÓSITO, LIXO, GERADOR) - 60,00m2

-CYBER CAFÉ:

-HALL/PEDIDOS – 30,00 m2

-LOCAL PARA MESAS - 45,00 m2

-LOCAL PARA MESAS/COMPUTADORES – 45,00 m2

-SERVIÇO (COZINHA, LIXO) – 20,00 m2

-WC`S - 18,00 m2 (6 x 3,00 m2)

-TERRAÇO COBERTO – 30,00 m2

-TERRAÇO DESCOBERTO – 60,00 m2


NTERVENÇÕES EM SÍTIOS HISTÓRICOS

Museu das Telecomunicações

FLUXOGRAMA:


NTERVENÇÕES EM SÍTIOS HISTÓRICOS

Museu das Telecomunicações

RELAÇÃO DO EDIFÍCIO COM O LOCAL:

PARA O DESENVOLVIMENTO DO PARTIDO ARQUITETÔNICO, AFIM DE PRENCHER A LACUNAS EXISTENTES, RESPEITANDO AS PROPORÇÕES, FORMA E DISPOSIÇÃO DOS VOLUMES, FOI LEVADO EM CONSIDERAÇÃO ALGUMAS LINHAS DE FORÇA PRESENTES NA ÁREA:

-CRIOU-SE VERTICALMENTE UM LIMITE PARA RESPEITAR A RELAÇÃO DE ALTURA DE GABARITO EM RELAÇÃO AS EDIFICAÇÕES DO ENTORNO

-SEGUE O MESMO PRINCÍPIO DE IMPLANTAÇÃO DAS ANTIGAS EDIFICAÇÕES, SITUADAS NO PARAMENTO DA CALÇADA

Relação com o entorno

Implantação

Vista A.A

Vista B.B


NTERVENÇÕES EM SÍTIOS HISTÓRICOS

Museu das Telecomunicações

Acesso

Serviço

Acesso

PROJETO:

O MUSEU ESTÁ ENVOLVIDO PELO CONJUNTO DE EDIFÍCIOS PROTEGIDOS PELO PATRIMÔNIO HISTÓRICO. O PARTIDO VAI MOSTRAR AS CARACTERÍSTICAS DO ANTIGO EM CONTRAPOSIÇÃO AO NOVO.

A EDIFICAÇÃO É FORMADA A PARTIR DE UM JOGO DE PÉ-DIREITO DUPLO, OBTENDO-SE UMA MAIOR FLUIDEZ ESPACIAL NOS AMBIENTES, QUE SÃO VOLTADOS PARA UMA GRANDE ÁREA VERDE.

ESSA ÁREA VERDE, É UMA ÁREA SEMI-PÚBLICA FECHADA COM VIDRO, ONDE VAI CONFORMAR A QUADRA E DEFINIR A VOLUMETRIA, DE ACORDO COM AS ALTURAS DOS GABARITOS DO ENTORNO, ONDE EXISTEM ABERTURAS FACILITANDO O ACESSO AO MUSEU, TORNANDO-O MAIS PERMEÁVEL E CONVIDATIVO. ESSE VOLUME DO MUSEU SE INTERLIGA COM UM VOLUME MENOR, O DO CYBER CAFÉ, ATRAVÉS DE UMA PASSARELA NO ÚLTIMO PAVIMENTO, FAZENDO COM QUE A INTEGRAÇÃO ENTRE OS BLOCOS SE TORNE MAIOR, HAVENDO ASSIM, UM “CIRCUITO”.

O BLOCO MENOR, DO CYBER CAFÉ, É UM POUCO AFASTADO DO PANO DE VIDRO QUE O ENVOLVE, PARA DEIXAR UM ESPAÇO DE ÁREA VERDE E AFASTAR-SE UM POUCO MAIS DA CALÇADA. SEU ESPAÇO PRINCIPAL TAMBÉM É CONSTITUÍDO DE PÉ-DIREITO DUPLO, INTEGRANDO OS SEUS ESPAÇOS.

OS MATERIAIS UTILIZADOS FORAM MATERIAIS CONTEMPORÂNEOS, DESTACANDO-SE OS PANOS DE VIDRO COLORIDOS, REFLETINDO AS NOVAS TECNOLOGIAS.

A EDIFICAÇÃO RECEBE ILUMINAÇÃO E VENTILAÇÃO NATURAL, ESTANDO OS AMBIENTES VOLTADOS PARA A MELHOR ORIENTAÇÃO, OFERECENDO UM BOM CONFORTO AMBIENTAL.

Acesso

Acesso

Principal

Acesso

Principal

Acesso

Serviço

Pl. BaixaPavto. Térreo


NTERVENÇÕES EM SÍTIOS HISTÓRICOS

Museu das Telecomunicações

Pl. Baixa 1 Pavto.

Pl. Baixa 2 Pavto.


NTERVENÇÕES EM SÍTIOS HISTÓRICOS

Museu das Telecomunicações

CORTES ESQUEMÁTICOS:

Corte A.A

Corte B.B

Corte C.C


NTERVENÇÕES EM SÍTIOS HISTÓRICOS

Museu das Telecomunicações

ESTUDO DE FACHADAS:

O PRINCÍPIO ADOTADO PARA AS ESQUADRIAS COLORIDAS DO PROJETO, FOI O MESMO UTILIZADO NUM CENTRO DE CONVENÇÕES EM MONTREAL - QUEBEC, NO CANADÁ. FOI PROJETADO POR TÉTREAULT, PARENT, LANGUEDOC E ASSOCIADOS, SAIA E BARBARESE ARQUITETOS E DUPIS.

A ESCOLHA FOI ESSA PELO FATO DO TEMA DO PROJETO SER TELECOMUNICAÇÕES, E COR TEM TUDO HAVER COM COMUNICAÇÃO.

A ESQUADRIA FOI UTILIZADA NA FACHADA PRINCIPAL DO MUSEU E TAMBÉM NA SUA LATERAL, ENVOLVENDO A ÁREA VERDE, QUE É VOLTADA PARA QUEM PASSEIA PELO MUSEU E ONDE TAMBÉM EXISTEM ACESSOS ALTERNATIVOS..

Vista interna

Vista dafachada

Vista interna


NTERVENÇÕES EM SÍTIOS HISTÓRICOS

Museu das Telecomunicações

FACHADAS:

FachadasSul

Fachadas Norte

FachadaLeste

FachadaOeste


NTERVENÇÕES EM SÍTIOS HISTÓRICOS

Museu das Telecomunicações

VOLUMETRIA:

Lacunas existentes

Implantação

Volumetria


NTERVENÇÕES EM SÍTIOS HISTÓRICOS

Museu das Telecomunicações

PROJETO REFERENCIAL:

BON JOUR TRISTESSE (1980-83)

PROJETO DE ÁLVARO SIZA, EM BERLIN, QUE COMPRRENDEM UNIDADES HABITACIONAIS.

CARACTERÍSTICAS DO PROJETO:

-INTEGRAÇÃO COM A PAISAGEM, APESAR DA SUA FORMA DESCONHECIDA NA CIDADE

-OBEDECE A ALTURA DOS GABARITOS (O LIMITE DA COBERTURA SE DESENROLA ASSIMETRICAMENTE PARA CONTINUAR A DIREÇÃO DOS EDIFÍCIOS VIZINHOS)

-OBEDECE A IMPLANTAÇÃO (SEGUE A IMPLANTAÇÃO DO ENTORNO, NO PARÂMETRO DA CALÇADA)

Vista da esquina

Implantação

Obedece a altura do entorno

Vista da fachada


NTERVENÇÕES EM SÍTIOS HISTÓRICOS

Museu das Telecomunicações

ESTUDO DE CASO:

MUSEU DAS TELECOMUNICAÇÕES - RJ

Escolhido entre 63 propostas, em concurso realizado em 2000, o projeto do pequeno Museu das Telecomunicações no Rio de Janeiro - é uma intervenção em prédio de 1918, pelo escritório Oficina de Arquitetos. Fotografias, desenhos, objetos e projeções audiovisuais estão lado a lado no museu.

Vista da fachada

Vista da fachada do anexo

Vista Superior


NTERVENÇÕES EM SÍTIOS HISTÓRICOS

Museu das Telecomunicações

A evolução do design de telefones e a história da telefonia, através de várias fontes.

Esfera central para projeção de imagens.

A história visual dos cartões telefônicos também está exposta.

O salão de entrada do centro cultural é utilizado como uma espécie de biblioteca virtual e interativa.

Grafismos, objetos e projeções multimídia convivem lado a lado nas peças em exposição.


NTERVENÇÕES EM SÍTIOS HISTÓRICOS

Museu das Telecomunicações

Planta Baixa

Planta Baixa


NTERVENÇÕES EM SÍTIOS HISTÓRICOS

Museu das Telecomunicações

Planta Baixa

Planta Baixa


NTERVENÇÕES EM SÍTIOS HISTÓRICOS

Museu das Telecomunicações

ESTUDO DE CASO:

CAFÉ E CHARUTARIA, projetado pelos arquitetos Flávio Agostini, Frederico Bernis e Juliana Myrrha

OCTÁVIO CAFÉ, implantado na zona sul de São Paulo, o cyber café foi projetado pelo escritório Seragini Farné Guardado.

Foto interna

Foto externa

Foto interna

Foto interna


  • Login