vias gastrointestinais
Download
Skip this Video
Download Presentation
Vias Gastrointestinais

Loading in 2 Seconds...

play fullscreen
1 / 23

Vias Gastrointestinais - PowerPoint PPT Presentation


  • 334 Views
  • Uploaded on

Vias Gastrointestinais. Professora e Enfermeira: Carla Gomes . ADMINISTRAÇÃO DE MEDICAMENTOS. O que é terapia farmacológica? É a administração de substâncias químicas que modificam o funcionamento corporal de modo a conseguir um efeito terapêutico. Mas que efeitos são esses?

loader
I am the owner, or an agent authorized to act on behalf of the owner, of the copyrighted work described.
capcha
Download Presentation

PowerPoint Slideshow about 'Vias Gastrointestinais' - randy


An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript
vias gastrointestinais

Vias Gastrointestinais

Professora e Enfermeira: Carla Gomes

administra o de medicamentos
ADMINISTRAÇÃO DE MEDICAMENTOS
  • O que é terapia farmacológica?
  • É a administração de substâncias químicas que modificam o funcionamento corporal de modo a conseguir um efeito terapêutico.
  • Mas que efeitos são esses?
  • Prevenir o aparecimento de doenças – ação preventiva.
  • Aliviar estados mórbidos – ação paliativa.
  • Curar determinadas doenças – ação curativa.
slide3
Qual a finalidade de um medicamento ao ser prescrito?
  • Prevenir, diagnosticar, tratar, ou curar.
  • É só o conhecimento de farmacologia que se precisa para que possamos administrar um medicamento?
  • Anatomia, fisiologia, microbiologia, além da semiotécnica e semiologia.
  • Preparo das medicações – Nunca se esqueça a regra dos cinco certos:
  • Cliente certo, medicamento certo, dose certa, via de administração certa e horário certo
problemas que podem ser encontrados
Problemas que podem ser encontrados:
  • Associados à segurança química das drogas
  • Associados à administração das drogas
  • Associados aos efeitos das drogas: efeitos colaterais; toxicidade das drogas; reações alérgicas; tolerância medicamentosa; interações medicamentosas; vício.
  • O técnico de enfermagem deve estar sempre atualizado sobre medicamentos
  • O cliente lúcido deve ser informado sobre qual medicamento está sendo administrado.
vias de administra o
Vias de Administração
  • Via gastrointestinal

Via oral

Gastrostomia

Via Retal

Via Sublingual

Via Sonda Nasogástrica

slide6
Via Ocular
  • Via Auricular
  • Via nasal
  • Via vaginal
  • Via tópica ou cutânea
  • Via parenteral
  • (Intradérmica – ID)
  • (Intramuscular – IM)
  • (Subcutânea – SC)
  • (Endovenosa – EV)
via oral
Via Oral
  • Os medicamentos podem ter sua forma líquida (ex. xaropes) ou sólida ( comprimidos, cápsulas, pó).
  • A forma líquida é absorvida mais rápida que a forma sólida.
  • Os medicamentos por via sublingual não são engolidos, são colocados sob a língua.
  • O cliente não pode estar vomitando ou inconsciente ao se utilizar esta via.
slide8
Nunca retire as drogas contidas nas cápsulas acreditando que elas serão mais facilmente absorvidas. Atenção!
  • Procedimentos:
  • avaliar quanto a contra-indicação;
  • bandeja ou carro de medicamentos;
  • copos descartáveis de medicamentos;
  • pilão para macerar os comprimidos;
  • toalha de papel;
  • cheque a prescrição;
  • prepare a medicação;
  • lave as mãos;
slide9
prepare os medicamentos para um cliente de cada vez;
  • posicionar o cliente confortavelmente antes e depois de administrar o medicamento;
  • permanecer ao lado do cliente até a deglutição do medicamento;
  • não administrar medicamentos prepa-rados por outra pessoa;
  • nunca deixar a bandeja na mesinha do cliente;
  • caso o cliente esteja com sonda nasogástrica e com dificuldade para deglutir, diluir bem o medicamento e administrá-lo através da sonda.
via sublingual
Via sublingual
  • Os medicamentos são colocados sob a língua, o cliente não deve enxaguar a boca;
  • Orientar para que o cliente abstenha-se de engolir saliva por alguns minutos.
via sonda nasog strica ou gastrostomia
Via sonda nasogástrica ou gastrostomia
  • É a administração de medicamentos por sonda nasogástrica, quando utilizada em cliente inconsciente ou incapacitado de deglutir.
via retal
Via Retal
  • É a introdução de medicamentos através do ânus, sob a forma de de supositório e clister medicamentoso. Ex. Clister glicerinado – aproximadamente 500 ml
  • Esta via é prescrita para drogas que seriam irritativas por outras vias, ou para clientes inconscientes, que tenham vômitos freqüentes ou estejam impossibilitados de deglutir. Como a absorção desta via é incerta, a equipe de enfermagem deve estar atenta à resposta do cliente a medicação.
lembretes
Lembretes!!
  • Garantir a privacidade do cliente;
  • Colocar o cliente em posição de Sims;
  • Calçar luvas;
  • Separar as nádegas do cliente;
  • Orientar cliente a respirar fundo ao introduzir o supositório;
  • Introduzir o supositório numa profun-didade correspondente ao comprimento do dedo indicador;
slide14
Comprimir as nádegas evitando o retorno do supositório.
  • Retirar luvas, virando o lado interno para fora e assim reter os microor-ganismos.
  • Orientar para que o cliente retenha o supositório por 15 a 20 minutos. Quando o supositório for aplicado para aliviar gases intestinais, o cliente pode expeli-lo a qualquer momento.
via ocular
Via Ocular
  • Aplicação de colírios ou pomadas.
  • Finalidade de dilatar ou contrair as pupilas, acelera a cicatrização, combater infecção, lubrificar os olhos. Diminuir a congestão ocular.
  • Lembretes: puxar a pele periorbitária com o dedo indicador, expondo o saco conjuntival, pingando a medicação.
  • Solicitar que o cliente feche os olhos e faça movimentos giratórios do globo ocular após aplicação da medicação.
via auricular
Via Auricular
  • Aplicação de medicamentos no ouvido externo;
  • Finalidade de aliviar a dor, a inflamação, a congestão, combater infecções ou amolecer cerume.
  • Lembrete! Cuidados na administração:
  • Usar medicamento à temperatura ambiente. Tracionar o pavilhão auricular para cima e para trás nos adultos, introduzindo a medicação e nas crianças para baixo e para trás.
via nasal
Via Nasal
  • Consiste em levar à mucosa nasal o medicamento, para aliviar congestão nasal, tratar infecções e facilitar a respiração.
  • Cuidados na administração: Orientar o cliente a respirar pela boca. Direcionar o conta-gotas para a linha média da concha superior do osso etmóide, aplicando a medicação.
via vaginal
Via Vaginal
  • É a introdução e absorção de medicamentos no canal vaginal. O medicamento pode ser introduzido sob a forma de: óvulos, lavagens, irrigações, geléias,cremes ou géis.
  • Absorção: Não é absorvida pelo TGI
  • Metabolismo e excreção: Eliminada pelas fezes
  • Cuidados na administração: Manter a privaci-dade da cliente. Introduzir a medicação com aplicador individual, aproximadamente 4 cm. O aplicador deve ser introduzido lubrificado, em direção ao sacro, no sentido para baixo e para trás. Orientar a cliente a realizar a auto-aplicação.
via t pica ou cut nea
Via tópica ou cutânea
  • É a aplicação de medicamentos por fricção na pele, como: escabicidas, anti-sépticos, pediculicidas, antimicóticos e outros, na forma de: solução tópica, pomada, creme, shampoo, sabonete, loção, gel, linimentos, pó e tintura.
  • Aplicação de sistema transdérmico: hormônios para terapia de reposição, anticoncepcionais, nicotina para auxiliar no abandono do tabagismo, na forma de adesivos.
slide20
Cuidados na administração: Aplicar sobre a pele limpa e seca. Não encostar a abertura do frasco ou pomada na pele do cliente. Observar sinais de alteração de cor, tumefação, exantema ou outros sinais visíveis.
  • Os adesivos devem ser colocados alternando os locais de aplicação, sempre em pele lisa, fina, seca e sem pelos. Nunca aplicar nas mamas.
administra o de medicamentos a superf cies epiteliais
Administração de Medicamentos a Superfícies Epiteliais
  • Chamada de Via Percutânea. Os medicamentos, assim administrados são facilmente absorvidos pelo organismo, já que atravessam facilmente a barreira celular (membrana) e chegam ao plasma sanguíneo, cumprindo sua finalidade.
  • Utiliza-se essa forma de administração quando é necessário obter um efeito local, sistêmico ou ambos. O efeito local é através da aplicação tópica, mas a absorção transdérmica pode causar efeitos sistêmicos.
  • Vias de administração: Vaginal, Cutânea, Nasal, Auricular e Ocular.
  • Nunca esqueça!!Regra dos cinco certos: Cliente certo, Medicamento certo, Dose certa, Via de Administração certa e Horário certo.
cuidados de enfermagem
Cuidados de Enfermagem
  • Pacientes Independentes:
  • Instruir o cliente quanto ao uso da medicação, conforme prescrição (doses, horários, efeitos colaterais). Não interromper o tratamento, mesmo que alcance melhora. Quando esquecida um dose, fazê-la tão logo seja possível. As doses esquecidas não devem ser dobradas. O medicamento e doses não devem ser compartilhadas. Cuidado com o uso concomitante com outras drogas.
  • Pacientes dependentes:
  • Lavagem das mãos, preparo do material que será utilizado, lavagem das mãos, esclarecer o cliente sobre o procedimento, expor o local onde será aplicada a medicação, aplicar a medicação, observar reações do cliente, lavagem das mãos, guardar material, fazer anotações e lavagem das mãos.
slide23
“Sempre que te perguntarem se podes fazer um trabalho, responde que sim e te ponhas em seguida a aprender como se faz”

FRANKLIN DELANO ROOSEVELT

ad