XXIX CNMAC
This presentation is the property of its rightful owner.
Sponsored Links
1 / 33

ENCONTRO COM O MUNDO NÃO EUCLIDIANO PowerPoint PPT Presentation


  • 45 Views
  • Uploaded on
  • Presentation posted in: General

XXIX CNMAC Congresso Nacional de Matemática Aplicada e Computacional. ENCONTRO COM O MUNDO NÃO EUCLIDIANO. Sergio Alves – IME USP Luiz Carlos dos Santos Filho – Licenciado IME. A quem se destina?. Professores do ensino médio !. Alunos do ensino médio e graduação.

Download Presentation

ENCONTRO COM O MUNDO NÃO EUCLIDIANO

An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

Presentation Transcript


Encontro com o mundo n o euclidiano

XXIX CNMAC

Congresso Nacional de Matemática

Aplicada e Computacional

ENCONTRO COM O MUNDO

NÃO EUCLIDIANO

Sergio Alves – IME USP

Luiz Carlos dos Santos Filho – Licenciado IME


Encontro com o mundo n o euclidiano

A quem se destina?

  • Professores do ensino médio !

  • Alunos do ensino médio e graduação.


Postulados de euclides

Postulados de Euclides

  • Pode-se traçar uma linha reta de qualquer ponto a qualquer ponto.

  • Pode-se prolongar uma linha reta continuamente em linha reta.

  • Pode-se traçar uma circunferência com qualquer centro e qualquer raio.

  • Todos os ângulos retos são iguais.

  • Se uma linha reta que intercepte duas linhas retas faz ângulos internos de um mesmo lado menores que dois ângulos retos, então as duas linhas retas, se prolongadas indefinidamente, encontram-se num ponto daquele lado em que os ângulos são menores que dois ângulos retos.


Resultados do livro i de euclides provados sem a utiliza o do quinto postulado

Resultados do Livro I de Euclides provados sem a utilização do quinto postulado

  • Transporte de segmentos (I.3)

  • Transporte de ângulos (I.23)

  • Congruência de triângulos

  • LAL (I.4) LLL(I.8) ALA(I.26) LAA0(I.26)

  • Triângulo isósceles (I.5 e I.6)

  • Mediatriz e bissetriz (I.9 e I.10)

  • Existência da perpendicular (I.11 e I.12)

  • Teorema do ângulo externo (I.16)

  • Desigualdades geométricas (I.17, I.18, I.19, I.20, I.24, I.25)

  • Ângulos alternos-internos iguais implica paralelismo (I.27)

  • Ângulos internos iguais a 2 retos implica paralelismo (I.28)

  • Existência da paralela (I.31)


Proposi o i16

Proposição I16


Axiomas da geometria plana segundo hilbert

Axiomas da Geometria Planasegundo Hilbert

Termos primitivos: ponto, reta, incidente, estar entre, congruente.

Axiomas de Incidência

I1. Para todo ponto P e todo ponto Q, Q distinto de P, existe uma única reta incidente com P e Q.

I2. Para toda reta r existem pelo menos dois pontos distintos incidentes com r.

I3. Existem três pontos distintos tais que nenhuma reta é incidente com todos os três.


Axiomas da geometria plana segundo hilbert1

Axiomas da Geometria Planasegundo Hilbert

Axiomas de Estar Entre

B1. Se A – B – C, estão A, B, C são três pontos distintos incidentes numa mesma reta e vale C – B – A.

B2. Dados quaisquer dois pontos distintos B e D, existem pontos A, C e E incidentes com a reta BD tais que A – B – D, B – C – D e B – D – E.

B3. Se A, B, C são três pontos distintos incidentes numa mesma reta, então um e somente um dos pontos está entre os outros dois.

B4. (Separação do plano) Para toda reta r e quaisquer três pontos A, B, C fora de r:a) Se A e B estão do mesmo lado de r e B e C estão do mesmo lado de r, então A e C estão do mesmo lado de r.b) Se A e B estão em lados opostos de r e B e C estão em lados opostos de r, então A e C estão do mesmo lado de r.


Axiomas de congru ncia

Axiomas de Congruência

C1. Se P e Q são pontos distintos e se A é um ponto qualquer, então para toda semi-reta r com origem A existe um único ponto B sobre r tal que B é distinto de A e ABPQ.

C2. Se ABCD e ABEF, então CDEF. Além disso, todo segmento é congruente a si mesmo.

C3. Se A – B – C, P – Q – R, ABPQ e BCQR então ACPR.

C4. Dados um ângulo arbitrário EDF e uma semi-reta qualquer AB com origem A, existe uma única semi-reta AC, com C num dado lado da reta AB, tal que BAC EDF.

C5. Se A  B e A  C, então B  C. Além disso, todo ângulo é congruente a si mesmo.

C6. (Critério LAL de congruência de triângulos) Se dois lados e o ângulo incluído de um triângulo são congruentes, respectivamente, a dois lados e o ângulo incluído de outro triângulo, então os dois triângulos são congruentes.


Axioma de continuidade dedekind axioma de paralelismo

Axioma de Continuidade (Dedekind)Axioma de Paralelismo

  • Suponha que o conjunto de todos os pontos incidentes com uma reta r é a união disjunta de dois subconjuntos não vazios tais que nenhum ponto de um dos subconjuntos está entre dois pontos do outro subconjunto. Então existe um único ponto O sobre r tal que um dos subconjuntos é a semi-reta de r com origem O e o outro subconjunto é o seu complementar.

  • Para toda reta r e todo ponto P fora de r, existe no máximo uma reta m que passa por P e é paralela a r.


Encontro com o mundo n o euclidiano

Propriedades dos axiomas

Completude: significa que tudo que será usado na teoria está propriamente contido nos axiomas, de maneira que não haverá hipóteses tácitas.

Consistência: significa que é impossível deduzir dois teoremas contraditórios a partir dos axiomas.

Independência: significa que nenhum dos axiomas é uma conseqüência dos outros.

Categórico: todos os exemplos (modelos) da teoria axiomática em questão são, em um certo sentido, equivalentes (isomorfos).


Cronologia das fontes

Cronologia das Fontes


Cronologia das tentativas de provas do postulado das paralelas

Cronologia das tentativas de provas do Postulado das Paralelas


Tentativa de farkas bolyai

Tentativa de Farkas Bolyai

Dado um ponto P fora da reta l, sejam PQ perpendicular a l em Q e m perpendicular a PQ em P. Seja n uma reta passando por P, n distinta de m e de PQ. Devemos mostrar que n intercepta l. Sendo A um ponto qualquer entre P e Q, tome B o único ponto tal que A – Q – B e AQ  QB. Seja R o pé da perpendicular a n traçada a partir de A. Seja C o único ponto tal que A – R – C e AR  RC. Então A, B e C são não colineares e, portanto, existe uma circunferência  passando por eles. Desde que l e n são as mediatrizes de AB e AC, respectivamente, l e n se interceptam no centro de .


Proposi es equivalentes ao postulado das paralelas

Proposições equivalentes ao Postulado das Paralelas

  • Se duas retas são intersectadas por uma transversal de modo que a soma das medidas dos dois ângulos internos de um dos lados da transversal é menor que 180, então as duas retas se cortam daquele lado da transversal.

  • Para toda reta r e todo ponto P fora de r, existe no máximo uma reta m que passa por P e é paralela a r.

  • Se uma reta intersecta uma de duas retas paralelas, então também intersecta a outra.

  • Se r // t e s // t, então r // s.

  • Se duas retas são paralelas, então os pares de ângulos alternos-internos definidos por uma transversal são congruentes.

  • Se t  r e r // s , então t  s.

  • Se u // v, r  u e s  v, então ou r = s ou r // s.


Proposi es equivalentes ao postulado das paralelas1

Proposições equivalentes ao Postulado das Paralelas

  • Existe um triângulo cuja soma das medidas de seus três ângulos é igual a 180.

  • Existe um retângulo.

  • A soma das medidas dos três ângulos de qualquer triângulo é igual a 180.

  • A soma das medidas dos quatro ângulos de qualquer quadrilátero convexo é igual a 360.

  • Todo ângulo inscrito em uma semi-circunferência é reto.

  • Se BAC é um ângulo reto, então A pertence à circunferência de diâmetro BC.

  • Se A, B e C são pontos pertencentes a uma circunferência de centro O tal que A e O estão do mesmo lado de BC, então m (BAC) = m (BOC) / 2.


Proposi es equivalentes ao postulado das paralelas2

Proposições equivalentes ao Postulado das Paralelas

  • Retas paralelas são eqüidistantes.

  • O lugar geométrico dos pontos de um determinado lado de uma reta r e que são eqüidistantes de r é uma reta.

  • Existe um par de retas eqüidistantes.

  • A distância entre um par de retas paralelas é limitada.

  • Dados um ABC e um segmento DE, existe um triângulo DEF que é semelhante a ABC.

  • Existe um par de triângulos semelhantes não congruentes.

  • Dados um ângulo A e um ponto D em seu interior, qualquer reta que passa por D intersecta ao menos um lado do A.


Proposi es equivalentes ao postulado das paralelas3

Proposições equivalentes ao Postulado das Paralelas

  • Dados um ângulo agudo A e um ponto D em seu interior, existe uma reta que passa por D, mas não por A, e que intersecta ambos os lados do A.

  • Existe um ângulo agudo A tal que todo ponto D em seu interior pertence a uma reta que intersecta ambos os lados do A, mas não em A.

  • Dado um ângulo agudo ABC, a perpendicular à reta AB por um ponto D na semi-reta AB, D distinto de A, intersecta também a semi-reta AC.

  • Existe um ângulo agudo BAC tal que a perpendicular à reta AB por um ponto D na semi-reta AB, D distinto de A, intersecta também a semi-reta AC.

  • As mediatrizes dos três lados de um triângulo são concorrentes.


Proposi es equivalentes ao postulado das paralelas4

Proposições equivalentes ao Postulado das Paralelas

  • Dados três pontos não colineares A, B e C, existe uma circunferência que os contém.

  • Existe um ponto eqüidistante de quaisquer três pontos não colineares.

  • Duas paralelas quaisquer possuem uma perpendicular comum.

  • Existe um triângulo cuja área é maior do que qualquer valor dado a priori.


Encontro com o mundo n o euclidiano

Quadrilátero de Saccheri

C

D

AD = BC

A

B

  • Ângulos de vértices C e D agudos (hipótese do ângulo agudo).

  • Ângulos de vértices C e D obtusos (hipótese do ângulo obtuso).

  • Ângulos de vértices C e D retos (hipótese do ângulo reto).


Encontro com o mundo n o euclidiano

Resultados de Saccheri

  • Se uma das hipóteses é válida para um quadrilátero de Saccheri, então ela é válida para todo quadrilátero de Saccheri.

  • Sob a hipótese do ângulo reto, obtuso ou agudo, a soma das medidas dos três ângulos de um triângulo é respectivamente, igual, maior ou menor que 180.

  • Se existe um triângulo cuja soma das medidas de seus ângulos é igual, maior ou menor que 180 então temos, respectivamente, a validade da hipótese do ângulo reto, obtuso ou agudo.

  • Duas retas quaisquer ou são concorrentes, ou possuem uma perpendicular comum, ou são assintóticas.


Encontro com o mundo n o euclidiano

Início das Geometrias Não Euclidianas

1829 - On the principles of Geometry

Nicolai Lobachevsky

(1792-1856)

Gauss

(1777-1855)

Janos Bolyai

(1802-1860)


Encontro com o mundo n o euclidiano

Geometria Hiperbólica

Postulado Hiperbólico

Existe uma reta r e existe um ponto P fora de r, tais que pelo menos duas retas distintas paralelas a r passam por P.

Conseqüências

Para toda reta r e todo ponto P fora de r, pelo menos duas retas distintas paralelas a r passam por P.

Retângulos não existem.

A soma das medidas dos três ângulos de qualquer triângulo é menor que 180.

Se dois triângulos são congruentes então eles são semelhantes.

Existe uma constante positiva K tal que para todo triângulo ABC, Área ( ABC) = (π / 180) K2 [180 - A - B - C]


Paralelas na geometria hiperb lica

Paralelas na Geometria Hiperbólica


Paralelas na geometria hiperb lica1

Paralelas na Geometria Hiperbólica


Encontro com o mundo n o euclidiano

Geometria Hiperbólica

Questão 1. O postulado hiperbólico leva a alguma contradição?

Questão 2. É a geometria hiperbólica frutífera, útil, interessante?

Teorema: Se a geometria euclidiana é consistente então o mesmo é verdadeiro para a geometria hiperbólica.

Conseqüência: Se a geometria euclidiana é consistente então o postulado das paralelas é independente dos outros postulados.


Encontro com o mundo n o euclidiano

Modelos

Henri Poincaré

Eugenio Beltrami

Felix Klein

Alemanha 1849 - 1925

Itália 1835 - 1900

França 1854 - 1912

Um modelo para um sistema axiomático formal é uma interpretação dos termos primitivos segundo o qual os postulados tornam-se proposições verdadeiras.


Encontro com o mundo n o euclidiano

Pseudoesfera e Esfera


Encontro com o mundo n o euclidiano

PoincaréCiência e Hipótese (1902)

Distância Comprimento

01.0000

1/2 R0.7500

3/4 R0.4375

7/8 R0.2348

1 metro

Nós


Encontro com o mundo n o euclidiano

Poincaré

Ciência e Hipótese (1902)

metro


Encontro com o mundo n o euclidiano

Paralelas no modelo de Poincaré


Encontro com o mundo n o euclidiano

Outros modelos


Encontro com o mundo n o euclidiano

Vivemos no mundo hiperbólico?


  • Login