QUÍMICA 3
This presentation is the property of its rightful owner.
Sponsored Links
1 / 9

QUÍMICA 3 AULAS 1 E 2 – TEORIA ATÔMICO MOLECULAR PowerPoint PPT Presentation


  • 120 Views
  • Uploaded on
  • Presentation posted in: General

QUÍMICA 3 AULAS 1 E 2 – TEORIA ATÔMICO MOLECULAR. MASSA ATÔMICA. Massa atômica é a massa relativa a um átomo. Sua unidade, por convenção, é a unidade de massa atômica, representada pelo símbolo u . É determinada pela seguinte relação:

Download Presentation

QUÍMICA 3 AULAS 1 E 2 – TEORIA ATÔMICO MOLECULAR

An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

Presentation Transcript


Qu mica 3 aulas 1 e 2 teoria at mico molecular

QUÍMICA 3

AULAS 1 E 2 – TEORIA ATÔMICO MOLECULAR


Qu mica 3 aulas 1 e 2 teoria at mico molecular

MASSA ATÔMICA

Massa atômica é a massa relativa a um átomo. Sua unidade, por convenção, é a unidade de massa atômica, representada pelo símbolo u. É determinada pela seguinte relação:

Massa atômica (A) = número atômico (Z) + número de nêutrons

A massa atômica é determinada em relação ao átomo de Carbono, cuja massa convencionou-se que é 12u. De posse disso, determinou-se a massa atômica de todos os outros átomos, em proporção com o átomo de Carbono.


Qu mica 3 aulas 1 e 2 teoria at mico molecular

MASSA ATÔMICA relativa dos isótopos de um elemento

A massa relativa entre os Isótopos (átomos com mesmo Z, em que só a massa e a carga variam) de um elemento é dada pela média ponderada entre as massas de cada isótopo e sua respectiva abundância no ambiente. Vejamos o exemplo:

O Cloro possui dois Isótopos: o 35Cl , que corresponde a 75% da quantidade de Cl no ambiente (abundância), e o 37Cl, que corresponde a 25% (Valores de abundância aproximados). Sendo assim, temos:

Massa Atômica Relativa =

Com isso, temos que a massa relativa dos Isótopos do Cloro é 35,5u. Perceba que é a massa relativa que vemos na tabela periódica e é ela que iremos usar em nossos cálculos futuros.


Qu mica 3 aulas 1 e 2 teoria at mico molecular

Massa em gramas de 1u– constante de Avogadro

Experimentalmente, determinou-se que a massa de 1u em gramas (g) vale g. Porém, como ficava extremamente trabalhoso fazer cálculo de posse de um número tão pequeno, Amadeo Avogadro determinou a unidade mais importante da química, o mol, com uma simples regra de três. Avogadro determinou o mol como sendo o correspondente em gramas da massa atômica de um elemento, ou seja, para o H, de A = 1u, temos que 1 mol H = 1g, para o C, de A = 12u, temos que 1 mol C = 12g, e assim por diante. Vejamos como procedeu Avogadro:

Exemplo: Quantos átomos de H temos em 1 mol deste elemento?

Átomo de H

Multiplicando-se em cruz, temos:


Qu mica 3 aulas 1 e 2 teoria at mico molecular

Massa em gramas de 1u– constante de Avogadro

Mas, o que representa este número encontrado? Vejamos outro exemplo para ver se esclarecemos melhor nossas idéias:

Exemplo 2: Quantos átomos de C temos em 1 mol deste elemento?

Primeiramente, temos que nos atentar que a massa de 1u é g. Como o carbono tem massa atômica 12u, precisamos multiplicar por 12, pois, repito, g é a massa de 1u. Sendo assim:

Será mera coincidência?


Qu mica 3 aulas 1 e 2 teoria at mico molecular

Massa em gramas de 1u– constante de Avogadro

Para tirar qualquer receio, vamos extrapolar. O Flúor (F) possui massa atômica 19u.

Exemplo 3: Quantos átomos de F há em 1 mol deste elemento?

Podemos ver que não é mera coincidência. O número é uma constante. Damos a esta cons´tante o nome de Número ou Constante de Avogadro, e ela indica o número de partículas (átomos, moléculas...) que existem em 1 mol de substância. Sendo assim, temos em 2 mol de substâncias o dobro de partículas que temos em 1 mol, em 3 mol, o triplo, e assim por diante...


Qu mica 3 aulas 1 e 2 teoria at mico molecular

Decorrências da constante de avogadro

Exemplo 1: Quantos íons H+ temos em 1 mol de H2SO4 aquoso?

Perceba que, primeiro, há 2 H na fórmula do H2SO4 , há, portanto, 2 mols de H. Se em cada mol de H há

átomos de H, em 2 mols teremos o dobro, .

Observação: Seja em química, física ou matemática, opte sempre pela segunda representação, que usa o número entre 1 e 10. Esta representação é chamada “Notação científica”, e é tipo uma “linguagem universal” matemática. Não que esteja errado representar da primeira forma, mas não está totalmente certo. Facilite o trabalho de quem vê suas contas!


Qu mica 3 aulas 1 e 2 teoria at mico molecular

MASSA MOLAR

Massa Molar (M.M ou somente M) é a massa de um mol de qualquer substância. É o correspondente em gramas da massa em u propriamente dito.

Exemplos:

MH = 1g/mol

MC = 12g/mol

MCO = MC + MO = 12 + 16 = 28g/mol

MH2O = 2.MH + MO = 2.1 + 16 = 18g/mol


Qu mica 3 aulas 1 e 2 teoria at mico molecular

Resumo geral – teoria atômico molecular

Massa Atômica é a massa de 1 átomo ou molécula dada em u.

Massa Atômica relativa entre Isótopos é a média ponderada entre as massas dos isótopos e suas respectivas abundâncias no meio.

Constante de Avogadro = partículas/mol de substância.

Massa molar (M) é a massa de 1 mol de substância.


  • Login