MUSEU DAS
This presentation is the property of its rightful owner.
Sponsored Links
1 / 18

UNIVERSIDADE CATÓLICA DE PERNAMBUCO CURSO DE ARQUITETURA E URBANISMO PowerPoint PPT Presentation


  • 63 Views
  • Uploaded on
  • Presentation posted in: General

MUSEU DAS TELECOMUNICAÇÕES. UNIVERSIDADE CATÓLICA DE PERNAMBUCO CURSO DE ARQUITETURA E URBANISMO INTERVENÇÕES EM SÍTIOS HISTÓRICOS PROFESSORAS: ANA LUÍSA ROLIM LUCIANA MENEZES ALUNA: LORENNA HOLANDA. NTERVENÇÕES EM SÍTIOS HISTÓRICOS.

Download Presentation

UNIVERSIDADE CATÓLICA DE PERNAMBUCO CURSO DE ARQUITETURA E URBANISMO

An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

Presentation Transcript


Universidade cat lica de pernambuco curso de arquitetura e urbanismo

MUSEU DAS

TELECOMUNICAÇÕES

UNIVERSIDADE CATÓLICA DE PERNAMBUCO

CURSO DE ARQUITETURA E URBANISMO

INTERVENÇÕES EM SÍTIOS HISTÓRICOS

PROFESSORAS: ANA LUÍSA ROLIM

LUCIANA MENEZES

ALUNA: LORENNA HOLANDA


Universidade cat lica de pernambuco curso de arquitetura e urbanismo

NTERVENÇÕES EM SÍTIOS HISTÓRICOS

Museu das Telecomunicações

LOCALIZAÇÃO:

SITUADO NO RECIFE ANTIGO, A ÁREA ENCONTRA-SE PROTEGIDA PELA ZONA ESPECIAL DO PATRIMÔNIO HISTÓRICO, ZEPH, AFIM DE EVITAR QUE AS LEIS DO MERCADO SEJAM APLICADAS A TODO RIGOR NOS BAIRROS RESTAURADOS.

PAÇO ALFÂNDEGA

CHANTECLAIR

IGREJA MADRE DE DEUS

DESTAQUES:

Fotosdaárea


Universidade cat lica de pernambuco curso de arquitetura e urbanismo

NTERVENÇÕES EM SÍTIOS HISTÓRICOS

Museu das Telecomunicações

DEFINIÇÃO:

ESPAÇO QUE VAI CONTAR A HISTÓRIA E EVOLUÇÃO DA COMUNICAÇÃO HUMANA ATRAVÉS DE FOTOS, DOCUMENTOS, FILMES, RELATOS E EXPOSIÇÕES. MAS NÃO É SÓ DE TECNOLOGIA QUE TRATA O MUSEU, BOA PARTE DOS ELEMENTOS TEM A VER TAMBÉM COM ARTE, COM O PAPEL DA CRIATIVIDADE PESSOAL.

OBJETIVO:

PREENCHER AS LACUNAS EXISTENTES, INTEGRANDO O EDIFÍCIO AO ENTORNO, SEM FAZER UM PASTICHE, MOSTRANDO A TRANSIÇÃO DO ANTIGO PARA O NOVO (TANTO INTERNAMENTE COM A EXPOSIÇÃO, QUANTO SUA ARQUITETURA CONTEMPORÂNEA EM RELAÇÃO AO SÍTIO HISTÓRICO NO QUAL ESTÁ INSERIDO O NOVO EDIFÍCIO) E TRAZER MAIS MOVIMENTAÇÃO A ÁREA, HAVENDO UMA FALTA MUITO GRANDE DE ATRATIVIDADE NO LOCAL, PRINCIPALMENTE DURANTE AS NOITES E FINS DE SEMANA.

PERFIL DO CLIENTE:

POR SER UM PROGRAMA DIFERENTE E QUE AINDA NÃO EXISTE NA CIDADE, IRÁ ATRAIR MORADORES DO RECIFE E TURISTAS EM GERAL, PARA VER TODA A EVOLUÇÃO DA NOSSA TELECOMUNICAÇÃO, MOVIMENTANDO MAIS A ÁREA.

LINHA DE INTERVENÇÃO ADOTADA:

FORAM ADOTADAS 2 LINHAS:

PRINCÍPIOS DE CESARE BRANDI;

-REFERÊNCIA COM O EXISTENTE, O ENTORNO É IMPORTANTE

-NÃO COMETER UM FALSO ARTÍSTICO NEM UM FALSO HISTÓRICO

-TRATAR A OBRA DE ARTE COMO OBJETO DA NOSSA EXPERIÊNCIA ATUAL

-UTILIZAÇÃO DE MATERIAIS CONTEMPORÂNEOS

-NÃO SE PODE SURGIR DÚVIDAS SOBRE A AUTENTICIDADE DO EDIFÍCIO (DIFERENTES MOMENTOS SEMPRE DISTINTOS)

DECLARAÇÃO DE AMSTERDAM;

-VALORIZAÇÃO DO ENTORNO

-LEVAR EM CONTA O LOCAL ONDE ESTÁ SENDO FEITA A INTERVENÇÃO

-INTERVENÇÃO INTEGRADA

-UMA VEZ QUE A ARQUITETURA DE HOJE É O PATRIMÔNIO DE AMANHÃ, TUDO DEVE SER FEITO PARA ASSEGURAR UMA ARQUITETURA CONTEMPORÂNEA DE ALTA QUALIDADE

-INSERÇÃO HARMONIOSA QUANDO SE TRATA DE LACUNAS


Universidade cat lica de pernambuco curso de arquitetura e urbanismo

NTERVENÇÕES EM SÍTIOS HISTÓRICOS

Museu das Telecomunicações

PROGRAMA/PRÉ-DIMENSIONAMENTO:

-RECEPÇÃO – 25 m2

-ADMINISTRAÇÃO (SALAS, WC, COPA, RECEPÇÃO) – 60,00 m2

-ÁREA PARA EXPOSIÇÕES - 525,00 m2

-SALA DE MULTIUSO – 80,00 m2

-SALA PARA AMBIENTE AUDIO-VISlUAL - 22,00 m2

-WC`S - 120,00 m2 (6 x 20,00 m2)

-SERVIÇO (LOCAL PARA FUNCIONÁRIOS, VESTIÁRIOS, DEPÓSITO, LIXO, GERADOR) - 60,00m2

-CYBER CAFÉ:

-HALL/PEDIDOS – 30,00 m2

-LOCAL PARA MESAS - 45,00 m2

-LOCAL PARA MESAS/COMPUTADORES – 45,00 m2

-SERVIÇO (COZINHA, LIXO) – 20,00 m2

-WC`S - 18,00 m2 (6 x 3,00 m2)

-TERRAÇO COBERTO – 30,00 m2

-TERRAÇO DESCOBERTO – 60,00 m2


Universidade cat lica de pernambuco curso de arquitetura e urbanismo

NTERVENÇÕES EM SÍTIOS HISTÓRICOS

Museu das Telecomunicações

FLUXOGRAMA:


Universidade cat lica de pernambuco curso de arquitetura e urbanismo

NTERVENÇÕES EM SÍTIOS HISTÓRICOS

Museu das Telecomunicações

RELAÇÃO DO EDIFÍCIO COM O LOCAL:

PARA O DESENVOLVIMENTO DO PARTIDO ARQUITETÔNICO, AFIM DE PRENCHER A LACUNAS EXISTENTES, RESPEITANDO AS PROPORÇÕES, FORMA E DISPOSIÇÃO DOS VOLUMES, FOI LEVADO EM CONSIDERAÇÃO ALGUMAS LINHAS DE FORÇA PRESENTES NA ÁREA:

-CRIOU-SE VERTICALMENTE UM LIMITE PARA RESPEITAR A RELAÇÃO DE ALTURA DE GABARITO EM RELAÇÃO AS EDIFICAÇÕES DO ENTORNO

-SEGUE O MESMO PRINCÍPIO DE IMPLANTAÇÃO DAS ANTIGAS EDIFICAÇÕES, SITUADAS NO PARAMENTO DA CALÇADA

Relação com o entorno

Implantação

Vista A.A

Vista B.B


Universidade cat lica de pernambuco curso de arquitetura e urbanismo

NTERVENÇÕES EM SÍTIOS HISTÓRICOS

Museu das Telecomunicações

Acesso

Serviço

Acesso

PROJETO:

O MUSEU ESTÁ ENVOLVIDO PELO CONJUNTO DE EDIFÍCIOS PROTEGIDOS PELO PATRIMÔNIO HISTÓRICO. O PARTIDO VAI MOSTRAR AS CARACTERÍSTICAS DO ANTIGO EM CONTRAPOSIÇÃO AO NOVO.

A EDIFICAÇÃO É FORMADA A PARTIR DE UM JOGO DE PÉ-DIREITO DUPLO, OBTENDO-SE UMA MAIOR FLUIDEZ ESPACIAL NOS AMBIENTES, QUE SÃO VOLTADOS PARA UMA GRANDE ÁREA VERDE.

ESSA ÁREA VERDE, É UMA ÁREA SEMI-PÚBLICA FECHADA COM VIDRO, ONDE VAI CONFORMAR A QUADRA E DEFINIR A VOLUMETRIA, DE ACORDO COM AS ALTURAS DOS GABARITOS DO ENTORNO, ONDE EXISTEM ABERTURAS FACILITANDO O ACESSO AO MUSEU, TORNANDO-O MAIS PERMEÁVEL E CONVIDATIVO. ESSE VOLUME DO MUSEU SE INTERLIGA COM UM VOLUME MENOR, O DO CYBER CAFÉ, ATRAVÉS DE UMA PASSARELA NO ÚLTIMO PAVIMENTO, FAZENDO COM QUE A INTEGRAÇÃO ENTRE OS BLOCOS SE TORNE MAIOR, HAVENDO ASSIM, UM “CIRCUITO”.

O BLOCO MENOR, DO CYBER CAFÉ, É UM POUCO AFASTADO DO PANO DE VIDRO QUE O ENVOLVE, PARA DEIXAR UM ESPAÇO DE ÁREA VERDE E AFASTAR-SE UM POUCO MAIS DA CALÇADA. SEU ESPAÇO PRINCIPAL TAMBÉM É CONSTITUÍDO DE PÉ-DIREITO DUPLO, INTEGRANDO OS SEUS ESPAÇOS.

OS MATERIAIS UTILIZADOS FORAM MATERIAIS CONTEMPORÂNEOS, DESTACANDO-SE OS PANOS DE VIDRO COLORIDOS, REFLETINDO AS NOVAS TECNOLOGIAS.

A EDIFICAÇÃO RECEBE ILUMINAÇÃO E VENTILAÇÃO NATURAL, ESTANDO OS AMBIENTES VOLTADOS PARA A MELHOR ORIENTAÇÃO, OFERECENDO UM BOM CONFORTO AMBIENTAL.

Acesso

Acesso

Principal

Acesso

Principal

Acesso

Serviço

Pl. BaixaPavto. Térreo


Universidade cat lica de pernambuco curso de arquitetura e urbanismo

NTERVENÇÕES EM SÍTIOS HISTÓRICOS

Museu das Telecomunicações

Pl. Baixa 1 Pavto.

Pl. Baixa 2 Pavto.


Universidade cat lica de pernambuco curso de arquitetura e urbanismo

NTERVENÇÕES EM SÍTIOS HISTÓRICOS

Museu das Telecomunicações

CORTES ESQUEMÁTICOS:

Corte A.A

Corte B.B

Corte C.C


Universidade cat lica de pernambuco curso de arquitetura e urbanismo

NTERVENÇÕES EM SÍTIOS HISTÓRICOS

Museu das Telecomunicações

ESTUDO DE FACHADAS:

O PRINCÍPIO ADOTADO PARA AS ESQUADRIAS COLORIDAS DO PROJETO, FOI O MESMO UTILIZADO NUM CENTRO DE CONVENÇÕES EM MONTREAL - QUEBEC, NO CANADÁ. FOI PROJETADO POR TÉTREAULT, PARENT, LANGUEDOC E ASSOCIADOS, SAIA E BARBARESE ARQUITETOS E DUPIS.

A ESCOLHA FOI ESSA PELO FATO DO TEMA DO PROJETO SER TELECOMUNICAÇÕES, E COR TEM TUDO HAVER COM COMUNICAÇÃO.

A ESQUADRIA FOI UTILIZADA NA FACHADA PRINCIPAL DO MUSEU E TAMBÉM NA SUA LATERAL, ENVOLVENDO A ÁREA VERDE, QUE É VOLTADA PARA QUEM PASSEIA PELO MUSEU E ONDE TAMBÉM EXISTEM ACESSOS ALTERNATIVOS..

Vista interna

Vista dafachada

Vista interna


Universidade cat lica de pernambuco curso de arquitetura e urbanismo

NTERVENÇÕES EM SÍTIOS HISTÓRICOS

Museu das Telecomunicações

FACHADAS:

FachadasSul

Fachadas Norte

FachadaLeste

FachadaOeste


Universidade cat lica de pernambuco curso de arquitetura e urbanismo

NTERVENÇÕES EM SÍTIOS HISTÓRICOS

Museu das Telecomunicações

VOLUMETRIA:

Lacunas existentes

Implantação

Volumetria


Universidade cat lica de pernambuco curso de arquitetura e urbanismo

NTERVENÇÕES EM SÍTIOS HISTÓRICOS

Museu das Telecomunicações

PROJETO REFERENCIAL:

BON JOUR TRISTESSE (1980-83)

PROJETO DE ÁLVARO SIZA, EM BERLIN, QUE COMPRRENDEM UNIDADES HABITACIONAIS.

CARACTERÍSTICAS DO PROJETO:

-INTEGRAÇÃO COM A PAISAGEM, APESAR DA SUA FORMA DESCONHECIDA NA CIDADE

-OBEDECE A ALTURA DOS GABARITOS (O LIMITE DA COBERTURA SE DESENROLA ASSIMETRICAMENTE PARA CONTINUAR A DIREÇÃO DOS EDIFÍCIOS VIZINHOS)

-OBEDECE A IMPLANTAÇÃO (SEGUE A IMPLANTAÇÃO DO ENTORNO, NO PARÂMETRO DA CALÇADA)

Vista da esquina

Implantação

Obedece a altura do entorno

Vista da fachada


Universidade cat lica de pernambuco curso de arquitetura e urbanismo

NTERVENÇÕES EM SÍTIOS HISTÓRICOS

Museu das Telecomunicações

ESTUDO DE CASO:

MUSEU DAS TELECOMUNICAÇÕES - RJ

Escolhido entre 63 propostas, em concurso realizado em 2000, o projeto do pequeno Museu das Telecomunicações no Rio de Janeiro - é uma intervenção em prédio de 1918, pelo escritório Oficina de Arquitetos. Fotografias, desenhos, objetos e projeções audiovisuais estão lado a lado no museu.

Vista da fachada

Vista da fachada do anexo

Vista Superior


Universidade cat lica de pernambuco curso de arquitetura e urbanismo

NTERVENÇÕES EM SÍTIOS HISTÓRICOS

Museu das Telecomunicações

A evolução do design de telefones e a história da telefonia, através de várias fontes.

Esfera central para projeção de imagens.

A história visual dos cartões telefônicos também está exposta.

O salão de entrada do centro cultural é utilizado como uma espécie de biblioteca virtual e interativa.

Grafismos, objetos e projeções multimídia convivem lado a lado nas peças em exposição.


Universidade cat lica de pernambuco curso de arquitetura e urbanismo

NTERVENÇÕES EM SÍTIOS HISTÓRICOS

Museu das Telecomunicações

Planta Baixa

Planta Baixa


Universidade cat lica de pernambuco curso de arquitetura e urbanismo

NTERVENÇÕES EM SÍTIOS HISTÓRICOS

Museu das Telecomunicações

Planta Baixa

Planta Baixa


Universidade cat lica de pernambuco curso de arquitetura e urbanismo

NTERVENÇÕES EM SÍTIOS HISTÓRICOS

Museu das Telecomunicações

ESTUDO DE CASO:

CAFÉ E CHARUTARIA, projetado pelos arquitetos Flávio Agostini, Frederico Bernis e Juliana Myrrha

OCTÁVIO CAFÉ, implantado na zona sul de São Paulo, o cyber café foi projetado pelo escritório Seragini Farné Guardado.

Foto interna

Foto externa

Foto interna

Foto interna


  • Login