An lise da gest o e organiza o da aten o b sica em sa de do munic pio de tr s rios rj
This presentation is the property of its rightful owner.
Sponsored Links
1 / 15

ANÁLISE DA GESTÃO E ORGANIZAÇÃO DA ATENÇÃO BÁSICA EM SAÚDE DO MUNICÍPIO DE TRÊS RIOS/RJ PowerPoint PPT Presentation


  • 75 Views
  • Uploaded on
  • Presentation posted in: General

ANÁLISE DA GESTÃO E ORGANIZAÇÃO DA ATENÇÃO BÁSICA EM SAÚDE DO MUNICÍPIO DE TRÊS RIOS/RJ . Renata Odete de Azevedo Souza Coordenadora de Programas em Saúde SMS Três Rios; Enfermeira Fiscal COREN RJ; mestre em Ciências pela ENSP/FIOCRUZ . Introdução.

Download Presentation

ANÁLISE DA GESTÃO E ORGANIZAÇÃO DA ATENÇÃO BÁSICA EM SAÚDE DO MUNICÍPIO DE TRÊS RIOS/RJ

An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

Presentation Transcript


An lise da gest o e organiza o da aten o b sica em sa de do munic pio de tr s rios rj

ANÁLISE DA GESTÃO E ORGANIZAÇÃO DA ATENÇÃO BÁSICA EM SAÚDE DO MUNICÍPIO DE TRÊS RIOS/RJ

Renata Odete de Azevedo Souza

Coordenadora de Programas em Saúde SMS Três Rios;

Enfermeira Fiscal COREN RJ;

mestre em Ciências pela ENSP/FIOCRUZ


Introdu o

Introdução

  • Estudo de caso sobre a política e a configuração da Atenção Básica em Saúde no município de Três Rios.


Objetivo geral

Objetivo geral

  • Analisar a Atenção Básica em Saúde do município de Três Rios/RJ, na perspectiva da gestão e da organização do sistema de saúde.


Objetivos espec ficos

Objetivos específicos

  • Descrever o contexto de implantação da política de Atenção Básica no município;

  • Caracterizar a configuração e organização da Atenção Básica do município;

  • Analisar a situação atual de implementação e a inserção da Estratégia de Saúde da Família no sistema de saúde do município;

  • Identificar as possibilidades e limites da Atenção Básica em Saúde no município.


Metodologia

Metodologia

  • 4 Eixos ou categorias de análise:

  • Contexto político institucional

  • Configuração e organização da atenção básica

  • Estrutura e condições de funcionamento das Unidades de Saúde da Família

  • Articulação entre os serviços de saúde


Munic pio de tr s rios

Município de Três Rios

Fonte: Tribunal de Contas do Estado do Rio de Janeiro (TCE, 2007).


Resultados caracter sticas locais

Resultados – características locais

  • Política de saúde sofreu indução por agentes externos:

  • Ministério Público e Poder Judiciário;

  • Ministério da Saúde: instituição de programas e estratégias - transferência de recursos financeiros, principalmente AB.


An lise da gest o e organiza o da aten o b sica em sa de do munic pio de tr s rios

Composição do PAB variável, 1998 a 2009, Três Rios/RJ (R$ de 2009)


Resultados

Resultados

  • Despesa municipal de 15% da arrecadação fiscal;

  • Aumento do aporte de recursos municipais destinados à Atenção Básica;

  • Forte dependência das transferências intergovernamentais;


An lise da gest o e organiza o da aten o b sica em sa de do munic pio de tr s rios

Percentual de recursos próprios aplicados em ações e serviços públicos de saúde entre 2002 e 2008, Três Rios/RJ

Percentual da participação das transferências SUS no total da despesa com saúde, entre 2002 e 2008, Três Rios/ RJ


Resultados1

Resultados

  • AB configurada pela Estratégia de Saúde da Família, policlínicas como importantes unidades de atendimento (população fora de área de abrangência da ESF);

  • Ações básicas de saúde ofertadas de forma centralizada nas policlínicas;

  • Dificuldades de acesso da população fora da área da ESF.


Resultados2

Resultados

  • O funcionamento da UPA expressa problemas da Atenção Básica (pacientes atendidos de baixa complexidade).

  • O papel da UPA como intermediária de encaminhamentos de pacientes.


Resultados3

Resultados

  • Unidades de saúde da família com infraestrutura inadequada e equipamentos em más condições de uso.

  • Profissionais médicos pouco inseridos e envolvidos na equipe multiprofissional.

  • Modelo de atenção fortemente centrado no atendimento médico individual.


Desafios

Desafios

  • Instituição de instâncias formalizadas de discussão e de mecanismos de coordenação;

  • Implantação de novas unidades de saúde da família e a adequação das unidades existentes;

  • Políticas de valorização dos profissionais;

  • Reorganização do atendimento das unidades de saúde da família.


An lise da gest o e organiza o da aten o b sica em sa de do munic pio de tr s rios

“O ignorante afirma, o sábio duvida, o sensato reflete.” Aristóteles


  • Login